Questões de História e Geografia da PUC-RS 2018 (Verão) com Gabarito

Questões de História e Geografia da PUC-RS 2018 (Verão) com Gabarito
(Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

Sumário da Prova:
Parte I
História e Geografia (01 - 20)
Língua Portuguesa e Literatura (21 - 40)

Parte II
Matemática e Física (01 - 20)
Química e Biologia (21 - 40)
Inglês (41 - 50)
Espanhol (41 - 50)

HISTÓRIA E GEOGRAFIA

QUESTÃO 01
(PUC-RS) O processo de colonização e emigração de populações gregas das cidades-estados para as colônias no Mediterrâneo estabeleceu novas relações políticosociais e ocasionou grandes transformações econômicas, tais como o desenvolvimento da construção naval e o crescimento da produção de manufaturas e do comércio marítimo. Em decorrência dessas mudanças na sociedade grega, os armadores, os comerciantes e os artesãos ganharam importância social.

O processo de colonização e de formação de novas cidades-estados gregas ocorreu no período

A) Clássico.
B) Arcaico.
C) Helenístico.
D) Micênico.

Resposta.

QUESTÃO 02
(PUC-RS) Com relação às regiões do Império Romano assinaladas no mapa, considere as afirmativas a seguir.
(PUC-RS) Com relação às regiões do Império Romano assinaladas no mapa

I. A região 1 era a que apresentava a maior concentração populacional durante a pax romana, período marcado pela edificação de obras monumentais nas cidades.

II. A região 2 era dominada pelos pastores e agricultores que constituíam os povos germanos, sendo ainda hoje uma área de planície agricultável integrada, desde 1992, pelo sistema Reno-Meno-Danúbio, que liga o Mar Negro ao Mar do Norte.

III. A região 3, de clima mediterrâneo, corresponde ao Magreb – que se estende da atual Líbia, a oeste, ao Egito, a leste – e se caracterizou pela produção de cereais, especialmente trigo, durante o Império Romano, sendo que hoje se caracteriza pelo cultivo de videiras e oliveiras.

IV. As regiões 1 e 3, por apresentarem grande diversidade climática e de solo, favoreceram, durante os séculos I e II dC, a obtenção de diversos insumos, como metais e tecidos, que circulavam pelo Império Romano por meio do comércio marítimo e terrestre.

Estão corretas apenas as afirmativas

A) I e III.
B) II e IV.
C) I, II e IV.
D) II, III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 03
(PUC-RS) Por trás do ressurgimento da indústria e do comércio, que se verificou entre os séculos XI e XIII, achava-se um fato de importância econômica fundamental: a imensa ampliação das terras aráveis por toda a Europa e a aplicação de métodos mais adequados de cultivo.
(LEWIS, Munford, A Cidade na História. Ed.
Itatiaia Limitada, Belo Horizonte, 1965, vol I, p.336).

Com base no texto, é correto afirmar que

A) a Alta Idade Média caracterizou-se pela reorganização espacial das áreas rurais, aumentando significativamente a produção de grãos para abastecer a emergente população urbana.

B) o contexto descrito foi também decorrência da abertura dos portos europeus no mar Mediterrâneo, que ampliou o comércio e favoreceu a criação de novos núcleos urbanos.

C) as condições climáticas mais severas na porção oeste do continente europeu contribuíram, nesse período, para a introdução de um sistema de uso intensivo do solo.

D) a presença de uma atividade industrial organizada, associada à queda da produção de têxteis e ao desenvolvimento comercial, favoreceu a redução das áreas de florestas na região.

Resposta.

QUESTÃO 04
(PUC-RS) A respeito do Renascimento Comercial e Urbano na Europa dos séculos XII e XIII, considere as afirmações a seguir.

I. As cidades situavam-se no cruzamento de rotas comerciais ou à beira de rios, eram cercadas por muralhas, e o crescimento populacional provocava a ocupação de terrenos extramuros.

II. O processo de expansão urbana estava ligado ao crescimento da produção agrícola e ao fortalecimento de rotas comerciais terrestres entre as cidades portuárias italianas, as feiras francesas e as cidades da região de Flandres.

