Prova Enfermagem ENADE 2010 com Gabarito

ENADE - Indagação

Prova Enfermagem ENADE 2010 com Gabarito

OBS: as questões de 01 a 10 são de Formação Geral, portanto, cobradas em todas as provas. Para conferir elas, basta acessar essa página.

CONHECIMENTO ESPECÍFICO

QUESTÃO 11
ENADE 2010: Um paciente com infarto agudo do miocárdio, também portador de DPOC, foi internado em clínica médica com história de pneumonia, apresentando hipertermia (38 ºC), taquipneico e Sinais de insuficiência respiratória. Considerando esse caso, avalie os procedimentos listados a seguir.

I. A remoção de secreção das vias aéreas é importante, pois secreções retidas interferem com a troca gasosa.

II. A frequência cardíaca do paciente com pneumonia diminui devido à sobrecarga imposta pelo trabalho ventilatório e pela hipertermia.

III.A umidificação e a fluidificação da árvore brônquica ajudam a liquefazer as secreções e aliviam a irritação traqueobrônquica.

IV. Se o paciente com pneumonia não conseguir tossir para eliminar secreções, ele deve ser encorajado a repousar, até que se sinta em condições de mudar de decúbito e tossir.

V. A oxigênio terapia em baixo fluxo é fundamental para o paciente com DPOC, pois aumenta o nível de PO2.

São cuidados de enfermagem adequados ao caso apresentado apenas os descritos em

A) II e V.
B) I, II e V.
C) I, III e IV.
D) II, III e IV.
E) I, III, IV e V.


QUESTÃO 12
ENADE 2010: Um paciente interado na clínica médica há 12 dias, com história de fratura de fêmur esquerdo, faz uso de anticoagulante. Estão prescritos 12 000 UI de heparina IV de 12/12 horas. No posto da unidade de internação, há um frasco de heparina de 5 mL contendo 5 000 UI/mL.

Quantos mililitros de heparina o enfermeiro deve ministrar o paciente em cada horário?

A) 1,8

B) 2,0

C) 2,2

D) 2,4

E) 3,5


QUESTÃO 13
Avalie as asserções a seguir.

ENADE 2010: As parasitoses intestinais provocadas por protozoários e helmintos são infestações que podem desencadear alterações no estado físico, psicossomático e social, interferindo diretamente na qualidade de vida de seus portadores, principalmente em crianças.

PORQUE

A disseminação das parasitoses também pode ocorrer por meio do contato interpessoal com pessoas infectadas que habitam a mesma residência, principalmente em moradias menores que favorecem o confinamento, reforçando a importância da investigação parasitária na População materno-infantil.

Analisando a relação proposta entre as duas asserções acima, assinale a opção correta.

A) As duas asserções são proposições verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da primeira.

B) As duas asserções são proposições verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa correta da primeira.

C) A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda é uma proposição falsa.

D) A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda é uma proposição verdadeira.

E) As duas asserções são proposições falsas.


QUESTÃO 14
ENADE 2010: A dengue é uma doença febril aguda, de etiologia viral, de evolução benigna na forma clássica e grave quando se apresenta na forma hemorrágica. É uma importante arbovirose (doença transmitida por artrópodes) que afeta o homem e constitui sério problema de saúde pública, especialmente nos países tropicais, inclusive no Brasil. O principal vetor da dengue é o mosquito Aedes aegypti.

No que tange à suscetibilidade e imunidade à dengue, assinale a opção incorreta.

A) A suscetibilidade ao vírus da dengue é universal.

B) A imunidade não é permanente para um mesmo sorotipo.

C) A resposta primária se dá em pessoas não expostas anteriormente ao flavivírus, e o título de anticorpos se eleva lentamente.

D) A resposta secundária se dá em pessoas com infecção aguda por dengue, mas que tiveram infecção prévia por flavivírus, e o título de anticorpos se eleva rapidamente em níveis altos.

E) A suscetibilidade à febre hemorrágica da dengue não está totalmente esclarecida.


QUESTÃO 15
ENADE 2010: A esclerose múltipla é uma doença autoimune, crônica, que afeta o sistema nervoso central provocando dificuldades motoras e sensitivas, comprometendo a qualidade de vida de seus portadores.

