PUC-PR 2019: Sobre o sistema pronominal destacado no texto, assinale a alternativa CORRETA

Leia o texto a seguir para responder as questões 2 e 3.

Nas últimas eleições, um comercial de TV que incentivava o voto consciente causou muita discussão aqui em Porto Alegre, por conter a frase “PRA MIM escolher candidato é que nem escolher feijão”. Vários leitores escreveram para dizer que a forma correta seria “PARA EU escolher candidato, é como escolher feijão”. Ironicamente, a frase estava correta; errada era a alteração sugerida. Poderíamos discutir se é adequado, ou não, o emprego  informal do “pra” e do “que nem” numa campanha institucional. A pontuação também merece reparo; a frase ficaria bem melhor como “Para mim, escolher candidato é como escolher feijão”.

Agora, do ponto de vista da sintaxe dos pronomes, os leitores que me desculpem: o uso do oblíquo “mim” está perfeito. Sei de onde veio o equívoco: nos manuais e livros didáticos de pouca ciência — infelizmente, a maioria dos que se vendem por aí —, difunde-se a lenda, disfarçada de regra, de que “antes de verbo” devemos usar sempre o pronome pessoal reto: “Isso veio para eu fazer”, “Ele disse que é para eu levar os ingressos”.

Ora, nesses exemplos usamos o pronome reto não por estar antes de verbo, mas por ser sujeito desses verbos. Na frase injustamente condenada, “mim” está antes do verbo “escolher”, mas não é o seu sujeitoisso pode ser facilmente verificado se (1) alterarmos a ordem para “escolher candidato, para mim, é como escolher feijão”, ou (2) trocarmos “mim” por “nós”, o que não afetará em nada o resto da frase: “PARA NÓS, escolher candidato é como escolher feijão” (e não “escolhermos”).
Disponível em: <http://sualingua.com.br/2009/05/14
/para-mim-comprar/>. Acesso em: 04/02/2019.

QUESTÃO 03
PUC-PR 2019: Sobre o sistema pronominal destacado no texto, assinale a alternativa CORRETA.

A) O vocábulo “que” é um expletivo que equivale a um pronome relativo, motivo pelo qual a substituição por “quem” estaria de acordo com a norma culta, embora em desuso.

B) O termo “não é o seu sujeito” poderia ser reescrito como “não é o sujeito dele” a fim de evitar a ambiguidade causada pelo uso do pronome possessivo no período original.

C) O pronome demonstrativo “isso” se refere ao fato de a palavra “mim” não ser o sujeito do verbo “escolher”, um fato já apresentado, motivo pelo qual “isto” estaria incorreto.

D) Na expressão “o que”, a palavra “o” funciona como um pronome demonstrativo, enquanto “que” é uma conjunção integrante que insere uma informação nova no trecho.

E) Em “nesses”, o pronome demonstrativo “esses” é anafórico, motivo pelo qual sua substituição por “nestes” estaria de acordo com a prescrição da norma-padrão.

QUESTÃO ANTERIOR:
PUC-PR 2019: De acordo com a discussão que o autor faz nesse trecho e com seus conhecimentos sobre o sistema pronominal de nossa língua, é CORRETO afirmar que

GABARITO:
C) O pronome demonstrativo “isso” se refere ao fato de a palavra “mim” não ser o sujeito do verbo “escolher”, um fato já apresentado, motivo pelo qual “isto” estaria incorreto.

PRÓXIMA QUESTÃO:
- PUC-PR 2019: O autor do texto apresenta o hábito que os humanos têm de culpar e punir o mensageiro por causa do conteúdo da mensagem que conduzem. Para tanto, fundamenta seu ponto de vista

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:
Prova PUC-PR 2019 (Vestibular Inverno) com Gabarito

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.