Prova PUC-RS 2018 (Verão) com Gabarito

puc-rs-indagacao
Prova PUC-RS 2018 (Verão) com Gabarito
(Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul)

Sumário da Prova:
Parte I
- História e Geografia (01 - 20)
- Língua Portuguesa e Literatura (21 - 40)

Parte II
Matemática e Física (01 - 20)
Química e Biologia (21 - 40)
- Inglês (41 - 50)
- Espanhol (41 - 50)

HISTÓRIA E GEOGRAFIA

QUESTÃO 01
(PUC-RS) O processo de colonização e emigração de populações gregas das cidades-estados para as colônias no Mediterrâneo estabeleceu novas relações políticosociais e ocasionou grandes transformações econômicas, tais como o desenvolvimento da construção naval e o crescimento da produção de manufaturas e do comércio marítimo. Em decorrência dessas mudanças na sociedade grega, os armadores, os comerciantes e os artesãos ganharam importância social.

O processo de colonização e de formação de novas cidades-estados gregas ocorreu no período

A) Clássico.
B) Arcaico.
C) Helenístico.
D) Micênico.

Resposta.

QUESTÃO 02
(PUC-RS) Com relação às regiões do Império Romano assinaladas no mapa, considere as afirmativas a seguir.
(PUC-RS) Com relação às regiões do Império Romano assinaladas no mapa

I. A região 1 era a que apresentava a maior concentração populacional durante a pax romana, período marcado pela edificação de obras monumentais nas cidades.

II. A região 2 era dominada pelos pastores e agricultores que constituíam os povos germanos, sendo ainda hoje uma área de planície agricultável integrada, desde 1992, pelo sistema Reno-Meno-Danúbio, que liga o Mar Negro ao Mar do Norte.

III. A região 3, de clima mediterrâneo, corresponde ao Magreb – que se estende da atual Líbia, a oeste, ao Egito, a leste – e se caracterizou pela produção de cereais, especialmente trigo, durante o Império Romano, sendo que hoje se caracteriza pelo cultivo de videiras e oliveiras.

IV. As regiões 1 e 3, por apresentarem grande diversidade climática e de solo, favoreceram, durante os séculos I e II dC, a obtenção de diversos insumos, como metais e tecidos, que circulavam pelo Império Romano por meio do comércio marítimo e terrestre.

Estão corretas apenas as afirmativas

A) I e III.
B) II e IV.
C) I, II e IV.
D) II, III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 03
(PUC-RS) Por trás do ressurgimento da indústria e do comércio, que se verificou entre os séculos XI e XIII, achava-se um fato de importância econômica fundamental: a imensa ampliação das terras aráveis por toda a Europa e a aplicação de métodos mais adequados de cultivo.
(LEWIS, Munford, A Cidade na História. Ed.
Itatiaia Limitada, Belo Horizonte, 1965, vol I, p.336).

Com base no texto, é correto afirmar que

A) a Alta Idade Média caracterizou-se pela reorganização espacial das áreas rurais, aumentando significativamente a produção de grãos para abastecer a emergente população urbana.

B) o contexto descrito foi também decorrência da abertura dos portos europeus no mar Mediterrâneo, que ampliou o comércio e favoreceu a criação de novos núcleos urbanos.

C) as condições climáticas mais severas na porção oeste do continente europeu contribuíram, nesse período, para a introdução de um sistema de uso intensivo do solo.

D) a presença de uma atividade industrial organizada, associada à queda da produção de têxteis e ao desenvolvimento comercial, favoreceu a redução das áreas de florestas na região.

Resposta.

QUESTÃO 04
(PUC-RS) A respeito do Renascimento Comercial e Urbano na Europa dos séculos XII e XIII, considere as afirmações a seguir.

I. As cidades situavam-se no cruzamento de rotas comerciais ou à beira de rios, eram cercadas por muralhas, e o crescimento populacional provocava a ocupação de terrenos extramuros.

II. O processo de expansão urbana estava ligado ao crescimento da produção agrícola e ao fortalecimento de rotas comerciais terrestres entre as cidades portuárias italianas, as feiras francesas e as cidades da região de Flandres.

III. “O ar das cidades torna os homens livres” era um ditado do período, referindo-se ao costume de considerar livre o servo que trabalhasse por determinado período de tempo no burgo.

IV. A autonomia administrativa e jurídica das cidades era conquistada através do pagamento de franquias aos senhores feudais ou da compra de cartas de privilégios.

Estão corretas as afirmativas

A) I e II, apenas.
B) III e IV, apenas.
C) I, II e III apenas.
D) I, II, III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 05
(PUC-RS) A cidade, na época do Renascimento, é um ser de razão. Não é só vivida como também é pensada. (...) A cidade não deve ser apenas prática. É conveniente que seja também bela.
(DELUMEAU, Jean. A Civilização do Renascimento.
Lisboa: Editorial Estampa, 1994, p. 258-261).

Com base na citação acima, que aponta para o novo contexto político, social, econômico e cultural da Europa nos séculos XVI e XVII, analise as afirmativas a seguir, preenchendo os parênteses com V (verdadeiro) ou F (falso).

( ) Os arquitetos projetaram tanto a forma urbana, a partir de formas geométricas belas ideais, quanto construíram, para a comodidade dos habitantes, os palácios, as praças, as fontes e os monumentos.

( ) A centralização do Estado e a ampliação da máquina burocrática para a administração dos negócios públicos, o comércio, a aplicação da justiça e a cobrança dos impostos exigiram que a nobreza se abrisse para o exercício de novas profissões.

( ) Foram criadas editoras, academias e bibliotecas, que permitiram a expansão da cultura letrada e a circulação de novas ideias nas principais cidades europeias.

( ) A laicização da cultura urbana provocou o abandono de práticas religiosas na vida cotidiana e a perda de importância da Igreja Católica na política.

O correto preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

A) V – F – V – F
B) V – V – F – F
C) F – F – V – V
D) F – V – F – V

Resposta.

QUESTÃO 06
(PUC-RS) As transformações desencadeadas pela Revolução Industrial Inglesa foram muito mais sociais que técnicas, tendo em vista que é nessa fase que se aprofundam as diferenças entre ricos e pobres.
(HOBSBAWM, Eric J. Da Revolução Industrial Inglesa ao Imperialismo.
Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1979).

Sobre o impacto social da industrialização nas relações entre campo e cidade na Inglaterra, considere as afirmativas a seguir.

I. O desenvolvimento agrícola e o cercamento dos campos para a criação de ovelhas expulsaram um número crescente de trabalhadores do campo para as cidades, constituindo um exército de mão de obra barata de reserva para a indústria.

II. A industrialização encontrou as melhores condições para florescer em Londres, a maior cidade do reino, onde a monarquia, aliada à burguesia, abriu mão de impostos sobre a terra para favorecer o crescimento econômico.

III. A indústria desencadeou a exploração extensiva e intensiva de recursos naturais, causando a poluição do ar e da água, com consequências graves, sobretudo, para a qualidade de vida das populações mais pobres.

IV. O aumento da população urbana provocou uma crise de moradia, com o encarecimento dos aluguéis e a ocupação de lugares insalubres, o que tornou ainda mais precárias as condições de vida da classe operária.

Estão corretas apenas as afirmativas

A) I e II.
B) II e III.
C) I, II e IV.
D) I, III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 07
(PUC-RS) Observe o mapa e analise as afirmativas referentes à região indicada.
(PUC-RS) Observe o mapa e analise as afirmativas referentes à região indicada
Todas as afirmativas abaixo apresentam informações corretas sobre esta região, EXCETO:

A) Corresponde à região de Xinjiang, localizada na antiga Rota da Seda, onde, através de caravanas, se estabeleceu uma rede comercial entre a Ásia e a Europa, criando bases comerciais que contribuíram para a constituição da Idade Moderna.

B) É uma Região Autônoma da China e seus habitantes são os uigures, muçulmanos sunitas alvos de perseguições pelos chineses de etnia Han, que estão adentrando nesta área, estimulados pela política de migrações internas do governo como forma de diluir o domínio da etnia uigur.

C) É uma região rica em minerais e petróleo, mas com baixa densidade demográfica, uma vez que parte do território apresenta um clima desértico, relacionado, entre outros fatores, à cadeia do Himalaia e ao regime de monções no Índico.

D) Fora da nova Rota da Seda, esta região visa ampliar as redes de comércio ao interligar 66 países de três continentes, especialmente o europeu, fortalecendo o comércio China-Europa-Leste da África por meio da construção de oleodutos e gasodutos.

Resposta.

QUESTÃO 08
(PUC-RS) Considerando que os furacões são eventos climáticos que devastam a paisagem de áreas urbanas e rurais, analise as sentenças a seguir, preenchendo os parênteses com V (verdadeiro) ou F (falso).

( ) Furacões como Harvey e Irma, que atingiram a costa sudeste dos EUA destruindo prédios e arrancando árvores, são eventos característicos do final do verão do Hemisfério Norte, pois é nas baixas latitudes que estes se formam e ganham força enquanto se deslocam sobre o oceano.

( ) A ascensão de grandes volumes de vapor d’água é resultado da elevada temperatura dos oceanos, que forma, na porção central da estrutura, um centro de baixa pressão, alterando significativamente o nível do mar nas linhas de costa afetadas.

( ) Os tornados, assim como os furacões, ocorrem no final do verão, porém em áreas continentais, onde a influência do evento El Niño é mais significativa.

( ) A costa brasileira tem reduzida probabilidade de sofrer a ação dos ciclones tropicais, em virtude da relação entre massa continental e águas oceânicas, que dificulta a elevação da temperatura das águas superficiais.

O correto preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

A) V – V – F – V
B) V – F – V – F
C) F – F – V – V
D) F – V – F – F

Resposta.

QUESTÃO 09
(PUC-RS) O gráfico a seguir apresenta uma estimativa da população urbana e rural no mundo, no período 1950-2050.
População urbana e rural no mundo 1950-2050
Considerando os dados e o contexto a eles relacionado, NÃO é correto afirmar o que segue.

A) O aumento da população urbana a partir dos anos 70 do século XX favoreceu, nas décadas seguintes, o surgimento das grandes cidades e das megacidades, como, por exemplo, a Cidade do México, Buenos Aires e Pequim.

B) Embora a redução da população rural em relação à urbana tenha se efetivado no período entre 2000 e 2010, a urbanização se intensificou a partir da década de 60 do século XX.

C) Hoje mais de 50% da população mundial vive em áreas urbanas, o que contribuiu para a redução das pressões socioeconômicas nas áreas rurais e a qualificação dos serviços de atendimento básico, em especial de saúde.

D) As próximas áreas urbanas a atingirem a condição de megacidades no período entre 2020 e 2030 provavelmente estarão localizadas no continente asiático, que hoje já concentra o maior número de megacidades do mundo.

Resposta.

QUESTÃO 10
(PUC-RS) Ampliando-se o público, ampliaram-se os jornais e as revistas em circulação. Fundaram-se associações artísticas e musicais em várias cidades. Aumentou a sociabilidade. Atenuou-se a disciplina rígida do patriarcalismo que segregava no lar a mulher de classe média e alta. A crescente diversificação ocupacional nos grandes centros urbanos tornou mais complexa a estrutura social.
(VIOTTI DA COSTA, Emília. Da monarquia à República.
Momentos decisivos. São Paulo: Grijaldo, 1977).

Considerando o texto acima, é correto afirmar que, no contexto do final do século XIX, na região sudeste do Brasil, a urbanização estava associada às mudanças econômicas e sociais de uma/do _________ para uma/a _________, baseada na mão de obra _________.

A) economia agrícola de exportação do café – economia industrial – livre

B) economia agrícola de subsistência – economia comercial da cana de açúcar e do algodão – escrava

C) economia agrícola comercial diversificada – economia agrícola de exportação do café – escrava

D) extrativismo mineral – agricultura de subsistência – livre imigrante

Resposta.

