Questões de História (2ª Fase) UECE 2018 com Gabarito

Questões de História (2ª Fase) UECE 2018 com Gabarito
(Universidade Estadual do Ceará)

HISTÓRIA (2ª FASE 2018)

QUESTÃO 21
UECE 2018: Atente para os excertos apresentados a seguir.

“(...) No Brasil atual, ainda se acredita que os amuletos estão associados a cultos afro-brasileiros, o que nem sempre é verdadeiro. Um caso clássico é o da figa. Vinculada a um passado escravista e, por isso, a uma origem africana, é um amuleto antiquíssimo, provavelmente da Europa mediterrânica, e que não teve só a função que hoje se conhece, de trazer sorte e proteger o usuário:(...) E mesmo vindo do Mediterrâneo, foi perfeitamente incorporado aos amuletos afrobrasileiros, evidenciando assim uma mistura de culturas”.
PAIVA, Eduardo França. Pequenos objetos, grandes
encantos. In: Revista Nossa História. Rio de Janeiro:
Biblioteca Nacional, ano 1, nº 10, agosto 2004. p.58-59

“(...) A abundância diversificada e o recrudescimento do devocionário privado no Brasil antigo explicam-se, antes de mais nada, pela multiplicidade dos estoques culturais presentes desde os primórdios da conquista e ocupação do novo mundo, onde centenas de etnias indígenas e africanas prestavam culto a panteões os mais diversos. Por se tratar de crenças e rituais condenados pelos donos do poder espiritual, tiveram de ocultar-se no recôndito das matas ou no secreto das casas”.
MOTT, Luiz. Cotidiano e vivência religiosa: entre a capela e
o calundu. in: História da vida privada no Brasil: Cotidiano
e vida privada na América portuguesa. São Paulo:
Companhia das Letras,1997, p.220.

A partir dos excertos acima, é correto afirmar que

A) não houve uma miscigenação cultural no Brasil, tão forte foi a predominância da cultura europeia e do catolicismo na construção da cultura brasileira.

B) apesar de diversas etnias indígenas e africanas terem participado da formação cultural brasileira, resta apenas a religiosidade cristã católica europeia em nossa cultura.

C) todo o conjunto de crendices e amuletos que ainda hoje são utilizados na crença dos brasileiros é originário só dos cultos afrobrasileiros e foi incorporado à fé cristã.

D) o sincretismo religioso é uma marca da cultura brasileira, pois os cultos brasileiros adotaram, desde a colonização, matrizes europeias, africanas e indígenas.

Resposta.

QUESTÃO 22
UECE 2018: Entre 7 de abril de 1831 e 24 de julho de 1840, o Brasil foi governado por regentes. Isso deveu-se à abdicação de D. Pedro I ao trono brasileiro em favor de seu filho que tinha então cinco anos e quatro meses de idade. Esse Período regencial, de pouco mais de 9 anos, teve inicialmente duas regências trinas, e após um ato adicional, em 1834, que alterou o modelo de regência previsto na Constituição Imperial de 1824, teve, também, duas regências unas.

Essa época da história brasileira foi marcada por

A) grandes avanços nos direitos sociais e uma maior unificação e pacificação interna, se comparada aos períodos de governo dos dois imperadores.

B) acentuar o espírito republicano do povo brasileiro, o que levou à crise e queda imediata da monarquia e à adoção da república como forma de governo.

C) várias rebeliões em províncias do norte, nordeste e sul do país, algumas delas com objetivos separatistas e outras com caráter de defesa da monarquia.

D) efetivar o consenso entre restauradores e trabalhistas que se mantiveram no poder alternadamente, mas não realizaram nenhuma inovação federalista no modelo monárquico brasileiro.

Resposta.

QUESTÃO 23
UECE 2018: O governo de Felipe I à frente do reino português (1581-1598) marcou o início da União Ibérica, período em que os dois reinos ibéricos foram governados pelo mesmo soberano, após a guerra de sucessão portuguesa. Este mesmo monarca, chamado Felipe II, na Espanha, originou a dinastia filipina.

