Paciente com 84 anos, que vive com a filha e a neta, apresenta diagnóstico de DPOC em fase avançada

FGV 2021 - FUNSAÚDE-CE - QUESTÃO 52
Paciente com 84 anos, que vive com a filha e a neta, apresenta diagnóstico de DPOC em fase avançada – VEF1 28%. Está em regime de oxigenioterapia domiciliar após terceira internação no ano. É admitida por novo quadro de pneumonia broncoaspirativa. Emagreceu 15 kg nos últimos 6 meses e no último mês apresentou piora para as atividades de vida diárias, com dependência para banho, deambulação e toilete – apesar de lúcida e bastante participativa na vida familiar. 

Na admissão hospitalar refere estar cansada de tanto tratamento e pede para ter alta pois deseja morrer em casa. Apesar do tratamento evolui com piora da dispneia e apresenta desconforto intenso, náuseas para comer evitando a alimentação via oral. 

Considerando o estágio avançado da doença, o prognóstico de doença, a funcionalidade da paciente, a autonomia da paciente e a declaração sobre os cuidados que deseja ter, assinale a medida terapêutica indicada pela abordagem em cuidados paliativos. 

(A) Proceder colocação de cateter nasoenteral para suporte nutricional artificial 35 Kcal/Kg. 

(B) Proceder o acesso venoso central para iniciar sedativos e analgésicos intravenosos. 

(C) Trocar a antibioticoterapia intravenosa para a cobertura de amplo espectro. 

(D) Avaliar o desconforto da dor, da náusea e da dispneia a cada 2h e ajustar as medidas para o controle dos sintomas.

(E) Proceder a intubação orotraqueal e oferecer assistência ventilatória artificial.

QUESTÃO ANTERIOR:

GABARITO:
(D) Avaliar o desconforto da dor, da náusea e da dispneia a cada 2h e ajustar as medidas para o controle dos sintomas.

RESOLUÇÃO:
Não temos resolução para essa questão! Você sabe explicar? Copie o link dessa página e envie sua resolução clicando AQUI!

PRÓXIMA QUESTÃO:

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.