Os sintomas caracterizam-se por distúrbios visuais, perda de sensibilidade dos membros inferiores, fadiga, disfunções motoras e dor. A patologia é um processo inflamatório que causa uma lesão nos axônios neuronais e produz uma esclerose em vários locais do sistema nervoso central, conforme ilustra a figura abaixo.

INDAGACAO
Disponivelem: < htps.lescierosemulipla ordoress comicstegor esclerose-cmutida >.
Acessoem;: 10 2go. 2010

Nesse contexto, qual a importância da bainha de mielina na função neurológica?

A) Protegeras fibras nervosas contra agressões físicas químicas e biológicas.

B) Retardar a propagação dos impulsos através dos neurônios cerebrais motores.

C) Dar consistência à fibra nervosa para que não seja comprimida por músculos.

D) Isolar a fibra nervosa e permitir a condução saltatória dos potenciais de ação.

E) Promover o transporte axonal que ocorre em vários pontos do sistema nervoso central.


QUESTÃO 16
ENADE 2010: A paciente R.G., com 35 anos de idade, do sexo feminino, com IMC = 32, 120 kg, será submetida à gastroplastia por videocirurgia, admitida na unidade de CMC. Durante a aplicação do histórico de enfermagem, o enfermeiro responsável pela admissão levantou os seguintes problemas: assadura em região suprapúbica, devido à prega formada pela barriga; abertura pequena de boca; pescoço curto; sudorese intensa em mãos e região axilar; uso de piercing em narina direita; uso de prótese dentária na arcada superior; limitação com relação à flexão de joelhos.

Nessa situação, avalie os seguintes procedimentos,

I. Comunicar ao enfermeiro do CC a respeito da sudorese intensa.

II. Solicitar visita pré-operatória do anestesista. 

III. Retirar piercing da narina direita.

IV. Encaminhar a paciente para o CC, sem retirar a prótese dentária.

V. Comunicar ao enfermeiro do CC acerca da limitação de flexão de joelhos.

VI. Realizar higiene íntima devido à assadura.
 
São procedimentos adequados em um plano de cuidado pré-operatório apenas os descritos em

A) I, IV e IV.
B) II, III e V.
C) I, II, III e V.
D) I, IV, V e VI.
E) II, III, IV e VI.


QUESTÃO 17
ENADE 2010: A Estratégia de Saúde da Família (ESF) vislumbra a transformação do modelo assistencial em curso no país. A política de Saúde Mental também objetiva a transformação do modelo, e uma de suas estratégias constitui-se nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Os CAPS e a ESF são processos simultâneos, porém ainda pouco articulados. As práticas de Saúde Mental e de ESF assemelham-se quando

A) adotam a abordagem individual.

B) dão ênfase aos deveres dos usuários. 

C) reconhecem as pessoas por seus quadros patológicos.

D) elegem o território como o lócus de coprodução de saúde.

E) visam aumentar a autonomia do profissional frente às condições de trabalho.


ENADE 2010 - QUESTÃO 18 - ANULADA

QUESTÃO 19
ENADE 2010: O enfermeiro D.B., responsável pela Central de Material e Esterilização (CME), realizará um treinamento com sua equipe sobre biossegurança na CME. Quais os sete principais temas que ele deverá abordar com a equipe que atua nessa unidade?

A) Ergonomia; Equipamento de proteção individual (EPI); Descarte de materiais; Laser; Riscos elétricos e de incêndio; Líquidos voláteis; Estresse e Burnout.

B) Ergonomia; Equipamento de proteção individual (EPN); Descarte de materiais; Preparação para Situação de emergências e catástrofes; Riscos elétricos e de incêndio; Líquidos voláteis; Estresse e Burnout.

C) Ergonomia; Equipamento de proteção individual (EPI); Descarte de materiais; Preparação para Situação de emergências e catástrofes; Riscos elétricos e de incêndio; Raio-X; Estresse e Burnout.

D) Quimioterápicos; Equipamento de proteção individual (EPI); Descarte de materiais; Preparação para situação de emergências e catástrofes; Riscos elétricos e de incêndio; Raio-X; Estresse e Bumout.

E) Quimioterápicos; Equipamento de proteção individual (EPI); Laser; Preparação para situação de emergências e catástrofes; Riscos elétricos e de incêndio; Raio-X; Estresse e Bumout.


