FASA 2019: Diante do exposto acima e seus conhecimentos sobre reprodução a maior variabilidade genética pode ser observada

A flexibilidade sexual das fêmeas:

Várias espécies de lagartos exibem formas surpreendentes de se reproduzirem. As fêmeas geram filhotes de modo assexuado, sem a participação de qualquer macho. São independentes, mas não são radicais: em algumas espécies, se um macho passa por perto, permitem a cópula e podem ser fecundadas. A autonomia reprodutiva chega a tal ponto que em algumas espécies só existem fêmeas, que se reproduzem de um modo assexuado conhecido como partenogênese, que parece ser mais flexível do que se pensava.

FASA 2019: Diante do exposto acima e seus conhecimentos sobre reprodução a maior variabilidade genética pode ser observada:

a) na reprodução assexuada descrita, onde as fêmeas por partenogênese trocam gametas geneticamente diferentes.

b) no cruzamento entre fêmeas e machos, partenogênese, onde o gameta masculino fecunda o feminino.

c) na partenogênese, tipo de reprodução que as fêmeas geram filhotes sem a participação de qualquer macho.

d) na fecundação entre as duas fêmeas, pois seus gametas apresentam características genéticas diferentes.

e) na reprodução sexuada - fecundação, onde ocorre a mistura do material genético masculino e feminino.

QUESTÃO ANTERIOR:
FASA 2019: Sobre a síndrome de Down marque a alternativa correta

GABARITO:
e) na reprodução sexuada - fecundação, onde ocorre a mistura do material genético masculino e feminino.

PRÓXIMA QUESTÃO:
- FASA 2019: A figura abaixo mostra o fenômeno do branqueamento dos corais

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:
Prova FASA 2019 com Gabrito

PESQUISAR OUTRA QUESTÃO

Comentários