III. “O ar das cidades torna os homens livres” era um ditado do período, referindo-se ao costume de considerar livre o servo que trabalhasse por determinado período de tempo no burgo.

IV. A autonomia administrativa e jurídica das cidades era conquistada através do pagamento de franquias aos senhores feudais ou da compra de cartas de privilégios.

Estão corretas as afirmativas

A) I e II, apenas.
B) III e IV, apenas.
C) I, II e III apenas.
D) I, II, III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 05
(PUC-RS) A cidade, na época do Renascimento, é um ser de razão. Não é só vivida como também é pensada. (...) A cidade não deve ser apenas prática. É conveniente que seja também bela.
(DELUMEAU, Jean. A Civilização do Renascimento.
Lisboa: Editorial Estampa, 1994, p. 258-261).

Com base na citação acima, que aponta para o novo contexto político, social, econômico e cultural da Europa nos séculos XVI e XVII, analise as afirmativas a seguir, preenchendo os parênteses com V (verdadeiro) ou F (falso).

( ) Os arquitetos projetaram tanto a forma urbana, a partir de formas geométricas belas ideais, quanto construíram, para a comodidade dos habitantes, os palácios, as praças, as fontes e os monumentos.

( ) A centralização do Estado e a ampliação da máquina burocrática para a administração dos negócios públicos, o comércio, a aplicação da justiça e a cobrança dos impostos exigiram que a nobreza se abrisse para o exercício de novas profissões.

( ) Foram criadas editoras, academias e bibliotecas, que permitiram a expansão da cultura letrada e a circulação de novas ideias nas principais cidades europeias.

( ) A laicização da cultura urbana provocou o abandono de práticas religiosas na vida cotidiana e a perda de importância da Igreja Católica na política.

O correto preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

A) V – F – V – F
B) V – V – F – F
C) F – F – V – V
D) F – V – F – V

Resposta.

QUESTÃO 06
(PUC-RS) As transformações desencadeadas pela Revolução Industrial Inglesa foram muito mais sociais que técnicas, tendo em vista que é nessa fase que se aprofundam as diferenças entre ricos e pobres.
(HOBSBAWM, Eric J. Da Revolução Industrial Inglesa ao Imperialismo.
Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1979).

Sobre o impacto social da industrialização nas relações entre campo e cidade na Inglaterra, considere as afirmativas a seguir.

I. O desenvolvimento agrícola e o cercamento dos campos para a criação de ovelhas expulsaram um número crescente de trabalhadores do campo para as cidades, constituindo um exército de mão de obra barata de reserva para a indústria.

II. A industrialização encontrou as melhores condições para florescer em Londres, a maior cidade do reino, onde a monarquia, aliada à burguesia, abriu mão de impostos sobre a terra para favorecer o crescimento econômico.

III. A indústria desencadeou a exploração extensiva e intensiva de recursos naturais, causando a poluição do ar e da água, com consequências graves, sobretudo, para a qualidade de vida das populações mais pobres.

IV. O aumento da população urbana provocou uma crise de moradia, com o encarecimento dos aluguéis e a ocupação de lugares insalubres, o que tornou ainda mais precárias as condições de vida da classe operária.

Estão corretas apenas as afirmativas

A) I e II.
B) II e III.
C) I, II e IV.
D) I, III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 07
(PUC-RS) Observe o mapa e analise as afirmativas referentes à região indicada.
(PUC-RS) Observe o mapa e analise as afirmativas referentes à região indicada
Todas as afirmativas abaixo apresentam informações corretas sobre esta região, EXCETO:

A) Corresponde à região de Xinjiang, localizada na antiga Rota da Seda, onde, através de caravanas, se estabeleceu uma rede comercial entre a Ásia e a Europa, criando bases comerciais que contribuíram para a constituição da Idade Moderna.

B) É uma Região Autônoma da China e seus habitantes são os uigures, muçulmanos sunitas alvos de perseguições pelos chineses de etnia Han, que estão adentrando nesta área, estimulados pela política de migrações internas do governo como forma de diluir o domínio da etnia uigur.

