Questões e Português Concurso SEDUC/AM com Gabarito

Instituto Acesso
Questões e Português Concurso SEDUC/AM com Gabarito

Concurso: SEDUC/AM
Banca: Instituto Acesso
Cargo: Contador, Engenheiro Civil e/ou Eletricista, Fonoaudiólogia, Estatístico, Prof.  Geografia
Instituição: SEDUC/AM
Nível: Superior Completo

Sumário da prova:
Língua Portuguesa (01 - 20) - você está aqui
Legislação Específica (21 - 30)
Conhecimento Específico - Contador (31 - 50)

LÍNGUA PORTUGUESA

Texto

Justiça Social - Justiça ecológica

Entre os muitos problemas que assolam a humanidade, dois são de especial gravidade: a injustiça social e a injustiça ecológica. Ambos devem ser enfrentados conjuntamente se quisermos pôr em rota segura a humanidade e o planeta Terra.

A injustiça social é coisa antiga, derivada do modelo econômico que, além de depredar a natureza, gera mais pobreza que pode gerenciar e superar. Ele implica grande acúmulo de bens e serviços de um lado à custa de clamorosa pobreza e miséria de outro. Os dados falam por si: há um bilhão de pessoas que vive no limite da sobrevivência com apenas um dólar ao dia. E há 2,6 bilhões (40% da humanidade) que vive com menos de dois dólares diários. As consequências são perversas. Basta citar um fato: contam-se entre 350-500 milhões de casos de malária com um milhão de vítimas anuais, evitáveis.

Essa antirrealidade foi por muito tempo mantida invisível para ocultar o fracasso do modelo econômico capitalista feito para criar riqueza para poucos e não bem-estar para a humanidade.

A segunda injustiça, a ecológica, está ligada à primeira. A devastação da natureza e o atual aquecimento global afetam todos os países, não respeitando os limites nacionais nem os níveis de riqueza ou de pobreza. Logicamente, os ricos têm mais condições de adaptar-se e mitigar os efeitos danosos das mudanças climáticas. Face aos eventos extremos, possuem refrigeradores ou aquecedores e podem criar defesas contra inundações que assolam regiões inteiras. Mas os pobres não têm como se defender. Sofrem os danos de um problema que não criaram. Fred Pierce, autor de "O terremoto populacional" escreveu no New Scientist de novembro de 2009: "os 500 milhões dos mais ricos (7% da população mundial) respondem por 50% das emissões de gases produtores de aquecimento, enquanto 50% dos países mais pobres (3,4 bilhões da população) são responsáveis por apenas 7% das emissões". Esta injustiça ecológica dificilmente pode ser tornada invisível como a outra, porque os sinais estão em todas as partes, nem pode ser resolvida só pelos ricos, pois ela é global e atinge também a eles. A solução deve nascer da colaboração de todos, de forma diferenciada: os ricos, por serem mais responsáveis no passado e no presente, devem contribuir muito mais com investimentos e com a transferência de tecnologias e os pobres têm o direito a um desenvolvimento ecologicamente sustentável, que os tire da miséria.

Seguramente, não podemos negligenciar soluções técnicas. Mas sozinhas são insuficientes, pois a solução global remete a uma questão prévia: ao paradigma de sociedade que se reflete na dificuldade de mudar estilos de vida e hábitos de consumo. Precisamos da solidariedade universal, da responsabilidade coletiva e do cuidado por tudo o que vive e existe (não somos os únicos a viver neste planeta nem a usar a biosfera). É fundamental a consciência da interdependência entre todos e da unidade Terra e humanidade. Pode-se pedir às gerações atuais que se rejam por tais valores se nunca antes foram vividos globalmente? Como operar essa mudança que deve ser urgente e rápida?

