Questões de Concurso para Professor Licenciado em Pedagogia com gabarito

concurso-professor-licenciado-em-pedagogia
Questões de Concurso para Professor Licenciado em Pedagogia com gabarito

Língua Portuguesa

QUESTÃO 01
FGV 2019: Uma frase anônima mostrava o seguinte: “Arquiteto é um sujeito que pode melhorar o aspecto de uma casa velha falando do preço de uma nova”.

Essa frase critica um aspecto da profissão de arquiteto:

(A) a ausência de bom gosto;

(B) a falta de atenção ao cliente;

(C) o desprezo pela arte moderna;

(D) os altos preços dos serviços;

(E) a preferência pelo decorativo.

GABARITO.

QUESTÃO 02
“Quem tem 16 anos vai às urnas como vai ao shopping center”. (Ed Motta)

FGV 2019: Essa frase denuncia uma série de defeitos do jovem como votante; o único que NÃO pode ser deduzido dessa frase é:

(A) o desprezo pela atividade política;

(B) a ausência de conscientização política;

(C) a preferência por diversão em lugar de votar;

(D) a irresponsabilidade no ato de votar;

(E) o desconhecimento da importância do voto.

GABARITO.

QUESTÃO 03
“A eleição presidencial costuma lembrar uma maratona. Os candidatos mais precavidos largam com quatro anos de antecedência. Cruzam o país, disputam convenções, constroem alianças. Quando a torcida se dá conta, já venceram a maior parte do percurso”.

FGV 2019: Nesse texto do jornal O Globo há a comparação entre uma eleição e uma maratona.

As palavras do texto que confirmam essa comparação são:

(A) candidatos / largam / antecedência;

(B) disputam / torcida / percurso;

(C) largam / cruzam / convenções;

(D) constroem / alianças / percurso;

(E) candidatos / torcida / convenções.

GABARITO.

QUESTÃO 04
FGV 2019: Uma coluna jornalística apontava em setembro de 2018:

“No primeiro semestre deste ano, os acidentes graves de trânsito no país causaram impacto de R$96,5 bi. É que foram registradas 19,3 mil mortes e 20 mil casos de invalidez permanente. O valor corresponde ao que seria gerado pelo trabalho dessas vítimas caso não tivessem se acidentado”.

Os acidentes de trânsito são tratados, nesse segmento, com o foco:

(A) da política;
(B) da sociedade;
(C) da religião;
(D) da economia;
(E) da segurança.

GABARITO.

QUESTÃO 05
FGV 2019: Após o trágico incêndio do Museu Nacional do Rio de Janeiro, numa reportagem sobre o tema do jornal O Globo apareceu a seguinte manchete:

Sobe a pressão.
MPF tenta fechar seis museus.
Justiça exige medidas de segurança.

Sobre o conteúdo da manchete, é correto afirmar que:

(A) a pressão mencionada parte do MPF;

(B) o fechamento dos museus foi definido pela Justiça;

(C) a preocupação maior da Justiça é com o patrimônio;

(D) o MPF procura reduzir a pressão da opinião pública;

(E) as medidas decorrem da pressão do público dos museus.

GABARITO.

QUESTÃO 06
FGV 2019: O adjetivo grande é amplamente utilizado, mostrando um significado demasiadamente geral. Nas frases a seguir, substituímos esse adjetivo por outro de valor semântico mais específico; a frase em que essa substituição NÃO está adequada ao contexto é:

(A) “O Brasil já está à beira do abismo. Mas ainda vai ser preciso um grande esforço de todo mundo para colocarmos ele novamente lá em cima” / desgastante;

(B) “Não há problema tão grande, que não caiba no dia seguinte” / urgente;

(C) “Grandes advogados conhecem muita jurisprudência. Advogados geniais conhecem muitos juízes” / famosos;

(D) “Outra grande injustiça contra a qual não posso deixar de me manifestar: diminuiu muito, no país, a mortalidade infantil, mas a dos velhos continua a mesma” / flagrante;

(E) “Grande prazer de um homem inteligente é bancar o idiota diante de um idiota que banca o inteligente” / intenso.

GABARITO.

QUESTÃO 07
FGV 2019: “Aborígine é a maneira pejorativa com que os conquistadores chamam os donos da propriedade”. (Millôr Fernandes)

Essa frase mostra a possibilidade linguística de designarmos uma realidade qualquer de forma neutra/positiva ou negativa; a opção a seguir em que os dois vocábulos podem ser considerados comparativamente de valor negativo é:

(A) revolucionário / subversivo;
(B) furtar / roubar;
(C) impeachment / golpe;
(D) denunciar / dedurar;
(E) deficiente / aleijado.

GABARITO.

QUESTÃO 08
“O conceito de escrever bem varia conforme o tempo. Segundo Carlos Drummond de Andrade, escrever bem é cortar palavras e, se observarmos certos contistas modernos, parece que Drummond tem razão: de fato, palavras em excesso são um pecado mortal”. (Redação em Construção, p. 20)

FGV 2019: O segmento abaixo que mostra o pecado de escrever com um pleonasmo vicioso é:

(A) A minha própria opinião pessoal é bastante discutível;

(B) O piloto informou que o voo para São Paulo seria transferido para o dia seguinte;

(C) Os automóveis antigos ficam depositados em um museu;

(D) As questões eram compostas por cinco opções de respostas;

(E) Quem dá o que tem, a pedir vem.

GABARITO.

