Prova de Psicologia para Residência USP 2019 com Gabarito

Prova de Psicologia para Residência USP 2019 com Gabarito

QUESTÕES DE:
PORTUGUÊS/INTERPRETAÇÃO DE TEXTO (01 - 10)
CONHECIMENTO GERAL (11 - 20)

QUESTÃO 21
USP 2019: Sobre o processo histórico de constituição do hospital como lócus da prática médica (Foucault, 2014), é correto afirmar que, antes do século XVIII,

(A) o médico era quem definia a dinâmica institucional e administrativa dos hospitais europeus.

(B) a prática hospitalar era dirigida para a prevenção das doenças e a reabilitação dos doentes.

(C) o hospital era uma instituição de assistência, separação e exclusão dirigida aos pobres.

(D) a cura das doenças infecciosas e das doenças mentais era o objetivo terapêutico dos hospitais.

(E) o hospital intervinha sobre as doenças mais prevalentes na população economicamente mais rica.

RESPOSTA.

QUESTÃO 22
USP 2019: Considere os seguintes direitos atribuídos, no Brasil, à pessoa portadora de transtorno mental:

I. receber o maior número de informações a respeito de sua doença e de seu tratamento;

II. ser tratada, preferencialmente, em serviços hospitalares de saúde mental;

III. ter garantido o acesso livre aos meios de comunicação disponíveis;

IV. ter a reinserção social em seu meio, como finalidade permanente do tratamento.

Está correto apenas o que se afirma em

(A) I e IV.
(B) I, II e IV.
(C) I, III e IV.
(D) II e IV.
(E) II e III.

RESPOSTA.

QUESTÃO 23
USP 2019: De acordo com a Lei 10.216, a internação psiquiátrica involuntária

(A) é determinada pela Justiça, a partir do pedido de familiares ou da avaliação de periculosidade.

(B) pode ser autorizada pelo enfermeiro ou psicólogo responsável pelo serviço de saúde mental.

(C) é determinada pelo médico e pela Justiça, com o consentimento do usuário.

(D) deve ser comunicada ao Ministério Público Estadual no prazo de 72 horas.

(E) é determinada pelo médico plantonista, com o consentimento do usuário e dos familiares.

RESPOSTA.

QUESTÃO 24
USP 2019: A prática do psicólogo sofreu modificações nas últimas décadas, principalmente pela interação entre a Psicologia e Políticas Públicas. Nesse sentido, a Clínica Ampliada apresenta possibilidades de ampliação e de qualificação da inserção do psicólogo no contexto da Saúde. Em relação à anamnese e ao Projeto Terapêutico Singular (PTS), é correto afirmar:

(A) Se todos os membros da equipe fazem as mesmas perguntas e conversam da mesma forma, pode haver um grande acréscimo de informações para o PTS.

(B) É importante conhecer os projetos e os desejos do usuário, bem como analisar se as intenções do profissional estão de acordo com as demandas do usuário.

(C) Os determinantes sociais, como a moradia, a alimentação, o saneamento e a renda, não apresentam influência sobre os problemas de saúde.

(D) Na proposição do PTS, os profissionais definem o que é melhor para o usuário em relação à sua saúde.

(E) A participação, o protagonismo e a autonomia do usuário são diretrizes de pouca relevância para o Sistema Único de Saúde.

RESPOSTA.

QUESTÃO 25
USP 2019: O Apoio Matricial deve caracterizar‐se pela

(A) organização do processo de trabalho e ampliação do uso das tecnologias duras.

(B) compartimentalização do conhecimento e focalização nas especialidades médicas.

(C) divisão de responsabilidades e fragmentação das ações.

(D) discussão de casos e compartilhamento de ações e atendimentos.

(E) organização de fila de espera e redução progressiva das responsabilidades sanitárias.

RESPOSTA.

QUESTÃO 26
USP 2019: Segundo Dimenstein (2000), uma das consequências “da cultura profissional do psicólogo no campo da assistência pública à saúde diz respeito à psicologização dos problemas sociais”. No processo de psicologização dos problemas sociais, é correto afirmar que o psicólogo

(A) atua, atribuindo à sociedade a causalidade de todas as formas de sofrimento humano.

