ENADE 2019: O acompanhamento do desenvolvimento da criança na atenção básica objetiva

ENADE 2019: O acompanhamento do desenvolvimento da criança na atenção básica objetiva a promoção, prevenção, proteção e detecção precoce de alterações que possam indicar anormalidades.

Nos primeiros meses de vida, a presença, a intensidade e a simetria dos reflexos primitivos podem ser utilizados para avaliar a integridade do sistema nervoso central e para detectar anormalidades periféricas.

Após esse período, a criança perde alguns desses reflexos e os substitui por funções cerebrais mais complexas. Com o progredir do desenvolvimento, as ações involuntárias/reflexas dão lugar às ações voluntárias.
BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.
Saúde da criança: crescimento e desenvolvimento. Brasília, 2012 (adaptado).

Considerando os marcos do desenvolvimento neuromotor nos primeiros anos de vida, avalie as afirmações a seguir.

I. Nos primeiros 15 dias de vida, deve-se avaliar os reflexos primitivos considerando o predomínio do tônus flexor, a assimetria postural, o reflexo de Moro e a preensão reflexa.

II. No desenvolvimento motor grosso da criança de 5 meses, deve-se considerar se ela já engatinha, senta-se sem apoio e se apresenta preensão voluntária das mãos.

III. No desenvolvimento motor fino da criança de 12 meses, deve-se observar se ela já apresenta o movimento de pinça refinado.

IV. Na avaliação do desenvolvimento de uma criança de 1 ano e 6 meses a 2 anos de idade, espera-se que ela já ande sem apoio, corra e suba degraus.

É correto apenas o que se afirma em

A) I e III.
B) II e III.
C) II e IV.
D) I, II e IV.
E) I, III e IV.

QUESTÃO ANTERIOR:
ENADE 2019: Considerando os textos e os gráficos apresentados, avalie as afirmações a seguir.

GABARITO:
E) I, III e IV.

PRÓXIMA QUESTÃO:
- ENADE 2019: O suicídio é um problema de saúde pública e sua complexidade envolve fatores de risco e fatores de proteção.

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:
Prova do ENADE 2019 Enfermagem com Gabarito

PESQUISAR OUTRA QUESTÃO

Comentários