QUESTÃO 09
FGV 2019: Uma antítese é um tipo de linguagem figurada em que ocorre a presença de duas palavras de sentido oposto; a frase abaixo em que NÃO ocorre a presença de uma antítese é:

(A) “Um bom homem de negócios contrata otimistas como vendedores e pessimistas para o departamento de crédito”;

(B) “Nunca solicitarei nem recusarei um emprego, nem jamais pedirei demissão”;

(C) “Sorte é o cálculo bem-feito. Azar é o erro de cálculo”;

(D) “Toda saída é entrada para outra coisa”;

(E) “Melhor lidar com os problemas do sucesso do que com a estagnação do fracasso”.

GABARITO.

QUESTÃO 10
FGV 2019: A frase em que a troca de posição dos termos sublinhados NÃO provoca mudança de sentido é:

(A) “Cada um é criador do próprio destino”;

(B) “A estreita ligação do erro com a verdade nasce do fato de um erro simples ser inconcebível”;

(C) “Em certos momentos, os homens são donos do próprio destino”;

(D) “Para o homem complicado, quase tudo é uma nova complicação”;

(E) “Um velho chapéu conhece mais a cabeça do dono”.

GABARITO.

QUESTÃO 11
“As palavras andam apanhando muito, até mesmo na mão de quem devia saber o respeito que merecem. É como se fosse uma cabala contra a comunicação: o significado das palavras é depreciado, desprezado, trocado, ignorado”.
(Luís Garcia, O Globo, 20/8/1992)

FGV 2019: A frase abaixo em que o significado da palavra sublinhada foi trocado é:

(A) A inflação castiga prioritariamente os mais pobres;

(B) Todos os turistas procederam com discrição;

(C) A polícia infligiu pesado castigo aos marginais;

(D) O perigo de desabamento do museu é iminente;

(E) Nem todo emigrante chega a nosso país com saúde.

GABARITO.

QUESTÃO 12
1. João tirou nota alta no concurso.
2. João não estudou muito.

FGV 2019: Acima estão dois períodos formados por uma única oração; se unirmos as duas orações num só período com uma palavra de ligação, sua forma correta será:

(A) João tirou nota alta no concurso, logo não estudou muito;

(B) Porque não estudou muito, João tirou nota alta no concurso;

(C) Apesar de não ter estudado muito, João tirou nota alta no concurso;

(D) João tirou nota alta no concurso à medida que estudou muito;

(E) Como não estudou muito, João tirou nota alta no concurso.

GABARITO.

QUESTÃO 13
“Zeca era pequeno, tez baça e magríssimo. Nunca vi ninguém mais magro. Magro assim, só quem está nas últimas. Mas o Zeca era magro assim e tinha um porte, uma vivacidade de rapaz com perfeita saúde. Esse contraste era coisa surpreendente”.

FGV 2019: Nesse texto, a descrição do personagem Zeca é de base:

(A) moral;
(B) física;
(C) psíquica;
(D) físico-psíquica;
(E) físico-moral.

GABARITO.

QUESTÃO 14
FGV 2019: Num livro de textos humorísticos, o jornalista Max Nunes escreveu o seguinte:

Novos provérbios
Quem não deve não treme.
Quem tudo quer tudo pede.
Um dia a caspa cai.

Sobre os versos acima, é correto afirmar que:

(A) as mudanças nos provérbios alteraram-lhes o sentido;

(B) as intromissões das letras novas criaram palavras inéditas;

(C) o texto é um exemplo de paródia;

(D) as alterações reafirmaram o conteúdo dos provérbios;

(E) o título dado ao texto é inadequado.

GABARITO.

QUESTÃO 15
FGV 2019: O par de frases abaixo que mostra uma relação de causa/efeito é:

(A) As salas de aula estão muito sujas / Os funcionários da limpeza estão trabalhando mal;

(B) O estacionamento da Faculdade está cheio / Muitos alunos possuem automóveis;

(C) A Bahia tem muitos blocos carnavalescos / Organizar o carnaval baiano dá muito trabalho;

(D) Há muitos turistas no Rio / As praias cariocas são muito bonitas;

(E) Choveu muito esta madrugada / As ruas amanheceram alagadas.

GABARITO.

QUESTÃO 16
FGV 2019: Um conhecido professor de Educação Física declarou o seguinte:

“Cultivar um estilo de vida saudável é extremamente importante para diminuir o risco de infarto, mas também de problemas como a morte súbita e derrame. Significa que manter uma alimentação saudável e praticar atividade física regularmente já reduz, por si só, as chances de desenvolver vários problemas. Além disso, é importante para o controle da pressão arterial, dos níveis de colesterol e de glicose no sangue. Também ajuda a diminuir o estresse”.

Entre as recomendações dadas pelo autor do texto acima, só NÃO está presente:

(A) proteger o meio ambiente;

(B) praticar atividades físicas;

(C) alimentar-se de forma saudável;

(D) reduzir o risco de doenças;

(E) diminuir o estresse.

GABARITO.

QUESTÃO 17
FGV 2019: “O conceito de direitos humanos está sendo transformado num palavrão”. (Boris Casoy)

Nessa frase, o vocábulo “palavrão”, formado com o sufixo -ão, perdeu o valor de aumentativo, passando a significar “palavra chula”.

Indique a opção em que todas as palavras receberam um novo significado na forma aumentativa:

(A) cartão – papelão – portão;

(B) homenzarrão – garrafão – caixão;

(C) panelão – colherão – facão;

(D) jarrão – casarão – pratão;

(E) pezão – cabeção – fardão.

GABARITO.