(B) realiza ampla leitura sobre os processos sociológicos inerentes à constituição da subjetividade.

(C) busca produzir maior integração com outros profissionais e com a comunidade.

(D) afasta‐se gradativamente do domínio de sua especificidade para alcançar uma visão integrada.

(E) retira de sua análise as dimensões políticas, históricas e culturais dos comportamentos.

RESPOSTA.

QUESTÃO 27
USP 2019: A formação do psicólogo ainda é marcada pelo modelo da prática psicológica liberal centrada no consultório e na esfera individual, o que traz uma série de desafios a serem superados pelo profissional no contexto da Saúde. Segundo Spink (2010), o psicólogo, ao inserir‐se em uma instituição, pode adotar uma postura de

(A) alteridade, no que diz respeito ao seu trabalho com os usuários e ao trabalho junto aos demais profissionais de saúde.

(B) oposição, na medida em que tem seu saber específico supervalorizado pelos usuários, mas não pelo médico.

(C) parceria, por meio da qual deve abster‐se de seus conhecimentos e técnicas em proveito de uma ação global sobre os hábitos de vida dos usuários.

(D) contradição, como ter sua agenda aberta para marcação de consultas individuais e delegar o preenchimento de prontuários aos profissionais de nível médio.

(E) potencialidade, principalmente por poder atuar sobre as demandas dos usuários, utilizando, nos seus atendimentos, as práticas privativas de outras profissões da saúde.

RESPOSTA.

QUESTÃO 28
USP 2019: Zimerman (2000) propõe a classificação de grupos de acordo com suas finalidades, como operativos ou terapêuticos.

Conforme o autor, um exemplo de grupos operativos seria:

(A) grupo de autoajuda para diabéticos.
(B) grupo de reflexão.
(C) psicodrama de grupo.
(D) grupo de autoajuda para alcoolistas.
(E) grupanálise.

RESPOSTA.

QUESTÃO 29
USP 2019: Segundo o Código de Ética Profissional, é vedado ao psicólogo

(A) assumir responsabilidades profissionais apenas por atividades para as quais esteja capacitado teórica, técnica e pessoalmente.

(B) prestar serviços profissionais em situações de emergência ou de calamidade pública, sem visar benefício próprio.

(C) colaborar com o trabalho dos psicólogos e de outros profissionais quando solicitado, salvo impedimento por motivo relevante.

(D) desviar para serviço particular as pessoas atendidas por instituição com a qual mantém qualquer vínculo profissional, visando ao benefício próprio.

(E) levar ao conhecimento das instâncias competentes o exercício ilegal ou irregular da profissão, bem como transgressões a princípios e diretrizes do Código ou da legislação profissional.

RESPOSTA.

QUESTÃO 30
USP 2019: O psicanalista inglês Wilfred R. Bion ficou conhecido por criar conceitos originais acerca das dinâmicas grupais, por exemplo:

(A) grupo com líder e ECRO.
(B) aparelho psíquico grupal e gestalt de grupo.
(C) ressonância e ilusão grupal.
(D) espaço transicional e pré‐tarefa.
(E) mentalidade grupal e supostos básicos.

RESPOSTA.

QUESTÃO 31
USP 2019: Na produção de documentos que embasam as atividades em equipe multiprofissional, o psicólogo

(A) registrará somente as informações necessárias para o cumprimento dos objetivos do trabalho.

(B) assinalará apenas a presença ou a ausência do usuário nas sessões de psicoterapia.

(C) fornecerá informações relativas à intimidade e/ou outros conteúdos pessoais da pessoa atendida.

(D) poderá emitir avaliações sobre o usuário sem embasar‐se em fundamentação e qualidade técnico‐científica.

(E) redigirá apenas as informações previamente compartilhadas com seu supervisor ou chefe, que autorizará seu registro.

RESPOSTA.

