Acerca do poema “Noturno à janela do apartamento”, de Carlos Drummond de Andrade, analise as assertivas e assinale a alternativa que aponta a(s) correta(s).

Leia o poema a seguir, extraído da obra Sentimento do mundo, de Carlos Drummond de Andrade, e responda às questões 36 e 37.

Noturno à janela do apartamento

Silencioso cubo de treva:
um salto, e seria a morte.
Mas é apenas, sob o vento,
a integração na noite.

Nenhum pensamento de infância,
Nem saudade nem vão propósito.
Somente a contemplação
de um mundo enorme e parado.

A soma da vida é nula.
Mas a vida tem tal poder:
na escuridão absoluta,
como líquido, circula.

Suicídio, riqueza, ciência…
A alma severa se interroga
e logo se cala. E não sabe
se é noite, mar ou distância.

Triste farol da Ilha Rasa.
ANDRADE, Carlos Drummond de. Sentimento do mundo.
São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

UNIP 2022 - QUESTÃO 36
Acerca do poema “Noturno à janela do apartamento”, de Carlos Drummond de Andrade, analise as assertivas e assinale a alternativa que aponta a(s) correta(s).

I. Esse poema, publicado em 1940 em Sentimento do mundo, é o poema de abertura dessa obra drummondiana e, assim como outros poemas da coletânea, é caracterizado por acentuada melancolia.

II. Entre o dentro e o fora, entre apartamento e ilha, o poema é permeado por uma estrutura simétrica e antitética, mediada pelo espaço complexo da janela, simultaneamente à possibilidade de destruição e de contemplação.

III. Esse poema pertence à fase heroica do Modernismo brasileiro, entre cujas características se sobressai o verso livre e branco, como exemplifica esse poema.

(A) Apenas I.
(B) Apenas II.
(C) Apenas I e II.
(D) Apenas II e III.
(E) I, II e III.

QUESTÃO ANTERIOR:

GABARITO:
(B) Apenas II.

RESOLUÇÃO:
Não temos resolução para essa questão! Você sabe explicar? Copie o link dessa página e envie sua resolução clicando AQUI!

PRÓXIMA QUESTÃO:

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.