Atividade sobre A Indústria Açucareira (História, 7º ano) com Gabarito

atividade-sobre-industria-acucareira-historia-7-ano-com-gabarito
Atividade sobre A Indústria Açucareira (História, 7º ano) com Gabarito

QUESTÃO 01
(UFF) O domínio holandês no Brasil, sobretudo no governo de Maurício de Nassau, foi marcado por grande desenvolvimento cultural e artístico. Tal processo pode ser relacionado a características peculiares da República das Províncias Unidas no século XVII. Relativamente a este momento histórico é incorreto afirmar:

A) A assimilação da arte, identificada mais fortemente na produção artística de Rembrandt, testemunhou o poderio da burguesia holandesa do período.

B) Os holandeses viviam numa república descentralizada que encorajava não só a eficiência econômica, como também o florescimento das artes e ciências.

C) O calvinismo foi o fator determinante para o desenvolvimento do capitalismo holandês.

D) A cultura holandesa era mais receptiva às inovações, assim como aos elementos estrangeiros.

E) A inexistência de uma corte contribuiu para que a burguesia holandesa não assimilasse, mais efetivamente, o consumismo exacerbado ditado pelos padrões culturais europeus.


QUESTÃO 02
(Fuvest) A chamada Guerra dos Mascates, ocorrida em Pernambuco, em 1710, deveu-se:

A) ao surgimento de um sentimento nativista brasileiro, em oposição aos colonizadores portugueses.

B) ao orgulho ferido dos habitantes da vila de Olinda, menosprezados pelos portugueses.

C) ao choque entre comerciantes portugueses do Recife e à aristocracia rural de Olinda pelo controle da mão de obra escrava.

D) ao choque entre comerciantes portugueses do Recife e a aristocracia rural de Olinda, cujas relações comerciais eram, respectivamente, de credores e devedores.

E) a uma disputa interna entre grupos de comerciantes, que eram chamados depreciativamente de mascates.


QUESTÃO 03
(UFPE) A presença holandesa no Brasil colonial é tema que se destaca nos estudos historiográficos. Sobre o governo de Nassau (1637-44) e sua época, sempre surgem comentários e debates; porém, podemos afirmar que: 

A) a recuperação da autonomia política de Portugal, nesse período, deu mais condições para este país desenvolver relações com os holandeses no Brasil. 

B) Nassau não teve qualquer conflito com os nativos; apenas se desentendeu com o comando europeu da Companhia das Índias. 

C) a atuação de Nassau em nada modificou as relações dos holandeses com os senhores de engenho, fracassando, porém, na expansão militar e na exportação de açúcar. 

D) sua administração se restringiu a fazer benefícios à parte central do Recife, onde habitava com a sua família e onde construiu as obras mais importantes. 

E) não houve na sua administração nenhuma preocupação com as conquistas militares; seus interesses se voltavam sobretudo para a arte renascentista.


QUESTÃO 04
Com relação ao domínio holandês no Brasil, no período colonial, pode-se afirmar que:

A) os limites das suas conquistas ficaram restritos a Pernambuco, então a Capitania que mais produzia açúcar na Colônia.

B) o governo de Nassau, de acordo com a Companhia das Índias Ocidentais, procurou, juntamente com os produtores locais, incrementar ainda mais a produção do açúcar.

C) a partir de suas bases no Nordeste, os holandeses ampliaram o raio da sua dominação, chegando, em 1645, a conquistar a Amazônia peruana.

D) oriundo de uma Holanda dividida pelas guerras de religião, o protestante Nassau fez do seu governo, em Pernambuco, um regime teocrático de protestantismo radical.

E) nas regiões que dominaram, os holandeses transformaram a economia numa atividade igualmente lucrativa para Portugal e Espanha.


QUESTÃO 05
(UPE) A presença holandesa no Brasil colônia causa, até hoje, polêmicas entre historiadores. As controvérsias se localizam, sobretudo, em relação à atuação de Maurício de Nassau, que dirigiu os empreendimentos da Companhia das Índias Ocidentais no Brasil. Nassau conseguiu destacar-se, mas terminou sendo demitido em 1643. Com relação ao seu governo, é correto afirmar que: 

A) procurou restabelecer a produção do açúcar, mas fracassou devido à falta de recursos.

B) teve cuidados especiais com o Recife, onde fixou sua residência, melhorando suas condições.

C) apesar do empenho, não conseguiu aumentar os domínios territoriais dos holandeses.

D) reconstruiu a cidade de Olinda, onde pretendia se instalar

E) não conseguiu estabelecer boas relações com os grandes proprietários que tramavam, desde o início, sua expulsão.


QUESTÃO 06
(FIC-PR) As invasões sofridas pelo Brasil no século XVII, primeiro na Bahia (1624 - 1625) e depois no Nordeste (1630 -1654), devem ser entendidas como: 

A) um reflexo direto da crise européia motivada pela ocorrência de conflitos religiosos gerados pela reforma.

B) uma tentativa de manutenção dos interesses açucareiros pela Holanda depois da união das Coroas Ibéricas.

C) uma disputa entre imperialismo inglês e batavo - a fim de controlar o transporte marítimo no Atlântico.

D) um reflexo da guerra civil das colônias americanas, o que determinou um grande afluxo de imigrantes estrangeiros.

E) um conflito para superar a crise comercial gerada pelo colapso de produção de açúcar nas Antilhas.


QUESTÃO 07
(PUC-PR) Uma das principais conseqüências da União Ibérica (1580 - 1640) para o Brasil foi: 

A) a decadência do bandeirantismo como atividade de penetração, já que o Tratado de Tordesilhas deixou de funcionar.

B) o desenvolvimento da economia mineratória, aproveitando-se os brasileiros da experiência espanhola nesse setor.

C) a formação da Companhia Geral do Comércio de Pernambuco, por determinação direta de Filipe II.

D) a eclosão de vários movimentos nativistas de tendência emancipadora, como a Guerra dos Emboabas.

E) a invasão holandesa do Nordeste e a posterior decadência da cultura canavieira brasileira, com a fixação dos holandeses nas Antilhas.


QUESTÃO 08
(Faap) "Em 1534, a capitania é doada a Duarte Coelho, que funda, em 1537, a vila de Igarassu, ponto de partida de expedições para o interior. Inicia-se o cultivo de cana-de-açúcar e algodão e a riqueza da região atrai piratas europeus. De 1630 a 1654, vivem sob dominação holandesa. Durante o governo holandês de Maurício de Nassau registram-se grandes mudanças sociais, econômicas e culturais e a região prospera. Em 1811, vive uma série de revoltas separatistas e republicanas."

A) Pernambuco
B) Piauí
C) Rio de Janeiro
D) Rio Grande do Sul
E) Rondônia

Comentários