Prova UEMG (Vestibular 2018) com Gabarito

Prova UEMG (Vestibular 2018) com Gabarito

Questões só de:
- Português
- Literatura
- Física
- História
- Matemática
- Química
- Biologia
- Geografia
- Inglês
- Espanhol

LÍNGUA PORTUGUESA

Texto 1

O poeta contemporâneo ainda tem com o que se espantar?
(Audrey de Mattos)

Falar da poesia contemporânea, esta que está aí, sendo produzida neste exato instante, é pensar nas mudanças que, de Aristóteles aos vanguardistas do século XX, transformaram a forma conhecida por poesia em território do heterogêneo: grotesco e sublime, temas elevados e temas cotidianos, linguagem polida e palavreado chulo, tudo convive na poesia contemporânea, nem de longe pacificamente, pois que o estranhamento e o (des)entendimento que assomam à alma de quem lê dão conta de que a atual poesia não veio para repousar (nem deixar repousar) em margens plácidas

[...]

Trata-se então de ouvir o inaudível e ver o invisível, conforme a fórmula clássica baudelairiana. A linguagem poética, até então mero instrumento de reprodução da realidade, “reclamará uma maior autonomia em relação à normatividade do mundo, reivindicando assim algo que parecia impossível: a capacidade de transfigurar o real e integrar-se ao mundo como elemento constitutivo deste” (Tereza Cabañas, in “A poética da inversão”).

[...]

Do poema enterrado ao poema digital, a poesia incorporará tantas e tão variadas formas de expressão que levarão Antonio Cicero a afirmar, em fins da primeira década do século XXI: “Não há mais vanguarda”. “Qualquer fetichismo residual em relação a qualquer forma convencional da poesia” foi eliminado e “a consequente relativização de todas as formas tradicionais de poesia” afeta todos os poetas pós-vanguarda.

[...]

Adaptado de <http://lounge.obviousmag.org/conversa_de_
botequim/2014/09/poesia-no-seculo-xxi-rumos.html#ixzz4ybiYJXfM>.
Acesso em: 10 nov. 2017.


QUESTÃO 01
(UEMG) No Texto 1, o autor defende que

(A) a poesia moderna se recria como um instrumento de reprodução da realidade, fiel aos elementos que constituem a sociedade atual, a fim de mantê-la intacta e inalterada.

(B) a poesia, no século XXI, segue um modelo vanguardista em que se privilegia a contemplação do que é sublime, belo e homogêneo, de modo a expor suas contradições.

(C) os novos poetas buscam uma poesia clássica aliada à modernidade dos meios de comunicação, em que se relativizam todos os movimentos literários anteriores ao século XXI.

(D) o poeta contemporâneo representa uma literatura heterogênea, na qual há uma tensão que propicia o questionamento e a mobilização do que é real.

RESPOSTA.

QUESTÃO 02
(UEMG) Para defender seu ponto de vista, o autor do Texto 1 usa determinadas estratégias de argumentação e composição textual.

Assinale a alternativa que NÃO apresenta estratégias utilizadas.

(A) Citação e intertextualidade.
(B) Paráfrase e raciocínio de causa/consequência.
(C) Paródia e contra-argumentação.
(D) Contraposição de termos e alusão histórica.

RESPOSTA.

Texto 2

Trabalivre
(Tribalistas)

Um dia minha mãe me disse
Você já é grande, tem que trabalhar
Naquele instante aproveitei a chance
Vi que eu era livre para me virar
Fiz minha mala, comprei a passagem
O tempo passou depressa e eu aqui cheguei
Passei por tudo que é dificuldade
Me perdi pela cidade mas já me encontrei

Domingo boto meu pijama
Deito lá na cama para não cansar
Segunda-feira eu já tô de novo
Atolado de trabalho para entregar
Na terça não tem brincadeira
Quarta-feira tem serviço para terminar
Na quinta já tem hora extra
E na sexta o expediente termina no bar

Mas tenho o sábado inteiro pra mim mesmo
Fora do emprego
Pra me aprimorar

Sou easy, eu não entro em crise
Tenho tempo livre
Pra me trabalhar
Disponível em: <https://www.letras.mus.br/tribalistas/trabalivre/>.
Acesso em: 10 nov. 2017.

QUESTÃO 03
(UEMG) Assinale a alternativa correta a respeito da música “Trabalivre” (Texto 2).

(A) O eu lírico constrói uma narrativa marcada pela progressão temporal dos dias da semana. Essa narrativa busca enaltecer o trabalho e sua função social, de forma a levar o interlocutor a buscar se aprimorar para tal atividade.

(B) O uso de primeira pessoa do singular demonstra que o eu lírico inclui o interlocutor em sua narrativa, compondo uma voz uníssona que versa sobre a atividade laboral.

(C) A ironia é uma estratégia presente na composição do texto e está marcada no jogo feito entre a sequência narrativa e a ação indicativa no final da canção, em que o eu lírico, mesmo em seu tempo livre, trabalha a si próprio, o que revela que o trabalho é algo inerente a esse indivíduo, tanto externa quanto internamente.

(D) A formalidade presente na linguagem da canção compõe uma relação direta com a atividade laboral, demonstrando que o trabalho exige uma postura séria do indivíduo.

RESPOSTA.

QUESTÃO 04
(UEMG) Assinale a alternativa correta a respeito dos elementos linguísticos da música “Trabalivre”.

(A) No excerto “Mas tenho o sábado inteiro pra mim mesmo / Fora do emprego / Pra me aprimorar”, o elemento coesivo de contraposição indica que o sábado representa um dia de descanso, ao contrário dos outros dias da semana. No entanto essa expectativa é quebrada quando se insere uma finalidade alheia ao descanso.

(B) Os verbos conjugados no presente do indicativo demonstram que as ações realizadas pelo eu lírico são pontuais e se dão no presente momentâneo do ato enunciativo.

(C) A colocação dos pronomes pessoais do caso oblíquo presentes no texto obedece à norma culta da língua portuguesa. Tal fato pode ser observado especialmente no verso “Me perdi pela cidade mas já me encontrei”.

(D) Os advérbios de modo dão o tom narrativo ao texto, utilizados para caracterizar ações durativas como a que se expressa no verso “O tempo passou depressa e eu aqui cheguei”.

RESPOSTA.

QUESTÃO 05
(UEMG) Assinale a alternativa correta.

Hoje vou tomar dois cafés

(A) No primeiro quadrinho do texto “Rotina”, o narrador coordena várias orações, gerando um efeito de sentido que remete a ações rotineiras. Isso é reforçado pela locução adverbial de tempo.

(B) O uso da expressão “todos os dias” (Texto “Rotina”, primeiro quadrinho) remete ao sentido de “tenho tempo livre” (Texto “Trabalivre”, penúltimo verso), sentido esse que está ao mesmo tempo implícito na última fala do personagem “Hoje vou tomar dois cafés” (Texto “Rotina”, terceiro quadrinho).

(C) O humor do texto “Rotina” se revela na reação do personagem Daniel diante das atividades maçantes de seu dia a dia, agindo com inconformismo.

(D) A expressão “Chega!!!” (Texto “Rotina”, segundo quadrinho) é formada por um verbo bitransitivo, para o qual há dois complementos implícitos, o objeto direto oracional “que se dane” e o objeto indireto oracional “de trabalhar”.

RESPOSTA.

Texto 3

“ALIEN INTERVIEW” (Entrevista com um alienígena)

No momento em que o ser alienígena tinha sido devolvido à base eu já tinha passado várias horas com ela. Como já referi, o Sr. Cavitt me disse para ficar com a extraterrestre, já que eu era a única pessoa entre nós que poderia compreendê-la e manter comunicação telepaticamente. Eu não pude compreender e entender a minha capacidade de me “comunicar” telepaticamente com o ser extraterrestre. Eu nunca antes havia tido experiência com comunicação telepática com alguém.

