(CESPE) A correção gramatical e o sentido original do texto CG4A1-I seriam preservados caso

Texto CG4A1-I

O peso de Eurídice se estabilizou, assim como a rotina da família Gusmão Campelo. Antenor saía para o trabalho, os filhos saíam para a escola e Eurídice ficava em casa, moendo carne e remoendo os pensamentos estéreis que faziam da sua vida infeliz. Ela não tinha emprego, ela já tinha ido para a escola, e como preencher as horas do dia depois de arrumar as camas, regar as plantas, varrer a sala, lavar a roupa, temperar o feijão, refogar o arroz, preparar o suflê e fritar os bifes? Porque Eurídice, vejam vocês, era uma mulher brilhante. Se lhe dessem cálculos elaborados, ela projetaria pontes.

Se lhe dessem um laboratório, ela inventaria vacinas. Se lhe dessem páginas brancas, ela escreveria clássicos. No entanto, o que lhe deram foram cuecas sujas, que Eurídice lavou muito rápido e muito bem, sentando-se em seguida no sofá, olhando as unhas e pensando no que deveria pensar. E foi assim que concluiu que não deveria pensar, e que, para não pensar, deveria se manter ocupada todas as horas do dia, e que a única atividade caseira que oferecia tal benefício era aquela que apresentava o dom de ser quase infinita em suas demandas diárias: a culinária.

Eurídice jamais seria uma engenheira, nunca poria os pés em um laboratório e não ousaria escrever versos, mas essa mulher se dedicou à única atividade permitida que tinha um certo quê de engenharia, ciência e poesia. Todas as manhãs, depois de despertar, preparar, alimentar e se livrar do marido 25 e dos filhos, Eurídice abria o livro de receitas da Tia Palmira.
Martha Batalha. A vida invisível de Eurídice Gusmão. 1.ª ed.
São Paulo: Companhia das Letras, 2016 (com adaptações).

QUESTÃO 04
(CESPE) A correção gramatical e o sentido original do texto CG4A1-I seriam preservados caso

I. os dois-pontos imediatamente após “diárias” (l.19) fossem substituídos por uma vírgula.

II. o vocábulo “estéreis” (l.4) fosse substituído por desnecessários.

III. se inserisse, no trecho “nunca poria os pés em um laboratório e não ousaria escrever versos” (l. 20 e 21), uma vírgula logo após “laboratório” e o vocábulo “não” fosse substituído por nem.

Assinale a opção correta.

A) Nenhum item está certo.
B) Apenas o item I está certo.
C) Apenas o item II está certo.
D) Apenas o item III está certo.
E) Todos os itens estão certos.

QUESTÃO ANTERIOR:
(CESPE) No trecho “e que a única atividade caseira que oferecia tal benefício era aquela que apresentava o dom de ser quase infinita em suas demandas diárias: a culinária” (l. 17 a 20), do texto CG4A1-I, o vocábulo “demandas” foi empregado no sentido de

  • [accordion]
    • RESOLUÇÃO:
      • Não temos resolução para essa questão. Ajude-nos. Envie sua resolução clicando AQUI!
    • GABARITO:
      • B) Apenas o item I está certo.

PRÓXIMA QUESTÃO:
- (CESPE) A correção gramatical e o sentido do texto CG4A1-I seriam mantidos caso se suprimisse do texto

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:
Prova Auxiliar Judiciário 2020 (TJ-PA) com Gabarito

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.