Questões de vestibular de História (FASA 2019) com Gabarito

historia
Questões de vestibular de História (FASA 2019) com Gabarito

HISTÓRIA

QUESTÃO 26
FASA 2019: Ao afirmar que “em sentido absoluto a boa testemunha não existe; existe só bons ou maus testemunhos”, o grande historiador francês Marc Bloch quis:

a) exaltar o uso de fontes oficiais e não oficiais.
b) censurar o uso das fontes escritas oficiais.
c) alertar para a triagem das fontes orais.
d) criticar os historiadores positivistas.
e) estimular a pesquisa sem fontes.

GABARITO.

QUESTÃO 27
FASA 2019: Leia o texto abaixo: “Aristóteles: história e poesia.”

“A característica do poeta não é relatar o passado real, mas antes o passado possível, levando em conta as possibilidades dos acontecimentos segundo as semelhanças e a necessidade dos encadeamentos. O historiador e o poeta, com efeito, não diferem pelo fato de um narrar em verso e outro em prosa. A verdadeira distinção é a seguinte: um narra o que aconteceu, o outro aquilo que poderia ter acontecido.”

De acordo com Aristóteles:

a) história e poesia não se diferem servindo ambas, na forma de prosa ou de verso, como veículos de resgate do passado.

b) o que aconteceu e o que poderia ter acontecido pode ser escrito em prosa ou verso, alterando a finalidade do texto.

c) a Ilíada, contada em versos pelo poeta Homero seria o relato do passado, por isso repleto de símbolos e metáforas.

d) Tucídides autor de Guerra do Peloponeso, narrativa em prosa daquele conflito, era um poeta e não um historiador.

e) a história da Grécia é superior em relação a história de outras civilizações.

GABARITO.

QUESTÃO 28
“A mitologia grega teve papel fundamental na transmissão de valores que soam familiares a nós ainda hoje. Das noções de ciúme e de inveja, da soberba ao heroísmo, somos herdeiros de determinado jeito de pensar que nasceu na Grécia Antiga”.

FASA 2019: Favorecem a identificação entre as sociedades contemporâneas e as características dos deuses gregos:

a) o politeísmo antropozoomórfico entre as divindades gregas.

b) os sentimentos humanos entre as divindades gregas.

c) a imortalidade e o poder sobrenatural dos deuses gregos.

d) as mensagens de bondade dos deuses gregos.

e) o monoteísmo caracterizado da figura de Zeus.

GABARITO.

QUESTÃO 29
FASA 2019: No filme, “O Gladiador” de Ridley Scott, a trama se desenrola durante o período de apogeu do Império Romano. É neste cenário que uma das personagens, um senador romano, a certa altura afirma: “Roma não é a mármore fria do Senado, Roma é a areia quente do Coliseu.” A afirmativa da personagem do filme refere-se ao:

a) poderio dos gladiadores, que tinham uma força de decisão considerável nas ações políticas de Roma.

b) controle das massas desocupadas de Roma, através de grandes eventos que distraíam a plebe.

c) elo entre a política senatorial e aos espetáculos enaltecedores do Império Romano.

d) confronto entre os senadores do poder legislativo e o Imperador do poder executivo.

e) desprezo pelas tradições militares e expansionistas do Império Romano.

GABARITO.

QUESTÃO 30
Letra 1
O Bonde São Januário
Leva mais um operário
Sou eu
Que vou trabalhar
O Bonde São Januário. Wilson Batista (1937)

Letra 2
Sou Ana das loucas
Até amanhã
Sou Ana, da cama
Da cana, fulana, bacana
Ana de Amsterdam. Chico Buarque (1973)

FASA 2019: Ambas as letras apresentadas foram censuradas e compulsoriamente modificadas. Na Letra 1 Wilson Batista usava o termo otário no lugar de operário e na Letra 2 Chico Buarque utilizava-se da palavra sacana ao invés de bacana.

A ditadura estadonovista de Getúlio Vargas (37-45) foi responsável pela censura ao samba de Wilson, enquanto o regime militar (64-85) censurou a canção de Chico.

Apesar dos episódios se aproximarem tristemente no que tange ao uso da máquina estatal autoritária como forma de limitar a liberdade de expressão dos artistas, um aspecto os diferencia, o fato de a censura ter objetivado:

a) exaltar o trabalho e o nacionalismo em 37 e salvaguardar a moral e os bons costumes familiares em 73.

b) denunciar a indisciplina e o sarcasmo do artista em 37 e evitar o uso de termos politizados em 73.

c) transformar troça e piada em ufanismo em 37 e silenciar as guerrilhas comunistas em 73.

d) limitar o discurso sindicalista e comunista em 37 e exilar o artista do Brasil em 73.

e) subsidiar a obra do artista em 37 e enaltecer o português nacionalista em 73.

GABARITO.

Comentários