UNESP 2020: O texto expõe dois significados da construção de Brasília durante o governo de Juscelino Kubitschek

A construção de Brasília pode ser considerada a principal meta do Plano de Metas [...]. Para alguns analistas, a nova capital seria o elemento propulsor de um projeto de identidade nacional comprometido com a modernidade, cuja face mais visível seria a arquitetura modernista de Oscar Niemeyer e Lúcio Costa.

Ao mesmo tempo, no entanto, a interiorização da capital faria parte de um antigo projeto de organização espacial do território brasileiro, que visava ampliar as fronteiras econômicas rumo ao Oeste e alavancar a expansão capitalista nacional.
(Marly Motta. “Um presidente bossa-nova”. In: Luciano Figueiredo (org.).
História do Brasil para ocupados, 2013.)

UNESP 2020: O texto expõe dois significados da construção de Brasília durante o governo de Juscelino Kubitschek. Esses dois significados relacionam-se, pois

(A) denotam o esforço de construção de um espaço geográfico brasileiro com o intuito de assegurar o equilíbrio econômico e político entre as várias regiões do país.

(B) demonstram o nacionalismo xenófobo do governo Kubitschek e sua disposição de isolar o Brasil dos demais países do continente americano.

(C) revelam a importância da redefinição do espaço territorial para a implantação de um projeto de restrições à entrada de capitais e investimentos estrangeiros.

(D) explicitam a postura antiliberal do governo Kubitschek e sua intenção de implantar um regime de igualdade social no país.

(E) indicam o surgimento de uma expressão arquitetônica original e baseada no modelo de edificação predominante entre os primeiros habitantes do atual Brasil.

QUESTÃO ANTERIOR:
UNESP 2020: Produzida no início da década de 1910, a gravura representa a Revolução Mexicana como marcada

RESOLUÇÃO:
A questão foi elaborada por apologistas de Brasília e do projeto desenvolvimentista que ela simboliza, esquecendo que essa “31 ª Meta” foi acrescentada a posteriori , para depois tornar-se a “Meta-síntese” do programa juscelinista.

De qualquer forma, a transferência da capital do País para o Planalto Central visava consolidar uma proposta de integração entre as regiões brasileiras, criando um polo de desenvolvimento no Centro-Oeste. Ademais, o plano de interiorizar a capital brasileira atendia a antigos argumentos de ordem estratégica.

GABARITO:
(A) denotam o esforço de construção de um espaço geográfico brasileiro com o intuito de assegurar o equilíbrio econômico e político entre as várias regiões do país.

PRÓXIMA QUESTÃO:
- UNESP 2020: Dois fatores que contribuíram para os processos de emancipação política na África e na Ásia no pós-Segunda Guerra Mundial foram

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:
Prova UNESP 2020.1 com Gabarito e Resolução

PESQUISAR OUTRA QUESTÃO

Comentários