C) É uma região rica em minerais e petróleo, mas com baixa densidade demográfica, uma vez que parte do território apresenta um clima desértico, relacionado, entre outros fatores, à cadeia do Himalaia e ao regime de monções no Índico.

D) Fora da nova Rota da Seda, esta região visa ampliar as redes de comércio ao interligar 66 países de três continentes, especialmente o europeu, fortalecendo o comércio China-Europa-Leste da África por meio da construção de oleodutos e gasodutos.

Resposta.

QUESTÃO 08
(PUC-RS) Considerando que os furacões são eventos climáticos que devastam a paisagem de áreas urbanas e rurais, analise as sentenças a seguir, preenchendo os parênteses com V (verdadeiro) ou F (falso).

( ) Furacões como Harvey e Irma, que atingiram a costa sudeste dos EUA destruindo prédios e arrancando árvores, são eventos característicos do final do verão do Hemisfério Norte, pois é nas baixas latitudes que estes se formam e ganham força enquanto se deslocam sobre o oceano.

( ) A ascensão de grandes volumes de vapor d’água é resultado da elevada temperatura dos oceanos, que forma, na porção central da estrutura, um centro de baixa pressão, alterando significativamente o nível do mar nas linhas de costa afetadas.

( ) Os tornados, assim como os furacões, ocorrem no final do verão, porém em áreas continentais, onde a influência do evento El Niño é mais significativa.

( ) A costa brasileira tem reduzida probabilidade de sofrer a ação dos ciclones tropicais, em virtude da relação entre massa continental e águas oceânicas, que dificulta a elevação da temperatura das águas superficiais.

O correto preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

A) V – V – F – V
B) V – F – V – F
C) F – F – V – V
D) F – V – F – F

Resposta.

QUESTÃO 09
(PUC-RS) O gráfico a seguir apresenta uma estimativa da população urbana e rural no mundo, no período 1950-2050.
População urbana e rural no mundo 1950-2050
Considerando os dados e o contexto a eles relacionado, NÃO é correto afirmar o que segue.

A) O aumento da população urbana a partir dos anos 70 do século XX favoreceu, nas décadas seguintes, o surgimento das grandes cidades e das megacidades, como, por exemplo, a Cidade do México, Buenos Aires e Pequim.

B) Embora a redução da população rural em relação à urbana tenha se efetivado no período entre 2000 e 2010, a urbanização se intensificou a partir da década de 60 do século XX.

C) Hoje mais de 50% da população mundial vive em áreas urbanas, o que contribuiu para a redução das pressões socioeconômicas nas áreas rurais e a qualificação dos serviços de atendimento básico, em especial de saúde.

D) As próximas áreas urbanas a atingirem a condição de megacidades no período entre 2020 e 2030 provavelmente estarão localizadas no continente asiático, que hoje já concentra o maior número de megacidades do mundo.

Resposta.

QUESTÃO 10
(PUC-RS) Ampliando-se o público, ampliaram-se os jornais e as revistas em circulação. Fundaram-se associações artísticas e musicais em várias cidades. Aumentou a sociabilidade. Atenuou-se a disciplina rígida do patriarcalismo que segregava no lar a mulher de classe média e alta. A crescente diversificação ocupacional nos grandes centros urbanos tornou mais complexa a estrutura social.
(VIOTTI DA COSTA, Emília. Da monarquia à República.
Momentos decisivos. São Paulo: Grijaldo, 1977).

Considerando o texto acima, é correto afirmar que, no contexto do final do século XIX, na região sudeste do Brasil, a urbanização estava associada às mudanças econômicas e sociais de uma/do _________ para uma/a _________, baseada na mão de obra _________.

A) economia agrícola de exportação do café – economia industrial – livre

B) economia agrícola de subsistência – economia comercial da cana de açúcar e do algodão – escrava

C) economia agrícola comercial diversificada – economia agrícola de exportação do café – escrava

D) extrativismo mineral – agricultura de subsistência – livre imigrante

Resposta.

