O projeto Orion foi proposto nos anos de 1950 com o objetivo de se construir uma nave espacial com

UFGD 2022 - QUESTÃO 43
O projeto Orion foi proposto nos anos de 1950 com o objetivo de se construir uma nave espacial com capacidade de realizar viagens interestelares. Um esquema simplificado do motor Orion aparece ilustrado no diagrama a seguir e consiste em uma bomba nuclear detonada sobre uma estrutura amortecedora capaz de resistir à explosão.

Ao se detonar a bomba, a explosão empurraria a nave para frente, adquirindo assim um ganho de velocidade. O processo poderia ser repetido com múltiplas explosões sequenciais, no vácuo espacial, até que a velocidade final necessária para se escapar da órbita solar rumo a outras estrelas fosse atingida.

Bomba

Considere que cada explosão nuclear libera a energia equivalente a 0,5 kT (quilotonelada) de dinamite e que um grama de dinamite libera 4000 Joules de energia ao explodir. Suponha que 40% da energia da explosão possam ser aproveitados na forma de movimento, na direção e no sentido desejados, e que o restante seja perdido para o espaço sideral, numa nave de 10 mil toneladas de massa. Então, qual seria o máximo ganho de velocidade a cada explosão?

(A) 633 m/s.
(B) 400 m/s.
(C) 400 km/s.
(D) 633 mm/s.
(E) 633 Mm/s.

QUESTÃO ANTERIOR:

GABARITO:
(B) 400 m/s.

RESOLUÇÃO:
Não temos resolução para essa questão! Você sabe explicar? Copie o link dessa página e envie sua resolução clicando AQUI!

PRÓXIMA QUESTÃO:

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.