QUESTÃO 32
USP 2019: Para O campo e colaboradores (2005) e Arzeno (2003), o psicodiagnóstico é um procedimento importante na prática clínica. Porém, os autores divergem quanto ao

(A) número de etapas do psicodiagnóstico.
(B) modelo psicométrico, estabelecendo uma avaliação neutra e não objetiva.
(C) referencial teórico que embasa o psicodiagnóstico.
(D) objetivo do psicodiagnóstico.
(E) número de testes aplicados.

RESPOSTA.

QUESTÃO 33
USP 2019: Sobre a Educação interprofissional NÃO é correto afirmar:

(A) É uma estratégia para formar profissionais aptos para o trabalho em equipe.

(B) É uma estratégia que favorece o trabalho e a prática profissional fragmentada e não integrada.

(C) Aumenta a oferta de um cuidado integral, ao estimular o trabalho em equipe.

(D) Contribui para uma prática profissional mais integrada.

(E) É uma oportunidade de formação conjunta para o desenvolvimento de aprendizagem compartilhada.

RESPOSTA.

QUESTÃO 34
USP 2019: Segundo o artigo “Estratégias de diagnóstico e avaliação psicológica”, de Maria de Fátima Araújo (2007), NÃO é correto afirmar que a avaliação psicológica

(A) é um procedimento clínico que sofreu influência das correntes positivas e humanistas.

(B) envolve princípios teóricos, objetivos, métodos e técnicas de investigação tanto de personalidade quanto de função cognitivas.

(C) utiliza entrevistas, observações clínicas, testes psicológicos, técnicas projetivas e outros procedimentos, como jogos, desenhos, narrações de estórias e brincadeiras.

(D) é a escolha do método e dos instrumentos de acordo com o referencial teórico, objetivo e finalidade da avaliação.

(E) é um procedimento simples e, portanto, não necessita de uma formação e de um ensino voltados às disciplinas de avaliação psicológica.

RESPOSTA.

QUESTÃO 35
USP 2019: Sobre o trabalho em equipe, é correto afirmar que

(A) não traz bons resultados para a saúde, dificultando o cuidado prestado aos usuários, à família e à comunidade.

(B) contribuiu para um aumento no custo e nos procedimentos em saúde.

(C) viabiliza ações conjuntas entre equipe,serviços e a rede, por meio da comunicação e da troca de saberes de cada área.

(D) prejudica a troca de saberes específicos e dificulta a articulação de ações especializadas.

(E) não favorece a integralidade preconizada no sistema de saúde.

RESPOSTA.

QUESTÃO 36
USP 2019: Sobre a regulamentação dos CAPS e a atuação do psicólogo, NÃO está correto afirmar que os profissionais de psicologia

(A) compõem a equipe mínima nos CAPS I, II, III, AD e Infantil.

(B) realizam atendimentos em psicoterapia individual e em grupo.

(C) podem realizar plantões aos finais de semana e feriados.

(D) compõem a equipe técnica e multiprofissional.

(E) determinam a internação de um paciente em saúde mental.

RESPOSTA.

QUESTÃO 37
USP 2019: O medo e a angústia de ficar em espaços abertos, amplos, com muitas pessoas ou em espaços públicos, podem ser caracterizados como

(A) crise de ansiedade generalizada.
(B) labilidade de humor.
(C) claustrofobia.
(D) ansiedade mista.
(E) agorafobia.

RESPOSTA.

QUESTÃO 38
USP 2019: NÃO constitui características do matriciamento:

(A) novo modo de produzir saúde em que duas ou mais equipes, num processo de construção compartilhada, criam uma proposta de intervenção pedagógico‐terapêutica.

(B) encaminhamento ao especialista, um atendimento individual pelo profissional de saúde mental ou uma intervenção psicossocial coletiva realizados apenas pelo profissional de saúde mental.

(C) sistema de saúde que conta com equipe de referência e apoio matricial.

(D)suporte técnico especializado ofertado para equipe interdisciplinar, com o objetivo de qualificar e ampliar sua atuação e ações em saúde.

(E) promoção de retaguarda especializada da assistência, com suporte técnico‐pedagógico, vínculo interpessoal e apoio institucional no processo de construção coletiva dos projetos terapêuticos junto à população.