QUESTÃO 11
(PUC-RS) Um fluxo intenso de mudanças, atingindo todos os níveis da experiência social, transformou o cotidiano das populações urbanas do ocidente, marcado pelo desenvolvimento e uso da eletricidade, do petróleo, da siderurgia e pelos avanços dos transportes, das comunicações e da medicina. No ritmo dessas mudanças, surgiram os grandes complexos industriais e as metrópoles modernas, nas quais se observa uma nova temporalidade, marcada pelo ritmo de produção das máquinas, pela racionalização dos usos do tempo, com a implantação de relógios em espaços públicos.
(SEVCENKO, Nicolau. Introdução. In: NOVAIS, Fernando (org.).
História da Vida Privada no Brasil. Vol.III. São Paulo: Cia. das Letras, 1998). Adaptado.

O contexto internacional da Revolução TécnicoCientífica ao qual o texto se refere está relacionado à mudança institucional e à recomposição social e política da sociedade brasileira no período

A) da Proclamação da República.
B) da Pós-Revolução de 1930.
C) do Golpe do Estado Novo.
D) do Golpe Civil-Militar de 1968.

Resposta.

QUESTÃO 12
(PUC-RS) Considere as afirmações a respeito do crescimento da população urbana e da modernização da sociedade brasileira nos anos 1950, que provocou importantes mudanças sociais e na cultura urbana, com a criação de novos meios de comunicação e a formação de uma cultura de massa.

I. O rádio atingiu seu apogeu com o radiojornalismo e com programas de humor, de auditório, de radionovelas e de música popular, que consagraram as “rainhas do rádio”.

II. Os festivais da canção disseminaram no Brasil, por meio da televisão, novos gêneros musicais internacionais.

III. Os primeiros canais de televisão foram criados, porém só atendiam as principais capitais, e os anunciantes preferiam investir no rádio e na imprensa.

IV. As revistas ilustradas melhoraram seus parques gráficos, ampliando o uso da fotografia em fotorreportagens sobre a modernização do País e na publicidade de eletrodomésticos.

Estão corretas apenas as afirmativas

A) I e II.
B) III e IV.
C) I, II e III.
D) I, III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 13
(PUC-RS) Analise o gráfico relacionando-o com o texto a seguir.
Brasil evolução da população urbana

Entre 1940 e 1960, no espaço de apenas duas décadas, a população brasileira aumentou cerca de 70%, saltando de 41 para 70 milhões de habitantes. A composição da população sofreu grandes mudanças. Se no início da década de 40 a população urbana era de 31% do total, nos anos 60 ela chega aos 45% e ultrapassa a população rural ao longo dessa década (IBGE, 2000).

Todos os fatores apresentados a seguir contribuíram para o deslocamento da população brasileira do espaço rural para o urbano, EXCETO:

A) A expectativa de melhores condições de emprego, educação e saúde nas cidades em relação ao campo.

B) A expansão do mercado de trabalho urbano em decorrência da instalação de novas indústrias e o crescimento das atividades do setor terciário.

C) A interrupção das políticas de reorganização do espaço rural criadas pelo INCRA no governo João Goulart para fixar o homem no campo.

D) A expansão da burocracia estatal, com a criação de novos órgãos, bem como do setor público de serviços, gerando novos empregos com perspectiva de estabilidade profissional.

Resposta.

QUESTÃO 14
(PUC-RS) Responda à questão a partir da interpretação da letra da canção Despejo na Favela, de Adoniran Barbosa.

Quando o oficial de justiça chegou
Lá na favela
E, contra seu desejo
Entregou pra seu Narciso
Um aviso, uma ordem de despejo
Assinada, seu doutor
Assim dizia a ‘pedição’
“Dentro de dez dias
Quero a favela vazia
E os barracos todos no chão”
É uma ordem superior
Ô, ô, ô, ô, ô!, meu senhor! (...)
Não tem nada não
Amanhã mesmo vou deixar meu barracão
Não tem nada não, seu doutor
Vou sair daqui
Pra não ouvir o ronco do trator
Pra mim não tem ‘probrema’
Em qualquer canto eu me arrumo
De qualquer jeito eu me ajeito
Depois, o que eu tenho é tão pouco
Minha mudança é tão pequena
Que cabe no bolso de trás
Mas essa gente aí, hein?
Como é que faz? (...)
Adaptado de Adoniran Barbosa. Despejo na Favela. (1969)