QUESTÃO 20
INDAGACAO
BRASIL, Ministério ds Saúde. Manual técnico para controle da tuberculose:
cademo de stenção básica. Brasíla. 2002.

ENADE 2010: O gráfico acima revela que a tuberculose continua sendo um preocupante problema de saúde no Brasil, exigindo o desenvolvimento de estratégias para o seu controle.

Considerando que os casos bacilíferos são a principal fonte de disseminação da doença, para tentar interromper sua cadeia de transmissão, é fundamental a

A) realização de prova tuberculínica cutânea em todas as pessoas com casos suspeitos e em seus comunicantes.

B) percepção de que existem pessoas expostas aos bacilos que não desenvolvem a doença, mas a transmitem por meio de materiais de uso comum.

C) busca ativa de sintomático respiratório, isto é, de indivíduos com tosse por tempo igual ou superior a seis semanas.

D) compreensão de que o conceito de contato abrange os familiares que convivem no mesmo ambiente domiciliar com o caso índice no momento do diagnóstico da tuberculose.

E) descoberta precoce de caso novo por meio da busca ativa do sintomático respiratório na população com tosse há mais de três semanas.


QUESTÃO 21
ENADE 2010: O conhecimento do enfermeiro com relação aos resíduos sólidos de saúde faz parte de sua atuação profissional. A Norma Regulamentadora n.º 32 (NR-32) dedicou especial atenção ao tratamento dos resíduos, por suas implicações na biossegurança pessoal e no meio ambiente. É importante ressaltar que a NR-32 não desobriga o cumprimento da Resolução ANVISA RDC n.º 306, de 7 de dezembro de 2004, e da Resolução CONAMA n.º 358, de 29 de abril de 2005.

Essas resoluções dispõem acerca do o Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS) e da necessidade da designação de profissional com registro ativo junto ao seu conselho de classe.

Com base nessas legislações, qual das opções a seguir apresenta procedimento inadequado em relação aos resíduos?

A) Os recipientes existentes em sala de cirurgia e de parto não necessitam de tampa para vedação.

B) Para recipientes destinados à coleta de material perfurocortantes, o limite máximo de enchimento deve estar localizado 5 cm abaixo do bocal.

C) O recipiente para acondicionamento de perfurocortante deve ser mantido em suporte exclusivo e em altura que permita a visualização da abertura para descarte.

D) O transporte manual do recipiente de segregação deve ser realizado de forma que não exista contato do mesmo com outras partes do corpo, sendo vendado o arrasto..

E) Sempre que o transporte do recipiente de segregação possa comprometer a segurança e a saúde do trabalhador, devem ser improvisados por ele meios mais apropriados para não comprometer sua integridade física.


QUESTÃO 22
ENADE 2010: Um paciente, de 2 meses de idade é pré-maturo em UTI neonatal, com cateter venoso central, 1 via em jugular D e SNE para receber leite materno. Ambas as administrações estavam sendo realizadas por uma mesma bomba de infusão.

Às 12 h, foi inserido o leite materno na bomba de infusão para administração pela SNE pelo enfermeiro do plantão da manhã e, às 13h, o enfermeiro do plantão da tarde desligou o equipamento ao término da infusão e detectou que o leite materno havia sido conectado na via da infusão endovenosa.

O equivoco na conexão pode ter sido ocasionado por fator

I. técnico, pela semelhança e compatibilidade entre os conectores.

II. organizacional, pela utilização de bombas de infusão diferentes para administração de soluções intravenosas e dietas enterais.

III. humano, devido ao acúmulo de tarefas, levando à não interrupção de atividades, à desatenção e à falta de descanso.

É correto o que se afirma em

A) I, apenas.
B) II, apenas.
C) I e III, apenas.
D) II e III, apenas.
E) I, II e III.


QUESTÃO 23
Avalie as asserções a seguir.

ENADE 2010: O indicador que melhor retrata o que ocorre durante a fase fetal é o peso de nascimento da criança.

PORQUE

Pesos ao nascer menor que 2 500 g podem ser decorrentes de prematuridade e(ou) déficit de crescimento intrauterino. Recém-nascidos com menos de 2 500 g são classificados, genericamente, como de baixo peso ao nascer.

