Questões de Administração Financeira e Orçamentária


ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA

QUESTÃO 21
(FCC) Em abril de 2018, um ente municipal arrecadou R$ 300.000,00 referente ao principal da contribuição para o custeio do serviço de iluminação pública. De acordo com o Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, a receita arrecadada classifica-se, quanto à origem e espécie da receita orçamentária, respectivamente, como

(A) Contribuições; Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública.
(B) Receita Corrente; Contribuições.
(C) Receita Corrente; Contribuições Sociais.
(D) Impostos, Taxas e Contribuições; Contribuição para o Custeio do Serviço de Iluminação Pública.
(E) Receita Corrente; Impostos, Taxas e Contribuições.


QUESTÃO 22
(FCC) De acordo com a Lei nº 4.320/1964, a proposta orçamentária de um ente público municipal para o exercício financeiro de 2018 deve ser composta por tabelas explicativas em que constem, em colunas distintas e para fins de comparação, a

(A) despesa fixada nos exercícios de 2015 e 2016, sendo que a proposta deve ser encaminhada pelo Poder Executivo ao Poder Legislativo.

(B) despesa empenhada nos exercícios de 2015 e 2016, sendo que a proposta deve ser encaminhada pelo Poder Legislativo ao Poder Executivo.

(C) despesa paga nos exercícios de 2014, 2015 e 2016, sendo que a proposta deve ser encaminhada pelo Poder Executivo ao Poder Legislativo.

(D) receita recebida nos exercícios de 2015 e 2016, sendo que a proposta deve ser encaminhada pelo Poder Legislativo ao Poder Executivo.

(E) receita arrecadada nos exercícios de 2014, 2015 e 2016, sendo que a proposta deve ser encaminhada pelo Poder Executivo ao Poder Legislativo.


QUESTÃO 23
(FCC) Em março de 2018, o ordenador de despesas de um determinado ente público municipal empenhou despesa no valor de R$ 3.000,00 referente ao contrato de terceirização de mão de obra para a substituição de um servidor público durante o mês de abril de 2018. A despesa empenhada foi liquidada e paga, pelo valor total do empenho, respectivamente, em abril de 2018 e maio de 2018. De acordo com as determinações da Lei de Responsabilidade Fiscal, o valor de R$ 3.000,00 integrou o cálculo

(A) da Despesa Total com Pessoal no mês de março de 2018.
(B) das Outras Despesas Correntes no mês de março de 2018.
(C) da Despesa Total com Pessoal no mês de maio de 2018.
(D) da Despesa Total com Pessoal no mês de abril de 2018.
(E) das Outras Despesas Correntes no mês de abril de 2018.


QUESTÃO 24
(FCC) Um ente público municipal empenhou, em novembro de 2017, despesa no valor de R$ 10.000,00 referente à aquisição de material de construção para reparos em imóveis. O material adquirido foi entregue pelo fornecedor em 28/12/2017, data em que a despesa foi liquidada pelo valor total do empenho. A despesa foi paga, pelo valor de R$ 10.000,00, em janeiro de 2018. De acordo com as determinações do Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, em 31/12/2017, o ente público municipal inscreveu o valor de R$ 10.000,00 em Restos a Pagar

(A) não Processados referente à despesa classificada, quanto ao grupo de natureza da despesa, como Despesa de Capital.

(B) Processados referente à despesa classificada, quanto ao grupo de natureza da despesa, como Outras Despesas Correntes.

(C) não Processados referente à despesa classificada, quanto à categoria econômica, como Despesa de Custeio.

(D) não Processados referente à despesa classificada, quanto à categoria econômica, como Outras Despesas Correntes.

(E) Processados referente à despesa classificada, quanto ao grupo de natureza da despesa, como Despesa Corrente.


QUESTÃO 25
(FCC) Em dezembro de 2017, um determinado ente público municipal realizou a abertura de crédito adicional no valor de R$ 30.000,00 para a aquisição de Material de Consumo, uma vez que a dotação orçamentária resultou insuficiente. Nesse caso, o superávit financeiro apurado em balanço

(A) patrimonial de 31/12/2016 poderia ter sido utilizado como recurso de cobertura para a abertura do crédito adicional, sendo permitida a sua reabertura no exercício financeiro de 2018.

(B) financeiro de 31/12/2016 poderia ter sido utilizado como recurso de cobertura para a abertura do crédito adicional, sendo permitida a sua reabertura no exercício financeiro de 2018.

(C) patrimonial de 31/12/2016 poderia ter sido utilizado como recurso de cobertura para a abertura do crédito adicional, não sendo permitida a sua reabertura no exercício financeiro de 2018.

(D) financeiro de 30/06/2017 poderia ter sido utilizado como recurso de cobertura para a abertura do crédito adicional, sendo permitida a sua reabertura no exercício financeiro de 2018.

(E) patrimonial de 30/06/2017 poderia ter sido utilizado como recurso de cobertura para a abertura do crédito adicional, não sendo permitida a sua reabertura no exercício financeiro de 2018.


QUESTÃO 26
(FCC) Em setembro de 2017, determinado ente público municipal incorreu em obrigações financeiras no valor de R$ 950.000,00 com vencimento em março de 2019 em decorrência de contrato assinado em agosto de 2017. De acordo com as determinações da Lei de Responsabilidade Fiscal, o montante total das obrigações financeiras incorridas pelo ente classifica-se como dívida pública

(A) de refinanciamento da dívida mobiliária.
(B) mobiliária.
(C) flutuante.
(D) fundada.
(E) de antecipação de receita orçamentária.

Questões de Administração Financeira e Orçamentária Questões de Administração Financeira e Orçamentária Reviewed by Redação on agosto 13, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.