QUESTÃO 11
(PUC-RS) Um fluxo intenso de mudanças, atingindo todos os níveis da experiência social, transformou o cotidiano das populações urbanas do ocidente, marcado pelo desenvolvimento e uso da eletricidade, do petróleo, da siderurgia e pelos avanços dos transportes, das comunicações e da medicina. No ritmo dessas mudanças, surgiram os grandes complexos industriais e as metrópoles modernas, nas quais se observa uma nova temporalidade, marcada pelo ritmo de produção das máquinas, pela racionalização dos usos do tempo, com a implantação de relógios em espaços públicos.
(SEVCENKO, Nicolau. Introdução. In: NOVAIS, Fernando (org.).
História da Vida Privada no Brasil. Vol.III. São Paulo: Cia. das Letras, 1998). Adaptado.

O contexto internacional da Revolução TécnicoCientífica ao qual o texto se refere está relacionado à mudança institucional e à recomposição social e política da sociedade brasileira no período

A) da Proclamação da República.
B) da Pós-Revolução de 1930.
C) do Golpe do Estado Novo.
D) do Golpe Civil-Militar de 1968.

Resposta.

QUESTÃO 12
(PUC-RS) Considere as afirmações a respeito do crescimento da população urbana e da modernização da sociedade brasileira nos anos 1950, que provocou importantes mudanças sociais e na cultura urbana, com a criação de novos meios de comunicação e a formação de uma cultura de massa.

I. O rádio atingiu seu apogeu com o radiojornalismo e com programas de humor, de auditório, de radionovelas e de música popular, que consagraram as “rainhas do rádio”.

II. Os festivais da canção disseminaram no Brasil, por meio da televisão, novos gêneros musicais internacionais.

III. Os primeiros canais de televisão foram criados, porém só atendiam as principais capitais, e os anunciantes preferiam investir no rádio e na imprensa.

IV. As revistas ilustradas melhoraram seus parques gráficos, ampliando o uso da fotografia em fotorreportagens sobre a modernização do País e na publicidade de eletrodomésticos.

Estão corretas apenas as afirmativas

A) I e II.
B) III e IV.
C) I, II e III.
D) I, III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 13
(PUC-RS) Analise o gráfico relacionando-o com o texto a seguir.
Brasil evolução da população urbana

Entre 1940 e 1960, no espaço de apenas duas décadas, a população brasileira aumentou cerca de 70%, saltando de 41 para 70 milhões de habitantes. A composição da população sofreu grandes mudanças. Se no início da década de 40 a população urbana era de 31% do total, nos anos 60 ela chega aos 45% e ultrapassa a população rural ao longo dessa década (IBGE, 2000).

Todos os fatores apresentados a seguir contribuíram para o deslocamento da população brasileira do espaço rural para o urbano, EXCETO:

A) A expectativa de melhores condições de emprego, educação e saúde nas cidades em relação ao campo.

B) A expansão do mercado de trabalho urbano em decorrência da instalação de novas indústrias e o crescimento das atividades do setor terciário.

C) A interrupção das políticas de reorganização do espaço rural criadas pelo INCRA no governo João Goulart para fixar o homem no campo.

D) A expansão da burocracia estatal, com a criação de novos órgãos, bem como do setor público de serviços, gerando novos empregos com perspectiva de estabilidade profissional.

Resposta.

QUESTÃO 14
(PUC-RS) Responda à questão a partir da interpretação da letra da canção Despejo na Favela, de Adoniran Barbosa.

Quando o oficial de justiça chegou
Lá na favela
E, contra seu desejo
Entregou pra seu Narciso
Um aviso, uma ordem de despejo
Assinada, seu doutor
Assim dizia a ‘pedição’
“Dentro de dez dias
Quero a favela vazia
E os barracos todos no chão”
É uma ordem superior
Ô, ô, ô, ô, ô!, meu senhor! (...)
Não tem nada não
Amanhã mesmo vou deixar meu barracão
Não tem nada não, seu doutor
Vou sair daqui
Pra não ouvir o ronco do trator
Pra mim não tem ‘probrema’
Em qualquer canto eu me arrumo
De qualquer jeito eu me ajeito
Depois, o que eu tenho é tão pouco
Minha mudança é tão pequena
Que cabe no bolso de trás
Mas essa gente aí, hein?
Como é que faz? (...)
Adaptado de Adoniran Barbosa. Despejo na Favela. (1969)

O processo de mudança social no espaço urbano descrito na letra da canção pode ser associado ao contexto dos anos 60 e 70, que se caracterizou pela

I. migração do nordeste para o sudeste e pela autoconstrução de casas em áreas periféricas das grandes cidades.

II. resistência das classes populares às tentativas de modernização habitacional, com a implantação de equipamentos urbanos adequados à melhoria de sua qualidade de vida.

III. segregação residencial no espaço urbano, com expulsão das classes populares de áreas centrais e sua realocação em áreas distantes do centro da cidade.

IV. produção de vazios urbanos para a valorização dos terrenos centrais pelo mercado imobiliário, impedindo que a população de baixa renda tivesse acesso à moradia digna.

Estão corretas apenas as afirmativas

A) I e II.
B) I e III.
C) II e IV.
D) III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 15
(PUC-RS) Encravada ao lado do Morumbi, um dos bairros mais nobres de São Paulo, na zona sul, Paraisópolis é a segunda maior favela da capital paulista em termos habitacionais (tem cerca de 100.000 habitantes) e certamente a mais famosa do Estado – mesmo antes de estar diariamente na televisão dos brasileiros, com a novela “I Love Paraisópolis” (TV Globo), em 2015. Vizinha de mansões e prédios de luxo do Morumbi e um dos símbolos da desigualdade da cidade, sempre foi valorizada, sobretudo, pela proximidade com áreas como a Berrini e a Juscelino Kubitschek, onde multinacionais têm sede. Embora especialistas não sejam unânimes em apontar para a gentrificação da região, ouve-se pelas ruas uma queixa frequente: ficou mais caro morar por lá. Agora, seus moradores pretendem aproveitar o efeito novela para reivindicar que as melhorias no bairro alcancem o ritmo do aumento do custo de vida.
Fonte: Jornal El País, Espanha. Site: https://brasil.elpais.com/brasil/2015/06/01/politica/1433185554_574794.html

Considerando o texto, é correto afirmar que o aprofundamento da desigualdade de condições de vida e moradia nas cidades brasileiras na segunda metade do século XX e no início do século XXI foi marcado

A) pela inexistência de políticas públicas para a construção e melhoria de moradias populares.
B) por migrações inter-regionais decorrentes da estagnação da industrialização no sudeste.
C) pelo elevado preço do solo urbano e pela precarização do trabalho formal nas grandes capitais.
D) pelas elevadas taxas de crescimento vegetativo da população e também pela imigração recente.

Resposta.

QUESTÃO 16
(PUC-RS) A violência urbana atinge milhares de pessoas em muitos países do mundo. A cidade tem sido palco desse fenômeno de maneira indistinta. Podemos mencionar a cidade de Porto Alegre (RS), que tem mostrado índices muito elevados de insegurança social, demandando, inclusive, a intervenção da Força Nacional de Segurança.

Nesse contexto, analise as afirmativas a seguir.

I. A pobreza é a causa da violência urbana. Esse fato se concretiza em países com IDH baixo como Paraguai e Nicarágua, por exemplo, que apresentam índices maiores de insegurança nas cidades quando comparados aos índices do Brasil.

II. Os EUA apresentam índices de violência mais baixos do que a média dos países considerados desenvolvidos, mesmo mantendo uma cultura armamentista.

III. Dentro de um país, qualquer que seja, a violência atinge os diferentes segmentos da sociedade de forma desigual. No Brasil, por exemplo, atinge mais os jovens de 15 a 24 anos.

IV. O índice de violência varia de cidade para cidade. Porto Alegre, uma metrópole regional, tem índices de violência superiores aos de São Paulo, uma metrópole nacional.

Estão corretas apenas as afirmativas

A) I e II.
B) III e IV.
C) I, II e III.
D) II, III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 17
(PUC-RS) A produção agrícola brasileira mais uma vez apresentou uma supersafra de soja. Nesse sentido, analise as afirmativas a seguir.

I. A produção de soja brasileira está vinculada à demanda do mercado externo, de modo a contribuir para o equilíbrio da balança comercial do País.

II. As áreas rurais voltadas ao plantio deste grão podem extrapolar características climáticas específicas de cultivo, pois as sementes são resultado de avanços tecnológicos que minimizam as condições naturais.

III. Considerando as características da alimentação da população urbana do País, há um desencontro entre a produção de soja e trigo e a demanda do mercado interno.

IV. Ainda que economicamente esse produto agrícola gere grandes dividendos, em relação à DIT (Divisão Internacional do Trabalho) não proporciona significativa geração de emprego para o trabalhador rural.

Estão corretas as afirmativas

A) I e II, apenas.
B) II e III, apenas.
C) I, III e IV, apenas.
D) I, II, III e IV.

Resposta.

QUESTÃO 18
(PUC-RS) Na organização do espaço rural e urbano do Brasil, são evidenciados pontos críticos de tensão social, política e ambiental. Esse contexto, difícil de ser solucionado, tem origem, entre outros fatores, na(s)

A) ocupações de áreas irregulares nas grandes cidades brasileiras.

B) produção agrária insuficiente para o abastecimento alimentar da população brasileira.

C) inexistência de unidades de conservação e de políticas ambientais nas cidades brasileiras.

D) estrutura fundiária com predominância de propriedades rurais com grandes dimensões.

Resposta.

QUESTÃO 19
(PUC-RS) Nas sociedades de consumo, interligadas pelo meio técnico-científico globalizado, a necessidade de obtenção de matérias-primas é uma constante, comprometendo muitas vezes a conservação das condições de natureza e da cultura dos povos originários. Nesse contexto, as empresas de mineração têm se destacado negativamente, afetando comunidades e ambiente.

Considerando o texto, relacione a coluna 1 (Minério e sua localização) à coluna 2 (Comprometimento socioambiental).

Coluna 1
1. Exploração de ferro / MG
2. Exploração de bauxita / PA
3. Exploração de ouro / AP
4. Exploração de nióbio / RR

Coluna 2
( ) Cursos d’água contaminados com mercúrio em áreas de reserva
( ) Desmatamento de áreas de comunidades quilombolas
( ) Degradação de recifes de corais em Abrolhos
( ) Favelização dos indígenas da Reserva Raposa do Sol

O correto preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

A) 1 – 3 – 2 – 4
B) 2 – 1 – 4 – 3
C) 3 – 2 – 1 – 4
D) 3 – 4 – 1 – 2

Resposta.

QUESTÃO 20
(PUC-RS) A tabela e a charge a seguir identificam um problema ainda encontrado no território brasileiro: o trabalho infantil.
Número total de crianças e adolescentes ocupados
Charge Trabalho Infantil
De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) realizada em 2015 (IBGE), houve uma redução de 659 mil crianças e adolescentes ocupados em relação ao ano de 2014, no grupo etário de 10 a 17 anos. No entanto, houve um aumento de 8,5 mil crianças de 5 a 9 anos ocupadas.

Nesse contexto, analise as afirmativas a seguir:

I. As regiões Norte e Centro Oeste do Brasil apresentam percentuais menores, pois, como essas regiões se constituem em fronteiras agrícolas do País, apresentam baixa densidade demográfica.

II. Os indicadores demonstram que, independentemente da região do País, o uso da mão de obra infantil está regulamentado, pois é essencial para compor a renda familiar.

III. A charge retrata a naturalização do trabalho infantil, especialmente nas camadas sociais de baixa renda, que precisam complementar a renda familiar.

Está/Estão correta(s) apenas a(s) afirmativa(s)

A) I.
B) III.
C) I e II.
D) II e III.