Analisando a relação proposta entre as duas asserções acima, assinale a alternativa correta.

A) As duas asserções são proposições verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da primeira.

B) As duas asserções são proposições verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa correta da primeira.

C) A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda é uma proposição falsa.

D) A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda é uma proposição verdadeira.

E) As duas asserções são proposições falsas.


QUESTÃO 24
indagacao
BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da crisnça: acompanhamento do crescimento é desenvolvimento infanti. Brasilia: Ministério da Saúde, 2002.

ENADE 2010: André, com 10 meses de idade, é levado pelos pais à unidade de saúde para acompanhamento de puericultura. À criança nasceu a termo, parto vaginal, com 2 800 g e medindo 49 cm. As vacinas estão atualizadas. Recebeu exclusivamente leite materno até o sexto mês de vida e continua em aleitamento.

Seu peso atual é 7 500 g, o que localiza sua curva entre os percentuais 10 e 3. Os país informam que André ganhou menos peso, depois que passou a frequentar a creche, onde está em período de adaptação.

Diante dessa situação, qual das descrições a seguir reflete comportamento mais adequado de uma enfermeira considerando a atenção à saúde da criança?

A) André situa-se na faixa de normalidade nutricional (entre percentuais P97 e P3) na curva peso/idade. A enfermeira reforça orientações básicas e agenda retomo conforme o calendário mínimo de consulta ou de acordo com a rotina da unidade.

B) A criança está em risco nutricional. À enfermeira investiga possíveis fatores relacionados à desaceleração do crescimento e orienta os país no sentido de corrigi-los; orienta alimentação especial para ganho de peso e agenda retomo em 15 dias.

C) Apesar do risco nutricional, a criança é eutrófica. A partir disso, a enfermeira investiga possíveis causas da desaceleração do crescimento e orienta os pais a respeito da alimentação complementar e manutenção do aleitamento materno, agendando retorno em 30 dias.

D) A desaceleração do crescimento está relacionada à adaptação da criança à creche. 
A enfermeira reforça orientações a respeito da alimentação complementar e agenda retorno de acordo com o calendário mínimo de consultas.

E) A enfermeira encaminha André para consulta com o pediatra, pois a desaceleração do crescimento é acontecimento importante que necessita de intervenção imediata, e agenda retomo para acompanhamento em 30 dias.


QUESTÃO 25
ENADE 2010: O acúmulo técnico-político dos três níveis de gestão do SUS, na implantação do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) e da Estratégia de Saúde da Família (ESF), elementos essenciais para a reorientação do modelo de atenção, tem possibilitado a identificação de um conjunto de questões relativas às bases conceituais e operacionais do que se tem denominado atenção básica à saúde no Brasil, e de Suas relações com os demais níveis do sistema.

Essa discussão fundamenta-se nos eixos transversais da universalidade, da integralidade e da equidade, em um contexto de descentralização e controle social da gestão, princípios assistenciais e organizativos do SUS, consignados na legislação constitucional e infraconstitucional.

Considerando o texto como referência inicial, assinale a opção correta acerca da atenção básica em saúde.

A) O Programa Saúde da Família é a estratégia prioritária para a reorganização da atenção básica, por ser um atendimento prestado por equipes especialistas que se responsabilizam pelas famílias cadastradas em sua área.

B) A equipe mínima para a ESF é composta por um médico de família, um enfermeiro, um auxiliar de enfermagem, um dentista, agentes comunitários de saúde, um auxiliar e um técnico em higiene dental.

C) A atenção básica em saúde é considerada a porta de entrada para o SUS por cuidar apenas da promoção da saúde e da prevenção primária.

D) Cada equipe da ESF é responsável pelo acompanhamento de 3 mil pessoas ou 500 famílias de determinada área.

E) OPACS substitui a ESF em municípios com menos de 50 mil habitantes.


QUESTÃO 26
ENADE 2010: O território de Laranjeiras, situado em um município de pequeno porte, tem apresentado, nos últimos anos, alta incidência e prevalência de casos de violência. Estudos realizados pelo Núcleo de Prevenção às Violências e de Promoção da Saúde, de uma instituição local, revelam que 78% dos casos são registrados na faixa etária de 10 a 17 anos.