RESPOSTA.

QUESTÃO 39
USP 2019: Considere as seguintes afirmações sobre o contato inicial com o paciente:

I. A vestimenta adequada do profissional é importante para favorecer o contato inicial.

II. Cabe ao psicólogo demostrar respeito, não julgar e tentar estabelecer uma ligação de confiança.

III. Cabe ao psicólogo desconsiderar as suas variáveis psicológicas, pois de forma alguma elas interferem no contato inicial.

IV. Cabe ao psicólogo escutar com tranquilidade, perceber e se aproximar sem ser coercitivo, inquiridor ou detentor do saber.

V. Cabe ao psicólogo observar como o paciente trata a si próprio, como se veste, como se expressa verbalmente e não verbalmente, sua linguagem corporal e o conteúdo daquilo que comunica.

Está correto o que se afirma em

(A) II, IV e V, apenas.
(B) I, II e III, apenas.
(C) I, II, III e IV, apenas.
(D) I, III e V, apenas.
(E) I, II, III, IV e V.

RESPOSTA.

QUESTÃO 40
USP 2019: O autor Dalgalarrondo (2000) inicia sua definição sobre “delírio” chamando a atenção do leitor para que se realize uma diferenciação sobre outro conceito, debatido por ele como originário da ignorância, do julgamento apressado e baseado em premissas falsas. Esse outro conceito é

(A) o erro.
(B) a alucinação.
(C) o sonho.
(D) o equívoco.
(E) a distopia.

RESPOSTA.

QUESTÃO 41
USP 2019: Sobre o exame do estado mental, há um consenso de que as principais alterações envolvem sinais e/ou sintomas nas seguintes áreas da conduta humana:

(A) atenção, memória, orientação, raciocínio lógico, pensamento, linguagem, inteligência, afetividade e autocuidado.

(B) atenção, memória, orientação, pensamento, linguagem e afetividade.

(C) afetividade, nível de consciência, orientação espacial, pensamento, linguagem, autocuidado e autoestima.

(D) atenção, sensopercepção, memória, orientação, consciência, pensamento, linguagem, inteligência, afetividade e conduta.

(E) inteligência, propriocepção, reflexos, orientação, nível de consciência, afetividade e conduta.


QUESTÃO 42
USP 2019: As alterações do humor e de sentimentos mais frequentes são:

(A) depressão, mania, ansiedade, apatia, fobias, ambivalência afetiva, labilidade afetiva.

(B) distimia, disforia, hipotimia/hipertimia, ansiedade, angústia, apatia, fobias, ambivalência afetiva, labilidade afetiva.

(C) irritação, depressão, agitação, felicidade, compaixão, medos, dores, ambivalência afetiva.

(D) distimia, disforia, ansiedade, angústia, apatia, fobias, ambivalência afetiva, labilidade afetiva.

(E) alegria, tristeza, ansiedade, angústia, medo.


QUESTÃO 43
USP 2019: A entrevista clínica pode ser considerada

I. um conjunto de técnicas, de tempo delimitado, dirigida por um entrevistador treinado, com o objetivo de descrever e avaliar aspectos da vida do sujeito;

II. um processo que visa propor encaminhamentos ou algum tipo de intervenção;

III. simples, não apresentando nenhuma relação com os processos investigativos;

IV. sempre como a etapa inicial da psicoterapia;

V. estruturada, semiestruturada e de livre estruturação, quando se remete ao seu aspecto formal.

São características da entrevista clínica:

(A) IV e V, apenas.
(B) I, II, III e IV, apenas.
(C) I, II e V, apenas.
(D) II e III, apenas.
(E) I, II, III, IV e V.


QUESTÃO 44
USP 2019: Muitas psicopatologias descritas levam o indivíduo a alterações de imagem ou do esquema corporal. A despersonalização corporal, descrita como sensação de que o corpo irá colapsar, se desorganizar, com uma sensação de morte iminente, refere‐ se ao seguinte transtorno mental:

(A) depressão.
(B) histeria.
(C) dismorfofobia.
(D) quadros ansiosos graves.
(E) anorexia nervosa.


