UNESP 2019: O conhecido preceito “os fins justificam os meios” pode ser aplicado ao trecho

UNESP 2019: O conhecido preceito “os fins justificam os meios” pode ser aplicado ao trecho:

(A) “E como sempre tive a intenção de possuir as terras de S. Bernardo, considerei legítimas as ações que me levaram a obtê-las.” (6° parágrafo)

(B) “Comprei móveis e diversos objetos que entrei a utilizar com receio, outros que ainda hoje não utilizo, porque não sei para que servem.” (4° parágrafo)

(C) “Essa gente quase nunca morre direito. Uns são levados pela cobra, outros pela cachaça, outros matam-se.” (1° parágrafo)

(D) “Sumiram-se: um dos meninos caiu no fogo, as lombrigas comeram o segundo, o último teve angina e a mulher enforcou-se.” (2° parágrafo)

(E) “Vieram-me as rugas, já se vê, mas o crédito, que a princípio se esquivava, agarrou-se comigo, as taxas desceram.” (7° parágrafo)


QUESTÃO ANTERIOR:
UNESP 2019: No trecho, o narrador revela-se uma pessoa

RESOLUÇÃO I
A frase “os fins justificam os meios”, que resume criativamente um texto de Maquiavel, pode ser associada à trajetória de ascensão do inescrupuloso Paulo Honório, no romance São Bernardo. Ao relatar sua própria história, o narrador justifica suas ações, muitas delas ilícitas, no processo de conquista da fazenda São Bernardo e posterior expansão econômica, como evidencia o 6º parágrafo.

RESOLUÇÃO II
O preceito encontra correspondência em “considerei legítimas as ações que me levaram a obtê-las”, uma vez que as tais ações, consideradas legítimas pelo narrador, podem ser vistas como os meios para a obtenção dos fins.

GABARITO:
(A) “E como sempre tive a intenção de possuir as terras de S. Bernardo, considerei legítimas as ações que me levaram a obtê-las.” (6° parágrafo)

PRÓXIMA QUESTÃO:
- UNESP 2019: “Na pedreira perdi um. A alavanca soltou-se da pedra, bateu-lhe no peito, e foi a conta. Deixou viúva e órfãos miúdos. Sumiram-se: um dos meninos caiu no fogo, as lombrigas comeram o segundo, o último teve angina e a mulher enforcou-se.” (2º parágrafo)

PESQUISAR OUTRA QUESTÃO

Comentários