A comunicação não-verbal que eu experimentei era como a compreensão que se tem quando uma criança ou um cão está tentando fazer você entender alguma coisa, mas muito, muito mais direta e poderosa! Mesmo que não houvesse falado “palavras”, ou comunicação através de sinais, a intenção dos pensamentos eram inconfundíveis para mim. Percebi mais tarde que, apesar de eu receber o pensamento, eu necessariamente não interpretava o seu significado exatamente.
[...]
Disponível em: <http://www.bibliotecapleyades.net/vida_
alien/alieninterview/alieninterview.htm)>. Acesso em 10 nov.
2017.

QUESTÃO 06
(UEMG) Assinale a alternativa correta a respeito do Texto 3 e de seus elementos linguísticos.

(A) As aspas foram utilizadas ao longo do texto para marcar ironia por parte do autor, tendo em vista que houve um deslocamento semântico no uso das palavras marcadas por esse sinal. Tal efeito de sentido também se dá pelo uso do ponto de exclamação em “[...] mas muito, muito mais direta e poderosa! [...]”.

(B) Em “[...] o ser alienígena tinha sido devolvido à base [...]”, a crase é utilizada por haver, antes dela, uma perífrase verbal formada por dois verbos auxiliares mais um verbo no particípio e por haver, depois dela, um substantivo feminino.

(C) Em “[...] era como a compreensão que se tem quando uma criança ou um cão está tentando fazer você entender alguma coisa [...]”, o “se” exerce função de índice de indeterminação do sujeito.

(D) Em “Como já referi, o Sr. Cavitt me disse para ficar com a extraterrestre [...]” e em “[...] era como a compreensão que se tem [...]”, os termos em destaque estabelecem relações de sentido diferentes.

RESPOSTA.

LITERATURA BRASILEIRA

As questões de 7 a 9 referem-se à obra As melhores histórias de Fernando Sabino.

O texto a seguir é um excerto da crônica O caso do charuto.

E o ascensorista inflexível. Que o homem guardasse o charuto no bolso, engolisse o charuto, fizesse o que melhor lhe parecesse. Sem o quê, ele não subiria. Distraído pelos próprios argumentos, o homem, em vez de se desfazer do charuto, tirou dele uma baforada. Foi o bastante para generalizar-se a confusão. A senhora do Bronx resolveu intervir, alegando raivosamente que ela não tinha nada com aquela história e queria subir. O panamenho, como se estivesse no mundo da lua, perguntava em vão e em mau inglês em que andar era o Consulado do Panamá. O gordinho gritava que aquilo era um desaforo etc. etc. E o elevador parado. O dono do charuto levou-o novamente à boca, para ter as mãos livres e poder se explicar, provocando indignação geral. Então o gordinho, fora de si, estendeu o braço para com uma tapa derrubar o charuto, resolvendo assim a questão. Acontece, porém, que seu gesto foi mal calculado e o que ele deu foi um bofetão na cara do homem. O charuto saltou no ar largando brasa para cima do panamenho, que até então não entendia coisa nenhuma.
SABINO, Fernando. As melhores histórias de Fernando
Sabino. Rio de Janeiro: BestBolso, 2010. p. 61.

QUESTÃO 07
(UEMG) Levando em consideração a totalidade da crônica O caso do charuto, percebe-se que o narrador

(A) acaba por afastar o leitor do conteúdo narrado, uma vez que as situações são inverossímeis.

(B) expressa uma visão de mundo conivente com a irracionalidade de algumas leis.

(C) em terceira pessoa problematiza uma questão de saúde pública por meio da sátira. Isso fica evidente ao final da crônica.

(D) apresenta, por meio do humor, crítica à burocracia.

RESPOSTA.

QUESTÃO 08
(UEMG) Leia o início da crônica Fantasmas de Minas:

“Tão logo Scliar soube que eu pretendia passar o carnaval em Ouro Preto e não conseguira hotel, amavelmente ofereceu-me sua casa. É uma linda casa, informou com ar matreiro. Tão matreiro que dava até para desconfiar. Mas eu já ouvira falar na casa, [...]”.
Sabino. Rio de Janeiro: BestBolso, 2010. p. 147.

Tendo como base o restante dessa crônica, informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir e assinale a alternativa com a sequência correta.

( ) Ao longo da crônica, especialmente em sua última parte, há alusões a locais históricos de Minas Gerais e de seus “fantasmas”. O narrador percorre algumas cidades até chegar a Belo Horizonte, cidade na qual o fantasma é ele próprio.

( ) Pode-se afirmar que essa crônica, com uma linguagem permeada por traços de oralidade, consegue ir a fundo no sentimento humano. Isso se dá de maneira mais evidente na narrativa a partir de quando o narrador vai embora de Ouro Preto e passa a apresentar uma linguagem carregada de lirismo.

( ) O narrador em primeira pessoa corrobora para a aproximação do leitor para com a matéria narrada.

(A) V – V – F.
(B) V – V – V.
(C) F – V – V.
(D) V – F – V.

RESPOSTA.

QUESTÃO 09
(UEMG) Com base na leitura da obra As melhores histórias de Fernando Sabino, analise as assertivas e assinale a alternativa que aponta as corretas.

I. Algumas tramas se passam em Nova Iorque e há referências a espaços artísticos, bares, restaurantes e artistas que são famosos no contexto estadunidense.

II. Por vezes, tem-se nas narrativas uma perspectiva, da parte do narrador, perpassada pelo preconceito racial. Isso se faz notar de maneira explícita na crônica Albertine Disparue, por meio da caracterização da personagem Albertina, a qual é funcionária do narrador.

III. O recurso da ironia não é uma constância na obra.

IV. Por causa da linguagem leve, divertida e acessível presente nas crônicas, as reflexões profundas ficam em segundo plano. Tal característica é comum no gênero crônica.

V. Muitas das crônicas presentes na obra apresentam processos intertextuais, seja por meio da evocação direta e indireta de textos literários, seja por meio da alusão ou citação do nome de outros autores da literatura, dentre eles Marcel Proust.

(A) I, II, III e IV.
(B) Apenas II e V.
(C) Apenas I, II e V.
(D) Apenas I e V.

RESPOSTA.

As questões de 10 a 12 são referentes à obra A dança dos cabelos, de Carlos Herculano Lopes.

Leia o seguinte excerto:

“Assentada neste banco onde a empregada me trouxe o jantar e após a sobremesa uma garrafa de café, estou com os olhos no azul da serra e no sol que nele se abriga, nessa estranha hora em que o silêncio é cortado apenas pelo berro de uma rês ou pelo cruzar de uma ave, e em que faço mais um cigarro, sem, no entanto, livrar-me dos latejos que em fincadas sucessivas voltam às minhas pernas e doem como as antigas lembranças de minha infância.”
LOPES, Carlos Herculano. A dança dos cabelos. Rio de
Janeiro: Record, 2017.

QUESTÃO 10
(UEMG) Considerando que o romance apresenta, entre outras, três personagens femininas, sendo estas avó, mãe e filha, todas com o nome de Isaura, assinale a alternativa correta em relação ao trecho apresentado.

(A) Trata-se de uma carta da avó Isaura ao avô Antônio.

(B) O trecho é referente à carta redigida pela mãe Isaura ao seu marido.

(C) Refere-se a uma reflexão da mãe Isaura.

(D) Refere-se ao sonho da filha Isaura quando retorna à casa na qual cresceu.

RESPOSTA.

QUESTÃO 11
(UEMG) Considerando o título e o enredo da obra, assinale a alternativa correta.

(A) O título simboliza a labuta diária das personagens femininas que, em uma tentativa de agradar aos homens, trançam os longos cabelos pretos todos os dias em um ritual semelhante ao de uma dança.

(B) O livro é narrado por três mulheres, simbolizando as três partes de uma trança, e a narrativa ora apresenta o discurso de uma delas, ora de outra e, em um terceiro momento, de outra, criando um movimento também muito parecido com o trançar de cabelos, atividade presente no cotidiano das mulheres da família.

(C) Em um determinado momento da narrativa, Isaura (filha) relata ter ficado escondida, ainda quando criança, com outras mulheres, num quarto pequeno, abafado, úmido e escuro, enquanto a casa era invadida por jagunços. O título da obra simboliza tal momento, pois a forma adotada pelas mulheres para amenizar o horror que estava acontecendo foi dançar até que aquela situação acabasse.

(D) Não há uma relação explícita entre o título e o enredo, pois, ao longo da narrativa, nada é mencionado sobre dança ou cabelos.