A gestão municipal, em uma reunião colegiada, elaborou um plano de gestão integrada para enfrentamento da situação. À educação em saúde foi uma das estratégias apontadas para que a equipe de saúde da família enfrentasse o problema.

Nessa situação, é incorreto a equipe de saúde da família considerar que a educação em saúde

A) é uma estratégia de promoção da saúde.

B) relaciona-se à história, à cultura e aos costumes da comunidade.

C) busca apoderar a comunidade para o processo de mudança

D) visa à participação ativa dos sujeitos, acontecendo em diversos espaços.

E) objetiva transmitir conhecimentos universalmente aceitos por meio de palestras, vídeos, panfletos, entre outros meios.


QUESTÃO 27
ENADE 2010: O Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) é uma diretriz para orientar o empresariado no estabelecimento de um plano de saúde ocupacional para o trabalhador.

Em muitas atividades, há risco aumentado de aquisição e de transmissão de doenças infecciosas no ambiente de trabalho. É importante a educação em relação ao emprego correto das técnicas de proteção individual, assim como a indicação correta da vacinação adequada, preferencialmente vao ingresso do profissional em sua atividade.
SBALLALAI, | MIGOWSK E. Imunização e Prevenção nas empresas: um guia
de onentação para a saúde dos negócios é do rabalhador. Rio de Janerro, 2006.

São vacinas recomendadas para todos os profissionais de saúde pelo calendário de vacinação ocupacional da Sociedade Brasileira de Imunizações:

A) pneumocócica, meningocócica C conjugada e tríplice viral.

B) tríplice viral, hepatite A e B e cólera (oral).

C) febre amarela, meningocócica C conjugada e difteria, coqueluche e tétano.

D) hepatite A e B, meningocócica C conjugada e tríplice viral.

E) raiva, meningocócica C conjugada e tríplice viral.


QUESTÃO 28
ENADE 2010: A Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem, aprovada em 2009, tem como objetivo a promoção da melhoria das condições de saúde da população masculina brasileira, “contribuindo para a redução das causas de morbidade e mortalidade através do enfrentamento racional dos fatores de Tisco e facilitando o acesso às ações e aos serviços de atenção integral à saúde" (BRASIL, 2010).

Hoje, no Brasil, duas a cada três mortes de adultos são de homens, o que reforça a necessidade de uma política específica de atenção a essa parcela da população.

O gráfico abaixo apresenta as principais causas de mortalidade na população masculina brasileira de 20 a 59 anos de idade.

INDAGACAO

Com base no gráfico, conclui-se que

A) há relação inversa entre a mortalidade por causas externas e a mortalidade devida a doenças do aparelho circulatório nos extremos de idade: 20-29 anos e 50-59 anos de idade.

B) as curvas de mortalidade por neoplasias, doenças do aparelho digestivo e do aparelho respiratório têm pouca variação entre si na vida adulta.

C) a mortalidade por neoplasias entra em ascensão a partir dos 39 anos de idade e estabiliza na faixa etária de 50 a 59 anos de idade.

D) as doenças do aparelho circulatório são responsáveis por grande parte da mortalidade durante toda a vida adulta.

E) causas externas e doenças do aparelho circulatório assumem curvas semelhantes após os 40 anos de idade.


QUESTÃO 29
ENADE 2010: Margarida tem 75 anos de idade, mora sozinha, é portadora de hipertensão arterial e faz uso de anti-hipertensivo diariamente, às 22 horas. Relata levantar várias vezes durante a noite para urinar, e que, às vezes, ao se levantar da cama, sente tonturas. Nega limitações ou dificuldades na marcha.

Após coletar esses dados durante a consulta de enfermagem realizada na visita domiciliar, e objetivando minimizar riscos de queda e injúrias, o enfermeiro deve orientar a idosa a


I. contratar um acompanhante/cuidador, usar fraldas durante a noite, diminuir ingesta hídrica após as 18 horas, manter uma luz acessa durante a noite, usar uma bengala para apoio ao levantar-se, ir ao banheiro antes de dormir e evitar micções durante a noite. Se for necessário levantar-se, solicitar ajuda do acompanhante/cuidador.