Resposta.

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA

INSTRUÇÃO: Responder às questões 21 a 23 com base no texto 1.

TEXTO 1

Nunca antes os homens possuíram tamanha mobilidade geográfica, o que faz com que os sentimentos comunitários percam centralidade. (...) Dormir num país e acordar em outro não implica apenas uma espécie de aceleração do tempo, mas também uma possível transformação da identidade do migrante, que, longe de casa, deixa de enxergar no outro o reconhecimento de si.
(...)
O que quer dizer que o espaço, hoje mais do que nunca, é constitutivo da personagem, seja ela nômade ou não. Só convém lembrar que personagens efetivamente fixas na sua comunidade estão quase ausentes da narrativa brasileira contemporânea (era muito mais fácil encontrá-las nos romances regionalistas). Afinal, o país se urbanizou em um período muito curto – o censo de 1960 registrava 45% de brasileiros vivendo em cidades, número que chegaria a 56% em 1970 e a 81% em 2000 – e a literatura acompanhou a migração para as grandes cidades, representando de modo menos ou mais direto as dificuldades de adaptação, a perda dos referenciais e os problemas novos que foram surgindo com a desterritorialização. Assim, o espaço da narrativa brasileira atual é essencialmente urbano ou, melhor, é a grande cidade, deixando para trás tanto o mundo rural quanto os vilarejos interioranos.

A cidade é um símbolo da sociabilidade humana, lugar de encontro e de vida em comum – e, neste sentido, seu modelo é a polis grega. Mas é também um símbolo da diversidade humana, em que convivem massas de pessoas que não se conhecem, não se reconhecem ou mesmo se hostilizam; e aqui o modelo não é mais a cidade grega, e sim Babel. Mais até do que a primeira, esta segunda imagem, a da desarmonia e da confusão, é responsável pelo fascínio que as cidades exercem, como locais em que se abrem todas as possibilidades.
Adaptado de: DALCASTAGNÈ, Regina. Sombras da cidade: o espaço na narrativa brasileira contemporânea. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Brasília, v. 21, p. 33-53, 2003. Disponível em: <http://seer.bce.unb.br/index.php/estudos/article/viewFile/2200/1757>.

QUESTÃO 21
(PUC-RS) Considere as afirmativas sobre o conteúdo do texto 1 e assinale a alternativa correta.

A) A ausência de sentimentos comunitários é uma característica do mundo contemporâneo.

B) A perda de identidade está para a migração assim como a sociabilidade está para a “polis grega”.

C) O espaço é constitutivo das personagens fixas, que estão ausentes da narrativa brasileira contemporânea.

D) O espaço urbano como centro da narrativa brasileira atual descaracterizou os romances regionalistas.

Resposta.

QUESTÃO 22
(PUC-RS) Ao examinar a produção literária atual, com suas especificidades e tendências, a autora do texto 1 se fundamenta em

A) depoimentos de especialistas e de leitores.
B) exemplos de textos literários inusitados.
C) dados da realidade e da literatura.
D) normas e dados estatísticos.

Resposta.

QUESTÃO 23
(PUC-RS) A cidade contemporânea, que a autora do texto 1 caracteriza como espaço de desarmonia, de multiplicidade,

A) difere da visão idealizada da realidade presente na prosa romântica.

B) ratifica as dicotomias entre campo e cidade da prosa regionalista.

C) associa-se à ideia modernista de poetizar o progresso.

D) desfigura a problematização das questões sociais.

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder às questões 24 e 25 com base no texto 2.

TEXTO 2

Por volta de 1914, Galib inaugurou o restaurante Biblos no térreo da casa. O almoço era servido às onze, comida simples, mas com sabor raro. Ele mesmo, o viúvo Galib, cozinhava, ajudava a servir e cultivava a horta, cobrindo-a com um véu de tule para evitar o sol abrasador. No Mercado Municipal, escolhia uma pescada, um tucunaré ou um matrinxã, recheava-o com farofa e azeitonas, assava-o no forno de lenha e servia-o com molho de gergelim. Entrava na sala do restaurante com a bandeja equilibrada na palma da mão esquerda; a outra mão enlaçava a cintura de sua filha Zana. Iam de mesa em mesa e Zana oferecia guaraná, água gasosa, vinho. O pai conversava em português com os clientes do restaurante: mascateiros, comandantes de embarcação, regatões, trabalhadores do Manaus Harbour. Desde a inauguração, o Biblos foi um ponto de encontro de imigrantes libaneses, sírios e judeus marroquinos que moravam na praça Nossa Senhora dos Remédios e nos quarteirões que a rodeavam. Falavam português misturado com árabe, francês e espanhol, e dessa algaravia surgiam histórias que se cruzavam, vidas em trânsito, um vaivém de vozes que contavam um pouco de tudo: um naufrágio, a febre negra num povoado do rio Purus, uma trapaça, um incesto, lembranças remotas e o mais recente: uma dor ainda viva, uma paixão ainda acesa, a perda coberta de luto, a esperança de que os caloteiros saldassem as dívidas. Comiam, bebiam, fumavam, e as vozes prolongavam o ritual, adiando a sesta.
Adaptado de: HATOUM, Milton. Dois irmãos.
São Paulo: Companhia das Letras, São Paulo, 2006.

QUESTÃO 24
(PUC-RS) Assinale a alternativa correta sobre o emprego dos tempos verbais no texto 2.

A) “Ser” e “estar” são intercambiáveis, o que permite substituir “era” (linha 02) por “estava” sem que se gerem problemas de coesão e coerência no texto.

B) As formas verbais “cobrindo-a” (linha 05) e “adiando” (linha 30) relacionam-se no texto a um marco temporal futuro, respectivamente, “um véu de tule” (linha 05) e “a sesta” (linha 30).

C) As formas verbais compreendidas entre as linhas 09 e 16 indicam ações concluídas simultâneas no passado.

D) “Foi” (linha 17) indica um fato progressivo em relação ao marco temporal “Desde a inauguração” (linhas 16 e 17).

Resposta.

QUESTÃO 25
(PUC-RS) Preencha as lacunas da citação abaixo, em que um crítico, ao analisar o romance Dois irmãos, apresenta aspectos possíveis de serem identificados no excerto literário selecionado.

“A ênfase _________ do romance proporciona um conjunto de imagens orientais que, embora não se prendam ao aspecto da materialidade direta, se coadunam e se colam a imagens inerentes a múltiplas _________. São conjuntos imagéticos que desenham uma espécie de mosaico _________ capaz de surpreender não somente a condição diaspórica dos povos oriundos do Oriente Médio, radicados em Manaus (...), mas a trajetória humana em busca da sobrevivência.”
Adaptado de: ASSIS, Rodirlei Silva Dois irmãos ou um ‘eu’ dividido. Revista Alĕre.
Tangará da Serra, v. 6, p. 151-172, 2012. Disponível em: https://periodicos.unemat.br/index.php/alere/article/view/511/441

A) memorialística – nacionalidades – identitário
B) intimista – semelhanças – racista
C) social – identidades – irregular
D) impressionista – etnias – surreal

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder às questões 26 e 27 com base no texto 3.

TEXTO 3

Da Minha Aldeia

Da minha aldeia vejo o quanto da terra se pode ver
                  [do Universo...
Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra
                  [qualquer
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não do tamanho da minha altura...

Nas cidades a vida é mais pequena
Que aqui da minha casa no cimo deste outeiro.
Na cidade as grandes casas fecham a vista a chave,
Escondem o horizonte, empurram o nosso olhar para
                  [longe de todo o céu,
Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que os
                  [nossos olhos nos podem dar,
E tornam-nos pobres porque a nossa única riqueza
                  [é ver.
Alberto Caeiro/PESSOA, Fernando. O Guardador de Rebanhos,
In: Poemas de Alberto Caeiro. Lisboa: Ática. 1946.

QUESTÃO 26
(PUC-RS) Assinale a alternativa INCORRETA a respeito do emprego de elementos coesivos no texto 3.

A) As duas ocorrências de “da” (linha 01) indicam a posição do eu lírico em relação ao que vê.

B) O nexo que inicia o verso da linha 06 estabelece uma relação de oposição com uma ideia implícita.

C) O “que” nas linhas 05 e 12 tem valor equivalente nas duas ocorrências.

D) O “porque” nas linhas 12 e 14 poderia ser substituído por “conquanto” sem prejuízo ao sentido dos versos e do poema.

Resposta.

QUESTÃO 27
(PUC-RS) Os sentidos sugeridos pelo poema se fundamentam em torno do campo semântico relacionado ao verbo “ver” – “vista”, “olhar”, “olhos” –, que

A) banaliza a experiência de ver o mundo.
B) enaltece a riqueza das paisagens urbanas.
C) orienta a oposição entre aldeia e cidade.
D) cria o paradoxo: aldeia=restrito; cidade=amplo.

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder à questão 28 com base no texto 4.

TEXTO 4
quadrinhos

QUESTÃO 28
(PUC-RS) As conversas entre os dois meninos – personagens de Edgar Vasques – permitem inferir que

A) o “lixão” a que se refere o personagem no primeiro quadrinho é o mundo.

B) o substantivo “lixão” é utilizado em sentido conotativo no primeiro quadrinho.

C) a pergunta do segundo quadrinho, a partir do que se pode recuperar da fala do primeiro, poderia ser assim redigida: “Quem não viveria num lixão?”.

D) a pergunta do segundo quadrinho, pela associação grafovisual, é retórica.

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder à questão 29 com base nos textos 1, 2, 3 e 4.

QUESTÃO 29
(PUC-RS) Assinale a alternativa correta acerca da relação que se pode estabelecer entre os textos 1, 2, 3 e 4.

A) A oposição entre cidade e campo aparece nos textos 1, 2 e 3.

B) O texto 4 pode servir como exemplo para a “desterritorialização” descrita na linha 23 do texto 1.

C) O trecho compreendido entre as linhas 16 e 30 do texto 2 exemplifica o modelo de cidade identificado como “Babel” pelo texto 1.

D) As expressões, no texto 2, “um naufrágio” (linha 24), “a febre negra num povoado do rio Purus” (linhas 24 e 25), “uma trapaça” (linha 25) e “um incesto” (linha 25) podem ser entendidas como algumas das situações que levam os personagens do texto 4 a “viver num lixão”.

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder à questão 30 com base no texto 5.

TEXTO 5

O fato de milhões de pessoas deslumbrarem-se com a vida iluminada das cidades não costuma despertar em nós grandes inquietações. Sabemos que as cidades estão entre as mais belas construções da humanidade. Sair do meio rural rumo ao meio urbano parece ser o caminho natural da história do homem, assim como se espera que passemos da vida selvagem para a civilizada, do mundo da natureza para o da cultura. Mas por que, então, é tão comum moradores urbanos sonharem com uma casa no campo? Octavio Paz diz, na abertura do catálogo do Museo de Bellas Artes de Santiago do Chile, que “estamos condenados a buscar en nuestra tierra la otra tierra; en la otra, a la nuestra”*. Entre os artistas essa condenação se resolveria como liberdade criadora. E no caso da vida miúda do dia a dia, como essa busca se daria? Muitos estudos foram feitos sobre as carências que provocam a migração da área rural para os centros urbanos e sobre o fascínio que a cidade exerce ao responder às grandes necessidades humanas como trabalho, educação, saúde, cultura, lazer etc. Porém, pouco se interroga sobre o encantamento que o universo rural exerce sobre as populações urbanas, principalmente nos habitantes das grandes metrópoles.
* “estamos condenados a buscar em nossa terra a outra terra; na outra, a nossa”
Adaptado de: SILVA, Gislene. O imaginário rural do leitor urbano:
o sonho mítico da casa no campo. UFSC, Brasil.
Disponível em: https://bjr.sbpjor.org.br/bjr/article/view/200.