QUESTÃO 18
FGV 2019: A frase em que a palavra sublinhada NÃO corresponde a uma forma diminutiva é:

(A) Certos lugarejos portugueses estão quase sem população masculina;

(B) Devem-se usar os palitos com cuidado;

(C) Anemia é a pouca quantidade de glóbulos vermelhos;

(D) O riacho da pequena Tiradentes estava muito poluído;

(E) A jovem mãe cercava o filho de carinho.

GABARITO.

QUESTÃO 19
FGV 2019: Nas frases abaixo foram feitas substituições de termos de valor adverbial por advérbios equivalentes; a frase em que essa substituição foi adequadamente realizada é:

(A) “A preocupação traz a velhice antes da hora” / prematuramente;

(B) “Criancice a gente faz em qualquer idade” / momentaneamente;

(C) “Envelhecer é o único meio que se descobriu para viver muito tempo” / eternamente;

(D) “Não se pode governar as crianças hoje em dia” / diariamente;

(E) “A melhor forma de emagrecer é ser mãe em tempo integral” / temporariamente.

GABARITO.

QUESTÃO 20
FGV 2019: A frase abaixo que NÃO mostra a presença de intertextualidade, ou seja, a alusão a um texto conhecido, é:

(A) “Sinto vergonha, logo existo”;

(B) “Às vezes, a alegria do dono do circo é ver o palhaço pegar fogo”;

(C) “Grande sucesso é mais comum que grande capacidade”;

(D) “De onde menos se espera é que não sai nada mesmo”;

(E) “Cada um por si e nem sempre Deus por todos”.

GABARITO.

Legislação

QUESTÃO 21
“Maria está procurando vaga para o ano letivo de 2019, em uma escola pública próxima à sua casa, para matricular sua filha que acaba de completar 4 anos.”

FGV 2019: De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/96), é correto afirmar que:

(A) a criança não tem direito a uma vaga, pois a educação básica, obrigatória e gratuita, inicia-se no ensino fundamental (6 anos);

(B) a criança tem direito a uma vaga na educação infantil, que compõe a educação básica, sendo obrigatória e gratuita;

(C) a criança tem direito a uma vaga no ensino fundamental, que compõe a educação básica, sendo obrigatório e gratuito;

(D) os responsáveis devem matricular a criança em uma escola privada, pois o estado não se responsabiliza pela educação infantil;

(E) a criança tem direito a uma vaga na educação infantil, desde que seja aprovada em teste de seleção.

GABARITO.

QUESTÃO 22
“’Dados do Censo Escolar 2016 apontam que Roraima tem 15.118 alunos indígenas distribuídos nas 257 escolas em regiões indígenas e 1.525 professores. No Estado, a Seed (Secretaria Estadual de Educação e Desporto) atende alunos das etnias Yanomami, Macuxi, Wapixana, Yekuana, Wai-Wai, Taurepang, Ingarikó e Patamona. [...] Entre todos os avanços, o que mais comemoro é a inclusão do ensino da língua nativa na grade curricular, que antes não existia, e os cursos de formação’, frisou o Professor Antônio Carlos Justino Trajano”.
(Folha de Boa Vista, 19/04/2017. https://folhabv.com.br/noticia).

FGV 2019: Considerando a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/96), sobre o trecho acima, é correto afirmar que:

(A) a legislação citada permite o ensino em língua nativa para comunidades indígenas;

(B) pela legislação citada, o ensino fundamental somente pode ser ministrado em língua portuguesa;

(C) o estudo da história e cultura indígenas só é obrigatório nas escolas que atendem alunos indígenas;

(D) a legislação citada, buscando promover a unidade do ensino no país, não prevê adaptações curriculares linguísticas;

(E) a legislação citada não aborda o tema da linguagem ou idioma a ser utilizado na educação básica.

GABARITO.

QUESTÃO 23
“Em uma escola municipal no interior de Rondônia, os professores perceberam uma possível tendência nas famílias dos alunos de resolução de conflitos por meio da violência. Assim, resolveram fazer uma campanha sobre o direito da criança e do adolescente de serem educados e cuidados sem o uso de castigo físico ou de tratamento cruel ou degradante.”

FGV 2019: A ação proposta pelos professores, analisada segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente, pode ser considerada:

(A) inadequada, pois cabe somente à família decidir sobre a melhor forma de resolver conflitos;

(B) inadequada, pois cabe à escola tratar somente dos assuntos acadêmicos;

(C) indiferente, já que a legislação citada não aborda esse tema;

(D) adequada, pois os setores públicos devem se articular em ações para coibir o uso de violência contra a criança;

(E) adequada, mas os casos identificados devem ser mantidos em sigilo.

GABARITO.

QUESTÃO 24
“Robson, professor do 3º ano do ensino fundamental, mostrou para seus alunos uma foto de um grupo de negros lutando capoeira e perguntou quem conhecia aquela manifestação cultural e de onde eles achavam que ela vinha.”

FGV 2019: Sobre a proposta do professor, analise as afirmativas a seguir.

I. Está de acordo com a Lei nº 10.639/2003, pois propõe a valorização da cultura dos negros no Brasil.

II. Contraria a Lei nº 10.639/2003.

III. Deveria ser aplicada somente no ensino médio.

Está correto o que se afirma em:

(A) somente I;
(B) somente III;
(C) somente I e II;
(D) somente II e III;
(E) I, II e III.

GABARITO.

QUESTÃO 25
FGV 2019: “Os professores da Escola Municipal Hortência estão trabalhando no planejamento do próximo ano letivo. A equipe de direção da escola os lembrou de considerar as estratégias propostas pelo Programa Nacional de Direitos Humanos que se referem à educação escolar.”

Analise abaixo algumas das ideias dos professores.

