FUVEST 2020: No Brasil, várias cidades registram ocupação irregular de encostas em áreas sujeitas

FUVEST 2020
(QUESTÃO 089 - V / 020 - K / 084 - Q / 047 - X / 044 - Z)

FUVEST 2020: No Brasil, várias cidades registram ocupação irregular de encostas em áreas sujeitas a deslizamentos de terra (também chamados de escorregamentos). O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) trabalha no levantamento, mapeamento, recuperação e estabilização dessas áreas de risco.

Um exemplo deste trabalho foram aqueles executados desde a década de 1970 referentes aos deslizamentos dos morros de Santos e São Vicente‐SP, cuja região é acometida há tempos por esses problemas, inclusive com a ocorrência de vítimas fatais.

Para investigar os deslizamentos de terra nas áreas serranas tropicais brasileiras, o Instituto realizou levantamentos topográficos, geológicos e geomorfológicos, estudando também a distribuição dos tipos de vegetação existentes e as categorias de ocupação urbana dos morros.

Representação de deslizamento de terra (escorregamento) na
região de Santos e São Vicente

Disponível em https://www.ipt.br/. Adaptado. 2019.

Baseando‐se nas informações do texto e na figura, é correto afirmar que

(A) as características topográficas, geológicas e geomorfológicas de uma área de risco estão naturalmente ligadas aos escorregamentos, sendo que estradas de terra minimizam a ocorrência de deslizamentos.

(B) a ocorrência de escorregamentos é causada pela ação humana, cuja ocupação de encostas provoca o empobrecimento de solo, que acaba sendo mobilizado pela diminuição de fertilidade.

(C) o problema da ocupação de encostas e risco de escorregamentos inclui o contato entre a rocha e o solo, cuja facilidade de deslizamento é aumentada em função da inclinação do terreno e da maior ocorrência de chuvas.

(D) os deslizamentos de terra fazem parte de um conjunto de fenômenos naturais pontuais e incomuns na superfície da crosta terrestre e, portanto, não participam da escultura do relevo continental e do modelado.

(E) os escorregamentos são causados em especial pelo fato de o solo tornar‐se mais leve que a rocha subjacente durante as chuvas prolongadas de verão, facilitando seu deslizamento ao longo das encostas pouco ou nada inclinadas.

QUESTÃO ANTERIOR:
FUVEST 2020: Dois eventos marcaram a diplomacia brasileira em relação ao Oriente Médio no início de 2019.

RESOLUÇÃO (Cursos Objetivo)
A ocupação territorial do Brasil se deu junto à faixa litorânea, na qual, em diversas localidades, os terrenos apresentam elevadas inclinações, associadas a consideráveis volumes de chuva.

Esse é o caso do litoral paulista, em algumas áreas de Santos e São Vicente. Há, nessas regiões, terrenos de elevada declividade, que geralmente são recobertos por uma camada fina de solos, pouco aderida às rochas.

Uma ocupação imprópria, realizada por contingentes carentes da população, expõe esses terrenos aos elevados volumes de chuva, o que intensifica o risco de deslizamentos. A maior incidência acontece no verão, quando as chuvas são mais contínuas.

GABARITO:
(C) o problema da ocupação de encostas e risco de escorregamentos inclui o contato entre a rocha e o solo, cuja facilidade de deslizamento é aumentada em função da inclinação do terreno e da maior ocorrência de chuvas.

PRÓXIMA QUESTÃO:
- FUVEST 2020: Se muita gente hoje enxerga a Terra como um sistema dinâmico de conexões entre atmosfera, águas, rochas e biodiversidade, isso se deve, em larga medida, a Alexander von Humboldt (1769 – 1859).

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:
Prova FUVEST 2020 com Gabarito e Resolução

PESQUISAR OUTRA QUESTÃO

Comentários