QUESTÃO 30
(PUC-RS) Assinale a alternativa correta sobre a composição e o conteúdo do texto 5.

A) Não nos causa inquietações a vida nas cidades porque sabemos que nelas estão as mais belas construções da humanidade.

B) “Sair do meio rural rumo ao meio urbano” (linhas 05 e 06) equivale, na história natural do homem, a passar “da vida selvagem para a civilizada” (linhas 07 e 08).

C) O argumento de autoridade (linhas 11 a 14) poderia servir como uma resposta para a pergunta feita nas linhas 09 a 11.

D) Os termos “fascínio” (linha 19) e “encantamento” (linha 23) são sinônimos e, no texto, são provocados pelo mesmo referente.

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder às questões 31 a 33 com base no texto 6.

TEXTO 6
XXXII

Como quisesse livre ser, deixando
As paragens natais, espaço em fora,
A ave, ao bafejo tépido da aurora,
Abriu as asas e partiu cantando.

Estranhos climas, longes céus, cortando
Nuvens e nuvens, percorreu: e, agora
Que morre o sol, suspende o voo, e chora,
E chora, a vida antiga recordando ...

E logo, o olhar volvendo compungido
Atrás, volta saudosa do carinho,
Do calor da primeira habitação...

Assim por largo tempo andei perdido:
– Ali! que alegria ver de novo o ninho,
Ver-te, e beijar-te a pequenina mão!
LAJOLO, Marisa. Os melhores poemas de Olavo Bilac.
São Paulo: Global Editora, 2015.

QUESTÃO 31
(PUC-RS) Sobre o poema de Olavo Bilac, é correto afirmar que

A) a ave sai voando ao longo da manhã como se quisesse buscar por liberdade.

B) a ave não consegue voltar ao ninho, pois perdeu o rumo.

C) o pássaro lamenta a falta de liberdade, mesmo querendo voltar.

D) o eu lírico se identifica com a ave por trilharem rotas semelhantes.

Resposta.

QUESTÃO 32
(PUC-RS) No poema em questão, é possível identificar uma das caraterísticas que particularizam a poesia de Olavo Bilac:

A) a postura intimista e subjetiva.
B) o apego aos ideais clássicos.
C) a tendência à metalinguagem.
D) o descritivismo de objetos.

Resposta.

QUESTÃO 33
(PUC-RS) Olavo Bilac foi _________ de _________, também considerado _________.

A) sucessor – Alberto de Oliveira – romântico
B) contemporâneo – Gonçalves Dias – romântico
C) antecessor – Álvares de Azevedo – parnasiano
D) contemporâneo – Raimundo Correa – parnasiano

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder às questões 34 a 36 com base no texto 7.

TEXTO 7

4 de julho
Ocorreu-me compor umas certas regras para uso dos que frequentam bondes. O desenvolvimento que tem tido entre nós esse meio de locomoção, essencialmente democrático, exige que ele não seja deixado ao puro capricho dos passageiros. Não posso dar aqui mais do que alguns extratos do meu trabalho; basta saber que tem nada menos de setenta artigos. Vão apenas dez.
[...]
ART. II Da posição das pernas
As pernas devem trazer-se de modo que não constranjam os passageiros do mesmo banco. Não se proíbem formalmente as pernas abertas, mas com a condição de pagar os outros lugares, e fazê-los ocupar por meninas pobres ou viúvas desvalidas, mediante uma pequena gratificação.
ART. III Da leitura dos jornais
Cada vez que um passageiro abrir a folha que estiver lendo, terá o cuidado de não roçar as ventas dos vizinhos, nem levar-lhes os chapéus. Também não é bonito encostá-los no passageiro da frente.
[...]
ART. V Dos amoladores
Toda a pessoa que sentir necessidade de contar os seus negócios íntimos, sem interesse para ninguém, deve primeiro indagar do passageiro escolhido para uma tal confidência, se ele é assaz cristão e resignado. No caso afirmativo, perguntar-lhe-á se prefere a narração ou uma descarga de pontapés. Sendo provável que ele prefira os pontapés, a pessoa deve imediatamente pespegá-los. No caso, aliás extraordinário e quase absurdo, de que o passageiro prefira a narração, o proponente deve fazê-lo minuciosamente, carregando muito nas circunstâncias mais triviais, repetindo os ditos, pisando e repisando as coisas, de modo que o paciente jure aos seus deuses não cair em outra.
Adaptado de: MACHADO DE ASSIS, J. M. Balas de estalo. In:
Obra Completa de Machado de Assis. Rio de Janeiro: Nova
Aguilar, Vol. III, 1994.

QUESTÃO 34
(PUC-RS) Assinale a alternativa correta em relação ao emprego dos sinais de pontuação no texto 7.

A) O ponto e vírgula da linha 07 poderia ser substituído, sem prejuízo para a estrutura do período, por vírgula.

B) A vírgula da linha 13 poderia ser suprimida já que o “e” liga duas orações que compõem uma única função sintática.

C) Na linha 31, a vírgula após “minuciosamente” poderia ser retirada, pois é opcional.

D) Na linha 33, “aos seus deuses” é um termo intercalado, podendo, portanto, estar entre vírgulas.

Resposta.

QUESTÃO 35
(PUC-RS) Para normatizar o comportamento adequado das pessoas no bonde, Machado de Assis opta pela estrutura de uma lei, com seus respectivos artigos. Essa escolha

A) eleva a linguagem ao nível de documento jurídico.
B) reforça a intenção do autor de orientar as pessoas.
C) reverencia as formas legais de expressão.
D) orienta o tom irônico e jocoso do texto.

Resposta.

QUESTÃO 36
(PUC-RS) Sabe-se que Machado de Assis é considerado um dos maiores escritores brasileiros. Ele criou seu próprio Realismo. Um dos motivos que distinguem sua prosa é a forma como constrói personagens de marcada complexidade psicológica e existencial. Analise a correspondência entre personagem e obra, preenchendo os parênteses com V (verdadeiro) ou F (falso).

( ) Bentinho e Dom Casmurro
( ) Sofia e Memórias póstumas de Brás Cubas
( ) Dr. Simão Bacamarte e O alienista
( ) Quincas Borba e Memórias póstumas de Brás Cubas

O correto preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

A) V – F – V – V
B) F – V – V – F
C) V – V – F – V
D) V – F – V – F

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder às questões 37 e 38 com base no texto 8.

TEXTO 8

Resíduo

De tudo ficou um pouco
Do meu medo. Do teu asco.
Dos gritos gagos. Da rosa
ficou um pouco.

(...)

Pois de tudo fica um pouco.
Fica um pouco de teu queixo
no queixo de tua filha.
De teu áspero silêncio
um pouco ficou, um pouco
nos muros zangados,
nas folhas, mudas, que sobem.

(...)

Se de tudo fica um pouco,
mas por que não ficaria
um pouco de mim? no trem
que leva ao norte, no barco,
nos anúncios de jornal,
um pouco de mim em Londres,
um pouco de mim algures?
na consoante?
no poço?

(...)

E de tudo fica um pouco.
Oh abre os vidros de loção
e abafa
o insuportável mau cheiro da memória.
Mas de tudo, terrível, fica um pouco,
e sob as ondas ritmadas
e sob as nuvens e os ventos
e sob as pontes e sob os túneis
e sob as labaredas e sob o sarcasmo
e sob a gosma e sob o vômito
e sob o soluço, o cárcere, o esquecido
e sob os espetáculos e sob a morte escarlate
e sob as bibliotecas, os asilos, as igrejas triunfantes
e sob tu mesmo e sob teus pés já duros
e sob os gonzos da família e da classe,
fica sempre um pouco de tudo
Às vezes um botão. Às vezes um rato.
Adaptado de: ANDRADE, Carlos Drummond de. A rosa do povo.
São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

QUESTÃO 37
(PUC-RS) Em Resíduo, Drummond “penetra surdamente no reino das palavras”, ora dando “a chave” para interpretá-las, ora não. Das que estão a seguir, por exemplo, qual poderia ter, no poema, uma conotação tanto positiva quanto negativa?

A) muros (linha 10).
B) poço (linha 20).
C) ondas (linha 26).
D) sarcasmo (linha 29).

Resposta.

QUESTÃO 38
(PUC-RS) Dos 19 substantivos que seguem a expressão “e sob”, entre as linhas 26 e 35, apenas cinco estão caracterizados. Essa estratégia do poeta demonstra a presença, no poema, do viés

A) injuntivo, para que nos compadeçamos com o eu lírico.

B) argumentativo, para que saibamos como o eu lírico considera esses fatos/eventos/pessoas.

C) narrativo, para que entendamos a sequência dos/das fatos/eventos/pessoas citados(as).

D) expositivo, porque são substantivos abstratos que necessitam de especificação.

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder à questão 39 com base no texto 9.

TEXTO 9

Bandoleiros

Ada começou a cavar sua bolsa para a Boston University ao se apaixonar perdidamente por um livro chamado Minimal Society. É que lá havia um bom curso de Ph.D. sobre o assunto. De que assunto se trata? É melhor que eu deixe Ada falar. Porque hoje, simplesmente, eu não saberia dizer uma única linha sobre o assunto. Se é que há algum assunto em pauta na Minimal Society. Mas o fato é que muito se falou sobre isso, e Ada literalmente transpirava toda ao conclamar que encarássemos a era da Minimal Society.

Um núcleo comunitário mínimo, onde só circulassem suas próprias mercadorias, completamente vedado às injunções do comércio exterior.

[...]

Quando eu perguntava sobre as possibilidades aí do chamado intercâmbio cultural, Ada me respondia que a Sociedade Minimal congrega todas as potências do Homem, e portanto ela mesma se encarregaria de edificar seus próprios monumentos.

Na Boston University Ada encontrou muitos adeptos da Sociedade Minimal. Vários deles já tinham comprado terras, para lá fundarem um dia suas pioneiras Sociedades Minimais. Quando cheguei em Boston para visitá-la, ainda no aeroporto, Ada disse que estava pensando entrar depois do curso numa Sociedade Minimal no norte de Massachusetts. Achava que iria emigrar para os Estados Unidos. Não via mais na nacionalidade um critério avaliador de qualquer conteúdo humano. As nações sem exceção estavam condenadas. Restava o ingresso nas Sociedades Minimais.

O fato de ser brasileira ou americana já não a comovia. Ter nascido aqui ou ali era um mero acidente. O futuro viveria das migrações. O cara só tinha de decidir que Sociedade Minimal escolher. E para lá então se dirigir. Não importava que estivesse na Terra do Fogo e escolhesse uma Minimal na Groelândia.
Adaptado de: NOLL, João Gilberto. Bandoleiros. São Paulo:
Companhia das Letras, 1999.

QUESTÃO 39
(PUC-RS) Sobre este trecho da obra de Noll, Adelaide Calhman de Miranda comenta:

“Normalmente a reação das pessoas à diferença é hostil; o melhor que se pode esperar é a tolerância. Uma crítica a este fenômeno pode ser encontrada no deboche do narrador de Bandoleiros à sociedade utópica teorizada por Ada e suas colegas, a “Sociedade Minimal”, “um núcleo comunitário mínimo, onde só circulassem suas próprias mercadorias”. Os princípios absurdos da Sociedade Minimal e a ironia com que o narrador se refere a ela podem ser considerados uma crítica à estética minimalista, que extingue o supérfluo e elimina as diferenças.”
Adaptado de: MIRANDA, Adelaide Calhman de. Abscesso na
cidade desencontro, violência e esquecimento em Bandoleiros,
de João Gilberto Noll. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea,
Brasília, v. 14, p. 01-20, 2001. Disponível em: http://
periodicos.unb.br/index.php/estudos/article/view/2230/1788

Considerando os excertos de Noll e de Miranda, analise as afirmativas abaixo, preenchendo os parênteses com V (verdadeiro) ou F (falso).