I. projeto interdisciplinar sobre as tribos indígenas da Amazônia;

II. jogos esportivos coletivos;

III. aulas de informática para a comunidade.

A(s) ideia(s) que contemplaria(m) o documento citado é(são):

(A) somente I;
(B) somente I e II;
(C) somente I e III;
(D) somente II e III;
(E) I, II e III.

GABARITO.

QUESTÃO 26
“Nas comunidades tradicionais de pescadores, percebeu-se um distanciamento da prática escolar da realidade local, bem como a ausência de material didático-pedagógico que contribua com a formação escolar e com a formação da pesca aprendida ainda na infância por meio da convivência com os pescadores e as pescadoras mais velhos/as. Alicerçado na referida discussão e cenário de estudo, percebeu-se que um material didático, abrangendo os conhecimentos ecológicos locais, possibilitaria aproximar, de certa forma, a vivência local dos pescadores artesanais, seja com o mangue ou com o mar, no ensino de Ciências, Biologia, Geografia e outras disciplinas do currículo escolar.”
(VIEIRA, N. C. e NEVES, J. V. “Da pesca à escola: uma experiência de
construção coletiva de saberes em comunidades tradicionais pesqueiras
na Amazônia paraense”)

FGV 2019: Sobre a situação narrada na pesquisa acima, o Programa Nacional de Direitos Humanos:

(A) não se manifesta;

(B) considera a importância de valorizar o currículo mínimo nesses espaços;

(C) considera a importância dos programas educacionais se adequarem à cultura e identidade locais;

(D) estabelece a necessidade de os estudantes dessas localidades serem transferidos para centros urbanos;

(E) considera que as especificidades locais não devem interferir no programa educacional.

GABARITO.

QUESTÃO 27
Observe o gráfico a seguir.

Porcentagem de jovens de 16 anos que concluíram o Ensino Fundamental

FGV 2019: Relacionando a informação do gráfico ao proposto pelo Plano Nacional de Educação (PNE 2014-2024), é correto afirmar que:

(A) a meta que estabelece a conclusão do ensino fundamental na idade recomendada foi alcançada em 2015;

(B) o número de jovens que concluem o ensino fundamental na idade recomendada ainda precisa avançar em nosso país;

(C) a porcentagem de jovens matriculados no ensino médio é adequada;

(D) 76% dos jovens de 16 anos tiveram aprendizagem adequada no ensino fundamental;

(E) não há distorção idade-série nem evasão no ensino fundamental nas escolas brasileiras.

GABARITO.

QUESTÃO 28
FGV 2019: De acordo com o MEC, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica.

Sobre esse documento, é INCORRETO afirmar que:

(A) define os currículos dos sistemas e redes de ensino das Unidades Federativas;

(B) estabelece conhecimentos, competências e habilidades que se espera que todos os estudantes desenvolvam ao longo da escolaridade básica;

(C) é referência nacional e obrigatória para a formulação dos currículos dos sistemas e das redes escolares;

(D) define as aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo da educação básica – de forma progressiva e por áreas de conhecimento;

(E) foi criado em observância à legislação nacional relativa ao campo da educação.

GABARITO.

QUESTÃO 29
FGV 2019: Educação: Prefeitura amplia vagas na rede municipal com a inauguração de mais uma escola

A rede municipal de ensino ganhou reforço em sua estrutura física, nesta quinta-feira, 17, com a inauguração da Escola Municipal Antonia Fernandes Cutrim, localizada no bairro Jardim Tropical. São 300 vagas a mais para a educação infantil a serem ofertadas pelo município. (19/08/2017)
(Fonte: https://www.boavista.rr.gov.br/noticias)

Considerando o atual Plano Municipal de Educação de Boa Vista, a notícia acima está relacionada à Meta 1, que:

(A) estabelece estratégias de avaliação da qualidade da aprendizagem na educação infantil;

(B) pretende reduzir a taxa de distorção idade-série até 2025;

(C) estabelece as diretrizes para a ampliação da oferta de matrículas no ensino fundamental;

(D) pretende universalizar o atendimento na pré-escola e ampliar o atendimento em creches até 2025;

(E) propõe o investimento na formação profissional dos professores da educação infantil.

GABARITO.

QUESTÃO 30


FGV 2019: A leitura correta dos dados referidos no gráfico acima é:

(A) o Censo escolar registra uma involução no total das matrículas da educação especial entre 1998 e 2013;

(B) no período observado, diminuiu a taxa de matrícula de alunos da educação especial em classes comuns/escolas regulares;

(C) com o desenvolvimento das ações e políticas de educação inclusiva nesse período, percebe-se a evolução da taxa de matrícula de alunos da educação especial em classes comuns/regulares;

(D) a falta de ações e políticas de educação inclusiva nesse período gerou a involução da taxa de matrícula de alunos da educação especial em classes comuns/regulares;

(E) com o desenvolvimento das ações e políticas de educação especial nesse período, percebe-se a evolução da taxa de matrícula de alunos da educação especial em classes especiais e escolas especializadas.

GABARITO.