O processo de mudança social no espaço urbano descrito na letra da canção pode ser associado ao contexto dos anos 60 e 70, que se caracterizou pela

I. migração do nordeste para o sudeste e pela autoconstrução de casas em áreas periféricas das grandes cidades.

II. resistência das classes populares às tentativas de modernização habitacional, com a implantação de equipamentos urbanos adequados à melhoria de sua qualidade de vida.

III. segregação residencial no espaço urbano, com expulsão das classes populares de áreas centrais e sua realocação em áreas distantes do centro da cidade.

IV. produção de vazios urbanos para a valorização dos terrenos centrais pelo mercado imobiliário, impedindo que a população de baixa renda tivesse acesso à moradia digna.

Estão corretas apenas as afirmativas

A) I e II.
B) I e III.
C) II e IV.
D) III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 15
(PUC-RS) Encravada ao lado do Morumbi, um dos bairros mais nobres de São Paulo, na zona sul, Paraisópolis é a segunda maior favela da capital paulista em termos habitacionais (tem cerca de 100.000 habitantes) e certamente a mais famosa do Estado – mesmo antes de estar diariamente na televisão dos brasileiros, com a novela “I Love Paraisópolis” (TV Globo), em 2015. Vizinha de mansões e prédios de luxo do Morumbi e um dos símbolos da desigualdade da cidade, sempre foi valorizada, sobretudo, pela proximidade com áreas como a Berrini e a Juscelino Kubitschek, onde multinacionais têm sede. Embora especialistas não sejam unânimes em apontar para a gentrificação da região, ouve-se pelas ruas uma queixa frequente: ficou mais caro morar por lá. Agora, seus moradores pretendem aproveitar o efeito novela para reivindicar que as melhorias no bairro alcancem o ritmo do aumento do custo de vida.
Fonte: Jornal El País, Espanha. Site: https://brasil.elpais.com/brasil/2015/06/01/politica/1433185554_574794.html

Considerando o texto, é correto afirmar que o aprofundamento da desigualdade de condições de vida e moradia nas cidades brasileiras na segunda metade do século XX e no início do século XXI foi marcado

A) pela inexistência de políticas públicas para a construção e melhoria de moradias populares.
B) por migrações inter-regionais decorrentes da estagnação da industrialização no sudeste.
C) pelo elevado preço do solo urbano e pela precarização do trabalho formal nas grandes capitais.
D) pelas elevadas taxas de crescimento vegetativo da população e também pela imigração recente.

Resposta.

QUESTÃO 16
(PUC-RS) A violência urbana atinge milhares de pessoas em muitos países do mundo. A cidade tem sido palco desse fenômeno de maneira indistinta. Podemos mencionar a cidade de Porto Alegre (RS), que tem mostrado índices muito elevados de insegurança social, demandando, inclusive, a intervenção da Força Nacional de Segurança.

Nesse contexto, analise as afirmativas a seguir.

I. A pobreza é a causa da violência urbana. Esse fato se concretiza em países com IDH baixo como Paraguai e Nicarágua, por exemplo, que apresentam índices maiores de insegurança nas cidades quando comparados aos índices do Brasil.

II. Os EUA apresentam índices de violência mais baixos do que a média dos países considerados desenvolvidos, mesmo mantendo uma cultura armamentista.

III. Dentro de um país, qualquer que seja, a violência atinge os diferentes segmentos da sociedade de forma desigual. No Brasil, por exemplo, atinge mais os jovens de 15 a 24 anos.

IV. O índice de violência varia de cidade para cidade. Porto Alegre, uma metrópole regional, tem índices de violência superiores aos de São Paulo, uma metrópole nacional.