II. manter durante a noite iluminação suficiente para orientar o trajeto ao banheiro e, se possível, ter a cama próxima ao interruptor de luz. Restringir o uso de tapetes, permanecer sentada por alguns minutos antes de levantar-se da cama, usar calçado antiderrapante e não permitir animais domésticos dentro de casa, principalmente durante a noite.

III. evitar levantar-se durante a noite para urinar, ir ao banheiro antes de se deitar, não usar chinelos para caminhar até o banheiro, ingerir líquidos até, no máximo, as 18 horas, identificar alguém de seu convívio social para dormir em Sua casa, restringir o uso de medicamentos diuréticos, solicitando ao médico a troca do anti-hipertensivo diurético para inibidor da ECA.

IV. usar anti-hipertensivo diurético pela manhã, instalar barras de apoio nas paredes próximas à cama, no trajeto até o banheiro, próximo ao vaso sanitário e chuveiro, ter interruptor de luz próximo à cabeceira da cama, fazer caminhadas diárias para fortalecer a musculatura dos membros inferiores, observar sempre as condições das calçadas e usar sapatos com solado antiderrapante.

V. providenciar bengala e solicitar orientação do seu uso a um fisioterapeuta, adquirir Sapatos com alça de fixação no calcanhar, iniciar atividade para fortalecimento muscular, interromper uso de anti-hipertensivo diurético, providenciar um acompanhante/cuidador para período noturno, procurar médico e solicitar exame de densitometria óssea, e providenciar uma campainha no quarto.

É correto apenas o que se afirma em

A) I e II.
B) I e III.
C) II e IV.
D) III e V.
E) IV e V.


QUESTÃO 30
ENADE 2010: Uma criança de um ano e meio de idade é levada pela mãe ao Centro de Saúde da Família, com sintomas de gripe. À mãe relata que a criança vem há 2 dias com esse quadro e não está aceitando a alimentação.

Após avaliação clínica, é levantada uma forte hipótese diagnóstica de síndrome respiratória secundária à infecção pelo vírus Influenza A (H1N1).

Nesse caso, uma conduta imediata seria

A) iniciar medicação após prescrição, identificar comunicantes e referenciar a criança a uma unidade hospitalar.

B) aguardar confirmação laboratorial da presença do vírus Influenza A , então, notificar o caso.

C) orientar a mãe a administrar soro oral para que a criança não se desidrate e solicitar que retome em menos de 24 horas para reavaliação do caso.

D) coletar material já na unidade do primeiro atendimento e encaminhá-lo para o laboratório mais próximo para garantir agilidade no diagnóstico.

E) garantir acompanhamento da criança na atenção básica, responsável por acompanhar casos de baixa complexidade, por meio da visita diária do agente comunitário de saúde.

 
QUESTÃO 31
ENADE 2010: Pedro, com 45 anos de idade, pedreiro e hipertenso, nunca procurou tratamento clínico. Deu entrada na unidade de pronto atendimento em crise hipertensiva, com pressão arterial (PA) de 220 x 150 mmhg. Apresenta tontura, hemiplegia direita, agnosia, apraxia e afasia, sinais e sintomas característicos de acidente vascular cerebral (AVC).

Após os procedimentos para a estabilidade do quadro clínico, os acadêmicos de enfermagem resolveram investigar o que está ocorrendo. Seria correto eles constatarem que

A) a agnosia é ocasionada pela hiperfunção cerebral em virtude do AVC.

B) a tontura é o resultado do fluxo excessivo de sangue associado à hipoventilação cerebral.

C) a apraxia é a capacidade de executar movimentos propositais em áreas do corpo não afetadas, sendo de natureza transitória.

D) a hemiplegia direita foi gerada em razão do comprometimento do lado direito do cérebro, isso porque fibras nervosas cruzam o trato piramidal quando elas passam do cérebro para a medula espinhal.

E) a hipertensão arterial é um fator de risco para o AVC e que, associado às alterações degenerativas do sistema vascular de natureza aterosclerótica, ocasiona a isquemia ou a hemorragia cerebral.