QUESTÃO 31
“Há três anos, um apagão obrigou a população a racionar energia e o Brasil a buscar alternativas. A crise, mostrada à exaustão nos noticiários, passou a ser o centro das discussões nas salas de aula. Seis professoras do Colégio Santa Maria, de São Paulo, foram além e se reuniram em torno de um projeto interdisciplinar. Desde então, os alunos estudam fontes alternativas de energia, produzem aquecedores solares e ensinam a população a utilizálos. O sucesso do projeto se explica principalmente porque os conteúdos de Ciências, Matemática, Geografia, Língua Portuguesa, História e Ensino Religioso foram colocados a serviço da resolução de um problema real, de forma integrada.”
(Fonte: Revista Nova Escola, março de 2018)

FGV 2019: Considerando o exemplo acima, é possível destacar como principal característica de um trabalho pedagógico interdisciplinar:

(A) os conteúdos das disciplinas são trabalhados isoladamente para a ampla compreensão do tema estudado;

(B) para que ele aconteça é suficiente que cada disciplina fale sobre o mesmo assunto/tema;

(C) a proposta dispensa planejamento e sistematização;

(D) a interdisciplinaridade dá significado ao conteúdo da escola, reforçando a divisão hermética das disciplinas;

(E) na interdisciplinaridade, duas ou mais disciplinas relacionam seus conteúdos para aprofundar o conhecimento.

GABARITO.

QUESTÃO 32
FGV 2019: Associe cada estratégia de integração disciplinar à sua definição.

I. multidisciplinaridade;
II. interdisciplinaridade;
III. transdisciplinaridade.

( ) Há uma relação entre os conteúdos de duas ou mais disciplinas para abordar um tema de maneira mais aprofundada.

( ) Um tema é abordado por diversas disciplinas sem uma relação direta entre elas.

( ) É uma abordagem mais complexa, em que a divisão por disciplinas, hoje implantada nas escolas, deixa de existir.

A ordem correta das associações é:

(A) I – II – III;
(B) II – I – III;
(C) II – III – I;
(D) III – I – II;
(E) III – II – I.

GABARITO.

QUESTÃO 33
“Cláudia, professora do 3º ano do ensino fundamental, resolveu trabalhar a partir de projetos esse semestre. Elaborou um projeto sobre os animais invertebrados, planejou o cronograma e todas as atividades a serem realizadas, escolheu materiais e deixou tudo pronto para as crianças trabalharem. Sua coordenadora, contudo, apontou que o trabalho com projetos tem algumas características essenciais que ela parecia desconhecer...”

FGV 2019: As alternativas abaixo apresentam características fundamentais do trabalho com projetos, que poderiam ser apontadas pela coordenadora de Cláudia, EXCETO:

(A) um projeto é uma atividade espontânea;

(B) num projeto, a responsabilidade e a autonomia dos alunos são essenciais;

(C) a autenticidade é uma característica fundamental de um projeto;

(D) um projeto envolve complexidade e resolução de problemas;

(E) um projeto percorre várias fases.

GABARITO.

QUESTÃO 34
“Os professores do 7º ano da escola Cantagalo estão reunidos em Conselho de Classe. Durante o tempo de reunião, para cada nome de aluno os professores dizem a nota alcançada na sua disciplina e concluem sobre a aprovação ou reprovação do aluno.”

FGV 2019: Sobre o tipo de avaliação presente na situação narrada, é correto afirmar que:

(A) a avaliação da aprendizagem corresponde a uma postura de cooperação entre aluno e professor;

(B) o processo avaliativo é abrangente;

(C) muitas vezes os professores se atêm aos valores numéricos, tornando a avaliação sentenciosa e classificatória;

(D) a avaliação envolve investigar as causas da não aprendizagem do aluno;

(E) na avaliação, os professores refletem sobre suas práticas pedagógicas ao analisar os resultados dos alunos.

GABARITO.

QUESTÃO 35
FGV 2019: “Patrícia acaba de ser concursada em uma escola municipal de Boa Vista como professora de Geografia e esta é sua primeira experiência profissional. Sua escola está organizando o Conselho de Classe bimestral e a professora está em dúvida se pode participar do Conselho das suas turmas.”

A melhor resposta para a dúvida de Patrícia é:

(A) a professora não pode participar, uma vez que o Conselho de Classe prevê a presença somente dos gestores da escola na discussão do processo pedagógico;

(B) a professora somente deve participar se for sorteada para tanto, pois nem todos os professores da turma podem integrar o Conselho de Classe;

(C) a professora não pode participar, uma vez que o Conselho de Classe prevê a presença somente dos professores de Língua Portuguesa e Matemática;

(D) a professora deve participar, uma vez que o Conselho de Classe pressupõe a participação direta, efetiva e envolvida dos profissionais que atuam no processo pedagógico;

(E) a professora somente deve participar se for eleita por seus pares para tanto, pois nem todos os professores da turma podem integrar o Conselho de Classe.

GABARITO.

QUESTÃO 36
FGV 2019: Na última reunião do Conselho Escolar da Escola Sacopã, os representantes aprovaram o comunicado a ser enviado às famílias dos alunos envolvidos em um problema disciplinar na escola.

Essa atividade do Conselho Escolar se refere à sua função:

(A) consultiva;
(B) deliberativa;
(C) fiscal;
(D) mobilizadora;
(E) centralizadora.

GABARITO.

QUESTÃO 37
Leia o trecho de uma entrevista na qual um professor de Manaus é questionado sobre o Projeto Político-Pedagógico (PPP) de sua escola.

“Eu não sei te dizer o que tem no Projeto Político-Pedagógico, não sei te dizer qual é a função dele aqui na escola porque nunca me foi apresentado.”

FGV 2019: No que se refere ao Projeto Político-Pedagógico e sua proposição legal, a situação relatada pelo professor:

(A) está de acordo com o que prevê a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/96);

(B) deve estar de acordo com a legislação educacional local;

(C) contraria o que prevê a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/96);

(D) está de acordo com a legislação nacional que prevê que a escola decida quem participará da elaboração do PPP;

(E) é comum, pois a nossa Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.934/96) não aborda o tema.

GABARITO.

