(UEL 2020) Escultura é a arte da tridimensionalidade, pois transforma a forma em volume

(UEL 2020) Escultura é a arte da tridimensionalidade, pois transforma a forma em volume e faz a relação entre o espaço físico e a forma com volume, altura e profundidade.


Vênus de Milo Louvre, Paris.

Miquelangelo – Escravo agonizante Louvre, Paris Louvre, Paris

Rodin Louvre, Paris

Helio Oticica Grande Núcleo Museu Inhotim

Tunga True rouge Museu Inhotim

Com base nos conhecimentos sobre as características gerais da escultura, atribua V (verdadeiro) ou F (falso) às afirmativas a seguir.

( ) As esculturas gregas são estáticas e têm função decorativa; baseiam-se em cânones religiosos, na valorização da nobreza, despreocupadas com a beleza física e com o realismo em suas representações.

( ) As esculturas renascentistas apresentam a beleza absoluta, características da escultura clássica, expressando o pensamento humanista e a tridimensionalidade profunda.

( ) As esculturas impressionistas rompem com os padrões estabelecidos, desvalorizam o aspecto externo de acabamento e deixam as obras em estado bruto dando a impressão de figuras surgindo naquele momento.

( ) As esculturas concretas rompem com as propostas das vanguardas artísticas, trazendo uma tridimensionalidade estática, sem movimento ou interferência do espectador.

( ) As esculturas contemporâneas possibilitam o abandono de suportes tradicionais, liberdade e subjetividade na produção, efemeridade das obras e mesclam diferentes estilos e materiais.

Assinale a alternativa que contém, de cima para baixo, a sequência correta.

a) V, V, F, F, V.
b) V, F, V, F, F.
c) F, V, V, V, F.
d) F, V, V, F, V.
e) F, F, F, V, V.

QUESTÃO ANTERIOR:
(UEL 2020) Como parte do acervo do Museu do Louvre, as obras Estátua Equestre e Espada Joiosa expressam o período de Carlos Magno, na alta Idade Média europeia (séculos VIII-IX).

Conteúdo programático:
Mundo antigo. Manifestações artísticas até o século XIX. Arte Moderna e Arte Contemporânea.

RESOLUÇÃO:
I. Falso. A escultura grega, ao contrário da escultura egípcia, buscava um ideal de beleza física, evoluindo e ganhando movimento, mostrando os músculos do corpo humano e o movimento dos membros, por intermédio da apurada técnica dos artistas. Os valores daquela sociedade estão ligados às inúmeras esferas da vida e do saber, como a religião, a política, a ciência, a decoração de espaços e edifícios públicos, o esporte, a educação, e outras.

II. Verdadeiro. A escultura renascentista muda suas temáticas e formas que são expressivas e realistas, muito preocupadas com a perfeição, com a finalidade de integrar a oposição entre o interesse pela observação direta da Natureza e os conceitos estéticos idealistas desenvolvidos pelo humanismo. Numa época em que o homem foi colocado no centro do universo, sua representação assumiu também um papel central, com a consequência de fazer florescer os gêneros do nu e do retrato.

III. Verdadeiro. O Impressionismo foi uma das tendências artísticas que procuravam capturar efeitos até então não buscados como a tentativa de transmissão da impressão de velocidade ou, ainda, a impressão da passagem do tempo. Essas técnicas influenciaram enormemente as tendências modernas. Dentro das tendências da escultura moderna, o impressionismo, acompanhou as propostas das vanguardas artísticas do início do século XX, sobretudo o cubismo, o dadaísmo, o primitivismo e, depois, o abstracionismo. E traz uma mudança de paradigma, a importância da expressão e da impressão da imagem.

IV. Falso. A escultura concreta faz parte do contexto da arte moderna com uma nova ideia de dinâmica espacial, pela presença de diferença de planos e pela tensão da superfície; imprimem uma grande vitalidade e dinamismo, que parecem detidos dentro de si mesmos, convidando-nos a entrar na obra. Especificamente a arte concreta brasileira de Hélio Oiticica e Lygia Clarck experimentavam a combinação de formas geométricas, ritmos dados pelos cortes e dobras, esculpidas em metal ou madeira e dispostas em um cenário temático.

V. Verdadeiro. Arte Contemporânea ou arte pós-moderna é uma tendência artística que surgiu na segunda metade do século XX, mais precisamente após a Segunda Guerra Mundial, por isso é denominada de arte do pós-guerra. Ela abriu espaço para a diversidade de estilos, perspectivas, técnicas e abrangência de linguagens artísticas (dança, música, moda, fotografia, pintura, teatro, escultura, literatura, performances, happenings, instalações, videoarte etc.). Neste contexto, a escultura contemporânea se caracteriza pela subjetividade e liberdade artística, efemeridade da arte, abandono dos suportes tradicionais, mescla de estilos artísticos, utilização de diferentes materiais, fusão entre a arte e a vida, aproximação com a cultura popular, questionamento sobre a definição de arte e interação do espectador com a obra.

GABARITO:
d) F, V, V, F, V.

PRÓXIMA QUESTÃO:
- (UEL 2020) Crime no Museu! Uma estatueta em bronze, constituída por 90% de cobre e 10% de alumínio, foi roubada.

QUESTÃO DISPONÍVEL EM:
Prova UEL 2020 (1ª e 2ª Fases) com Gabarito e Resolução

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.