Redação FADIP: A importância da educação alimentar na formação de hábitos saudáveis a partir da infância

Redação FADIP: A importância da educação alimentar na formação de hábitos saudáveis a partir da infância

PROVA DE REDAÇÃO

Texto I

Hábitos alimentares na infância

Atualmente, 44 milhões de crianças com menos de cinco anos estão acima do peso ideal. No Brasil, segundo o IBGE, cerca de um terço da população entre cinco e nove anos sofre do mesmo mal, e os números devem continuar subindo. Isso se deve, principalmente, ao estilo de vida e aos hábitos alimentares. As crianças estão consumindo, cada vez mais, alimentos altamente calóricos e pobres em vitaminas e minerais e estão mais sedentárias, devido ao aumento de tempo na TV, computadores e videogames, e consequentemente, reduzem as atividades físicas. [...] Existem inúmeras causas associadas à obesidade em crianças e adolescentes, dentre elas, se destaca a alimentação inadequada desde o primeiro ano de vida.

O tempo de aleitamento materno exclusivo (sem água, chá e/ou outro leite) está abaixo do recomendado no Brasil. Isso faz com que a alimentação complementar ocorra de forma precoce e incorreta, com a introdução de farinhas, açúcares e leite de vaca integral, antes do tempo. Outras causas seriam: hábitos alimentares inadequados da família (ausência do café da manhã, baixo consumo de frutas, legumes, entre outros), servindo de mau exemplo às crianças; a disseminação da alimentação fast-food, rica em gorduras e calorias, levando à substituição de refeições importantes por lanches pouco nutritivos e o aumento do sedentarismo.
(Disponível em: http://www.iff.fiocruz.br/index.php/8-noticias/126-
habitosalimentares. Acesso em abril de 2019.)

Texto II

Mídias sociais influenciam crianças a consumirem
mais alimentos calóricos

O impacto da publicidade infantil nos hábitos das crianças não é exatamente uma novidade, mas dessa vez um novo estudo mostrou que as mídias sociais também influenciam os pequenos, principalmente quando o assunto é alimentação. Publicada no periódico Pediatrics nesta segunda-feira, a pesquisa, realizada por cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, avaliou o efeito do marketing realizado por vloggers do Instagram nos hábitos alimentares das crianças.

Os resultados mostraram que os pequenos que assistiam a vídeos desses ‘influencers’ consumiam até 32% mais quilocalorias provenientes especificamente de lanches não saudáveis e 26% a mais quilocalorias no total. “Estes resultados sugerem que a comercialização de alimentos não saudáveis por meio de páginas de vloggers no Instagram aumenta o consumo de calorias entre as crianças”, diz Anna Coates, que conduziu o estudo. Segundo ela, restrições mais rígidas são necessárias em todo o marketing digital de alimentos não saudáveis que as crianças são expostas, e não deve ser permitido que os vloggers promovam esses alimentos.
(Disponível em:
https://vivabem.uol.com.br/noticias/redacao/2019/03/07
/midiassociais-influenciam-criancas-a-consumirem-
mais-alimentoscaloricos.htm. Acesso em abril de 2019.)

Texto III

A importância da educação alimentar na formação de hábitos saudáveis a partir da infância

Com base nos textos motivadores redija um texto dissertativo-argumentativo sobre o tema:

“A importância da educação alimentar na formação de hábitos saudáveis a partir da infância”.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.