Em relação ao Brasil, a chegada do rei espanhol ao trono português teve como consequência

A) a elevação do Brasil a vice-reino, tal qual os demais vice-reinos que a coroa espanhola possuía na América.

B) a ocupação do litoral nordeste do Brasil pelos holandeses, que pretendiam retomar o comércio do açúcar.

C) a ocupação do litoral brasileiro da região Sudeste, no Rio de Janeiro e em São Paulo, por espanhóis.

D) a elevação do Brasil à categoria de Reino Unido à Portugal e à Espanha, o que apressou a independência da colônia.

Resposta.

QUESTÃO 24
UECE 2018: O processo que conduziu à abolição da escravidão no Brasil e que contou com a atuação de nomes como José do Patrocínio, Joaquim Nabuco, Luís Gama, Castro Alves, Rui Barbosa e muitos outros intelectuais teve seu desenlace com a assinatura da Lei Áurea em 13 de maio de 1888; contudo, conforme o excerto a seguir, muitos veem esse processo como inacabado.

“Conservadora e curta, com pouco mais de duas linhas, a Lei nº 3.353, a chamada Lei Áurea, decretou, no dia 13 de maio de 1888, o fim legal da escravidão no Brasil. Mas se a escravidão teve seu fim do ponto de vista formal e legal há 130 anos, a dimensão social e política está inacabada até os dias atuais. Essa é a principal crítica de estudiosos e militantes dos movimentos negros à celebração do 13 de maio como o dia do fim da escravatura”.
GONÇALVES, Juliana. 130 anos de abolição inacabada.
Brasil de fato. Acessível em: https://www.brasildefato.com.br/2018/05/13/130-anosde-uma-abolicao-inacabada/acesso em 05/07/2018.

Em relação ao fim da escravidão no Brasil, na perspectiva do trecho acima, pode-se afirmar corretamente que

A) atrasou o estabelecimento de um governo republicano que inserisse a população afrodescendente na sociedade brasileira com igualdades de condições aos demais grupos, o que só correu no Estado Novo em 1937.

B) por ter sido muito tardio, proporcionou condições para uma adequada inserção da população de ex-escravos na sociedade brasileira na condição de proprietária das terras a ela destinadas pelo governo.

C) apressou a queda do já combalido sistema monárquico e sua substituição por uma república em 15 de novembro de 1889, mas não criou condições necessárias para a plena integração dos libertos na sociedade brasileira.

D) ocorreu exclusivamente pelo interesse da monarquia em angariar o apoio do movimento abolicionista, que era muito popular junto à população, e em se opor aos seus rivais tradicionais, os latifundiários e os militares.

Resposta.

QUESTÃO 25
UECE 2018: Atente para o seguinte excerto:

“(...) trocar manufaturas baratas por negros na costa ocidental da África; permutar os negros por matérias-primas nas colônias americanas: por fim, vender as matérias primas na Europa a altos preços, ou seja, a dinheiro contado. Comércio de resultados fantásticos em que o lucro nunca ficava por menos de 300% e podia em certos casos render até 600%”.
FREITAS, Décio. O escravismo brasileiro. 2.ed. Porto
Alegre: Mercado Aberto, 1982. p.24.

Esse sistema de comércio que foi fundamental para a colonização brasileira por custear a Coroa portuguesa através da sua taxação é conhecido como sistema

A) de comércio liberal.
B) de comércio quadrangular.
C) internacional de comércio livre.
D) de comércio triangular.

Resposta.

QUESTÃO 26
UECE 2018: Atente ao seguinte trecho da música O Bonde de São Januário, do compositor Wilson Batista:

[...] Quem trabalha é quem tem razão
Eu digo e não tenho medo de errar
O Bonde de São Januário leva mais um operário
Sou eu que vou trabalhar [...]

O samba O Bonde de São Januário, escrito em 1940, teve uma versão anterior na qual o autor versa da seguinte forma: “[...]O bonde de São Januário leva mais um sócio otário / só eu não vou trabalhar [...]”.

