FASA 2019: Dois estudos publicados na revista Science no início de julho renovaram a esperança

FASA 2019: Dois estudos publicados na revista Science no início de julho renovaram a esperança de que um dia, ainda que distante, se produza uma vacina eficaz e segura contra o HIV.

Em um dos trabalhos pesquisadores de duas universidades norte-americanas e dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH), isolaram dois anticorpos altamente potentes do sangue de um portador do vírus da Aids. Cada um dos anticorpos – o VRC01 e o VRC02 – mostrou-se capaz de neutralizar 91% das 190 variedades mais comuns do HIV, desempenho bem superior ao dos anticorpos mais eficientes encontrados anteriormente, que bloqueavam a ação de 40% das cepas.

No segundo estudo uma equipe da qual participou o imunologista brasileiro Michel Nussenzweig, da Universidade Rockefeller, analisou a estrutura e as características moleculares do VRC01 e identificou a região do vírus a que esse anticorpo adere, impedindo o HIV de infectar as células humanas.

A análise dos estudos mostra que:

a) estamos caminhando para um novo tratamento mais eficaz que os atuais que envolvem drogas inibidoras de uma série de etapas da replicação do HIV.

b) a vacina já está praticamente pronta com capacidade de neutralizar mais de 90% das variedades do HIV existentes.

c) a cura da Aids está muito próxima, pois com a descoberta dos anticorpos mais efetivos os vírus seriam atacados mesmo que no interior da célula hospedeira.

d) a obtenção de uma vacina seria viável pois o anticorpo VRC01 funcionaria como um bloqueador da entrada do vírus na célula.

e) A possível vacina apresentaria características terapêuticas pois os anticorpos foram isolados de pacientes HIV positivos.

QUESTÃO ANTERIOR:
FASA 2019: Os altos índices de coliformes fecais encontrados nos mananciais contaminados com Giardia lamblia pode ser explicado

GABARITO:
d) a obtenção de uma vacina seria viável pois o anticorpo VRC01 funcionaria como um bloqueador da entrada do vírus na célula.

PRÓXIMA QUESTÃO:
- FASA 2019: O novo antibiótico promete ser promissor no tratamento contra algumas doenças bacterianas pois

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:
Prova FASA 2019 com Gabrito

PESQUISAR OUTRA QUESTÃO

Comentários