( ) O trecho de Noll bem representa o estilo prosa poética associado a sua escrita.

( ) Em ambos os textos há dados consistentes sobre a forma particular de circulação de mercadorias nas Sociedades Minimais.

( ) A expressão “princípios absurdos” e a referência à ironia do narrador utilizadas pela crítica literária podem ser identificadas no excerto de Bandoleiros de forma sutil.

( ) Miranda associa a ironia de Noll à ideia de falta de tolerância das pessoas em relação à diferença.

O correto preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

A) F – F – V – V
B) V – V – F – F
C) F – V – V – F
D) V – F – F – V

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder à questão 40 com base nos textos 8 e 9.

QUESTÃO 40
(PUC-RS) Supondo-se que fosse possível uma conversa entre Carlos Drummond de Andrade e João Gilberto Noll, tendo em vista o conteúdo dos textos 8 e 9, qual das alternativas a seguir NÃO seria coerente com o ponto de vista dos autores nos segmentos apresentados?

A) NOLL: O conceito da sociedade minimal de Ada contraria o teu “Resíduo”, porque implica livrar-se de tudo.

B) DRUMMOND: “Se de tudo fica um pouco”, Ada levaria consigo “o insuportável mau-cheiro da memória”, sem que conseguisse abafá-lo, nem mesmo com loção.

C) NOLL: Vivemos em tempos diferentes, meu caro Drummond. Não existem mais essas angústias existenciais que te sufocam. Ada tem toda a razão ao dizer que não levaria qualquer resíduo para sua sociedade minimal, a não ser ela mesma.

D) DRUMMOND: Ora, Noll, essa busca de Ada comprova que, apesar de os tempos serem outros, continuamos vivendo soterrados por nossos resíduos, querendo emergir para uma nova vida: “um botão” ou “uma sociedade minimal”. Lembre-se de que “uma flor nasceu”.

Resposta.

MATEMÁTICA E FÍSICA

INSTRUÇÃO: Responder às questões 1 e 2 com base nas informações a seguir.

O smartphone tornou-se uma ferramenta de uso diário para os mais variados fins. Entre os aplicativos mais utilizados, podemos citar os que oferecem serviços de transporte de passageiros. Em um grande centro urbano como Porto Alegre, uma empresa oferece esse serviço, em que o custo depende de uma taxa fixa – a tradicional bandeirada – e da distância percorrida. Suponha que, em horário de pico, a bandeirada seja de R$ 2,50 e que o custo por quilômetro percorrido seja de R$ 2,30 em trajetos de até 10 km, e de R$ 2,00 em trajetos acima de 10 km.

QUESTÃO 01
(PUC-RS) Considerando os dados acima, um trajeto realizado com velocidade escalar média de 33 km/h e com duração de 20 minutos em um horário de pico custará

A) entre R$ 10,00 e R$ 14,99.
B) entre R$ 15,00 e R$ 19,99.
C) entre R$ 20,00 e R$ 24,99.
D) mais que R$ 25,00.

Resposta.

QUESTÃO 02
(PUC-RS) Em uma promoção, a mesma empresa oferece um desconto de 20% no preço da corrida, limitado a R$ 15,00. Para obter o desconto máximo no horário de pico, a corrida deve ser de aproximadamente _____ km.

A) 30
B) 36
C) 45
D) 50

Resposta.

QUESTÃO 03
(PUC-RS) A migração pendular é um fenômeno urbano no qual diariamente milhões de pessoas residentes em pequenas cidades se deslocam para grandes centros urbanos para trabalhar e/ou estudar, retornando ao final do dia para suas residências.

Nas cidades próximas de Porto Alegre, um meio de transporte muito utilizado é o Trensurb, que em 2016 teve uma média de 186.343 usuários por dia útil.

Uma criança embarca em um dos vagões do Trensurb segurando um balão que contém, em seu interior, gás hélio. Enquanto o trem está parado, o balão encontra-se na posição vertical. O gráfico a seguir representa a velocidade medida para o vagão do Trensurb em que a criança embarcou em função do tempo necessário para ele se movimentar entre duas estações consecutivas.

Considere que as janelas dos vagões estejam fechadas e que, nesse intervalo de tempo, a criança permaneça em repouso em relação ao vagão.
matematica-fisica-2018-questao-03
As respectivas posições do balão nos instantes t1, t2 e t3 encontram-se na alternativa
matematica-fisica-2018-questao-03-opcoes

Resposta.

QUESTÃO 04
(PUC-RS) No mapa de uma cidade, duas ruas são dadas pelas equações das retas y = x +1 e y = – x +2, que se interceptam no ponto B. Para organizar o cruzamento dessas ruas, planeja-se colocar uma rotatória em forma de um círculo C, com centro no ponto A(0,1) e raio igual à distância entre os pontos A e B. Nesse mapa, a área de C é

A) π/2
B) π/4
C) π
D) 5π/2

Resposta.

QUESTÃO 05
(PUC-RS) O lixo produzido nas residências de todo o Brasil é recolhido diariamente e transportado para diferentes destinos. Na cidade de Porto Alegre, o lixo orgânico é acomodado em caminhões que levam resíduos com uma densidade média de 250 kg/m³ até o município de Minas do Leão, a aproximadamente 100 km da capital do RS. Em Minas do Leão, há um aterro sanitário e uma central de tratamento de resíduos, com capacidade estimada para receber 23 milhões de toneladas de resíduos e com operação prevista para os próximos vinte e três anos.

Com base nessas informações, se o lixo orgânico produzido pelo município de Porto Alegre fosse acomodado nos caminhões com uma densidade _________ do que a atual, a massa de resíduos transportada por viagem iria _________, e o custo por tonelada transportada iria _________.

A) menor – aumentar – aumentar
B) maior – aumentar – diminuir
C) maior – diminuir – aumentar
D) menor – diminuir – diminuir

Resposta.

QUESTÃO 06
(PUC-RS) Segundo dados da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, no site http://www2.portoalegre.rs.gov.br/portal_pmpa_novo/, ao longo do ano de 2016 a quantidade de resíduos coletados e destinados a tratamento teve um valor médio mensal de 50.000 toneladas. Suponhamos que todo esse resíduo fosse levado para um aterro sanitário com capacidade para receber 30 milhões de toneladas. Nesse caso, se o aterro recebesse somente o resíduo gerado em Porto Alegre, e o valor médio mensal de resíduos se mantivesse constante ao longo do tempo, por quantos anos este aterro teria capacidade para receber os resíduos da capital do Rio Grande do Sul?

A) 70
B) 60
C) 50
D) 40

Resposta.

QUESTÃO 07
(PUC-RS) Uma família mudou-se da zona rural para uma cidade grande, onde os pais e seus 10 filhos deverão morar numa casa de três quartos. Os dez filhos deverão ocupar dois quartos, sendo 6 filhos num quarto e 4 filhos em outro quarto. De quantos modos os filhos poderão ser separados dessa forma?

A) 6! + 4!
B) 6!4!

Resposta.

QUESTÃO 08
(PUC-RS) O edifício 20 Fenchurch Street, localizado em Londres e conhecido como Walkie Talkie, tem causado diversos problemas para a sua vizinhança. Moradores e funcionários da região têm argumentado que, desde a sua construção, os ventos estão mais intensos nas imediações do prédio. Além disso, houve registros de carros estacionados nas proximidades do prédio que tiveram suas pinturas danificadas e suas peças derretidas por conta da reflexão da luz solar ocasionada pelo arranha-céu.

Os carros foram danificados porque pelo menos uma das faces do prédio tem formato semelhante a

A) um espelho côncavo.
B) um espelho convexo.
C) uma lente divergente.
D) uma lente convergente.

Resposta.

QUESTÃO 09
(PUC-RS) A função quadrática tem diversas aplicações no nosso dia a dia. Na construção de antenas parabólicas, superfícies de faróis de carros e outras aplicações, são exploradas propriedades da parábola, nome dado à curva que é o gráfico de uma função quadrática.

Seja p(x)=mx²+nx +1. Se p(2)=0 e p(–1)=0, então os valores de m e n são, respectivamente, iguais a

A) –1/2 e 1/2
B) – 1 e 1
C) 1 e 1/2
D) –1 e –1/2

Resposta.

QUESTÃO 10
(PUC-RS) Os grandes parques de diversões espalhados pelo mundo são destinos tradicionais de férias das famílias brasileiras. Considere um perfil de montanha-russa mostrado na imagem, na qual o looping possui um raio R. Desprezando qualquer forma de dissipação de energia no sistema e supondo que a energia cinética medida para o carrinho seja apenas de translação, a altura mínima em relação ao nível de referência em que o carrinho pode partir do repouso e efetuar o looping com sucesso é


A) h1
B) h2
C) h3
D) h4

Resposta.

QUESTÃO 11
(PUC-RS) Uma criança está brincando, de manhã, na piscina do condomínio em que reside durante as férias de verão e observa que uma bola flutua na água da piscina. À tarde, a criança vai à praia e coloca o mesmo brinquedo na água do mar. Sabe-se que a densidade da água da piscina é menor do que a da água do mar.

Considerando que o brinquedo boiava em equilíbrio mecânico na água da piscina, ao ser colocado na água do mar, após atingir o equilíbrio mecânico, o brinquedo _________, e o empuxo que atua sobre ele será _________ exercido quando estava em equilíbrio na água da piscina.

A) afundará – igual ao
B) afundará – menor do que o
C) boiará – maior do que o
D) boiará – igual ao

Resposta.

QUESTÃO 12
(PUC-RS) Um recipiente cilíndrico tem 3 cm de raio e 24 cm de altura. Estando inicialmente cheio d’água, o recipiente é inclinado até que o plano de sua base faça 45º com o plano horizontal. Nessa posição, o volume de água que permanecerá no recipiente será igual a _________ do volume inicial.

A) um oitavo
B) um sexto
C) sete oitavos
D) cinco sextos

Resposta.

QUESTÃO 13
(PUC-RS) As cidades X, Y, Z e W, de diferentes portes e situadas numa mesma região, se comunicam exclusivamente por transporte fluvial. No diagrama abaixo, as setas indicam quais cidades se comunicam diretamente com outra. Há, por exemplo, linhas de transporte regular entre X e Y, nos dois sentidos.


A secretaria de transportes da cidade X decidiu representar essa situação numa matriz M4x4. Supondo que as linhas e colunas de M representem as cidades em ordem alfabética, a representação matricial mais adequada será a da alternativa

Resposta. QUESTÃO ANULADA

QUESTÃO 14
(PUC-RS) A observação de alguns corpos celestes tem se tornado difícil em grandes centros urbanos, principalmente por conta da poluição luminosa produzida. Os rastros luminosos deixados no céu pelas estrelas cadentes, por exemplo, são mais facilmente observados em locais ermos e distantes das cidades. As estrelas cadentes são, na verdade, meteoros cujas velocidades medidas são da ordem de milhares de quilômetros por hora. Erroneamente se atribui o aquecimento das regiões próximas ao meteoro ao atrito entre ele e a atmosfera, mas a principal razão desse aquecimento é a _________ do ar atmosférico logo à frente do meteoro.

A) compressão isobárica
B) compressão adiabática
C) expansão isobárica
D) expansão adiabática

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder às questões 15 e 16 com base na situação apresentada a seguir.

Desde julho de 2016, as lâmpadas incandescentes comuns deixaram de ser comercializadas em território nacional. Alinhada a atitudes sustentáveis, a proibição de venda dessas lâmpadas visa aumentar a utilização de equipamentos com maior eficiência energética.

QUESTÃO 15
(PUC-RS) A tabela abaixo apresenta informações de três tipos de lâmpadas com fluxos luminosos equivalentes.
tipo de lâmpada
Considerando apenas a relação entre vida média e preço por unidade, a opção pelo uso da lâmpada _________ acarretaria um custo _________ maior em relação à lâmpada LED.