QUESTÃO 45
USP 2019: As depressões são consideradas um grande problema de saúde pública, dada sua prevalência e as incapacidades geradas para o individuo. Entre as diferentes tipologias, Dalgalarrondo (2000) descreve um tipo de “depressão crônica, geralmente de intensidade leve, muito duradoura.

Começa no início da vida adulta e persiste por vários anos. Os sintomas depressivos mais comuns são diminuição da autoestima, fatigabilidade aumentada, dificuldade em tomar decisões ou se concentrar, mau humor crônico, irritabilidade e sentimento de desesperança”(p.311). Esta definição é relativa à (ao)

(A) melancolia.
(B) depressão atípica.
(C) distimia.
(D) depressão psicótica.
(E) estupor depressivo.


QUESTÃO 46
USP 2019: As cinco grandes perspectivas teóricas que sustentam a maior parte das pesquisas e estudos sobre desenvolvimento humano são:

(A) psicanalítica, da aprendizagem, cognitiva, contextual, evolucionista/sociobiológica.

(B) psicanalítica, Waldorf, cognitiva, contextual, evolucionista/sociobiológica.

(C) psicanalítica, da aprendizagem, interacionista, Waldorf, evolucionista/sociobiológica.

(D) psicanalítica, da aprendizagem, cognitiva, contextual, psicométrica.

(E) psicanalítica, da aprendizagem, cognitiva, contextual, psicopatologia fundamental.


QUESTÃO 47
USP 2019: Freud versa sobre o desenvolvimento infantil definindo cinco diferentes fases de desenvolvimento psicossexual pelas quais, invariavelmente, todas as crianças irão passar.

Uma das fases ocorre na terceira infância, descrita como um período de tranquilidade emocional, em que a criança explora aspectos intelectuais e sociais, direcionando sua energia para atividades escolares, relacionamentos e hobys. Essa descrição refere‐se à fase

(A) anal.
(B) oral.
(C) de latência.
(D) genital.
(E) fálica.


QUESTÃO 48
USP 2019: Jean Piaget estudou o desenvolvimento cognitivo das crianças e definiu três processos que se inter‐relacionam: organização, adaptação e equilibração. A adaptação ocorre por intermédio de dois processos complementares. O primeiro absorve a informação nova e incorpora às estruturas cognitivas existentes e o segundo ajusta as próprias estruturas cognitivas para encaixar a informação nova.

Os processos citados, relativos à adaptação, são, respectivamente,

(A) assimilação e acomodação.
(B) adequação e acomodação.
(C) acomodação e organização.
(D) organização e assimilação.
(E) assimilação e adequação.


QUESTÃO 49
USP 2019: Ela se refere a quatro habilidades relacionadas: as capacidades de perceber, usar, entender e administrar, ou regular, as emoções – nossas e dos outros – a fim de alcançar objetivos. (...) Ela requer a consciência do tipo de comportamento adequado em uma determinada situação. (Papalia e Feldman, 2013 p.470)

Essa definição refere‐se à

(A) capacidade moral.
(B) inteligência emocional.
(C) capacidade emotiva.
(D) inteligência moral.
(E) capacidade emocional.


QUESTÃO 50
USP 2019: Existem diferenças entre a atuação do psicólogo no SUS e na saúde suplementar. A afirmação que melhor explicita essa diferença é:

(A) A saúde suplementar estabelece um referencial teórico para o psicólogo, diferente do utilizado no SUS.

(B) O SUS trabalha única e exclusivamente com a psicoterapia individual.

(C) Na saúde suplementar há uma limitação no número de sessões individuais, o que implica o cuidado não integral do indivíduo e a rara oferta de psicoterapia em grupo.

(D) No SUS o trabalho não é realizado em equipe.

(E) Todas as atividades, assim como um prognóstico positivo ao final do processo, são de responsabilidade do profissional.

Prova de Psicologia para Residência USP 2019 com Gabarito Prova de Psicologia para Residência USP 2019 com Gabarito Reviewed by Redação on novembro 22, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.