RESPOSTA.

Leia o seguinte excerto:

“Às vezes, estando ocupada na cozinha ou em outros afazeres, como remendar as calças que Antônio usava no campo, ou passando algum dos seus ternos para as reuniões políticas, ou da maçonaria, ou ainda respondendo às cartas que os empregados recebiam dos parentes em São Paulo, ou fazendo as quitandas que nunca faltaram aqui em casa, assim como o café com leite que ainda tomamos antes de deitar, ou seja lá o que for, que nem sempre eu percebia a ausência de minha filha.”
LOPES, Carlos Herculano. A dança dos cabelos. Rio de
Janeiro: Record, 2017.

QUESTÃO 12
(UEMG) Considerando esse excerto da obra e o contexto de toda a narrativa, analise as assertivas e assinale a alternativa correta.

I. As personagens femininas possuem alto poder de reflexão, uma vez que levam uma vida tranquila, o que propicia a atividade reflexiva.

II. As mulheres da narrativa sofrem constantemente dos abusos de um contexto patriarcal, o que pode contribuir para a formação de comportamentos contrários à moral convencional.

III. Os homens da narrativa possuem práticas abusivas que levam à falta de atividade reflexiva por parte das mulheres, uma vez que estas são forçadas ao trabalho contínuo, vetando a possibilidade de um pensamento acerca do mundo que as circunda.

IV. Há a preocupação de uma das personagens, de nome Isaura, em perder as terras que, segundo ela, foram conquistadas com o suor de seus familiares de gerações passadas.

V. O estupro é uma prática recorrente na narrativa.

(A) Apenas I e V estão corretas.
(B) Apenas II, IV e V estão corretas.
(C) Apenas IV e V estão incorretas.
(D) Apenas I está incorreta.

RESPOSTA.

FÍSICA

QUESTÃO 13
(UEMG) Filmes de ficção, como Star Wars (Guerra nas Estrelas), mostram voos de espaçonaves e suas manobras direcionais, além de batalhas envolvendo naves e civilizações tecnologicamente avançadas. Em relação a esses filmes, é correto afirmar que eles

(A) respeitam as leis da Física, especialmente aquelas que envolvem as conservações do momento linear e da energia mecânica.

(B) respeitam as questões relativas à acústica em meio vácuo, assim como a velocidade e a visualização de “pacotes de onda” (“disparos” laser) no vazio do espaço.

(C) desrespeitam as noções de gravidade artificial no interior da nave, desconsiderando efeitos de imponderabilidade.

(D) desrespeitam as noções de dinâmicas de voo em superfícies planetárias, adotando designs não aerodinâmicos de naves.

RESPOSTA.

QUESTÃO 14
(UEMG) Considere a seguinte figura:

o momento mais marcante do filme 2001, uma Odisseia no Espaço

A cena resume, fotograficamente, o momento mais marcante do filme “2001, uma Odisseia no Espaço”, de Stanley Kubrick. É o momento em que o astronauta David Bowman entra na nave-mãe (nave esférica maior) após acoplar, por avizinhamento, seu módulo de voo (nave esférica menor).

A cena mostra o astronauta prestes a entrar na nave sem o capacete característico do traje espacial. A cena de entrada dura menos de 10 segundos. É correto afirmar que o astronauta, caso esse fosse um acontecimento real,

(A) morreria ou ficaria seriamente ferido, porque seu corpo poderia implodir com a diferença de pressão com o espaço sideral.

(B) viveria, porque seu corpo conseguiria controlar os processos de embolia, hipertemia e aumento de temperatura.

(C) morreria, porque seria incinerado no espaço.

(D) morreria ou ficaria seriamente ferido, porque, devido à temperatura extremamente baixa e à pressão externa, seu corpo sofreria com o congelamento e com os efeitos de alta pressão corpórea em relação à baixíssima pressão do espaço.

RESPOSTA.

QUESTÃO 15
(UEMG) Em uma viagem a Júpiter, deseja-se construir uma nave espacial com uma seção rotacional para simular, por efeitos centrífugos, a gravidade. A seção terá um raio de 90 metros.

Quantas rotações por minuto (RPM) deverá ter essa seção para simular a gravidade terrestre? (considere g = 10 m/s²).

(A) 10/π
(B) 2/π
(C) 20/π
(D) 15/π

RESPOSTA.

QUESTÃO 16
(UEMG) Assinale a alternativa que apresenta fenômenos que poderiam estar associados às seguintes ilustrações.

uemg-assinale-a-alternativa-que-apresenta-fenomenos-que-poderiam-estar-associados-as-seguintes-ilustracoes

(A) Ressonância magnética e oscilações forçadas.
(B) Efeito Casimir e Ultrassom.
(C) Efeito Doppler e Desvio para o Vermelho (Big Bang).
(D) Ressonância acústica e interferência destrutiva.

RESPOSTA.

QUESTÃO 17
(UEMG) Considere a figura a seguir em que uma bola de massa m, suspensa na extremidade de um fio, é solta de uma altura h e colide elasticamente, em seu ponto mais baixo, com um bloco de massa 2m em repouso sobre uma superfície sem nenhum atrito.

uemg-considere-a-figura-a-seguir-em-que-uma-bola-de-massa-m-suspensa-na-extremidade-de-um-fio

Depois da colisão, a bola subirá até uma altura igual a

(A) h/7.
(B) h/9.
(C) h/5.
(D) h/3.

RESPOSTA.

QUESTÃO 18
(UEMG) Ao conceber um ser cujas faculdades são tão aguçadas que ele consegue acompanhar cada molécula em seu curso, esse ser, cujos atributos são ainda essencialmente tão finitos quanto os nossos, seria capaz de fazer o que atualmente nos é impossível fazer.

Consideramos que as moléculas em um recipiente cheio de ar, a uma temperatura uniforme, movem-se com velocidades que não são de modo algum uniformes. Suponhamos agora que tal recipiente é separado em duas porções, A e B, por meio de uma divisória na qual há um pequeno orifício, e que um ser, que pode ver as moléculas individuais, abre e fecha esse orifício, de forma a permitir que somente as moléculas mais rápidas passem de A para B, e somente as mais lentas passem de B para A. Ele irá, portanto, sem nenhum trabalho, elevar a temperatura de B e baixar a de A, contradizendo a 2ª lei da termodinâmica.
Fonte: https://www.scientiaplena.org.br/sp/article/download/635/296 (Adaptado).

O enunciado refere-se ao experimento mental intitulado

(A) Gato de Schrödinger.
(B) Matéria e energia escuras.
(C) Demônio de Maxwell.
(D) Paradoxo de Olbers.

RESPOSTA.

HISTÓRIA

QUESTÃO 19
(UEMG) Após 21 anos de Ditadura Militar no Brasil, ocorreu a eleição do primeiro presidente civil. Esse período histórico, que se convencionou chamar de “redemocratização”, compreendeu uma série de medidas instauradas progressivamente. Integram esse quadro de medidas:

(A) o fim do DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda); o slogan “Cinquenta Anos em Cinco”; o retorno ao pluripartidarismo; a revogação do AI-5 de 1968.

(B) a oposição ao comunismo; a Lei de Anistia; a Doutrina de Segurança Nacional; a dissolução do Congresso Nacional.

(C) a revogação do AI-5 de 1968; o retorno do pluripartidarismo; a Lei de Anistia; o fim da censura prévia aos espetáculos e às publicações.

(D) a Doutrina de Segurança Nacional; o fim da censura prévia aos espetáculos e às publicações; a revogação do AI-5 de 1968.

RESPOSTA.

QUESTÃO 20
(UEMG) As estrofes a seguir pertencem à música de Teixeirinha, denominada “24 de agosto”, produzida em 1962 e presente na 6ª faixa do disco LP “Saudades de Passo Fundo”. A música homenageia Getúlio Vargas.

“Vinte e quatro de agosto a terra estremeceu
Os rádios anunciaram o fato que aconteceu
As nuvens cobriram o céu, o povo em geral sofreu
O Brasil se vestiu de luto, Getúlio Vargas morreu!