A) halógena – 50%
B) halógena – 200%
C) fluorescente – 20%
D) fluorescente – 80%

Resposta.

QUESTÃO 16
(PUC-RS) Em um mesmo intervalo de tempo, a observação do efeito Joule na lâmpada de LED é _________ do que na lâmpada halógena. Além disso, a porcentagem de conversão de energia elétrica em energia _________ é maior na lâmpada de LED do que na halógena.

A) menor – luminosa
B) menor – térmica
C) maior – luminosa
D) maior – térmica

Resposta.

QUESTÃO 17
(PUC-RS) “Vivi por 34 anos sob o jugo do chuveiro elétrico. Ah, lastimável invento! Já gastei mais de uma crônica amaldiçoando seus fabricantes; homens maus, que ganham a vida propagando a falácia da temperatura com pressão, quando bem sabemos que, na gélida realidade dos azulejos, ou a água sai abundante e fria, ou é um fiozinho minguado e escaldante, sob o qual nos encolhemos, cocuruto no Saara e os pés na Patagônia, sonhando com o dia em que, libertos das inúteis correntes (de elétrons), alcançaremos a terra prometida do aquecimento central.”
PRATA, Antonio. Felicidade sim. http://www1.folha.uol.
com.br/fsp/cotidian/12078-felicidade-sim.shtml.
Folha de São Paulo, quarta-feira, 30 de novembro de 2011.

Considere que a chave seletora (inverno/verão) de um chuveiro elétrico se mantenha inalterada. Optando por “água abundante e fria” em detrimento de “um fiozinho minguado e escaldante”, ou seja, aumentando a vazão de água no chuveiro elétrico, pode-se afirmar que a potência elétrica do chuveiro _________ e a diferença de potencial _________.

A) diminui – aumenta
B) permanece constante – permanece constante
C) aumenta – diminui
D) diminui – permanece constante

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder às questões 18 e 19 com base no contexto a seguir.

Em hospitais de grande porte das principais cidades do país são realizados tratamentos que utilizam radioisótopos emissores de radiações alfa, beta e gama.

QUESTÃO 18
(PUC-RS) O iodo 131, por exemplo, é um radioisótopo utilizado no tratamento de hipertireoidismo. O gráfico abaixo representa a massa residual de iodo 131 (N) presente em uma amostra em função do tempo (t).
matematica-fisica-2018-questao-18
A função que melhor descreve a massa residual de iodo 131 presente na amostra, em função do tempo, é N(t)=N0eᵏᵗ , onde

A) N0>0 e k>0
B) N0<0 e k>0
C) N0>0 e k<0
D) N0<0 e k<0

Resposta.

QUESTÃO 19
(PUC-RS) Em relação às radiações alfa, beta e gama, afirma-se:

I. Todas possuem massa de repouso.
II. Apenas duas possuem carga elétrica.
III. Em geral, a radiação gama é a que possui maior poder de penetração no corpo humano.

Está/Estão correta(s) apenas a(s) afirmativa(s)

A) I.
B) II.
C) I e III.
D) II e III.

Resposta.

QUESTÃO 20
(PUC-RS) Dados os triângulos nos gráficos das figuras 1 e 2 abaixo, consideremos os sólidos de volumes V1 e V2 obtidos pela rotação completa dos triângulos das figuras 1 e 2, respectivamente, em torno do eixo y.
matematica-fisica-2018-questao-20

A razão entre os volumes V1 e V2 é igual a

A) 1/8
B) 1/2
C) 2
D) 8

Resposta.

QUÍMICA E BIOLOGIA

QUESTÃO 21
(PUC-RS) Em 05 de novembro de 2017 completaram-se dois anos do pior acidente da história da mineração brasileira, ocorrido no município de Mariana, Minas Gerais, tendo como causa o rompimento da barragem do Fundão, controlada pela mineradora Samarco. O acidente acabou por liberar 62 milhões de metros cúbicos de rejeitos de mineração dentre os quais podem ser encontrados óxido de ferro, água e lama.

Sobre esse desastre ecológico, pode-se afirmar que

A) a lama liberada, uma vez seca, forma uma espécie de pavimentação que impede o crescimento e o estabelecimento de novas espécies no local.

B) a cobertura de lama é rica em matéria orgânica, alterando o pH do solo, o que possibilita maior rapidez no processo de sucessão ecológica para repovoamento específico no local.

C) a grande mortandade de peixes observada no Rio Doce deve-se ao óxido de ferro, um composto molecular que se deposita nas guelras, causando asfixia.

D) os rejeitos liberados continham metais de transição, como ferro e silício.

Resposta.

QUESTÃO 22
(PUC-RS) O uso crescente de combustíveis fósseis é responsável pelo aumento dos níveis de CO2 na atmosfera, o que gera graves riscos ambientais. Um dos efeitos do acúmulo de CO2  na atmosfera é que, em contato com a água do mar, esse gás dissolve-se e reage de acordo com a equação abaixo:

CO2 + H2O H⁺ + HCO3ˉ

Uma das consequências disso é que o pH da água do mar torna-se mais ________, ameaçando espécies marinhas que dependem de estruturas calcárias para sua sobrevivência, como ________ e ________. Em tais condições de pH, as partes calcárias tendem a se dissolver. Com o desaparecimento dos corais, centenas de espécies que dependem deles serão extintas.

A) ácido – cifozoários – artrópodes
B) ácido – equinodermos – moluscos
C) básico – moluscos – cifozoários
D) básico – artrópodes – equinodermos

Resposta.

INSTRUÇÃO: Para responder às questões 23 e 24, analise a representação do glifosato a seguir.


QUESTÃO 23
(PUC-RS) A Coniza bonariensis é uma planta comestível e muito perfumada, às vezes usada como tempero. Popularmente, é conhecida como buva, rabo-defoguete, voadeira ou margaridinha-dos-campos, pela semelhança de suas flores com a margarida. A buva é muito resistente e se desenvolve em todo tipo de solo e clima. Por isso, é considerada uma erva daninha nas grandes monoculturas de trigo e soja, onde disputa espaço com as outras plantas e reduz o rendimento da safra. Os agricultores combatemna há décadas com herbicidas, especialmente com o glifosato. Recentemente, uma mutação conferiu à buva resitência a esse agrotóxico.

Sobre esse assunto, é correto afirmar que

A) a molécula de glifosato apresenta vários grupos polares, o que dificulta sua solubilização em água.

B) a molécula de glifosato apresenta os grupos funcionais amina e ácido carboxílico.

C) a frase “a buva adquiriu resistência ao agrotóxico” expressa uma perspectiva Darwinista.

D) a buva, que é uma gimnosperma, é mais suscetível a mutações que as angiospermas.

Resposta.

QUESTÃO 24
(PUC-RS) O uso de agrotóxicos é objeto de preocupações, pois o contato com doses elevadas no momento da aplicação tem causado sérios problemas de saúde a trabalhadores rurais. Esse problema se agrava quando os agricultores aplicam doses maiores do que as recomendadas, em uma tentativa de controlar pragas resistentes. O glifosato, por exemplo, no uso agrícola comum, é adquirido como uma solução com a concentração de 360 gramas por litro, sendo aplicados cinco litros por hectare (um hectare equivale a 10000 m²).

Sobre esse assunto, fazem-se as seguintes afirmativas.

I. Em uma aplicação de glifosato, cada hectare de lavoura recebe mais de 1,0×10²³ moléculas desse herbicida.

II. Em uma molécula de glifosato há mais átomos de hidrogênio do que de oxigênio.

III. A concentração de glifosato na solução é de aproximadamente 2,1 mol/L.

Está/Estão correta(s) a(s) afirmativa(s)

A) I, apenas.
B) II, apenas.
C) I e III, apenas.
D) I, II e III.

Resposta.

QUESTÃO 25
(PUC-RS) A produção de muitos dos alimentos e bebidas mais apreciados envolve processos fermentativos. A produção do vinho e da cerveja, realizada com auxílio do Saccharomyces cerevisiae, é um exemplo. Esse micro-organismo é capaz de alimentar-se de açúcares simples, como a glicose, produzindo etanol e dióxido de carbono, como mostra a equação química não balanceada a seguir.

C6H12O6 CH3CH2OH + CO2

Sobre esse assunto, é correto afirmar que

A) a reação apresenta ΔH < 0, pois o micro-organismo obtém energia da reação.

B) são consumidos 180 g de glicose para produzir um mol de etanol.

C) o Saccharomyces cerevisiae armazena seu genoma em um plasmídeo.

D) o Saccharomyces cerevisiae é encontrado no fermento químico.

Resposta.

QUESTÃO 26
(PUC-RS) Hormônios vegetais são substâncias que atuam no desenvolvimento de plantas. Muitas dessas substâncias são utilizadas na indústria do cultivo vegetal para fins comerciais. Sobre esses hormônios, pode-se afirmar que

A) as giberelinas estimulam mitoses principalmente em raízes.

B) o ácido abscísico estimula o crescimento das plantas no inverno.

C) o eteno tem átomos de carbono em geometria trigonal piramidal.

D) as auxinas atuam especialmente na dominância apical e no alongamento do caule.

Resposta.

QUESTÃO 27
(PUC-RS) Leia o texto a seguir e analise as afirmativas.

A agricultura moderna emprega extensamente fertilizantes industriais, por meio dos quais agregam-se ao solo diversos elementos químicos necessários ao desenvolvimento vegetal. Os principais elementos agregados dessa forma são nitrogênio, fósforo, enxofre, cálcio, magnésio e potássio. Sobre esses elementos, fazem-se as seguintes afirmativas:

I. Nitrogênio, enxofre e potássio são os três mais eletronegativos entre os seis citados.

II. Átomos de cálcio e potássio habitualmente ocorrem como cátions em compostos iônicos.

III. Moléculas polares de sulfeto de magnésio resultam da reação direta entre enxofre e magnésio.

Está/Estão correta(s) apenas a(s) afirmativa(s)

A) I.
B) II.
C) I e III.
D) II e III.

Resposta.

QUESTÃO 28
(PUC-RS) A síntese da amônia pelo processo Haber-Bosch, desenvolvido no início do século XX, representou um dos maiores progressos para a produção de alimentos em larga escala, pois possibilitou a produção em grande quantidade de fertilizantes nitrogenados. Nessa síntese, ocorre a reação direta entre nitrogênio e hidrogênio gasosos, conforme mostra a equação química não balanceada a seguir. Essa reação é realizada com auxílio de um catalisador de ferro e tende a atingir uma condição de equilíbrio químico.

Em relação à referida reação, é correto afirmar que

A) ocorre produção de moléculas polares a partir de moléculas apolares.

B) na molécula de N2 há uma ligação dupla mais difícil de quebrar do que a ligação simples no H2.

C) a adição de NH3 ao sistema favorece o sentido dos produtos.

D) a molécula de H2 forma ligações de hidrogênio e, por essa razão, apresenta fortes interações intermoleculares com a amônia.

Resposta.

QUESTÃO 29
(PUC-RS) A conservação de alimentos exige que se iniba a proliferação microbiana. Há uma variedade de técnicas capazes de atingir esse objetivo, entre elas a salga de carnes e a produção de conservas e compotas por meio de soluções concentradas de sal ou açúcar.

Com relação a isso, é correto afirmar que,

A) no processo da salga de carnes, há entrada de sal nas células por osmose.

B) no charque, a salga impede o crescimento de fungos como o Clostridium botulinum.

C) ao armazenar uma lata de pêssegos em calda à temperatura de 0°C, haverá congelamento.

D) numa salmoura concentrada, as células de micro-organismos perdem água, ficando murchas ou desidratadas.

Resposta.

QUESTÃO 30
(PUC-RS) Leia o texto e analise as informações sobre teor de cafeína nas amostras apresentadas a seguir.