Esse caso notório de readequação da letra de uma música aos ditames políticos de uma época configura

A) um exemplo da ação dos órgãos de censura e repressão estabelecidos com a emissão do Ato Institucional Nº 5 (AI-5) pela ditadura militar que derrubou o governo João Goulart.

B) uma mostra da atuação do Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) criado no Estado Novo e que atuava censurando as artes e os órgãos de comunicação.

C) um típico ato de controle social desenvolvido no período de governo de Jânio Quadros que queria combater a malandragem e exaltar o valor do trabalho.

D) uma exemplificação da metodologia de classificação indicativa (Classind) de músicas e outras manifestações artísticas praticadas pelo Ministério da Justiça após a promulgação da atual Constituição brasileira.

Resposta.

QUESTÃO 27
UECE 2018: O modelo Nacional-desenvolvimentista, surgido no governo de Getúlio Vargas, fortaleceu-se no período em que Juscelino Kubistchek governou o país e se estendeu aos governos seguintes. Essa ideologia que teve no ISEB (Instituto Superior de Estudos Brasileiros) sua principal escola formuladora e difusora, da qual participaram nomes como Hélio Jaguaribe e Nelson Werneck Sodré, também contou com a colaboração de influentes personagens da cultura nacional, como Sérgio Buarque de Holanda, Gilberto Freyre, Heitor Villa Lobos, Celso Furtado, dentre outros.

Entre as contribuições, para o Brasil, da ideologia Nacional-desenvolvimentista difundida pelo ISEB encontra-se

A) a criação do órgão de planejamento e desenvolvimento regional para o Nordeste, a SUDENE, que devia combater a disparidade regional no país.

B) a privatização de empresas públicas e de economia mista que davam prejuízos ao Estado brasileiro, tais como o Banco do Brasil e a Petrobrás.

C) o desenvolvimento de políticas de inserção e assistência social, com a criação de programas como o Fome Zero, o Bolsa Família e o ProUni.

D) o encerramento de programas que oneravam o Estado como a Eletrobrás Eletronuclear e a Agência Espacial Brasileira (AEB).

Resposta.

QUESTÃO 28
UECE 2018: Durante os anos da ditadura militar no Brasil, instaurada após o golpe de 31 de março de 1964, surgiram diversos movimentos de apoio e de oposição àquele regime. A VPR, Vanguarda Popular Revolucionária, foi um desses movimentos que se caracterizou por

A) apoiar a Revolução Militar de 1964, lutar contra os grupos opositores ao regime, sobretudo aqueles de orientação comunista como o COLINA, Comando de Libertação Nacional.

B) agir como órgão de espionagem e em apoio ao DOI-CODI, com falsos militantes infiltrados nos grupos opositores e que levavam informações desses grupos e de seus integrantes aos militares.

C) opor-se ao regime através de uma ação apenas de cunho político, levando informação ao povo sobre as mazelas a ele impostas pela ditadura e organizando um partido político.

D) agir como uma organização de guerrilha que praticou assaltos a bancos para custear a luta contra a ditadura e até atos mais ousados como o sequestro do embaixador suíço e do cônsul japonês.

Resposta.

QUESTÃO 29
UECE 2018: A década iniciada em 1980, marcou a política cearense com algumas alterações significativas na estrutura tradicional do poder político local. A esse respeito, atente aos seguintes itens e assinale com V o que for verdadeiro e com F o que for falso:

( ) eleição de Tasso Jereissati, pelo PMDB, em 1986, a governador do Ceará, quebrando a hegemonia dos coronéis e seus representantes;

( ) vitória de Maria Luiza Fontenele, pelo PT, nas eleições municipais de 1985, primeira mulher eleita prefeita de uma capital de estado no Brasil;

( ) eleição de Marcos Cals, pela ARENA e depois PDS, como senador da república pelo Ceará com um mandato que durou de 1979 até 1985;

( ) vitória de Gonzaga Mota, pelo PDT, em 1989, como candidato de consenso, após a assinatura do Acordo de Brasília por Virgílio Távora, Ciro Gomes e Adauto bezerra.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

A) V, F, V, F.
B) F, V, F, V.
C) V, V, F, F.
D) F, F, V, V.

