IFMT 2018: REDAÇÃO - A Intolerância Nas Redes Sociais

IFMT 2018: REDAÇÃO - A Intolerância Nas Redes Sociais

TEXTO I

Estudo mostra raio-x da intolerância nas redes sociais do Brasil
O Brasil é visto e reconhecido como um lugar pacífico, com um povo tolerante. Mas a internet vem ajudando a derrubar esse mito de que nós brasileiros somos tolerantes às diferenças. Um estudo realizado entre os meses de abril e junho pelo Comunica Que Muda, plataforma digital da Agência Nova/SB, monitorou a internet e encontrou dez tipos principais de intolerâncias. No total, foram analisadas 393.284 menções feitas por internautas de todo o país no Facebook, Twitter e Instagram e também em páginas de blogs e comentários de sites da internet.
percentual-de-mencoes-negativas

TEXTO II

Intolerância nas redes sociais cresce em ritmo preocupante
Mesmo sem ofender diretamente, comentários e atitudes do cotidiano que passam muitas vezes despercebidas contribuem para a perpetuação de barreiras e problemas sociais. Os diversos tipos de intolerância observados se tornaram comuns também nas redes sociais. O dossiê nacional sobre intolerâncias visíveis e invisíveis no mundo digital, elaborado pela Agência Nova/SB, por meio da iniciativa ‘Comunica que Muda’, teve período de análise de abril a junho de 2016 e filtrou 542.781 menções que abordaram dez temas distintos.

No período foram 273.752 comentários intolerantes sobre política, 79.484 sobre misoginia – ódio ou aversão às mulheres – , 53.126 comentários homofóbicos, 40.801 contra pessoas com algum tipo de deficiência, além de 32.376 menções racistas, 27.989 relacionadas à aparência e 14.502 sobre idade. Outras 11.256 abordaram classes sociais, enquanto 7.361 trataram de religião e 2.134 postaram comentários xenófobos (medo, aversão ou a profunda antipatia em relação a estrangeiros) no Facebook, Twitter, Instagram, algum blog ou site.
(Fonte: http://www.dgabc.com.br/Noticia/2670456/intolerancia-nas-redes-sociais-cresce-em-ritmo-preocupante Publicado em 02 maio 2017).

TEXTO III
“O que a tolerância autêntica demanda de mim é que respeite o diferente, seus sonhos, suas ideias, suas opções, seus gostos, que não o negue só porque é diferente. O que a tolerância legítima termina por me ensinar é que, na sua experiência, aprendo com o diferente”. (Paulo Freire)
(Fonte: http://www.mobilizadores.org.br/noticias/as-varias-faces-da-intolerancia/
Publicado em 17 jul. 2015)

PROPOSTA DE REDAÇÃO
A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos adquiridos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo em modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema "A INTOLERÂNCIA NAS REDES SOCIAIS". Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para a defesa de seu ponto de vista.

Comentários