Seu nome ficou na história pra nossa recordação
Seu sorriso era a vitória da nossa imensa nação
Com saúde, ele venceu guerra e revolução
Depois foi morrer à bala pela sua própria mão”.
(Adapatado)

Considerando a letra da música e os conhecimentos históricos sobre o tema, assinale a alternativa INCORRETA.

(A) O título da música refere-se à data em que Getúlio Vargas cometeu suicídio, em 1954, deixando uma carta-testamento, cuja autenticidade não foi devidamente comprovada, na qual consta a frase "Saio da vida para entrar na história".

(B) A “guerra” à qual a música se refere é a Segunda Guerra Mundial, da qual o Brasil participou, através da Força Expedicionária Brasileira (FEB), lutando ao lado dos aliados em território italiano.

(C) A homenagem de Teixeirinha quer destacar a popularidade de Getúlio Vargas, conhecido por ser o “Pai dos Pobres”. Esse codinome provavelmente está relacionado, entre outros fatores, ao fato de Getúlio Vargas adotar uma política trabalhista, com a criação da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), sendo responsável pelas concepções da Carteira de Trabalho, da Justiça do Trabalho e do salário mínimo.

(D) A revolução mencionada na música diz respeito à Revolução Constitucionalista de São Paulo, também conhecida como Guerra Paulista, movimento armado que ocorreu no segundo governo de Getúlio Vargas, a favor de suas políticas populistas.

RESPOSTA.

QUESTÃO 21
(UEMG) “As denúncias de que o exército brasileiro ao lutar na guerra (1864-1870) era formado por escravos não são novas. Ao contrário, têm pelo menos cento e vinte anos. Seus primeiros autores foram os redatores dos jornais paraguaios da época que tratavam de menosprezar o exército brasileiro com base no duvidoso argumento de que, por ser formado por negros, deveria ser de qualidade inferior”.
TORAL, André Amaral de. A participação dos negros escravos na guerra do Paraguai.
Estudos Avançados. v. 9, nº 24, São Paulo, May/Aug. 1995 (Adaptado).

Sobre os negros como partícipes da Guerra do Paraguai, analise as assertivas e assinale a alternativa que aponta as corretas.

I. Os exércitos paraguaio, brasileiro e uruguaio tinham alguns batalhões formados exclusivamente por negros. Como exemplos, tem-se o Corpo dos Zuavos da Bahia e o batalhão uruguaio Florida.

II. Na época da Guerra do Paraguai, não existiam negros escravos ou ex-escravos no exército paraguaio. A escravidão havia sido abolida no Paraguai em 1842, por Carlos Lopes, pai de Francisco Solano López.

III. Na época da guerra (1864-1870), no Paraguai, o negro brasileiro era representado como inimigo. O exército brasileiro era o exército macacuno e seus líderes, segundo a propaganda lopizta, eram macacos que pretendiam escravizar o povo paraguaio, conduzindo-os da liberdade à escravidão.

IV. Havia negros no exército brasileiro na Guerra do Paraguai, mas eles já tinham sido libertos.

(A) Apenas I e III.
(B) Apenas II e IV.
(C) Apenas I e IV.
(D) Apenas I, II e III.

RESPOSTA.

QUESTÃO 22
(UEMG) Com base nos dois depoimentos e na imagem a seguir, considerando o que pode ser relacionado a essas fontes históricas, assinale a alternativa INCORRETA.

• “Eu tenho conhecimento de mais acidentes no início do dia do que no final. Eu fui, inclusive, testemunha de um deles. Uma criança estava trabalhando a lã, isto é, preparando a lã para a máquina, mas a alça a prendeu, como ela foi pega de surpresa, acabou sendo levada para dentro do mecanismo; e nós encontramos seus membros em um lugar, outro acolá, e ela foi cortada em pedaços; todo o seu corpo foi mandado para dentro e foi totalmente mutilado”.
(John Allett começou a trabalhar em uma fábrica de têxteis quando tinha quatorze anos. Allett tinha cinquenta e três anos quando foi entrevistado por Michael Sadler e seu Comitê da Câmara dos Comuns, em 21 de maio de 1832.).

• “Os primeiros dias de setembro foram muito quentes. Os jornais noticiavam que homens e cavalos caiam mortos nos campos de produção agrícola. Ainda assim, a temperatura nunca passava de 29°C durante a parte mais quente do dia. Qual era então a situação das pobres crianças que estavam condenadas a trabalhar quatorze horas por dia, em uma temperatura média de 28°C? Pode algum homem, com um coração em seu peito e uma língua em sua boca, não se habilitar a amaldiçoar um sistema que produz tamanha escravidão e crueldade?”
(William Cobbett fez um artigo sobre uma visita a uma fábrica de tecidos que aconteceu em setembro de 1824).

Lewis Hine. Some of the young knitters in London Hosiery Mills. Londres, 1910

(A) Os trechos e a foto são associados ao trabalho infantil na Revolução Industrial, pois aproximadamente 50% dos trabalhadores eram crianças que trabalhavam entre 12 e 16 horas por dia. Nas fábricas, as condições de trabalho eram precárias, pois não havia janelas e trabalhavam muitos operários, propagando-se as doenças mais facilmente.

(B) Os trechos e a foto reforçam os aspectos negativos da Revolução Industrial, quando uma classe industrial nascente preferia empregar mulheres e crianças, pois estes recebiam metade do salário de um homem adulto, pela mesma carga horária. Contudo os aspectos positivos devem ser também ressaltados, mesmo porque essa situação foi modificada com máquinas adaptadas à altura das crianças, e a escola tornou-se obrigatória para o povo logo após o movimento ludista e o movimento cartista.

(C) Os depoimentos e a foto retratam o fato de que muitas crianças com menos de 8 anos trabalhavam nas fábricas simplesmente para ganhar alojamento e comida, sendo que havia uma alta jornada de trabalho em condições deploráveis. O longo tempo de trabalho gerava cansaço nas crianças, o que acabava diminuindo o ritmo das atividades. Castigos, como socos e outras agressões, eram aplicados para punir a desatenção. As crianças que chegavam atrasadas ou que conversavam durante o trabalho também eram castigadas.

(D) No início da Revolução Industrial, os operários viviam em péssimas condições de vida e trabalho. O ambiente das fábricas era insalubre, assim como os cortiços onde muitos trabalhadores viviam. As jornadas de trabalho chegavam a 80 horas semanais. Para mulheres e crianças, submetidas ao mesmo número de horas e às mesmas condições de trabalho, os salários eram ainda mais baixos.

RESPOSTA.

QUESTÃO 23
(UEMG) Assinale a alternativa INCORRETA sobre o abolicionismo no Brasil.

(A) Joaquim Nabuco foi uma voz contrária à escravidão, em sua principal obra, O Abolicionismo (1883), considerada a melhor peça escrita contra a escravidão no Brasil, assumiu a defesa da abolição incondicional do cativeiro, e sua argumentação se engendrou na luta política vivenciada entre 1882 e 1883, incentivada por discordâncias internas ao Partido Liberal.

(B) Em 1711, foi publicado o livro Cultura e Opulência do Brasil, de André João Antonil. Essa obra é considerada o maior tratado abolicionista do Brasil.

(C) Maria Firmina dos Reis, maranhense negra e filha ilegítima, enfrentou a barreira dos preconceitos e publicou, em 1859, o romance Úrsula, considerado o primeiro romance abolicionista do Brasil e um dos primeiros escritos produzidos por uma mulher brasileira.

(D) O abolicionista Ignácio Araújo Lima lançou em São Paulo, em 1889, o jornal A Pátria, publicação feita por e para “homens de cor”.

RESPOSTA.

QUESTÃO 24
(UEMG) Quanto à vinda da corte portuguesa ao Brasil, assinale a alternativa correta.

(A) Em janeiro de 1808, Portugal estava prestes a ser invadido pelas tropas francesas comandadas por Napoleão Bonaparte. Sem condições militares para enfrentar os franceses, o príncipe regente de Portugal, Dom João, resolveu transferir a corte portuguesa para o Brasil, sua mais importante colônia. Para isso, obteve a ajuda de alguns aliados, apenas franceses, contrários a Napoleão.

