Revalida 2017: Uma mulher com 72 anos de idade foi atendida na sala de emergência de um hospital

Revalida 2017: Uma mulher com 72 anos de idade foi atendida na sala de emergência de um hospital por apresentar quadro de dor abdominal com 24 horas de evolução. Ao exame físico, a paciente estava em bom estado geral, afebril, com frequência cardíaca = 88 bpm e pressão arterial = 150 x 95 mmHg; e seu abdome apresentava-se doloroso à palpação em fossa ilíaca esquerda, sem sinais de irritação peritonial. Foi realizada uma tomografia de abdome que evidenciou quadro de diverticulite aguda com imagem sugestiva de abscesso de 1,5 cm de diâmetro junto à parede do sigmoide e ausência de pneumoperitônio.

Diante desse quadro, a conduta adequada é

(A) exploração cirúrgica e antibioticoterapia.
(B) jejum, hidratação e antibioticoterapia.
(C) drenagem percutânea do abscesso.
(D) jejum, colonoscopia e biópsia.

QUESTÃO ANTERIOR:
Revalida 2017: Uma mulher com 32 anos de idade, no quinto dia de puerpério de parto normal, retorna à maternidade com queixa de dor intensa em panturrilha esquerda. Nega febre e, ao exame físico, observam-se: varizes em membros inferiores bilateralmente, panturrilha esquerda empastada com edema e aumento da temperatura local.

RESPOSTA:
(B) jejum, hidratação e antibioticoterapia.

PRÓXIMA QUESTÃO:
- Revalida 2017: Uma mulher com 50 anos de idade procura atendimento médico na Unidade Básica de Saúde, com queixa de astenia progressiva há 3 meses. Ela nega quaisquer outros sintomas e afirma não fazer uso de qualquer medicação. Está na menopausa há 2 anos, sem apresentar sangramento transvaginal. Não há relato de comorbidades ou de histórico familiar de diabetes, hipertensão ou neoplasias.

PESQUISAR OUTRA QUESTÃO

Comentários