Talvez somente após uma grande catástrofe que afligiria milhões e milhões de pessoas, poder-se-ia contar com esta radical mudança, até por instinto de sobrevivência. A metáfora que me ocorre é esta: nosso pais é invadido e ameaçado de destruição por alguma força externa. Diante desta iminência, todos se uniriam, para além das diferenças. Como numa economia de guerra, todos se mostrariam cooperativos e solidários, aceitariam renúncias e sacrifícios a fim de salvar a pátria e a vida. Hoje a pátria é a vida e a Terra ameaçadas. Temos que fazer tudo para salvá-las.
Fonte: BOFF, Leonardo. Correio Popular, 2013.

QUESTÃO 01
(Instituto Acesso) "Pode-se pedir ÀS GERAÇÕES atuais que se rejam por tais valores".
Assinale a opção que apresenta a explicação correta para o uso do acento indicador de crase na expressão destacada:

A) O termo regente é transitivo indireto
B) O termo regente pede complemento nominal
C) O termo regente é transitivo direto
D) A locução feminina está no plural
E) A locução adverbial é feminina

Resposta.

QUESTÃO 02
(Instituto Acesso) De acordo com o texto lido, os dois grandes problemas que assolam a humanidade, a injustiça social e a injustiça ecológica, devem ser enfrentados conjuntamente para que a humanidade e o planeta sejam colocados em rota segura. Para que isso se dê, o autor apresenta como proposta:

A) Acabar com a desigualdade social criada pelo modelo capitalista que gerou riqueza para poucos e miséria para muitos
B) Unir esforços de todos, pobres e ricos, na procura do bem-estar da humanidade e do planeta
C) Encontrar soluções técnicas e medidas eficazes que resolvam os estragos já ocorridos no meio ambiente
D) Mudar hábitos e estilos de vida nos países que mais contribuem com a poluição do planeta
E) Canalizar esforços dos países ricos para auxiliar os países pobres a saírem da extrema pobreza

Resposta.

QUESTÃO 03
(Instituto Acesso) "Talvez somente após uma grande catástrofe que afligiria milhões e milhões de pessoas poder-se-ia contar com esta radical mudança".

Assinale a opção que apresenta a circunstância expressa pelo advérbio no período apresentado:

A) Modo
B) Intensidade
C) Dúvida
D) Afirmação
E) Lugar

Resposta.

QUESTÃO 04
(Instituto Acesso) "Diante desta IMINÊNCIA, todos se uniriam".

Assinale a opção em que todos os vocábulos são acentuados obedecendo à mesma regra de acentuação aplicada na palavra em destaque:

A) Açúcar, artérias, Antártida
B) Delírios, persistência, mistério
C) Só, cipó, demônio
D) História, tênue, fácil
E) Irresistível, mágico, afrodisíaco

Resposta.

QUESTÃO 05
(Instituto Acesso) "A devastação da natureza e o atual aquecimento global afetam todos os países, não respeitando os limites nacionais nem os níveis de riqueza ou de pobreza. Logicamente, os ricos têm mais condições de adaptar-se e mitigar os efeitos danosos das mudanças climáticas".

A partir do trecho destacado, infere-se que:

A) Apenas a população menos favorecida é afetada pelos problemas ocasionados pela devastação do planeta.
B) A população rica é menos prejudicada pelos efeitos danosos das mudanças climáticas.
C) A responsabilidade por todos os problemas ecológicos é exclusivamente da população rica do planeta.
D) Ricos e pobres são igualmente afetados pela devastação do planeta e pelos efeitos do aquecimento global.
E) Todos os seres vivos do planeta, sem exceção, sofrem da mesma forma os efeitos das mudanças climáticas.

Resposta.

QUESTÃO 06
(Instituto Acesso) "Essa ANTIREALIDADE foi por muito tempo mantida invisível".
O vocábulo em destaque está escrito de acordo com as novas regras do Acordo Ortográfico.
Assinale o item em que as palavras escritas seguem as novas regras do Acordo Ortográfico em vigor:

A) Hiper-mercado, inter-racial, autoestrada
B) Pré-vestibular, previsível, pré-ocupado
C) Agroindustrial, antiaéreo, super-realista
D) Micro-ondas, microvarizes, microssistema
E) Contrarregra, panamericano, circum-navegação

Resposta.