(B) Nos quatorze navios, além da família real, vieram centenas de funcionários, criados, assessores e pessoas ligadas à corte portuguesa. Porém, trouxeram pouco dinheiro, deixando suas obras de arte, livros, bens pessoais, objetos de valor e joias em Portugal, na pressa para vir para o Brasil, fugindo das tropas francesas de Napoleão.

(C) Uma das principais medidas tomadas por Dom João foi abrir o comércio brasileiro aos países amigos de Portugal. A principal beneficiada com a medida foi a Inglaterra, que passou a ter vantagens comerciais e a dominar o comércio com o Brasil. Os produtos ingleses chegavam ao Brasil com impostos de 15%, enquanto os de outros países chegavam com impostos de 24%. Essa prerrogativa fez com que, no Brasil, chegassem muitos produtos ingleses, por vezes, desnecessários. Tal medida acabou atrasando o desenvolvimento da indústria brasileira.

(D) Dom João adotou várias medidas econômicas que favoreceram o desenvolvimento brasileiro. Entre as principais, encontram-se: desestímulo ao estabelecimento de indústrias no Brasil em prol das importações, construção de estradas, reforma de portos, criação do Banco do Brasil e instalação da Junta de Comércio.

RESPOSTA.

MATEMÁTICA

QUESTÃO 25
(UEMG) Considere a parábola de equação y = αx² + bx + c, com α, b, c reais e α ≠ 0. Sabe-se que essa parábola intersecta o eixo das ordenadas no ponto P(0,5), que o ponto Q(-2, 8) pertence à parábola e que a abscissa do vértice é xv = 2.

Nessas condições, a ordenada do vértice dessa parábola é dada por

(A) yv = 2,5.
(B) yv = 3.
(C) yv = 3,5.
(D) yv = 4.

RESPOSTA.

QUESTÃO 26
(UEMG) Um design projetou um chaveiro no formato de um prisma triangular reto com 12 cm de altura.

Sabe-se que as arestas da base formam um triângulo retângulo com catetos de medidas 6 cm e 8 cm. Para cobrir todas as faces desse prisma, adquirindo a quantidade suficiente de papel adesivo, e, com isso, evitar o desperdício, será preciso saber a área total da superfície desse prisma.

Fazendo os cálculos corretos, obtém-se que a área total desse prisma mede

(A) 336 cm².
(B) 324 cm².
(C) 316 cm².
(D) 312 cm².

RESPOSTA.

QUESTÃO 27
(UEMG) Com o sistema de coordenadas da Geometria Analítica, é possível obter a interpretação algébrica de problemas geométricos. Por exemplo, sabendo-se que as retas r e s são perpendiculares, conhecendo a equação da reta r dada por x + y – 1 = 0 e sabendo que o ponto P(–3, 2) pertence à reta s, é possível encontrar o ponto Q, simétrico de P em relação à reta r.

Nesse caso, o ponto Q é dado por

(A) (1, 3).
(B) (–1, 3).
(C) (1, 4).
(D) (–1, 4).

RESPOSTA.

QUESTÃO 28
(UEMG) Um professor preparou dois tipos de provas, A e B. Na prova A, inseriu 3 questões de Análise Combinatória e 4 questões de Probabilidade; na prova B, inseriu 6 questões de Análise Combinatória e 2 questões de Probabilidade. Na véspera da prova, para verificar o preparo dos alunos para a prova, escolheu, ao acaso, um tipo de prova e dele escolheu, também ao acaso, uma questão.

Sabendo que a questão escolhida foi de Análise Combinatória, qual é a probabilidade de essa questão fazer parte da prova do tipo A?



RESPOSTA.

QUESTÃO 29
(UEMG) Sobre trigonometria, analise as assertivas e assinale a alternativa que aponta as corretas.

I.

II. O valor de (1 + cotɡ²x)(1 - cos²x) para xkπ com k inteiro, é igual a 1.

III. A medida do arco trigonométrico da 1ª volta positiva, côngruo ao arco de medida -40°, é 40°.

IV. 50°. 310° < 0.

(A) Apenas I, II e IV.
(B) Apenas I, II e III.
(C) Apenas I e IV.
(D) Apenas II e III.

RESPOSTA.

QUESTÃO 30
(UEMG) Júlio dispõe de uma quantia Q, em reais, e pretende aplicá-la, no sistema de juros compostos, à taxa de 4% ao mês. Considerando log 2 = 0,3010 e log 1,04 = 0,0086, quanto tempo será necessário para que essa quantia seja quadruplicada?

(A) 4 anos e meio.
(B) 5 anos e 8 meses.
(C) 5 anos e 10 meses.
(D) Mais de 6 anos.

RESPOSTA. X. ANULADA!

QUÍMICA

QUESTÃO 31
(UEMG) O formaldeído é um gás incolor, muito solúvel em água, com odor muito forte e irritante. Em geral, é usado como solução aquosa contendo 40% de formaldeído, sendo assim chamado de formol ou formalina.

Na medicina, é utilizado como conservador de cadáveres e peças anatômicas, além do uso como desinfetante. De acordo com a estrutura e as propriedades do formaldeído, assinale a alternativa correta.

(A) Na presença de um oxidante, em meio ácido, o formaldeído se converte em ácido acético.

(B) O número de oxidação (Nox) correspondente ao átomo de carbono na molécula de formaldeído é igual a +1.

(C) A molécula do formaldeído possui uma ligação pi (π) e três ligações sigma.

(D) A estrutura molecular do formaldeído é a pirâmide trigonal.

RESPOSTA.

QUESTÃO 32
(UEMG) Para a produção de gás hidrogênio, em um recipiente fechado e à temperatura constante, introduziu-se monóxido de carbono e vapor de água, os quais apresentavam pressões parciais iguais, de 0,90 atm cada. Após um determinado tempo, o equilíbrio químico foi atingido,, e medindo-se a pressão parcial do monóxido de carbono obteve-se 0,60 atm.

Diante dessa afirmação, assinale a alternativa que apresenta o valor da constante de equilíbrio, Kp, para a reação exposta.

(A) 1/4
(B) 1/9
(C) 0,44
(D) 4,0

RESPOSTA.

QUESTÃO 33
(UEMG) Em relação às propriedades de ácidos e bases e às possíveis reações entre eles, assinale a alternativa correta.

(A) O hidróxido de alumínio, Al(OH)3, é uma base fraca, porém muito solúvel em água.

(B) A reação entre o ácido fosfórico e o hidróxido de cálcio forma o sal fosfato de cálcio, de fórmula Ca2(PO4)3.

(C) O hidróxido férrico possui a fórmula molecular Fe(OH)2.

(D) A reação entre hidróxido de potássio com hidróxido de sódio e ácido sulfúrico forma o sulfato duplo de potássio e sódio (KNaSO4).

RESPOSTA.

QUESTÃO 34
(UEMG) O selênio, um não metal do grupo dos calcogênios, possui extrema importância biológica, pois é um micronutriente indispensável para todas as formas de vida.

É formado por átomos que possuem a representação 34Se⁷⁹. É correto afirmar que o selênio apresenta

(A) 45 partículas nucleares.
(B) 113 partículas nucleares.
(C) 6 elétrons na camada de valência.
(D) 2 elétrons na camada de valência.

RESPOSTA.

QUESTÃO 35
(UEMG) Em um balão volumétrico, foram adicionados 60 mL de uma solução de HNO3 de concentração desconhecida e 40 mL de solução de KOH 0,4 mol/L. Sabendo-se que o pH final da mistura é igual a 12, é correto afirmar que a molaridade da solução de ácido nítrico era de

(A) 0,1 mol/L.
(B) 0,25 mol/L.
(C) 0,4 mol/L.
(D) 0,55 mol/L.

RESPOSTA.

QUESTÃO 36
(UEMG) Considerando as seguintes semirreações, em uma célula galvânica com eletrodos de alumínio e chumbo, é correto afirmar que


(A) Al³⁺ é agente redutor e Pb⁰ é agente oxidante.
(B) Pb²⁺ é a espécie que reduz.
(C) a ddp da célula galvânica é igual a -1,79 V.
(D) a soma dos coeficientes estequiométricos da reação global equivale a 10.

RESPOSTA.