Estão corretas apenas as afirmativas

A) I e II.
B) III e IV.
C) I, II e III.
D) II, III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 17
(PUC-RS) A produção agrícola brasileira mais uma vez apresentou uma supersafra de soja. Nesse sentido, analise as afirmativas a seguir.

I. A produção de soja brasileira está vinculada à demanda do mercado externo, de modo a contribuir para o equilíbrio da balança comercial do País.

II. As áreas rurais voltadas ao plantio deste grão podem extrapolar características climáticas específicas de cultivo, pois as sementes são resultado de avanços tecnológicos que minimizam as condições naturais.

III. Considerando as características da alimentação da população urbana do País, há um desencontro entre a produção de soja e trigo e a demanda do mercado interno.

IV. Ainda que economicamente esse produto agrícola gere grandes dividendos, em relação à DIT (Divisão Internacional do Trabalho) não proporciona significativa geração de emprego para o trabalhador rural.

Estão corretas as afirmativas

A) I e II, apenas.
B) II e III, apenas.
C) I, III e IV, apenas.
D) I, II, III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 18
(PUC-RS) Na organização do espaço rural e urbano do Brasil, são evidenciados pontos críticos de tensão social, política e ambiental. Esse contexto, difícil de ser solucionado, tem origem, entre outros fatores, na(s)

A) ocupações de áreas irregulares nas grandes cidades brasileiras.

B) produção agrária insuficiente para o abastecimento alimentar da população brasileira.

C) inexistência de unidades de conservação e de políticas ambientais nas cidades brasileiras.

D) estrutura fundiária com predominância de propriedades rurais com grandes dimensões.

Resposta.

QUESTÃO 19
(PUC-RS) Nas sociedades de consumo, interligadas pelo meio técnico-científico globalizado, a necessidade de obtenção de matérias-primas é uma constante, comprometendo muitas vezes a conservação das condições de natureza e da cultura dos povos originários. Nesse contexto, as empresas de mineração têm se destacado negativamente, afetando comunidades e ambiente.

Considerando o texto, relacione a coluna 1 (Minério e sua localização) à coluna 2 (Comprometimento socioambiental).

Coluna 1
1. Exploração de ferro / MG
2. Exploração de bauxita / PA
3. Exploração de ouro / AP
4. Exploração de nióbio / RR

Coluna 2
( ) Cursos d’água contaminados com mercúrio em áreas de reserva
( ) Desmatamento de áreas de comunidades quilombolas
( ) Degradação de recifes de corais em Abrolhos
( ) Favelização dos indígenas da Reserva Raposa do Sol

O correto preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

A) 1 – 3 – 2 – 4
B) 2 – 1 – 4 – 3
C) 3 – 2 – 1 – 4
D) 3 – 4 – 1 – 2

Resposta.

QUESTÃO 20
(PUC-RS) A tabela e a charge a seguir identificam um problema ainda encontrado no território brasileiro: o trabalho infantil.
Número total de crianças e adolescentes ocupados
Charge Trabalho Infantil
De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) realizada em 2015 (IBGE), houve uma redução de 659 mil crianças e adolescentes ocupados em relação ao ano de 2014, no grupo etário de 10 a 17 anos. No entanto, houve um aumento de 8,5 mil crianças de 5 a 9 anos ocupadas.

Nesse contexto, analise as afirmativas a seguir:

I. As regiões Norte e Centro Oeste do Brasil apresentam percentuais menores, pois, como essas regiões se constituem em fronteiras agrícolas do País, apresentam baixa densidade demográfica.

II. Os indicadores demonstram que, independentemente da região do País, o uso da mão de obra infantil está regulamentado, pois é essencial para compor a renda familiar.

III. A charge retrata a naturalização do trabalho infantil, especialmente nas camadas sociais de baixa renda, que precisam complementar a renda familiar.

Está/Estão correta(s) apenas a(s) afirmativa(s)

A) I.
B) III.
C) I e II.
D) II e III.

Questões de História e Geografia da PUC-RS 2018 (Verão) com Gabarito Questões de História e Geografia da PUC-RS 2018 (Verão) com Gabarito Reviewed by Redação on agosto 20, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.