QUESTÃO 07
(Instituto Acesso) "É fundamental a consciência da INTERDEPENDÊNCIA entre todos."
Assinale a opção em que há um vocábulo que tenha sido formado pelo mesmo processo que a palavra em destaque:

A) Efervescência
B) Consciência
C) Combater
D) Incorruptível
E) Desconfiança

Resposta.

QUESTÃO 08
(Instituto Acesso) "Talvez somente após uma grande catástrofe que afligiria milhões e milhões de pessoas, poder-se-ia contar com esta radical mudança".
No período destacado, há um caso de mesóclise, colocação pronominal pouco comum na língua falada no Brasil.

Assinale a opção em que a mesóclise foi usada INCORRETAMENTE:

A) Jamais publicar-se-á esse livro.
B) Publicar-se-á a notícia.
C) Hoje entregar-lhe-iam todos os documentos.
D) Falar-lhe-ei a seu respeito.
E) No momento certo, contar-lhe-ei a verdade.

Resposta.

QUESTÃO 09
(Instituto Acesso) "E há 2,6 bilhões (40% da humanidade) que vive com menos de dois dólares diários. As consequências são perversas. Basta citar um fato: contam-se entre 350-500 milhões de casos de malária com um milhão de vítimas anuais, evitáveis".

De acordo com a norma culta, no período destacado, a forma verbal "vive":

A) Deve, opcionalmente, ser empregada no singular ou no plural, pois pode concordar com "2,6 bilhões" ou com "(40% da humanidade)".

B) Deve, opcionalmente, ser empregada no plural, pois concorda com "2,6 bilhões".

C) Deve ser empregada no singular, pois concorda com "(40% da humanidade)".

D) Deve, obrigatoriamente, ser empregada no plural, pois concorda com "2,6 bilhões (40% da humanidade)".

E) Deve, preferencialmente, ser empregada no singular, pois concorda com "(40% da humanidade)".

Resposta.

QUESTÃO 10
(Instituto Acesso) Leia as seguintes frases:

I. "Os ricos, por serem mais responsáveis no passado e no presente, devem contribuir muito mais".
II. "Seguramente, não podemos negligenciar soluções técnicas".
III. "Diante desta iminência, todos se uniriam".

Com relação ao uso da vírgula, ela é:

A) Obrigatória em I, II e III.
B) Obrigatória em I e II e facultativa e III.
C) Facultativa em I e II e obrigatória em III.
D) Facultativa em I e III e obrigatória em II.
E) Obrigatória em I e III e facultativa em II.

Resposta.

QUESTÃO 11
(Instituto Acesso) "[...] há um bilhão de pessoas que vive no limite da sobrevivência com apenas um dólar ao dia. E há 2,6 bilhões (40% da humanidade) que vive com menos de dois dólares diários. As consequências são PERVERSAS[...]".

O vocábulo destacado pode ser substituído sem prejuízo do sentido por:

A) Desastrosas
B) Maléficas
C) Pervertidas
D) Pecaminosas
E) Rudes

Resposta.

QUESTÃO 12
(Instituto Acesso) "Hoje a pátria é a vida e a Terra ameaçadas. Temos que fazer tudo para salvá-las."

Ao ligar as duas orações destacadas com um conectivo, a relação semântica original está mantida na seguinte opção:

A) Hoje a pátria é a vida e a Terra ameaçadas, logo, temos que fazer tudo para salvá-las.
B) Hoje a pátria é a vida e a Terra ameaçadas, no entanto, temos que fazer tudo para salvá-las.
C) Hoje a pátria é a vida e a Terra ameaçadas e temos que fazer tudo para salvá-las.
D) Hoje a pátria é a vida e a Terra ameaçadas, contudo temos que fazer tudo para salvá-las.
E) Hoje a pátria é a vida e a Terra ameaçadas, pois temos que fazer tudo para salvá-las.

