A intensidade da ocorrência de problemas urbanos de natureza climática tem sido a tônica dessas últimas décadas

A intensidade da ocorrência de problemas urbanos de natureza climática tem sido a tônica dessas últimas décadas. Um dos fatores que contribuem para o desenvolvimento desses problemas está relacionado ao crescimento demográfico humano.

A figura abaixo representa o crescimento da população humana em uma determinada metrópole brasileira a partir da década de 1920.


Com base nas informações e no gráfico, é correto afirmar:

a) na década de 1970, como o número de habitantes era menor se comparado ao dos anos atuais, a inexistência de problemas ambientais se deve a uma maior sensibilização ambiental por parte da população.

b) à medida que o crescimento demográfico humano aumenta, a existência de problemas ambientais se torna evidente, uma vez que as más condições de habitação e saneamento são ocorrentes nas metrópoles.

c) a implantação de programas de natalidade e de programas referentes às políticas ambientais desencadeiam a tendência de o número de habitantes se estabilizar nos países subdesenvolvidos, nos últimos anos.

d) o crescimento populacional e a consequente expansão territorial urbana a partir da década de 1960 estão relacionados a vários fatores, sendo que as enchentes e os alagamentos são determinantes.

e) A construção de moradias em encostas íngremes não re- presenta riscos de deslizamentos quando são recobertas por florestas.

QUESTÃO ANTERIOR:
Sobre o trabalho realizado pelos catadores de materiais recicláveis, é incorreto afirmar que eles

RESOLUÇÃO:
A urbanização no Brasil deu-se de modo rápido e descontrolado, gerando processos como macrocefalia urbana ou inchaço urbano. O crescimento demográfico, a expansão da mancha urbana, a impermeabilização do solo e a verticalização na construção civil acabam alterando não apenas a paisagem como também os sistemas de circulação atmosférica, mudando o perfil de intensidade das chuvas e a velocidade de seu escoamento. Acabam surgindo inúmeros problemas ambientais, além das más condições de habitação e saneamento.

A é falsa. Na década de 1970 já existiam vários problemas ambientais associados ao crescimento urbano e a população não tinha muito acesso a programas educativos sobre deposição de lixo e economia doméstica.

B é falsa. O Brasil ainda é um país natalista, ou seja, deixa para os cidadãos a forma como irão compor suas famílias e as políticas ambientais ainda necessitam de maior participação dos atores envolvidos, sociedade, estado e produção.

D é falsa. Enchentes e alagamentos resultam de especulação imobiliária que dificulta o acesso à moradia digna, da baixa taxa de investimentos em saneamento básico e excesso de lixo depositado nas ruas.

E é falsa. Mesmo as encostas íngremes recobertas por florestas podem sofrer deslizamentos depois de chuvas torrenciais ou prolongadas.

GABARITO:
c) a implantação de programas de natalidade e de programas referentes às políticas ambientais desencadeiam a tendência de o número de habitantes se estabilizar nos países subdesenvolvidos, nos últimos anos.

PRÓXIMA QUESTÃO:
- (FUVEST) A charge apresentada, satirizando uma situação problemática, comum às grandes cidades, sugere a

Questão disponível em:
Atividade sobre Vida Urbana - exclusão social e hierarquia - (Geografia) com Gabarito

PESQUISAR OUTRA QUESTÃO

Comentários