Questões de Português da FEI (Vestibular 2018/2) com Gabarito

Questões de Português da FEI (Vestibular 2018/2) com Gabarito

Os trechos apresentados abaixo foram retirados do livro Mayombe, do escritor angolano Pepetela. Leia-os atentamente, observando possíveis diferenças entre o português do Brasil e o de Angola.

1. “O Comissário voltou para junto do Comandante e do Chefe de
Operações. Momentos depois, fazia sinal a Teoria. O professor
levantou-se e uma dor aguda subiu-lhe pelo joelho até ao ventre.
Sentiu que não poderia ir muito longe. A escuridão relativa escondialhe
5. as feições e ninguém se apercebeu da careta. Procurou andar
normalmente e aproximou-se dos três responsáveis.

O Comandante Sem Medo contemplou-o fixamente, enquanto o
professor se sentava, gritando calado para esconder as dores
insuportáveis. Estou arrumado, pensou.

10. — É inútil armares em forte – disse Sem Medo. – Topa-se bem que
estás à rasca, embora tentes esconder. Não vejo qual é o mal de
reconheceres que não podes continuar. Serás um peso-morto para
nós.

Teoria esboçou um gesto de irritação.

15. — Eu é que sei como me sinto. Afirmo que posso continuar. Já fui
tratado e amanhã melhoro. É evidente que nada está partido, é só um
esfolamento sem gravidade. Mesmo o perigo de infecção está
afastado.

— Se amanhã encontramos o inimigo – disse o Comissário – e for
20. necessário retirar rapidamente, tu não poderás correr.
 — Querem que corra aqui para provar que poderei?
— Sou contra a tua participação – repetiu o Comissário. – Não vale
a pena insistir. (...) O problema é que se trata duma operação de guerra
e não dum passeio. Num passeio, um tipo pode agir contra toda a
25. razão, só porque lhe apetece ir pela esquerda em vez de ir pela direita.”
(PEPETELA. Mayombe. 5ª ed. Lisboa: Dom Quixote, 1993, p. 03)

QUESTÃO 01
(FEI 2018) Considere que os personagens lutam pela independência de Angola, país colonizado por Portugal até 1975. Cada personagem recebe um nome segundo sua função no grupo.

Os personagens que aparecem nesse trecho são:

(A) Teoria, Sem Medo, Comissário, Chefe de Operações e Comandante.
(B) Teoria e Comissário.
(C) Teoria, Comissário, Chefe de Operações e Comandante Sem Medo.
(D) Teoria, Sem Medo, Comissário, Comandante.
(E) Teoria, Comissário, Chefe de Operações.

Resposta.

QUESTÃO 02
(FEI 2018) O trecho acima gira em torno da possível participação de Teoria em uma ação contra os colonizadores. A leitura atenta permite inferir que:

(A) o Comandante não queria, antes mesmo do ferimento de Teoria, a sua participação naquela ação.
(B) Teoria tem ascendência sobre o grupo, por suas qualidades intelectuais e morais.
(C) o grupo é bastante vulnerável e não consegue organizar suas ações de modo eficiente.
(D) os objetivos da ação devem se sobrepor aos sentimentos e desejos dos indivíduos.
(E) o medo de Teoria de se envolver na ação programada o faz fingir dor e sofrimento.

Resposta.

QUESTÃO 03
(FEI 2018) A linguagem do romance permite que o livro seja identificado com o estilo literário:

(A) árcade
(B) romântico
(C) barroco
(D) clássico
(E) moderno

Resposta.

QUESTÃO 04
(FEI 2018) Observe: “O Comandante Sem Medo contemplou-o fixamente, enquanto o professor se sentava, gritando calado para esconder as dores insuportáveis. Estou arrumado, pensou” (linhas 07-09). Sobre o foco narrativo, assinale a alternativa correta:

(A) Está em terceira pessoa, o narrador é observador.
(B) O narrador é o protagonista.
(C) Está em terceira pessoa, o narrador é onisciente.
(D) Está em primeira pessoa, o narrador é observador.
(E) Está em primeira pessoa, o narrador é onisciente.