QUESTÃO 38
“Segundo o mais recente Relatório Global sobre Aprendizagem de Adultos, publicado em 2017 pela Unesco, existem no mundo mais de 700 milhões de adultos analfabetos. Desse total, 115 milhões são jovens, ou seja, têm entre 15 e 24 anos de idade.”

FGV 2019: Sobre a Educação de Jovens e Adultos no Brasil, é correto afirmar que:

(A) a baixa escolaridade e o analfabetismo de jovens e adultos situam-se somente na faixa acima de 30 anos;

(B) não houve, nas últimas décadas, avanços legais nesse campo;

(C) houve, recentemente, uma redução nas vagas para essa modalidade educacional;

(D) atende um grupo homogêneo de indivíduos;

(E) está incluída no Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica).

GABARITO.

QUESTÃO 39
FGV 2019: “Resultados preliminares do Saeb 2017 já podem ser acessados pelos diretores escolares”.

A sigla utilizada no texto acima se refere:

(A) ao Sistema de Avaliação da Educação Brasileira;

(B) ao Sistema de Avaliação da Educação Básica;

(C) à Supervisão do Acompanhamento da Educação Básica;

(D) à Secretaria de Avaliação da Educação Brasileira;

(E) ao Sistema de Avaliação dos Educadores Brasileiros.

GABARITO.

QUESTÃO 40
FGV 2019: A Escola Municipal Aristóteles acaba de receber o resultado do IDEB 2017: 5,1.

Sobre esse indicador, é correto afirmar que se refere:

(A) ao resultado médio do desempenho dos alunos nos exames aplicados pelo Inep;

(B) ao resultado da taxa de aprovação de alunos da escola;

(C) ao resultado de uma avaliação da infraestrutura da escola;

(D) ao resultado de um cálculo que considera a taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames aplicados pelo Inep;

(E) ao resultado de um cálculo que considera a nota da avaliação da infraestrutura da escola e a taxa de aprovação de seus alunos.

GABARITO.

QUESTÃO 41
“Os jesuítas lideraram as primeiras experiências de ensino no Brasil entre os séculos 16 e 18, quando...”

FGV 2019: A alternativa que completa adequadamente o trecho acima é:

(A) foram convidados pelos portugueses para intensificar o método jesuíta de ensino na colônia;

(B) iniciaram a reforma jesuíta na educação brasileira;

(C) foram expulsos pela determinação do Marquês de Pombal;

(D) seguindo a orientação portuguesa, modernizaram a educação na colônia;

(E) criaram as aulas régias para modernizar a educação no Brasil.

GABARITO.

QUESTÃO 42 - ANULADA.

QUESTÃO 43
“André e Pedro são professores de História e estão elaborando o programa curricular das séries para as quais irão lecionar. Enquanto André se dedica a pensar ‘como’ vai ensinar a lista de conteúdos que elencou, Pedro o interrompe a todo momento, propondo que reflitam sobre por que ensinar tal conteúdo e não outro.”

FGV 2019: Sobre as possíveis concepções acerca do currículo escolar dos dois professores, analise as afirmativas a seguir.

I. André se aproxima mais das teorias tradicionais do currículo, buscando formas de transmitir os conteúdos tidos como inquestionáveis.

II. Pedro se aproxima mais das teorias críticas e pós-críticas do currículo, que estão preocupadas com as conexões entre saber, identidade e poder.

III. André e Pedro traduzem concepção próxima às teorias tradicionais do currículo, preocupando-se com “o quê” ensinar.

Está correto somente o que se afirma em:

(A) I;
(B) II;
(C) III;
(D) I e II;
(E) I e III.

GABARITO.

QUESTÃO 44
“Clovis iniciou sua aula lendo um texto sobre o tema a ser trabalhado no dia. Em seguida, apresentou a seus alunos sua interpretação e comentou sobre semelhanças e diferenças deste com outros autores. Os alunos deveriam fazer suas anotações e, em seguida, responder aos exercícios sobre o texto.”

FGV 2019: A metodologia da aula de Clovis tem inspiração no modelo:

(A) escolanovista;
(B) jesuíta;
(C) alemão;
(D) construtivista;
(E) experimental.

GABARITO.

QUESTÃO 45
Nossa Constituição Federal defende a distribuição de uma educação pública de qualidade para todos. Contudo, observando a população e a escolaridade de acordo com a renda, constata-se que o quartil mais rico dos brasileiros completa, em média, 12,5 dos 13 anos obrigatórios de estudo, enquanto o quartil mais pobre completa apenas 8,5.

FGV 2019: As situações abaixo contribuem para o quadro de desigualdade apresentado no texto acima, EXCETO:

(A) altos índices de evasão, especialmente entre as crianças e jovens mais pobres;

(B) altos índices de reprovação, especialmente nas escolas que atendem populações menos favorecidas;

(C) altos índices de rotatividade e de falta de professores, especialmente nas escolas que atendem populações menos favorecidas;

(D) baixos investimentos no atendimento a crianças e jovens com dificuldades de aprendizagem;

(E) baixos índices de distorção idade-série.

GABARITO.

QUESTÃO 46
“Beatriz leciona para o 2º ano do ensino fundamental. Em uma atividade em grupos que propôs a seus alunos percebeu que a maioria deles recorria à contagem de objetos para realizar adições simples. Assim, planejou para a aula seguinte uma atividade em que seus alunos seriam desafiados a operar a adição em um jogo sem o recurso de objetos.”

