(FUVEST 2019) Nos fragmentos I e II, aqui adaptados, o crítico Antonio Candido avalia duas obras literárias, que são, respectivamente

I. Surge então a pergunta: se a fantasia funciona como realidade; se não conseguimos agir senão mutilando o nosso eu; se o que há de mais profundo em nós é no fim de contas a opinião dos outros; se estamos condenados a não atingir o que nos parece realmente valioso –, qual a diferença entre o bem e o mal, o justo e o injusto, o certo e o errado? O autor passou a vida a ilustrar esta pergunta, que é modulada de maneira exemplar no primeiro e mais conhecido dos seus grandes romances de maturidade.

II. É preciso todavia lembrar que essa ligação com o problema geográfico e social só adquire significado pleno, isto é, só atua sobre o leitor, graças à elevada qualidade artística do livro. O seu autor soube transpor o ritmo mesológico para a própria estrutura da narrativa, mobilizando recursos que a fazem parecer movida pela mesma fatalidade sem saída. (...) Da consciência mortiça da personagem podem emergir os transes periódicos em que se estorce o homem esmagado pela paisagem e pelos outros homens.

(FUVEST 2019) Nos fragmentos I e II, aqui adaptados, o crítico Antonio Candido avalia duas obras literárias, que são, respectivamente,

(A) A Relíquia e Sagarana.
(B) O Cortiço e Iracema.
(C) Sagarana e O Cortiço.
(D) Mayombe e Minha Vida de Menina.
(E) Memórias Póstumas de Brás Cubas e Vidas Secas.

QUESTÃO ANTERIOR:
(FUVEST 2019) O termo “Agora” pode ser substituído, respectivamente, em I e II e sem prejuízo de sentidos nos dois textos, por

RESOLUÇÃO:
A preocupação com “a opinião dos outros” refere-se a uma obsessão de Brás Cubas: a “sede de nomeada”, o “amor de glória”, ou seja, a busca pela fama. Esse esforço pela notoriedade pode ser visto, por exemplo, na ideia fixa da invenção do emplastro.

Já a interpretação do homem como um ser esmagado pela paisagem agreste e por outros homens deve ser associada a Vidas Secas. Basta lembrar que Fabiano e família são vítimas não só de um fenômeno climático – a seca nordestina –, mas também de uma série de fatores opressivos, tais como o arbítrio do Estado, a dificuldade de expressão e até mesmo a incomunicabilidade, o que os torna párias, condenados à subcondição humana.

GABARITO:
(E) Memórias Póstumas de Brás Cubas e Vidas Secas.

PRÓXIMA QUESTÃO:
- (FUVEST 2019) Atente para as seguintes afirmações relativas ao desfecho do romance A Relíquia, de Eça de Queirós.
(FUVEST 2019) Nos fragmentos I e II, aqui adaptados, o crítico Antonio Candido avalia duas obras literárias, que são, respectivamente (FUVEST 2019) Nos fragmentos I e II, aqui adaptados, o crítico Antonio Candido avalia duas obras literárias, que são, respectivamente Reviewed by Redação on novembro 29, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.