Bebidas e alimentos contendo cafeína (C8H10N4O2) são apreciados no mundo todo, o que motiva uma extensa produção agrícola. Apesar de sua popularidade, a cafeína é considerada uma substância tóxica, podendo levar à morte se for consumida em uma dose de 10 g ou superior. No Rio Grande do Sul, o mate e o café são muito populares, mas qual deles tem a maior quantidade de cafeína? A tabela abaixo mostra a quantidade de cafeína encontrada em algumas amostras.
Teor de Cafeína
Em relação aos dados apresentados, assinale a alternativa correta.

A) Um café expresso contém aproximadamente 0,2 mol de cafeína.

B) O consumo do volume correspondente a 100 cafés expressos é letal.

C) Um chimarrão feito com 100 g de erva-mate pode fornecer mais cafeína do que 10 cafezinhos.

D) Adicionando-se 30 mL de água a um café expresso, este é diluído, e a quantidade de cafeína presente passa a ser de 20,0 mg.

Resposta.

QUESTÃO 31
(PUC-RS) Leia o texto e analise a tabela sobre entalpias de ligação para responder à questão.

O lixo urbano pode ser usado para a produção de uma importante fonte de energia, o metano. Essa substância é produzida na decomposição anaeróbica da matéria orgânica, podendo ser usada como combustível em veículos e na indústria.
Entalpia de ligação kJ-mol
Considerando os valores aproximados das entalpias de ligação apresentados na tabela, em relação ao metano é possível afirmar que

A) sua combustão completa libera menos energia que a combustão incompleta.

B) sua queima em um lampião é possível, pois se trata de um combustível líquido.

C) a combustão completa libera cerca de 50 kJ por grama de combustível queimado.

D) a combustão completa é uma reação exotérmica com ΔH = −380 kJ por mol desse gás.

Resposta.

QUESTÃO 32
(PUC-RS) Leia o texto sobre adulterações em bebidas alcoólicas.

“Nos últimos cinco anos, pesquisadores brasileiros passaram a estudar o grau de adulteração em produtos nacionais e estrangeiros a partir da análise da quantidade existente, em seu conteúdo, da forma estável mais pesada do átomo de carbono, o isótopo denominado carbono 13 (¹³C), muito mais raro do que o leve carbono 12 (¹²C). A relação entre o número de átomos desses dois tipos de carbono pode denunciar a adoção de alguns procedimentos ilegais, ou no mínimo não muito divulgados, durante a fabricação de bebidas.”
PIVETTA, M., Traquinagens etílicas. Pesquisa Fapesp 94, dez/2003.

Considerando as informações do texto acima, é correto afirmar que

A) o carbono 13 apresenta 6 nêutrons e 7 prótons em seu núcleo.

B) o número atômico do isótopo mais abundante do carbono é 12.

C) a eletrosfera de um átomo de carbono 13 apresenta 13 elétrons.

D) uma molécula de etanol com átomos de carbono 13 poderia ter massa 48 u.

Resposta.

QUESTÃO 33
(PUC-RS) Os radicais livres são espécies químicas que contêm elétrons desemparelhados, sendo por isso pouco estáveis e extremamente reativos. Alguns são produzidos no próprio organismo, apresentando elétrons desemparelhados no átomo de oxigênio, e estão associados a doenças graves. Sobre os radicais livres produzidos no organismo, é correto afirmar que

A) incluem espécies químicas como OHˉ.

B) oxidam membranas mitocondriais, causando o envelhecimento celular.

C) produzem peróxido de hidrogênio, um radical livre, quando degradados por antioxidantes.

D) oxidam-se ao reagirem com outras moléculas no organismo, pois atuam como agentes redutores.

Resposta.

INSTRUÇÃO: As questões 34 e 35 tratam de conhecimentos relacionados à etnobotânica, a qual se dedica a estudar a interface entre conhecimentos botânicos e etnológicos, ou seja, a relação que diferentes povos estabelecem com as plantas e, a partir disso, os distintos saberes produzidos sobre sua utilização e cultivo.

QUESTÃO 34
(PUC-RS) Também conhecido como nogueira-do-japão, o Ginkgo biloba é considerado um “fóssil vivo” por existir há mais de 150 milhões de anos. Seu uso está relacionado à intensificação da memória e da atenção. É uma espermatófita da subdivisão Coniferophytina inserida na classe Pinatae. Sobre o Ginkgo biloba é correto afirmar que

A) apresenta polinização entomófila.
B) é classificado como uma pteridófita.
C) é uma espermatófita com gametas flagelados.
D) não apresenta estruturas de reprodução visíveis.

Resposta.

QUESTÃO 35
(PUC-RS) Algumas tribos indígenas da região da Amazônia costumam alimentar-se das sementes oleaginosas de Hevea brasiliensis, também conhecida como seringueira. A importância econômica dessa planta está fortemente vinculada à extração de látex para a produção de borracha, podendo ser utilizada também para a produção de óleos, vernizes, tintas e suplementos alimentares. A partir dessas informações, é possível concluir que

A) seu fruto não permite classificá-la como angiosperma.

B) suas folhas pecioladas permitem classificá-la como monocotiledônea.

C) seu látex, ao ser secretado, protege áreas de tecidos vegetais lesionadas.

D) suas sementes são oleaginosas devido a seu alto teor de carboidratos.

Resposta.

QUESTÃO 36
(PUC-RS) Considere a matriz binária representada abaixo, na qual “0” significa ausência e “1” presença de determinadas características (c1, c2, c3 e c4) em cinco espécies hipotéticas (E1, E2, E3, E4 e E5).
caracteristicas
Assinale a alternativa que mostra o cladograma que melhor representa o grau de similaridade entre as espécies E1, E2, E3, E4 e E5.
quimica-biologia-2018-questao-36

Resposta.

QUESTÃO 37
(PUC-RS) Para responder à questão, analise o gráfico, que representa diferentes classes fenotípicas de uma característica genética em população com equilíbrio de Hardy-Weinberg, e as afirmativas.
expressividade do caráter
I. O gráfico exemplifica um caso de herança quantitativa.

II. As sete classes fenotípicas podem resultar da interação de seis alelos.

III. A distribuição normal apresenta indivíduos heterozigotos em suas extremidades.

Está/Estão correta(s) apenas a(s) afirmativa(s)

A) I.
B) III.
C) I e II.
D) II e III.

Resposta.

QUESTÃO 38
(PUC-RS) O gráfico abaixo apresenta a curva de crescimento de uma população em função do tempo.
numero de indivíduos
A curva de potencial biótico (CPB) difere da curva de crescimento real (CCR) pela existência de um elemento denominado de “resistência do meio” (R), o qual reflete diferentes fatores ambientais que interferem na população.

Sobre esses fatores, pode-se afirmar:

A) A densidade populacional não pode ser considerada como fator de resistência do meio, pois quanto mais indivíduos de uma população em uma mesma área, maior será o número de cruzamentos e, por conseguinte, de nascimentos.

B) A disponibilidade de alimentos se converte principalmente em um fator de resistência do meio quando duas espécies competem pelo mesmo recurso alimentar.

C) A relação entre predador e presa é um exemplo de fator de resistência do meio, pois uma espécie regula a proliferação da outra.

D) A relação ecológica de parasitismo não afeta a dinâmica populacional, pois seu resultado final é a coadaptação entre parasita e hospedeiro.

Resposta.

QUESTÃO 39
(PUC-RS) Considerando os filos da escala evolutiva zoológica, pode-se afirmar que _________ e _________ são simultaneamente celomados, protostômios e segmentados.

A) caracol-de-jardim – lombriga
B) sanguessuga – mosca
C) tênia – esponja-do-mar
D) estrela-do-mar – cavalo

Resposta.

QUESTÃO 40
(PUC-RS) Produtividade é o termo dado à capacidade que alguns seres vivos têm de converter a energia luminosa assimilada na fotossíntese em biomassa. Considere as informações a seguir sobre os fluxos de energia e matéria.

I. A produtividade primária bruta (PPB) corresponde à quantidade total de energia luminosa convertida em biomassa por um ser vivo.

II. A produtividade primária líquida (PPL) corresponde à energia que estará à disposição do nível trófico seguinte, somada à energia derivada da fotossíntese.

III. Os produtores podem ser tanto fotossintetizantes quanto quimiossintetizantes.

Estão corretas as afirmativas

A) I e II, apenas.
B) I e III, apenas.
C) II e III, apenas.
D) I, II e III.

Resposta.

INGLÊS

INSTRUÇÃO: Responder às questões 41 a 47 com base no texto 1.

TEXT 1

London: the city that ate itself

London is a city ruled by money. The things that make it special – the markets, pubs, high streets and communities – are becoming unrecognisable. The city is suffering a form of entropy whereby anything distinctive is converted into property value. Can the capital save itself?

London is without question the most popular city for investors,” says Gavin Sung of the international property agents Savills. “There is a trust factor. It has a strong government, a great legal system, the currency is relatively safe. It has a really nice lifestyle”. There are parks, museums and nice houses. Its arts of hedonism are reaching unprecedented levels: its restaurants get better or at least more ambitious and its bars offer cocktails previously unknown to man. In some ways, the city has never been better. It has a buzz. Its population keeps growing and investment keeps ______, both signs of its desirability. As its mayor likes to boast: “London is to the billionaire as the jungles of Sumatra are to the orangutans. It is their natural habitat.”

At the same time, to use a commonly heard phrase, the city is eating itself. Most obviously, its provision of housing is failing to ______ its popularity, with effects on price that breed bizarre reactions at the top end of the market and misery at the bottom. Thousands are being forced to leave London because their local authorities can’t find them homes and people on middle incomes can’t acquire a place where anyone would want to raise a family.

There are also effects beyond housing, although often driven by residential property prices. The spaces for work that are an essential part of the city’s economy are being squeezed, its high streets diminished, its pubs and other everyday places closing. It is suffering a form of entropy whereby the distinctive or special is converted into property values. Its essential qualities, which are that it was not polarised on the basis of income, and that its best places were common property, are being eroded. (…)
This would matter less if the city were making new places with the qualities of those now packaged up and commodified – if the supply of good stuff _____ expanding – but it _____ not. Although the cranes swing, much of the new living zones now _____ created range from the ho-hum to the outright catastrophic. The skyline _____ plundered for profit, but without creating towers to be proud of or making new neighbourhoods with any positive qualities whatsoever. If London is an enormous party, millions of people are on the wrong side of its velvet rope.

In the rest of Britain, a common view of London is that it is a parasitic monster or, as Alex Salmond put it, quoting Tony Travers of the London School of Economics: “The dark star of the economy, inexorably sucking in resources, people and energy. Nobody quite knows how to control it.” Both the SNP and Ukip can be seen as anti-London parties, as expressions of a feeling that national decisions are made in the capital, by the capital, for the capital. Those Scots who want independence are less concerned about being part of the same country as Middlesbrough or Ipswich than they are about London. But these views overlook the extent to which the city is feeding on its own.
Adapted from: https://www.theguardian.com/uk-news/2015/
jun/28/london-the-city-that-ate-itself-rowan-moore

QUESTÃO 41
(PUC-RS) The phrasal verb forms that fill in the blanks in lines 18 and 24 are, respectively,

A) passing up – get back at
B) sorting out – grow out of
C) pouring in – keep up with
D) banking on – put up with

Resposta.

QUESTÃO 42
(PUC-RS) The alternative that presents all the correct forms to fill in the blanks between lines 43 and 47 are, respectively,

A) is – was – have been – are
B) were – is – being – is being
C) was – is – to be – being
D) has been – was – are – to be

Resposta.

QUESTÃO 43
(PUC-RS) The reading of the text allows us to say that the author_________ in the _________ paragraph.

