Compostos biodegradáveis são menos perigosos para o ambiente?

Compostos biodegradáveis são menos perigosos para o ambiente (natureza)? Sim e não! O fato de um composto ser biodegradável não implica dizer que ele não causa problemas para o meio ambiente. O excesso de compostos biodegradáveis sem tratamento nos rios pode levar a um fenômeno conhecido como eutrofização.

O que é eutrofização das águas?

A eutrofização das águas é o excesso de nutrientes minerais (sais minerais) em uma massa de água. Isto ocorre devido à crescente urbanização que faz com que muitas cidades liberem o esgoto doméstico diretamente em mananciais hídricos sem nenhum tratamento adequado.

Fauna e flora sofrem diretamente o impacto desta ação que afeta a saúde ambiental. Todavia, para que possamos agir de forma a combater esse mal é fundamental que compreendamos os elementos envolvidos no tratamento deste tipo de esgoto e as consequências ambientais associadas a ele.

Para melhor entendimento, vamos esquematizar os processos que levam a eutrofização.

1. Quando se lança esgoto doméstico em um rio sem as devidas condições de saneamento, a quantidade total de matéria orgânica do rio aumenta.

2. À medida que aumenta a quantidade de matéria orgânica dissolvida na água, aumenta também a quantidade de micro-organismos aeróbios.

3. Os micro-organismos aeróbios consomem boa parte do O2 disponível na água, o que reduz drasticamente a concentração deste gás e influência negativamente as demais populações de organismos que dependem do oxigênio para sobreviver.

4. Com menos oxigênio, dissolvido na água, peixes, moluscos, crustáceos e outros animais começam a morrer e entram em decomposição, o que, por sua vez, faz aumentar ainda mais a quantidade de micro-organismos decompositores na água.

5. O nível de oxigênio fica muito baixo, favorecendo agora a proliferação de micro-organismos anaeróbios.

6. A fermentação dos micro-organismos anaeróbios libera gases tóxicos e mal cheiro bem como toxinas prejudiciais às demais formas de vida.

7. A decomposição do material do esgoto e dos organismos mortos por asfixia libera grandes quantidades de sais minerais da água (eutrofização).

8. Com mais sais minerais na água, aumenta muito a quantidade de vegetais aquáticos. A água fica esverdeada pelo excesso de algas na superfície, o que dificulta a passagem de luz para as camadas inferiores.

Por exemplo, nesta imagem (abaixo) que mostra o resultado da poluição no Rio Poti no trecho que passa em Teresina, Capital do Piauí.

água fica esverdeada pelo excesso de algas na superfície
Foto mostra proliferação de plantas aquáticas resultado da poluição no rio Poti.
Disponível em: <http://abre.ai/riopoti>. Acesso em: 11. abril. 2019.

9. Sem luz, os vegetais aquáticos das camadas inferiores morrem e param de fazer fotossíntese, o que, por sua vez, diminui ainda mais a quantidade de gás oxigênio dissolvido na água, causando a morte daqueles organismos aeróbios mais resistentes.

CONCLUSÃO
Como vimos, os compostos biodegradáveis são menos perigosos para o meio ambiente desde que não sejam expostos a ele em demasia e sem os devidos cuidados prévios, pois o efeito de eutrofização gera resultados totalmente prejudiciais à natureza.

No caso do exemplo acima, o Rio Poti, havia atingido um nível alto de acumulo de resíduos não tratados e a consequência foi a poluição elevada de suas águas. Neste momento as plantas surgem e até contribuem para limpeza do rio. Todavia, o certo é investir em saneamento básico e tratamento de esgotos, antes que estes sejam despejados nos rios que cortam nossas cidades.

Comentários