Resposta.

QUESTÃO 30
UECE 2018: Leia atentamente os seguintes excertos:

“A imprensa nacional pôde conhecer melhor o governador de Alagoas a partir dos ataques violentos que ele começou a fazer contra Sarney. A imagem do homem público ‘moderno’, campeão de luta contra a corrupção e ‘caçador de marajás’ passou a ser amplamente divulgada pelos meios de comunicação. O político rico, bem vestido, bronzeado, esportista e que dominava o inglês e o francês fez sucesso no Brasil. (...)”
MOTA, Miriam B., BRAICK, Patrícia R.
História: das cavernas ao terceiro milênio.
1ª ed. São Paulo: Moderna, 2005, p.191.

“(...) Milhões de dólares captados durante a campanha foram desviados por PC, que arcava até com as despesas particulares do presidente e sua esposa. Todos os dias circulavam notícias sobre desvio de dinheiro, uso de verbas públicas com fins particulares, superfaturamento de obras, propinas cobradas por empreiteiras e concorrências fraudulentas. Ministros deixaram seus cargos e a primeira-dama, afastada da presidência de honra da Legião Brasileira de Assistência (LBA), foi acusada de corrupção”.
BARBEIRO, Heródoto; CANTELE, Bruna R.;
SCHNEEBERGER, Carlos Alberto. História: volume único
para o ensino médio. São Paulo: Scipione, 2004, p.465

Apesar de abordarem temas bem atuais, os trechos acima foram publicados em 2005 e 2004, respectivamente, e fazem menção

A) à condição de extrema popularidade do mandato de Luís Inácio Lula da Silva que apesar de todas as acusações, foi reeleito para um segundo mandato em 2006.

B) ao apoio da grande mídia a Fernando Collor de Mello que, depois de eleito presidente em 1989, renunciou devido um processo de impeachment, em meio a acusações feitas pela mídia e por seu próprio irmão.

C) ao apoio da mídia e da classe média ao governo de José Sarney, em 1985, após a morte de Tancredo Neves e depois a crise devido à situação econômica e ao escândalo das concessões públicas sem licitação.

D) ao governo de Itamar Franco que, apesar de ser vice de Collor, rompeu com o presidente angariando apoio popular, mas que depois o perdeu em função da crise econômica.

Resposta.

QUESTÃO 31
UECE 2018: No que tange aos primeiros ancestrais dos seres humanos, os hominídeos, considere as seguintes afirmações:

I. O Homo erectus utilizou instrumentos de pedra e o fogo.
II. O Homo neanderthalensis deu origem ao homem moderno.
III. O Homo habilis viveu no princípio do Pleistoceno inferior.

É correto o que se afirma em

A) I e III apenas.
B) I, II e III.
C) I e II apenas.
D) II e III apenas.

Resposta.

QUESTÃO 32
UECE 2018: As Guerras Púnicas, que se constituíram por uma série de combates entre Roma e Cartago no período entre o século III e o século II a.C., assinalaram uma mudança radical na história de Roma e do mundo antigo, porque

A) mesmo tendo Roma sofrido algumas derrotas, triunfou com as vitórias de Aníbal.

B) redesenhou toda a organização do mundo antigo e Roma transformou-se na grande potência do Mediterrâneo.

C) os conflitos entre Roma e Cartago duraram mais de um século.

D) após o fim do conflito, Roma se aproximou de uma civilização mais avançada e rica.

Resposta.

QUESTÃO 33
UECE 2018: Após o fim do Império Romano do Ocidente em 476 d.C., o panorama político e cultural europeu encontrou-se extremamente fragmentado e, aos poucos, iniciou-se o processo feudal. Considerando essa proposição, escreva V ou F conforme seja verdadeiro ou falso o que se afirma a seguir sobre a periodização relativa ao feudalismo.

( ) Entre os séculos VI-VIII formaram-se os reinos romanos-bárbaros.
( ) No ano de 800 d.C. Carlos Magno criou o Sacro Império Romano-Germânico.
( ) O Sacro Império Romano-Germânico foi dividido em três partes em 843.
( ) O sistema Feudal firmou-se em toda a Europa entre os séculos IX e XI d.C.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

A) V, V, V, V.
B) F, V, F, F.
C) V, F, V, F.
D) F, F, F, V.