BIOLOGIA

QUESTÃO 37
(UEMG) As briófitas mais conhecidas são os musgos, que formam extensos tapetes verdes sobre rochas, troncos de árvores e barrancos. Quando habitam rochas, fazem parte de um importante processo ecológico denominado sucessão ecológica.

Em relação ao papel das briófitas nesse processo, assinale a alternativa correta.

(A) Ao habitarem as rochas, as briófitas iniciam o processo de sucessão ecológica secundária, no qual se comportam como espécies-chave no ecossistema.

(B) A comunidade formada pelas briófitas sobre a rocha pode ser considerada uma comunidade clímax, já que a rocha não pode sofrer alterações.

(C) As briófitas são consideradas espécies secundárias por conseguirem viver em mais de um tipo de habitat além das rochas.

(D) O processo de sucessão que ocorre nas rochas nuas é chamado de sucessão primária e as briófitas são as plantas pioneiras nesse habitat.

RESPOSTA.

QUESTÃO 38
(UEMG) Uma floresta ripária submetida a alagamentos periódicos apresentou algumas embaúbas (espécies arbóreas da espécie Cecropia pachystachya) com raízes crescendo diretamente do caule e pequenos pontos de ruptura no tecido suberoso do caule, que aparecem como orifícios. A formação dessas estruturas é uma resposta fisiológica adaptativa comum em plantas submetidas ao alagamento.

Assinale a alternativa que apresenta corretamente os nomes das raízes e dos orifícios produzidos nessas condições.

(A) Grampiformes e periderme.
(B) Adventícias e lenticelas.
(C) Pneumotóforos e hidatódios.
(D) Estranguladoras e estômatos.

RESPOSTA.

QUESTÃO 39
(UEMG) Evolutivamente, o aparecimento do sistema circulatório trouxe grande vantagem para os animais, pois favoreceu o transporte de oxigênio e nutrientes para todos os tecidos, permitindo, assim, o aparecimento de animais de porte cada vez maior. Considerando o sistema circulatório nos diversos grupos animais, preencha as lacunas e assinale a alternativa correta.

O sistema circulatório aparece pela primeira vez no filo ________________, no qual ele é do tipo aberto em ________________ e fechado em ________________. Posteriormente, no filo _____________, no qual ele é ________________.

(A) Nematelminthes / tramatódeos / hirudínea / Mollusca / fechado somente em cefalópodes

(B) Platyhelminthes / turbelários / trematódeos / Annelida / aberto com presença de coração rudimentar

(C) Mollusca / bivalves e gastrópodes / cefalópodes / Echinodermata / substituído pelo sistema ambulacral

(D) Annelida / poliquetos / oligoquetos / Arthropoda / fechado e preenchido com hemolinfa

RESPOSTA. X. ANULADA!

QUESTÃO 40
(UEMG) No século XVII, o cientista inglês Robert Hooke dedicou-se à observação da estrutura da cortiça e constatou que ela era formada por um grande número de cavidades preenchidas com ar, as quais chamou de células. Hoje, sabemos que as células são preenchidas pelo citoplasma e mantêm seu formato devido ao citoesqueleto, que também é responsável pelos movimentos celulares, formação de pseudópodos e deslocamentos de organelas.

Considerando a participação do citoesqueleto na mitose, é correto afirmar que fármacos que interferem na formação de microtúbulos, como a colchicina, interrompem a mitose em qual das seguintes fases?

(A) Metáfase.
(B) Intérfase.
(C) Telófase.
(D) Citocinese.

RESPOSTA.

QUESTÃO 41
(UEMG) Na espécie humana, as mutações denominadas cromossômicas, como a aneuploidia, são consequências de não disjunções na meiose e podem originar a

(A) distrofia muscular de Duchenne.
(B) hemofilia.
(C) síndrome de Down.
(D) adrenoleucodistrofia.

RESPOSTA.

QUESTÃO 42
(UEMG) Ao se observar a natureza, é possível se deparar com diferentes animais capazes de voar, como diferentes insetos, pássaros e mamíferos. Esses animais possuem asas adaptadas à função de voar que têm origens embrionárias diferentes, sendo assim denominadas órgãos análogos. A adaptação evolutiva a modos de vida semelhantes leva organismos pouco aparentados a desenvolver formas corporais análogas.

Esse processo é denominado

(A) recombinação gênica.
(B) teoria sintética da evolução.
(C) seleção natural.
(D) convergência evolutiva.

RESPOSTA.

GEOGRAFIA

QUESTÃO 43
(UEMG) O GPS (Global Positioning System) desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos causou uma enorme transformação no que tem sido a busca da humanidade por localização instantânea, medição dos terrenos em tempo real e visualização de dados métricos do planeta terra com imensa acurácia.

A exemplo de muitos outros artefatos desenvolvidos com fins militares, o GPS penetrou a vida cotidiana em todos os lugares do mundo onde seja possível o uso dessa ferramenta, como se tem tornado comum nos diversos aplicativos para celulares.

O problema é que dados estratégicos não são liberados para civis e, em tempos de guerra ou conflito, os Estados Unidos podem restringir ou mesmo cortar o fornecimento das informações, já que é o detentor da tecnologia. Em vista disso, outros países têm buscado desenvolver seus próprios sistemas de posicionamento, mas, até o momento, há um único sistema concorrente em pleno funcionamento, desenvolvido pela Rússia.

Como esse sistema é nomeado?

(A) COMPASS.
(B) GLONASS.
(C) GALILEO.
(D) NAVSTAR.

RESPOSTA.

QUESTÃO 44
(UEMG) Sobre a Estrutura Fundiária Brasileira, assinale a alternativa correta.

(A) As pequenas propriedades rurais são em maior número e ocupam mais da metade das terras do território brasileiro.

(B) A maior parte dos latifúndios está situada em áreas de expansão das fronteiras agrícolas, pecuárias e de exploração mineral.

(C) A média propriedade rural é numericamente predominante na Região Sul, nomeadamente nos Estados do Paraná e de Santa Catarina.

(D) A Sub-região do Nordeste, o Agreste, é caracterizada pela predominância quantitativa das médias e grandes propriedades rurais.

RESPOSTA.

QUESTÃO 45
(UEMG) “O acidente em Mariana ficou conhecido no Brasil como o maior desastre ambiental da história e deixou 19 pessoas mortas, além de destruir o distrito de Bento Rodrigues, contaminar a Bacia Hidrográfica do Rio Doce e comprometer o abastecimento de água e a produção de alimentos em diversas cidades da região.”
Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2017-08/
juiz-suspende-acao-criminal-contra-mineradoras-por-acidente-em
-mariana>. Acesso em: 21 nov. 2017.

Sobre o rompimento da Barragem Fundão em Mariana, é correto afirmar que

(A) desastres socioambientais ligados às atividades mineradoras, no Brasil e no mundo, são fenômenos raros.

(B) Os rejeitos contaminantes que acompanharam o rastro de morte na bacia hidrográfica do Rio Doce eram de bauxita e nióbio.

(C) As principais controladoras da SAMARCO são as empresas VALE e a anglo-australiana BHP Billiton.

(D) A destruição dos corpos hídricos se concentrou a montante do leito de vazão do Rio Doce.

RESPOSTA.

QUESTÃO 46
(UEMG) “A Espanha, assim como inúmeros outros Estados atualmente constituídos, é um território multinacional, ou seja, é formada por várias nações ou por diversos grupos étnicos regionais com identidade nacional diferenciada àquela do país ao qual pertencem. Nesse sentido, esse território é um dos principais locais do mundo em que há movimentos separatistas, com um forte clamor pela independência local em busca da constituição de um novo país.”
Disponível em: <http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/geografia/movimentos-separatistas-na-catalunha.htm>. Acesso em: 23 nov. 2017.

Referente às diversas nacionalidades que coexistem no território estatal da Espanha, assinale a alternativa correta.

(A) A segunda maior comunidade populacional da Espanha é a Catalã, a qual só é inferior à comunidade Andaluzia.

(B) As comunidades autônomas na Espanha começaram a existir logo após o fim da Guerra Civil espanhola em 1939.