Resposta.

QUESTÃO 13
(Instituto Acesso) Pode-se afirmar que a argumentação no texto se apoia fundamentalmente:

A) No uso de definições.
B) Na exemplificação.
C) Na alusão histórica.
D) Na utilização de dados estatísticos.
E) No uso da narrativa como ilustração.

Resposta.

QUESTÃO 14
(Instituto Acesso) "Precisamos da solidariedade universal, da responsabilidade coletiva e do cuidado por tudo o que vive e existe".

O trecho destacado tem como principal função:

A) Apelar
B) Convencer
C) Coagir
D) Dissuadir
E) Informar

Resposta.

QUESTÃO 15
(Instituto Acesso) Os conectivos, além de ligar palavras ou partes da frase, podem apresentar sentido específico.

Assinale a opção cujo conectivo destacado contém traço de sentido conclusivo:

A) A solução deve nascer de todos, NO ENTANTO, os ricos devem colaborar mais.
B) "dificilmente pode ser tornada invisível NEM pode ser resolvida só pelos ricos".
C) Após uma grande catástrofe que afligiria, POIS, milhões.
D) "possuem refrigeradores OU aquecedores"
E) "os ricos têm mais condições de adaptar-se E mitigar os efeitos"

Resposta.

QUESTÃO 16
(Instituto Acesso) "A devastação da natureza e o atual aquecimento global afetam todos os países, não respeitando os limites nacionais nem os níveis de riqueza ou de pobreza".

Assinale a opção em que o segmento substitui, sem prejuízo de sentido, a segunda oração do período destacado:

A) Que não respeitam os limites nacionais nem os níveis de riqueza ou de pobreza.
B) Estes que não respeitam os limites nacionais nem os níveis de riqueza ou de pobreza.
C) Os quais não respeitam os limites nacionais nem os níveis de riqueza ou de pobreza.
D) O que não respeita os limites nacionais nem os níveis de riqueza ou de pobreza.
E) Ao não respeitar os limites nacionais nem os níveis de riqueza ou de pobreza.

Resposta.

QUESTÃO 17
(Instituto Acesso) Observando a concordância nominal, ela está correta em:

A) É necessário firmeza.
B) É proibido a entrada de pessoas não autorizadas.
C) Estavam desertas o corredor e a sala de reuniões.
D) Os políticos, rápido, deixaram o recinto.
E) Nunca houve diferença entre eu e você.

Resposta.

QUESTÃO 18
(Instituto Acesso) Há uma locução verbal em:

A) "[...] não têm como se defender [...]"
B) "Sofrem os danos [...] que não criaram"
C) "Ambos devem ser enfrentados[...]"
D) "Pode-se pedir"
E) "[...] Basta citar um fato]"

Resposta.

QUESTÃO 19
(Instituto Acesso) "Esta injustiça ecológica dificilmente pode ser tornada invisível como a outra, porque os sinais estão em todas as partes".

No trecho destacado, a segunda oração tem valor:

A) Adversativo
B) Aditivo
C) Conclusivo
D) Alternativo
E) Explicativo

Resposta.

QUESTÃO 20
(Instituto Acesso) "Esta injustiça ecológica dificilmente pode ser tornada invisível como a OUTRA, porque os sinais estão em todas as partes, nem pode ser resolvida só pelos ricos, pois ela é global e atinge também a eles":

Assinale a opção em que a palavra destacada pertence à mesma classe gramatical do vocábulo destacado nos trechos abaixo:

A) "TODOS por um".
B) Os OUTROS ainda não chegaram?
C) TUDO são flores.
D) CADA um sabe de si.
E) A MESMA pessoa esteve aqui.

Comentários