Resposta.

Segue outro fragmento de Mayombe:
1. “Eu, O Narrador, Sou Teoria.
Nasci na Gabela, na terra do café. Da terra recebi a cor escura de
café, vinda da mãe, misturada ao branco defunto do meu pai,
comerciante português. Trago em mim o inconciliável e é este o meu
5. motor. Num Universo de sim ou não, branco ou negro, eu represento o
talvez. Talvez é não, para quem quer ouvir sim e significa sim para
quem espera ouvir não. A culpa será minha se os homens exigem a
pureza e recusam as combinações? Sou eu que devo tornar-me em
sim ou em não? Ou são os homens que devem aceitar o talvez? Face
10. a este problema capital, as pessoas dividem-se aos meus olhos em
dois grupos: os maniqueístas e os outros. É bom esclarecer que raros
são os outros, o Mundo é geralmente maniqueísta.”
(PEPETELA. Mayombe. 5ª ed. Lisboa: Dom Quixote, 1993, p. 03)

QUESTÃO 05
(FEI 2018) Em “Nasci na Gabela, na terra do café” (linha 02), o termo em destaque, que modifica o verbo “nascer”, é classificado como:

(A) objeto direto
(B) objeto indireto
(C) adjunto adnominal
(D) adjunto adverbial
(E) complemento nominal

Resposta.

QUESTÃO 06
(FEI 2018) O “inconciliável” que o narrador diz trazer em si mesmo faz referência:

(A) ao fato de Teoria ser filho de mãe negra, africana, e de paibranco, português.
(B) à terra de Gabela, onde Teoria afirma ter nascido.
(C) à rejeição que Teoria sente por sua origem.
(D) ao ódio de Teoria pela origem africana, negra, da mãe.
(E) à admiração de Teoria por sua origem.

Resposta.

QUESTÃO 07
(FEI 2018) Leia os dois períodos:

“Trago em mim o inconciliável e é este o meu motor. Num Universo de sim ou não, branco ou negro, eu represento o talvez” (linhas 04-06).

Se as duas asserções estivessem em um único período (“Trago em mim o inconciliável e é este o meu motor, __________ num Universo de sim ou não, branco ou negro, eu represento o talvez”), o conectivo que estabeleceria a relação mais adequada para o contexto seria:

(A) embora
(B) porque
(C) mas
(D) apesar de
(E) caso

Resposta.

QUESTÃO 08
(FEI 2018) Respeitando o contexto, ao questionar “Sou eu que devo tornar-me em sim ou em não? Ou são os homens que devem aceitar o talvez?” (linhas 8-9), o narrador:

(A) sugere o dilema de viver em um contexto dividido entre colonizados, negros, e colonizadores, brancos.
(B) evidencia a possibilidade de Teoria escolher entre lutar ao lado dos colonizados ou dos colonizadores.
(C) sugere que a realidade não mudará, porque negros e brancos, por natureza, vivem em conflito.
(D) projeta a certeza de que haverá um tempo em que negros e brancos viverão harmonicamente.
(E) mostra a sua dificuldade de aceitar que todas as pessoas são diferentes.

Resposta.

QUESTÃO 09
(FEI 2018) Considerando que não há sinônimo exato para qualquer que seja a palavra, “maniqueísta” (linha 12) poderia ser substituído, sem prejudicar o contexto, por:

(A) altruísta
(B) solidário
(C) acolhedor
(D) assustador
(E) dualista

Resposta.

QUESTÃO 10
(FEI 2018) O uso dos pronomes implica sentido para as frases. Em “as pessoas dividem-se aos meus olhos em dois grupos” (linhas 10-11), o pronome “se” mostra que o sujeito pratica a ação e recebe as consequências dela. Esse uso é conhecido por estar flexionado na:

(A) voz passiva
(B) voz reflexiva
(C) voz ativa analítica
(D) voz ativa sintética
(E) voz passiva sintética

Resposta.

Questões de Português da FEI (Vestibular 2018/2) com Gabarito Questões de Português da FEI (Vestibular 2018/2) com Gabarito Reviewed by Redação on julho 06, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.