QUESTÃO 32
ENADE 2010: Maria, enfermeira de hospital de grande porte, apoiada pela administração, entrou em contato com a coordenadora do curso de graduação em Enfermagem e propôs que se incentivassem os alunos a realizar os trabalhos de conclusão de curso envolvendo o centro cirúrgico do hospital referido, uma vez que os índices de infecção hospitalar eram crescentes. Diante desse caso, avalie as asserções a seguir.

A pesquisa pode se configurar em instrumento de gestão efetivo para subsidiar o planejamento, o monitoramento e a avaliação de processos e resultados de trabalho.

PORQUE

A pesquisa permite ao gestor o acesso a indicadores quantitativos suficientes à gestão do processo de trabalho dos profissionais.

Analisando a relação proposta entre as duas asserções, assinale a opção correta.

A) As duas asserções são proposições verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da primeira.

B) As duas asserções são proposições verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa correta da primeira.

C) A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda é uma proposição falsa.

D) A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda é uma proposição verdadeira.

E) As duas asserções são proposições falsas.


QUESTÃO 33
ENADE 2010: O gráfico a seguir apresenta evolução anual do número de centros de atenção psicossocial (CAPS) no Brasil Nº de CAPS

indagacao

Considerando a expansão da rede de serviços substitutivos no Brasil, conclui-se que

A) a expansão do número de CAPS foi importante para a reforma psiquiátrica, mas ainda há dificuldades nos fluxos de usuários entre atenção básica e atenção especializada.

B) o aumento do número de CAPS é importante para que as famílias sem condições de cuidar dos usuários com
transtornos mentais possam ter uma instituição responsável por eles.

C) os CAPS, como porta de entrada dos usuários com transtornos mentais para o sistema de saúde, devem atuar na lógica de reinserção social e cuidado interdisciplinar.

D) o aumento do número de CAPS no país é incoerente com os princípios da reforma psiquiátrica, que busca diminuir o número de instituições que cuidam das pessoas com transtornos mentais.

E) a inserção social dos usuários dos CAPS se dá no interior do próprio sistema de saúde, por meio de atividades educativas e lúdicas.


QUESTÃO 34
ENADE 2010: A Sra. AMB, com 72 anos de idade, viúva e aposentada, reside com um filho casado, a nora e dois netos adolescentes. Deambula com dificuldade devido a artrose nos joelhos e recusa uso de meio compensatório (bengala).

Ela comparece sozinha ao Centro de Saúde da Família (CSF) para as consultas e outros procedimentos necessários à manutenção de sua saúde. Tem limitação cognitiva e visual para entender as condutas terapêuticas prescritas. À estrutura física da residência potencializa o risco de quedas e outros acidentes.

Considerando que o art 3.º, inciso |, da Lei n.º 8842/1994, determina que “a família, a sociedade e o estado têm o dever de assegurar ao idoso todos os direitos da cidadania, garantindo sua participação na comunidade, defendendo sua dignidade, bem-estar e o direito à vida”, avalie as afirmativas abaixo.

I. A Sra. AMB apresenta risco potencial de quedas em decorrência da limitação física e visual, agravado pelas barreiras arquitetônicas e por se deslocar sem acompanhante e sem bengala.

II. Para a promoção da saúde e do bem-estar da Sra. AMB, o enfermeiro deve orientar a família acerca da aquisição de cadeiras de rodas e de dispositivos auditivos, além de evitar deslocamentos fora de sua residência.

III. A Equipe de Saúde da Família do CSF deve solicitar o acompanhamento de familiares para a Sra. AMB quando do deslocamento fora do domicílio, principalmente durante seu tratamento no CSF.

IV. Na visita domiciliária, o enfermeiro deve capacitar a família da Sra. AMB para a promoção da segurança no domicílio, tendo em vista os fatores ambientais favoráveis à ocorrência de quedas e de outros acidentes.

V. Para a promoção da segurança ambiental e atendimento adequado e seguro, a Sra. AMB deve residir em instituição asilar.

É correto apenas o que se afirma em

A) I, II e V.
B) I, III e IV.
C) I, III e V.
D) II, III e IV.
E) II, IV e V.


QUESTÃO 35
ENADE 2010: O processo de acreditação hospitalar propõe a participação voluntária das instituições envolvidas com a saúde, estimulando-as a procurar a melhoria continua da qualidade da assistência prestada. O enfermeiro, ao administrar os serviços de saúde, deve ter a clareza e a compreensão do significado das organizações, refletindo acerca da sua prática, na busca da excelência do atendimento a ser prestado ao cliente.