Resposta.

QUESTÃO 34
UECE 2018: A partir do século V d.C., a língua latina, utilizada em todo o Império Romano, passou a ser influenciada pelos idiomas falados por populações que invadiram o Império, especialmente os germânicos e os árabes, dando surgimento às Línguas Românicas, também conhecidas como Línguas Neolatinas. São línguas neolatinas que surgiram do encontro do latim com outros idiomas:

A) inglês, mirandês, alemão, occitano, sardo, austríaco, búlgaro.
B) friulano, romanche, espanhol, grego, russo, mandarim, dalmático.
C) lombardo, vêneto, lígure, siciliano, piemontês, napolitano, valenciano.
D) italiano, francês, provençal, espanhol, catalão, português, romeno.

Resposta.

QUESTÃO 35
UECE 2018: A situação demográfica da África no século XIX não sofreu alteração significativa em seu conjunto. Mesmo com a intensificação da campanha a favor da abolição do tráfico negreiro, não houve resultado imediato. À medida que o tráfico em direção às Américas diminuía, aumentava rumo a

A) Patagônia e Nova Zelândia.
B) Austrália e Filipinas.
C) Zanzibar e adjacências do Oceano Índico.
D) Inglaterra e Índia.

Resposta.

QUESTÃO 36
UECE 2018: A nação europeia que, na Idade Moderna, estabeleceu o primeiro império colonial foi

A) Espanha.
B) Portugal.
C) Inglaterra.
D) Itália.

Resposta.

QUESTÃO 37
UECE 2018: Considerando a Idade Média, relacione corretamente os acontecimentos apresentados a seguir aos valores do código de Cavalaria Medieval, numerando a Coluna II de acordo com a Coluna I.

Coluna I
1. Guerra Santa
2. Cruzadas
3. Reconquista


Coluna II
( ) Ação de libertação da Espanha do domínio árabe.
( ) Liberação do domínio da Terra Santa dos muçulmanos.
( ) Combate que tem como objetivo a defesa da verdadeira fé.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

A) 3, 2, 1.
B) 2, 1, 3.
C) 3, 1, 2.
D) 1, 3, 2.

Resposta.

QUESTÃO 38
UECE 2018: Na América Latina, alguns presidentes que foram eleitos por meios constitucionais legais e usufruíam de aceitação popular foram destituídos, como ocorreu em Honduras em 2009 e no Paraguai em 2012. Os respectivos presidentes depostos foram

A) Juan Orlando Hernández e Horácio Cartes.
B) José Azcona Hoyo e Alfredo Stroessner.
C) Rafael Leonardo Callejas e Nicanor Duarte Frutos.
D) Manuel Zelaya e Fernando Lugo.

Resposta.

QUESTÃO 39
UECE 2018: Assinale a opção que corresponde a motivo(s) da migração venezuelana em direção a cidades colombianas e brasileiras.

A) acordos de bilateralidade entre os países
B) exigência da Organização dos Estados Americanos (OEA)
C) crises econômica e política no país
D) ação controlada da Migración Colômbia

Resposta.

QUESTÃO 40
UECE 2018: No ano de 2014, a ativista paquistanesa Malala Yousafai ganhou o prêmio Nobel da Paz. A mais jovem ganhadora de um Nobel é sobrevivente de um atentado por parte de talibãs ocorrido em 2012 e desde então tem sido um ícone internacional

A) de luta por sua nomeação como verdadeira mensageira da paz pela ONU.
B) de resistência, fortalecimento das mulheres e do direito à educação.
C) de negociação direta com o Talibã, que assumiu a autoria desse atentado.
D) do movimento feminista das mulheres oprimidas do Paquistão.

Resposta.

Questões de História (2ª Fase) UECE 2018 com Gabarito Questões de História (2ª Fase) UECE 2018 com Gabarito Reviewed by Redação on agosto 02, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.