(FUVEST 2019) O gráfico a seguir indica a temperatura de ebulição de bromoalcanos (CnH2n+1Br) para diferentes tamanhos de cadeia carbônica

(FUVEST 2019) O gráfico a seguir indica a temperatura de ebulição de bromoalcanos (CnH2n+1Br) para diferentes tamanhos de cadeia carbônica.


Considerando as propriedades periódicas dos halogênios, a alternativa que descreve adequadamente o comportamento expresso no gráfico de temperaturas de ebulição versus tamanho de cadeia carbônica para CnH2n+1F (◻) e CnH2n+1I (•) é



QUESTÃO ANTERIOR:
(FUVEST 2019) Em um experimento, determinadas massas de ácido maleico e acetona foram misturadas a 0 °C, preparando‐se duas misturas idênticas. Uma delas (X) foi resfriada a ‐78 °C, enquanto a outra (M) foi mantida a 0 °C.

RESOLUÇÃO:
O ponto de ebulição (P.E.) depende da intensidade das interações intermoleculares e das massas molares. Como os haletos apresentam o mesmo tipo de interações intermoleculares (dipolo permanente-dipolo permanente), a diferença nos P.E. se dá pelas massas molares.

Logo, o ponto de ebulição do CnH2n + 1Br será maior que o do CnH2n + 1F (menor massa molar) e menor que o do CnH2n + 1I (maior massa molar)

GABARITO:
PRÓXIMA QUESTÃO:
- (FUVEST 2019) O cinamaldeído é um dos principais compostos que dão o sabor e o aroma da canela. Quando exposto ao ar, oxida conforme a equação balanceada
(FUVEST 2019) O gráfico a seguir indica a temperatura de ebulição de bromoalcanos (CnH2n+1Br) para diferentes tamanhos de cadeia carbônica (FUVEST 2019) O gráfico a seguir indica a temperatura de ebulição de bromoalcanos (CnH2n+1Br) para diferentes tamanhos de cadeia carbônica Reviewed by Redação on novembro 29, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.