PORQUE

A organização de saúde que detém o status de "Acreditado” demonstra credibilidade perante seus usuários e a comunidade em geral, já que a acreditação hospitalar é um método de avaliação de todos os recursos disponíveis da organização de saúde. É um processo voluntário, periódico e reservado, que tem por objetivo garantir a qualidade da assistência por meio de padrões definidos.

Analisando a relação proposta entre as duas asserções acima, assinale a opção correta.

A) As duas asserções são proposições verdadeiras, e a segunda é uma justificativa correta da primeira.

B) As duas asserções são proposições verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa correta da primeira.

C) A primeira asserção é uma proposição verdadeira, e a segunda é uma proposição falsa.

D) A primeira asserção é uma proposição falsa, e a segunda é uma proposição verdadeira.

E) As duas asserções são proposições falsas.


QUESTÃO 36
ENADE 2010: O gráfico a seguir apresenta o histórico da quantidade de leitos psiquiátricos/SUS em Pernambuco, no período de 1991 a junho de 2009.

indagacao

O período que vai da independência do país ao começo do século XX é conhecido como a primeira etapa da psiquiatria asilar do Brasil, marcada, de início, pela ocupação de enfermarias das Santas Casas pelos doentes mentais. (...) Assim como aconteceu nos outros hospícios, o Hospital da Tamarineira [em Pernambuco] (...) em pouco tempo excedeu sua capacidade de internos numa clara demonstração de falta de eficácia dos métodos de tratamento utilizados. Num cenário de mudanças políticas, a partir dos anos 30, foi iniciada a redução do número de internos.
FAGUNDES, V.L. D. BASTOS, O., VASCONCELOS, M. ... elimafilho.O L
de A Atenção à Saúde Mental em Pernambuco: Perspectiva Histónics e Atua
 Neurobiologia. 73 (1) jn mar. 2010 (com adaptações).

Considerando as informações apresentadas e a operacionalização da Política Nacional de Saúde Mental, conclui-se que

A) a redução do número de leitos psiquiátricos ocorreu porque só era possível ofertar uma assistência de qualidade ao usuário caso fosse emitida autorização de internamento hospitalar (AIH).

B) a redução do número de leitos psiquiátricos no Brasil é, atualmente, um grande problema que dificulta o atendimento aos usuários de acordo com os princípios da Reforma Psiquiátrica.

C) o internamento psiquiátrico involuntário deve ser realizado como uma forma de assegurar ao usuário com transtorno mental o tratamento adequado, já que ele não pode tomar decisões.

D) a criação de uma rede substitutiva de serviços de saúde mental acompanhou a desinstitucionalização dos pacientes com transtornos mentais no Brasil.

E) a redução de leitos psiquiátricos foi considerada positiva pela sociedade, porque foi acompanhada da expansão de vagas para pacientes portadores de patologias de maior gravidade no Brasil.


QUESTÃO 37
ENADE 2010: Carolina, adolescente de 15 anos de idade, preocupada com atraso menstrual de sete dias, buscou atendimento em uma unidade de saúde. Na consulta de enfermagem, relatou atividade sexual nos dois últimos meses, com dois parceiros, sem uso de preservativo e de anticoncepcional.

A conduta adequada do enfermeiro frente a essa situação é

A) orientar Carolina para observar os sinais de gravidez, os sinais e sintomas de doenças sexualmente transmissíveis e agendar consulta pré-natal.

B) encaminhar Carolina para exame laboratorial de gravidez, orientar acerca dos sinais e sintomas de doenças sexualmente transmissíveis e agendar consulta pré-natal.

C) registar a queixa de Carolina no prontuário, encaminhar para consulta pré-natal e grupo de gestantes adolescentes na unidade de saúde.

D) investigar sinais de gravidez no exame físico, encaminhar Carolina para a realização de exame laboratorial para gravidez e orientar a respeito dos riscos de contaminação de doenças sexualmente transmissíveis.

E) realizar exame físico em Carolina para investigar os sinais gravídicos, orientar a respeito dos riscos de doenças sexualmente transmissíveis e agendar consulta pré-natal.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.