(C) Dentre as comunidades autônomas que lutam oficialmente pelo separatismo na Espanha, estão grupos étnicos Bascos, Catalães, Madrilenhos e Galegos.

(D) O quadro Guernica de Pablo Picasso buscou representar exatamente a diversidade étnica espanhola durante a 1ª Guerra Mundial.

RESPOSTA.

QUESTÃO 47
DESENREDO
Adélia Prado

Grande admiração me causam os navios
e a letra de certas pessoas que esforço por imitar.
Dos meus, só eu conheço o mar.
Conto e reconto, eles dizem “anh”.
E continuam cercando o galinheiro de tela.
Falo da espuma, do tamanho cansativo das águas,
eles nem lembram que tem o Quênia,
nem de leve adivinham que estou pensando em Tanzânia.
Afainosos me mostram o lote: aqui vai ser a cozinha,
logo ali a horta de couve.
Não sei o que fazer com o litoral.
Fazia tarde bonita quando me inseri na janela, entre meus tios,
e vi o homem com a braguilha aberta,
o pé de rosa-doida enjerizado de rosas.
Horas e horas conversamos inconscientemente em português
como se fora esta a única língua do mundo.
Antes e depois da fé eu pergunto cadê os meus que se foram,
porque sou humana, com capricho tampo o restinho de molho na panela.

Saberemos viver uma vida melhor que esta,
quando mesmo chorando é tão bom estarmos juntos?
Sofrer não é em língua nenhuma.
Sofri e sofro em Minas Gerais e na beira do oceano.
Estarreço de estar viva. Ó luar do sertão,
ó matas que não preciso ver pra me perder,
ó cidades grandes, Estados do Brasil que amo como se os tivesse inventado.
Ser brasileiro me determina de modo emocionante
e isto, que posso chamar de destino, sem pecar,
descansa meu bem querer.
Tudo junto é inteligível demais e eu não suporto.
Valha-me noite que me cobre de sono.
O pensamento da morte não se acostuma comigo.
Estremecerei de susto até dormir.
E no entanto é tudo tão pequeno.
Para o desejo do meu coração
o mar é uma gota.
Disponível em: <http://bernardesdemoura.blogspot.com.br/2004/12/adlia-prado.html>. Acesso em: 24 nov. 2017.

(UEMG) Ao ler o poema apresentado, que faz uma leitura do Brasil considerando vários elementos da paisagem, do território e da formação do País a partir da perspectiva de uma geografia histórica, é correto afirmar que

(A) a oposição entre Sertão e Litoral teve papel determinante no pensamento social brasileiro.

(B) os “Estados do Brasil” resultam de um processo natural, não podendo ter sido inventados.

(C) a natureza foi desconsiderada no processo de formação identitária da nação brasileira.

(D) Minas Gerais, distante do Mar, não manteve relações com a África em sua formação socioterritorial.

RESPOSTA.

QUESTÃO 48
(UEMG) A propalada crise climática global atual tem, como uma de suas causas, a emissão de dióxido de carbono (CO²) na atmosfera. A criação de Créditos de Carbono foi umas das supostas saídas encontradas para o problema.

Sobre os Créditos de Carbono, informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir e assinale a alternativa com a sequência correta.

( ) Cada Crédito de Carbono é equivalente a 1T (uma tonelada) de CO² não emitida ou retirada da atmosfera por um País.

( ) Os Créditos de Carbono foram criados, em 1997, no Japão, quando houve a assinatura do Protocolo de Kyoto pelos países que se comprometeram a assinar esse acordo.

( ) Os Estados Unidos, maior emissor de gases poluentes do mundo, lidera a aplicação das políticas definidas no Protocolo de Kyoto.

( ) Créditos de Carbono são certificados negociados como mercadorias nas bolsas de valores.

(A) F – V – F – V.
(B) V – F – V – F.
(C) V – V – F – V.
(D) V – F – F – F.

RESPOSTA.

LÍNGUA ESTRANGEIRA: INGLÊS

Questions 49 through 53:

Brazil must legalise drugs – its existing policy just destroys lives

For decades, guns and imprisonment have been the hallmarks of Brazil’s war against the drug trafficking. But the only way to beat the gangs is to stop creating criminals, says a top Brazilian judge

“The war raging in Rocinha, Latin America’s largest favela, has already been lost. Rooted in a dispute between gangs for control of drug trafficking, it has disrupted the daily life of the community in Rio de Janeiro since mid-September. With the sound of shots coming from all sides, schools and shops are constantly forced to close. Recently, a stray bullet killed a Spanish tourist. The war is not the only thing being lost.

For decades, Brazil has had the same drug policy approach. Police, weapons and numerous arrests. It does not take an expert to conclude the obvious: the strategy has failed. Drug trafficking and consumption have only increased. […]

In a case still before the Brazilian supreme court, I voted for decriminalising the possession of marijuana for private consumption. […]

Drugs are an issue that has a profound impact on the criminal justice system, and it is legitimate for the supreme court to participate in the public debate. So here are the reasons for my views.

First, drugs are bad and it is therefore the role of the state and society to discourage consumption, treat dependents and repress trafficking. The rationale behind legalisation is rooted in the belief that it will help in achieving these goals.

Second, the war on drugs has failed. Since the 1970s, under the influence and leadership of the US, the world has tackled this problem with the use of police forces, armies, and armaments. The tragic reality is that 40 years, billions of dollars, hundreds of thousands of prisoners and thousands of deaths later, things are worse. At least in countries like Brazil.

Third, as the American economist Milton Friedman argued, the only result of criminalisation is ensuring the trafficker’s monopoly.

With these points in mind, what would legalisation achieve?

In most countries in North America and Europe, the greatest concern of the authorities is users and the impact drugs have on their lives and on society. These are all important considerations. In Brazil, however, the principal focus must be ending the dominance drug dealers exercise over poor communities. Gangs have become the main political and economic power in thousands of modest neighbourhoods in Brazil. This scenario prevents a family of honest and hard-working people from educating their children away from the influence of criminal factions, who intimidate, co-opt and exercise an unfair advantage over any lawful activity. Crucially, this power of trafficking comes from illegality.

Another benefit of legalisation would be to prevent the mass incarceration of impoverished young people with no criminal record who are arrested for trafficking because they are caught in possession of negligible amounts of marijuana. A third of detainees in Brazil are imprisoned for drug trafficking. Once arrested, young prisoners will have to join one of the factions that control the penitentiaries – and on that day, they become dangerous.

[…]

We cannot be certain that a progressive and cautious policy of decriminalisation and legalisation will be successful. What we can affirm is that the existing policy of criminalisation has failed. We must take chances; otherwise, we risk simply accepting a terrible situation. As the Brazilian navigator Amyr Klink said: “The worst shipwreck is not setting off at all.”
Disponível em: <https://www.theguardian.com/global-development/2017/nov/15/brazil-must-legalise-drugs-existing-policy-destroys-lives-luis-roberto-barroso-supreme-court-judge>. Acesso em: 14 nov. 2017.

QUESTÃO 49
(UEMG) The text expresses the opinion of a top Brazilian judge about drugs. Mark the correct answer concerning the subject matter discussed throughout the essay.

(A) The judge believes that the only way to win the war against the drug trafficking is by killing the criminals.

(B) The judge believes that the legalization of drugs can be a way of dealing with the problem of drug trafficking.

(C) The judge believes that the decriminalisation of drugs is not a way of dealing with the drug problem.

(D) The judge believes that fighting drug trafficking with police and weapons is effective.

RESPOSTA.

QUESTÃO 50
(UEMG) Taking into account the excerpt: “Brazil must legalise drugs”, mark the option which best describes the word “must” in the aforementioned context.

(A) “Must” is a phrasal verb which expresses obligation and order.

(B) “Must” is a phrasal verb which expresses ability or politeness.

(C) “Must” is a modal verb which indicates inevitability or certainty.

(D) “Must” is a modal verb which indicates conditionality or expectation.

RESPOSTA.

QUESTÃO 51
(UEMG) Considering the excerpt “[...] it has disrupted the daily life of the community […]”, and the context it was taken from, mark the correct option regarding the pronoun “it”.

(A) “It” is a subject pronoun and refers back to “Rocinha”.