FGV 2019: Seguindo a concepção de Vygotsky sobre a aprendizagem, é correto afirmar que a professora:

(A) deveria ter continuado trabalhando com objetos, na zona de desenvolvimento real das crianças;

(B) deveria incentivar que os alunos trabalhassem individualmente;

(C) agiu adequadamente, estimulando o conhecimento potencial dos alunos;

(D) agiu adequadamente, reforçando que as crianças se mantenham no nível de conhecimento que apresentam;

(E) não deveria intervir, uma vez que as crianças constroem sozinhas seu conhecimento.

GABARITO.

QUESTÃO 47
FGV 2019: Observe a situação abaixo, ocorrida em uma escola de Educação Infantil.

“Clara é professora da turma de crianças de 5 anos, na Educação Infantil. Em sua reunião com a coordenadora, a professora disse estar preocupada, pois muitos de seus alunos estavam criando histórias onde objetos (como lápis, caderno...) ganhavam voz, acontecimentos... A coordenadora lhe explicou que, de acordo com Piaget...”

A alternativa que completa adequadamente a explicação da coordenadora é:

(A) o artificialismo (dar características humanas a objetos) é um sintoma de uma patologia infantil e merece atenção;

(B) o animismo (dar características humanas a objetos) não é uma característica comum às crianças na educação infantil e o caso merece atenção;

(C) o artificialismo (dar características humanas a objetos) é uma característica comum na fase sensório-motora, anterior ao estágio daqueles alunos;

(D) o animismo (dar características humanas a objetos) é uma característica comum na fase pré-operatória (2 a 7 anos);

(E) o animismo (dar características humanas a objetos) é uma característica comum na fase operatório-concreta, posterior ao estágio daqueles alunos.

GABARITO.

QUESTÃO 48
Procedimentos de ensino são ações, processos ou comportamentos planejados pelo professor para colocar o aluno em contato direto com coisas, fatos ou fenômenos que lhes possibilitem modificar sua conduta, em função dos objetivos previstos’’.

FGV 2019: Considerando a efetividade do planejamento, os procedimentos de ensino devem:

(A) ser repetitivos;

(B) estar coerentes com os objetivos propostos;

(C) ser estáticos;

(D) servir de estímulo à execução do aluno no que se refere à reprodução do conteúdo;

(E) evitar desafios.

GABARITO.

QUESTÃO 49
Analise a situação a seguir.

Um dos alunos do 2º ano do ensino fundamental realizou a seguinte atividade de matemática:

(Fonte da imagem: produção própria)

FGV 2019: Em uma perspectiva construtivista sobre o erro no processo de aprendizagem, a professora do aluno deve:

(A) solicitar que a criança treine exercícios de adição com reagrupamento, uma hora aprenderá sozinha e deixará de errar;

(B) não mais solicitar exercícios de adição com reagrupamento para essa criança;

(C) concluir que a criança apresenta um problema de discalculia e deve ser encaminhada para atendimento extraescolar;

(D) identificar que a criança opera a adição, mas ainda não compreendeu o mecanismo de reagrupamento do sistema decimal;

(E) identificar que a criança opera a adição, mas deve se limitar ao trabalho com quantidades menores.

GABARITO.

QUESTÃO 50
FGV 2019: Embora se reconheçam as dificuldades do estabelecimento de uma síntese das diferentes tendências pedagógicas, Libâneo as classifica em dois grupos: “liberais” e “progressistas”.

Classifique cada uma das tendências pedagógicas abaixo como Liberal (L) ou Progressista (P).

( ) tradicional;
( ) libertadora;
( ) renovada progressivista;
( ) tecnicista;
( ) crítico-social dos conteúdos.

A sequência correta é:

(A) P - P - L - L - P;
(B) P - P - L - L - L;
(C) L - L - P - L - P;
(D) L - P - P - P - L;
(E) L - P - L - L - P.

GABARITO.

QUESTÃO 51
“Pedro, diretor escolar, resolveu assistir a uma aula de História no 9º ano do ensino fundamental de sua escola. Durante os 50 minutos, o professor leu e comentou o conteúdo, e os alunos, calados, apenas faziam anotações. Ao final da aula, Pedro comentou com o professor de História que havia percebido características de uma tendência liberal tradicional na sua aula.”

FGV 2019: Uma das características abaixo que poderia ter embasado a observação feita pelo diretor é:

(A) o diálogo engaja ativamente ambos os sujeitos do ato de conhecer: educador-educando e educando-educador;

(B) predomina a autoridade do professor, que exige atitude receptiva dos alunos;

(C) o bom ensino depende de organizar eficientemente as condições estimuladoras;

(D) o trabalho docente relaciona a prática vivida pelos alunos com os conteúdos propostos pelo professor;

(E) propõe uma educação centrada no aluno.

GABARITO.

QUESTÃO 52
FGV 2019: Marialva Pereira da Silva nasceu no meio rural e estudou numa escola pública de São Sebastião. Em uma cidade onde, de acordo com o IBGE, menos de 1% dos moradores fazem curso superior, ela conseguiu passar para Pedagogia na Universidade de Brasília. A única dos dez irmãos a chegar tão longe. [...]

Mesmo com alguns de seus familiares desacreditando de um futuro reservado à maioria de seus pares, Marialva perseguiu seus propósitos. Hoje Marialva leciona em São Sebastião e diz aos alunos que todos podem chegar à universidade, se quiserem.

Sobre o texto, analise as afirmativas a seguir.

I. A mobilidade social ligada à escola é um juízo de valor comum em sociedades democráticas, já que se espera uma igualdade de oportunidades para os indivíduos.

II. Há uma reprodução social através da escola, onde os filhos de pais mais escolarizados tendem ao sucesso escolar.

III. Democratizar o acesso à educação básica é suficiente para garantir o ingresso no ensino superior.

Está correto o que se afirma em:

(A) somente I;
(B) somente II;
(C) somente I e II;
(D) somente II e III;
(E) I, II e III.

