FADIP 2019: Sobre a atual crise entre Brasil e Venezuela, analise as afirmativas a seguir

Venezuelanos moram há três meses em ônibus abandonado na fronteira do Brasil. De forma improvisada, dez pessoas se abrigam no veículo todos os dias. Eles querem ajudar a família trabalhando no Brasil e só devem retornar à Venezuela quando a situação melhorar. Dez imigrantes venezuelanos pobres que fugiram da crise de seu país não foram longe quando cruzaram para o Brasil: eles vivem há três meses em um ônibus abandonado em Pacaraima (RR), no lado brasileiro, pouco depois da fronteira entre os dois países.

Todos dormem sobre pedaços de papelão, exceto pelo sortudo que consegue ficar numa rede. Para comer, cozinham em uma fogueira próxima à porta de um ônibus Mercedes Benz de 1983 sem motor. Entre os imigrantes, estão duas crianças que frequentam a escola local todas as manhãs.
(Por Anthony Boadle, Reuters — Pacaraima. 15/04/2019 19h02.
Disponível em: https://g1.globo.com/rr/roraima/noticia/
2019/04/15/grupo-de-venezuelanos-vive-dentro-
de-onibusabandonado-em-pacaraima-para-fugir-da-crise.ghtml.)

FADIP 2019: Sobre a atual crise entre Brasil e Venezuela, analise as afirmativas a seguir.

I. A tensão entre esses dois países cresceu com o fechamento da fronteira com o Brasil, rota de fuga de parte dos venezuelanos que busca deixar seu território de origem.

II. Países como o Brasil e os Estados Unidos não reconhecem o novo mandato de Nicolas Maduro, considerando-o ilegítimo.

III. Apesar da crise diplomática, o Brasil é o único país da América a considerar a eleição de Maduro, como uma transição pacífica e democrática no país.

Está(ão) correta(s) a(s) afirmativa(s)

(A) I, apenas.
(B) II, apenas.
(C) I e II, apenas.
(D) II e III, apenas.

QUESTÃO ANTERIOR:
FADIP 2019: A obra de Monteiro Lobato cai em domínio público e já terá novas edições

GABARITO:
(C) I e II, apenas.

PRÓXIMA QUESTÃO:
- FADIP 2019: Em surto inédito, o estado do Amazonas registrou 666 casos de síndrome respiratória aguda (SRAG) neste ano, com 34 mortes. Em resposta à crise, o Ministério da Saúde vai antecipar em duas semanas a campanha nacional de vacinação.

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:
Prova FADIP 2019 com Gabarito

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.