(B) “It” is a possessive pronoun and refers back to “Rocinha”.

(C) “It” is a personal pronoun and refers back to “the war”.

(D) “It” is an objective pronoun and refers back to “the war”.

RESPOSTA.

QUESTÃO 52
(UEMG) Consider the following excerpt: “Since the 1970s, under the influence and leadership of the US, the world has tackled this problem with the use of police forces, armies, and armaments.” Mark the option which best describes the use of some words in the excerpt.

(A) There are 9 nouns, 1 adjective, and 5 articles.

(B) There are 8 nouns and 2 verbs, but no adjectives.

(C) There are 5 articles, 3 adjectives, and 1 verb, but no adverbs.

(D) There are 4 prepositions, 2 conjunctions, and 1 pronoun.

RESPOSTA.

QUESTÃO 53
(UEMG) In the excerpt “Recently, a stray bullet killed a Spanish tourist”, the expression “stray bullet” is

(A) Formed by nouns and it means “a decisive shot”.

(B) Formed by an adjective and a noun and it means “a random shot”.

(C) Formed by an adverb and a noun and it means “a sharp shot”.

(D) Formed by a verb and a noun and it means “a lost shot”.

RESPOSTA.

QUESTÃO 54
(UEMG) Taking into account the following image and the comment made by the husband, what will probably be Loretta’s gift this Christmas?

THIS CHRISTMANS, LORETTA, LET'S JUST EXCHANGE GLANCES

(A) She’ll probably get a set of wine glasses.
(B) She’ll probably get a fancy vase.
(C) She’ll probably exchange cards with her husband.
(D) She’ll probably exchange a quick look with her husband.

RESPOSTA.

LÍNGUA ESTRANGEIRA: ESPANHOL

Texto 1

Subió a un micro y descubrió que el chofer era el hombre que atropelló y mató a su hijo
El conductor había sido condenado a dos años y medio de prisión y lo habían inhabilitado para manejar por 8 años.

Carmen Lusardi atravesó el desgarro de la muerte de su hijo, Ayrton Sires, de 14 años, atropellado por un colectivo de la compañía Plaza en julio de 2012, cuando estaba por entrar al colegio. Y esta mañana, sus heridas se reabrieron de la peor manera: subió a un micro de esa empresa para viajar a Buenos Aires y el conductor era el mismo hombre que en abril de este año había sido condenado a dos años y medio de prisión e inhabilitación para manejar por ocho años por el homicidio de Ayrton.

Eran las 9,30 y, como todos los miércoles, Lusardi abordó la unidad en la terminal platense de 4 y 42. Al subir los escalones la mujer, conmocionada, se animó a preguntarle al chofer: “¿Vos no serás el que creo que sos?”, inquirió. La frase y el cruce de miradas alcanzaron para que ambos se reconocieran.

Es que los recuerdos estaban frescos: el juicio oral que dispuso la condena del conductor Juan Carlos Ibáñez terminó hace apenas seis meses. En abril de este año, la madre de Ayrton y el colectivero estuvieron más de siete horas frente a frente en la Sala II de la Cámara Penal platense que llevó adelante el proceso.

Pero Carmen no se quedó con ese intercambio y esas palabras temblorosas que nacieron de la sorpresa inicial. Cuando ya estaban en viaje y antes de llegar al peaje de Hudson, Lusardi comenzó a filmar al conductor y pidió: “Decile a todos que sos el que mató a mi hijo. Que fuiste condenado a no manejar por 8 años y que ahora estás acá”, mientras tomaba la imagen con su celular. “A veces no puedo ni con mi alma, lo que hice en el micro es para concientizar, porque gente así y que carga con una condena no puede estar transportando a personas en un medio de transporte público”. Carmen Lusardi Ibáñez detuvo la unidad de la empresa Plaza y sin dar ninguna explicación reclamó a los pasajeros que se bajaran. Sólo explicó que “otro micro los va a llevar hasta su destino”. La mamá de la víctima del tránsito había llamado también al 911 y reclamó un patrullero de Seguridad Vial. Ellos confeccionaron un acta donde consta la presencia de Ibañez al volante del colectivo.

“Está claro que a este personaje no le pesa la muerte de mi hijo. No tiene moral y no tiene conciencia. Es un inescrupuloso. No entiendo cómo nadie controla estas cosas”, protestó Lusardi en contacto con Clarín.
Retirado de: https://www.clarin.com/sociedad/subio-micro-descubrio-chofer-hombre-atropello-mato-hijo_0_BJlrQaMc1z.html en 15/11/2017

QUESTÃO 49
(UEMG) En la frase del texto 1: “¿Vos no serás el que creo que sos?”. El pronombre vos se usa solo en

(A) Paraguay y Uruguay.
(B) Argentina y Uruguay.
(C) México y España.
(D) Argentina y Ecuador.

RESPOSTA. X. ANULADA!

QUESTÃO 50
(UEMG) Los verbos del texto 1: fuiste y detuvo están conjugados en

(A) Pretérito indefinido.
(B) Pretérito imperfecto.
(C) Pretérito pluscuampecfecto.
(D) Presente de indicativo.

RESPOSTA.

QUESTÃO 51
(UEMG) En relación al texto 1, marca la opción correcta.

(A) El chofer mató y atropelló a su hijo.
(B) El chofer fue condenado a no manejar por ocho años.
(C) Colectivo y micro no son sinónimos.
(D) Carmen Lusardi hizo con que los pasajeros se bajaran de la micro.

RESPOSTA.

Texto 2

Cómo poner la mesa

Recuerde que la mesa es símbolo de hogar, de reunión y de convivencia. Según sea la forma en la que arregle dará un toque especial a cada momento. La ocasión, el espacio disponible y la cantidad de personas que te acompañan te indicarán tus posibilidades.

• Los cubiertos deben colocarse en el orden en que van a ser utilizados, comenzando por el exterior. El tenedor y la cuchara del postre ofrécelos después. Así evitarás la confusión de cubiertos a la hora de comer.

• Si no tiene una vajilla completa, puede jugar armoniosamente con varios estilos. Los platos de postre o los de servir, por ejemplo, pueden ser diferentes a los restantes.

• Si su mesa es muy larga tenga siempre dos juegos de salero/pimentero, hielo, agua, etc.

• La comida debe ser servida por el lado izquierdo, ya que esto da más facilidad a los comensales para servirse, usando la mano derecha. Generalmente se sirve primero el pescado y luego la carne porque su sabor es más fuerte.

• Las copas del agua y del vino se colocan a la derecha, en la parte superior de los cubiertos, con la copa del vino hacia el exterior, y deben ser servidas a sólo tres cuartas partes de su capacidad.

• Para mayor versatilidad y contraste es mejor seleccionar la vajilla en un color neutro (blanco) y si le gustan los diseños, escoja uno que sea sobrio y simple. Esto le facilitará combinarlo con diferentes manteles y decorar la mesa con flores o frutas sin ningún temor, y pueden ser usados a cualquier hora y en cualquier ocasión.
Retirado en : http://www.deguate.com/artman/publish/recetas_etiqueta/C_mo_poner_la_mesa_1756.shtml

QUESTÃO 52
(UEMG) En el texto 2, las palabras subrayadas son

(A) heterogenéricas.
(B) heterotónicas.
(C) heterosemánticas.
(D) apócopes.

RESPOSTA. X

QUESTÃO 53
(UEMG) Marque la alternativa correcta en relación al texto 2.

(A) La mejor traducción para la palabra postre (línea 8) es sopa.

(B) Postre (línea 8) es un sustantivo femenino singular.

(C) Copas (línea 13) puede ser traducido al portugués por copos.

(D) Larga y cubiertos (líneas 9 e 4) son palabras heterosemánticas.

RESPOSTA.

QUESTÃO 54
(UEMG) En relación al verbo gustar están correctas las asertivas:

I. Me gusta mucho la primavera.
II. A ella le gustan las flores amarillas.
III. A los chicos no les gusta las fiestas.
IV. A nosotros no nos gustan la comida china.

(A) Apenas I, II y III.
(B) Apenas I, II y IV.
(C) Apenas I y II.
(D) Apenas II y IV.

RESPOSTA.

Comentários