GABARITO.

QUESTÃO 53
“Em uma reunião pedagógica os professores do ensino fundamental estavam elaborando os planejamentos para o ano seguinte. Ao ver que muitos deles se dedicavam a escrever listas de conteúdos, a coordenadora pedagógica propôs que eles trocassem a questão ‘quais conteúdos devemos trabalhar’ para ‘quais competências devemos desenvolver’, ao planejarem.”

FGV 2019: Para trabalhar em uma organização curricular por competências, é necessário:

(A) limitar drasticamente a quantidade de conhecimentos ensinados e exigidos;

(B) priorizar conteúdos que possam ser memorizados;

(C) privilegiar a transmissão de conhecimento;

(D) promover a reflexão especulativa e idealista na elaboração dos currículos escolares;

(E) definir os conhecimentos a serem ensinados.

GABARITO.

QUESTÃO 54
Observe a imagem abaixo.


FGV 2019: A teoria da aprendizagem que poderia ter inspirado a elaboração e a utilização desse material didático é a:

(A) construtivista;
(B) sociointeracionista;
(C) behaviorista;
(D) humanista;
(E) cognitivista.

GABARITO.

QUESTÃO 55
FGV 2019: A escola refletiu sempre o seu tempo e não podia deixar de refleti-lo; sempre esteve a serviço das necessidades de um regime social determinado e, se não fosse capaz disso, teria sido eliminada como um corpo estranho inútil. (Pistrak)

Entre as definições da função social da escola apresentadas a seguir, a que mais se relaciona ao texto acima é:

(A) ser histórica e contextualmente definida;

(B) formar um cidadão que seja conhecedor da situação social na qual vive;

(C) ter como aspecto central democratizar o conhecimento;

(D) visar à apropriação do saber sistematizado;

(E) garantir a igualdade de oportunidades.

GABARITO.

QUESTÃO 56
FGV 2019: Observe a seguir a fala da diretora de uma escola pública.

“Na família que não tem uma estrutura, a criança não aprende, dá problema. Crianças de ‘famílias estruturadas’ não apresentam problemas na escola.”

Essa fala nos remete a um problema recorrente na relação entre escola e família, apontado por vários autores atualmente, qual seja:

(A) as famílias mudaram muito nos últimos anos;

(B) as famílias não se interessam pela escolarização de seus filhos;

(C) a falta de tempo dos pais para darem atenção aos filhos;

(D) a falta de comunicação entre as famílias;

(E) a escola tem uma visão estereotipada das famílias.

GABARITO.

QUESTÃO 57
FGV 2019: De acordo com nossa legislação educacional atual, uma criança com deficiência auditiva deve ser matriculada:

(A) preferencialmente em escolas especializadas;

(B) preferencialmente em classes comuns de escolas regulares, sendo atendida em suas necessidades;

(C) preferencialmente em classes comuns de escolas regulares;

(D) preferencialmente em classes especiais de escolas regulares, sendo atendida em suas necessidades;

(E) em classes comuns de escolas regulares, mas terá nível de aprendizagem inferior.

GABARITO.

QUESTÃO 58
“O Sr. Tadeu, que tem 86 anos, está encontrando um pouco de dificuldade para entender qual etapa do sistema educacional seu neto está cursando. Ele achava que o neto, de 13 anos, estava no Ginasial, nomenclatura utilizada em sua época... Mas seu neto lhe explicou os atuais nomes das etapas da Educação Básica no Brasil”.

FGV 2019: A explicação correta para a dúvida do Sr. Tadeu é:

(A) Ensino Fundamental e Ensino Médio;

(B) Pré-escola e Ensino Fundamental;

(C) Pré-escola, Ensino Fundamental e Ensino Médio;

(D) Pré-escola, Ensino Médio e Ensino Secundário;

(E) Ensino de 1º grau e Ensino de 2º grau.

GABARITO.

QUESTÃO 59
FGV 2019: Uma das características do novo federalismo brasileiro, no contexto da Constituição Federal de 1988, apresenta-se pela descentralização, que, não só repassa recursos e poder aos governos subnacionais, mas, principalmente, tem, como palavra de ordem, a municipalização.

A Municipalização, nesse contexto, pode ser entendida como:

(A) concentração das matrículas do ensino médio na rede municipal de ensino;

(B) concentração das matrículas do ensino fundamental na rede federal de ensino;

(C) distribuição das matrículas do ensino fundamental entre os sistemas federal, estadual e municipal de ensino;

(D) concentração das matrículas do ensino fundamental no sistema municipal de ensino;

(E) transferência das matrículas do ensino fundamental dos sistemas municipais de ensino para os sistemas federais de ensino.

GABARITO.

QUESTÃO 60
Brasil investe porcentagem alta do PIB em educação, mas pouco por aluno, diz OCDE
(Fonte: www.estadão.com.br, 11/09/2018)

FGV 2019: Sobre os investimentos em educação no nosso país, é correto afirmar que:

(A) já atingimos a meta estabelecida no PNE de investimento previsto em educação para 2019;

(B) o Brasil se destaca na América do Sul com os resultados de seus investimentos em educação;

(C) apesar da porcentagem alta do PIB, o número de alunos no Brasil é maior e o PIB total é menor em comparação aos países da OCDE;

(D) o investimento por aluno no Brasil traduz a disposição do país em expandir o acesso e fornecer educação de qualidade;

(E) o valor investido hoje por aluno na educação pública é suficiente para a oferta de uma educação de qualidade.

GABARITO.

Comentários