I. states that one can make a profit in London – second
II. describes London’s thriving housing situation – third
III. tackles some of London’s crisis outcomes – fourth
IV. admits that the attempt to recover what London has been losing is failing – fifth

The correct statements are only

A) II and III.
B) II and IV.
C) I, II and III.
D) I, III and IV.

Resposta.

QUESTÃO 44
(PUC-RS) The word “eroded” (line 40) refers to

A) essential qualities.
B) basis of income.
C) property values.
D) best places.

Resposta.

QUESTÃO 45
(PUC-RS) Which alternative below explains the idea underlined in the sentence “This would matter less if the city were making new places with the qualities of those now packaged up and commodified...” (lines 41 to 43)?

A) The good places are being traded as goods.
B) The best places will be required for business.
C) The economic package is not favoring businesses.
D) The real estate market should invest in new quality places.

Resposta.

QUESTÃO 46
(PUC-RS) The sentence that would end paragraph 4 is

A) Serious consideration of both problems should include such options.

B) It is becoming the case that delights and beauties are available only at a high price.

C) Industry is the forgotten part of London’s economy, denigrated and overlooked since long ago.

D) Yet it turns out to have been a prototype for similar operations across the capital.

Resposta.

QUESTÃO 47
(PUC-RS) Read paragraph 6 and mark the following sentences T (true) or F (false).

( ) Scots used to see Middlesbrough and Ipswich as Tony Travers did.
( ) The SNP and Ukip despise London’s decision power.
( ) Alex Salmond and Tony Travers do not share the same opinion.
( ) The author thinks that not all views are concerned about how much London is eating itself.

Choose the alternative that presents the correct answers, from top to bottom, for the sentences above.

A) T – T – F – F
B) F – T – F – T
C) T – F – T – F
D) F – F – T – T

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder às questões 48 e 49 com base no texto 2, que apresenta comentários de especialistas sobre o gráfico.
Comment 1 – (…) the proportion of the population living in their own home has gone into decline. It peaked around the middle of the last decade, at just over 70 per cent.

Comment 2 – Owner occupiers spend an average of 18 per cent on their mortgage. That average may be misleading – those who’ve paid off their mortgage will be zilch. At least they’re building up an asset.

Comment 3 – The proportion in council homes has fallen too, thanks largely to Right to Buy. As a result, the proportion renting their own home has more than doubled in the last two decades, from under 10 per cent to over 20.

Comment 4 – (…) housing which costs more than 30 per cent of your income should count as unaffordable. This is a problem faced overwhelmingly by young renters.

Comment 5 – Soon, the rates of the population living in their own home will be back under 60 per cent, for the first time since the mid 1980s.
Adapted from: http://www.citymetric.com/politics/british-housing-crisis-five-charts

QUESTÃO 48
(PUC-RS) The comments conveying ideas that have a representation on the graph are only

A) 1 and 4.
B) 2 and 5.
C) 1, 3 and 5.
D) 2, 3 and 4.

Resposta.

QUESTÃO 49
(PUC-RS) Read these assertions.

I. The word “living”, in the context of comment 1, plays the same grammatical function as in How do young people make a living in London?

II. If the grammatical structure “may be misleading” (comment 2) were in reported speech, it would be: The expert said that average might mislead.

III. By reading comment 3, one can say that some people who had the opportunity to buy their houses from the council are now renting them to others.

IV. “(…) should count as unaffordable”. (comment 4) means are to be considered financially unfeasible.

V. By reading comment 5, one can say that the population living in their own home did not reach 60 per cent in 1980.

The correct assertions are only

A) I and III.
B) II and IV.
C) I, II and V.
D) III, IV and V.

Resposta.

QUESTÃO 50
(PUC-RS) The alternatives below present groups of four verbs that belong to the same semantic field, EXCEPT:

A) stir – simmer – mince – season
B) overtake – divert – reverse – brake
C) trim – mow – utter – water
D) withdraw – owe – profit – bounce

Resposta.

ESPANHOL

INSTRUÇÃO: Responder às questões 41 a 45 com base no texto 1.

TEXTO 1

La evolución de la población, su distribución y estructura son factores determinantes del crecimiento económico. La población paraguaya se caracteriza principalmente por su juventud, con una edad media actual de 25,9 años, indicando la disponibilidad de una gran fuerza productiva denominada también bono demográfico. Esto se traduce de la siguiente forma: una mayor demanda de instrucción académica y técnica así como laboral que, a su vez, se debe traducir en políticas públicas adaptadas a las nuevas demandas. La población paraguaya crece a un ritmo tal que cada año se incorporan poco más de 100 mil personas, con sus respectivas demandas de bienes y servicios. El crecimiento de la población, asociado con el mejoramiento estructural de las condiciones de vida, así como con la reducción sostenida de la pobreza, representan una oportunidad para seguir profundizando y consolidando el proceso de crecimiento económico y el progreso social. Si la década de 1990 vio aparecer un sinnúmero de instituciones educativas de nivel medio para satisfacer la cantidad de jóvenes, en la década siguiente, el escenario se ha modificado. _________, en términos absolutos, la población en edad escolar sigue aumentando, pero su peso en el total disminuye. De esta forma, el envejecimiento de la población generará una demanda de bienes y servicios específicos.

A su vez, las diferencias entre las zonas urbanas y las rurales se notan sobre todo en los grupos etarios que conforman la población económicamente activa. Al igual que en el resto del mundo, las mujeres rurales en Paraguay integran la fuerza de trabajo agrícola en la finca, rol compartido con los hombres y otros miembros de la unidad familiar, y desempeñan una función clave en la producción de alimentos para el autoconsumo y la generación de ingresos para sus familias y comunidades. _________, llevan la responsabilidad del trabajo doméstico y de cuidados, gestionando la reproducción cotidiana de la vida en la unidad familiar. Taborga, representante de ONU Mujeres, señaló que “el 42,4% de las mujeres en áreas rurales no tienen ingresos propios, frente al 19,4% de hombres y al 33,9% de mujeres urbanas”, por lo cual resulta fundamental tomar medidas efectivas para que ellas tengan acceso a los recursos y servicios productivos. _________, hay la necesidad de promover medidas que permitan reducir y redistribuir la carga de trabajo de cuidado no remunerado, así como la promoción del trabajo agrícola y del empleo dentro y fuera de la finca, y promover las oportunidades de mercado y desarrollo sostenible.
http://www.abc.com.py (adaptado).

QUESTÃO 41
(PUC-RS) Las palabras que rellenan correctamente las lagunas entre las líneas 23 y 46 son, respectivamente,

A) Sin embargo – De la misma forma – En cuanto
B) Efectivamente – Mientras – Entonces
C) De hecho – A lo mejor – Aunque
D) En efecto – Asimismo – Además

Resposta.

QUESTÃO 42
(PUC-RS) Las expresiones clave para comprensión del texto son

A) incremento de la población paraguaya – condiciones de trabajo en las zonas urbanas y rurales – evolución económica y social

B) crecimiento de la población en Paraguay – demanda de bienes y servicios – reducción de la pobreza en el país

C) envejecimiento de la población paraguaya – oportunidad de ingresos – trabajo de cuidado no remunerado

D) población activa en Paraguay – autoconsumo y responsabilidad – promoción del trabajo en las fincas

Resposta.

QUESTÃO 43
(PUC-RS) De acuerdo con el texto, las expresiones “bono” (línea 07), “finca” (línea 33) y “rol” (línea 33) pueden ser traducidas al portugués, sin cambio significativo de significado, respectivamente por

A) acréscimo – sítio – tarefa
B) explosão – chácara – lista
C) bônus – propriedade – papel
D) impacto – fazenda – função

Resposta.

QUESTÃO 44
(PUC-RS) De acuerdo con el texto, es posible decir que

( ) “Esto” (línea 07) retoma “gran fuerza productiva” (línea 06).

( ) la expresión “a su vez” (línea 09) expresa una correspondencia de acciones.

( ) “pero” (línea 24) puede ser sustituido por “más”.

( ) la expresión “De esta forma” (línea 25) puede ser reemplazada por “Así”.

( ) “Al igual que” (líneas 30 y 31) establece una comparación de preponderancia.

La secuencia correcta, de arriba hacia abajo, es

A) V – F – F – F – V
B) F – V – V – F – V
C) V – V – F – V – F
D) F – F – V – V – F

Resposta.

QUESTÃO 45
(PUC-RS) De acuerdo con el texto, es posible decir que la expresión “gestionando” (línea 38) indica una

A) ocurrencia de causa y efecto.
B) manera de ejecutar la acción.
C) intención que conlleva una condición.
D) consecuencia posterior a la idea circunstancial.

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder às questões 46 a 48 com base no texto 2.
LAS PIRÁMIDES DE LA POBLACIÓN RURAL Y URBANA DE PARAGUAY

QUESTÃO 46
(PUC-RS) De acuerdo con la estructura de edades de la población por zonas urbanas y rurales se puede decir que

( ) las diferencias entre la zona urbana y rural serán cada vez más perceptibles hasta 2025.

( ) las zonas urbanas sobrellevarán un crecimiento en la próxima década, sobre todo en los estratos menores a 15 años.

( ) en relación con las áreas urbanas, los estratos de la pirámide rural crecen mucho más rápidamente.

( ) en todas las franjas de la pirámide urbana se estima un aumento poblacional hasta 2025.

( ) ya se puede proyectar un proceso de envejecimiento en lo que atañe a los adultos más grandes en las dos pirámides.

La secuencia correcta, de arriba hacia abajo, es

A) V – F – F – V – V
B) V – V – F – F – F
C) F – F – V – V – F
D) F – V – V – F – V

Resposta.

QUESTÃO 47
(PUC-RS) Según las pirámides del nuevo escenario demográfico en Paraguay, NO es posible deducir que

A) el espacio urbano será el local de vida de una buena parte de la población, lo que demandará una reestructuración de las urbes.

B) la pirámide urbana toma la forma que se asemeja a un rombo, característica de los países que alcanzaron su proceso de transición demográfica.

C) las migraciones desde las zonas rurales, de 2000 hasta 2025, siguen un proceso continuo de disminución de la población agraria, sobre todo entre los adultos.

D) el aumento en las zonas urbanas permite que el mercado se ensanche, lo que diversifica la oferta de empleo y mejora la calidad de vida.

Resposta.

QUESTÃO 48
(PUC-RS) De acuerdo a su orientación, es posible decir que la(s) pirámide(s)

Columna 1
( ) urbana está _____ de la pirámide rural.
( ) podrían estar _____, es decir, en sentido contrario al de las manecillas de un reloj.
( ) podrían estar _____, es decir, girando en el mismo sentido que las manecillas de un reloj.
( ) podrían incluir la población izquierdista, es decir, _____.

Columna 2
1. a la derecha
2. a derechas
3. de derecha
4. a la izquierda
5. a izquierdas
6. de izquierda

La secuencia correcta, de arriba hacia abajo, es

A) 1 – 4 – 6 – 5
B) 1 – 5 – 2 – 6
C) 2 – 1 – 3 – 4
D) 3 – 2 – 1 – 6

Resposta.

QUESTÃO 49
(PUC-RS) Se puede pensar ___ naturaleza ___ urbano y ____ rural contemporáneos y sus respectivas relaciones con la ciudad y el campo. Según la pirámide, el grupo ___ adultos mayores tendrá un incremento considerable ___ estructura demográfica nacional, a lo cual se puede agregar el aumento de la esperanza de vida.

Las palabras que completan correctamente las lagunas están reunidas en

A) en – del – de – entre – de la
B) la – del – del – de – en
C) en la – de lo – lo – de los – en la
D) que la – de lo – de lo – de – en su

Resposta.

INSTRUÇÃO: Responder à questão 50 com base nos textos 1 e 2 e nas afirmativas que seguem.

I. El texto 1 dice sobre la diferencia de sueldo entre las mujeres campesinas y urbanas.

II. El texto 2 refiere un escenario demográfico que indica un país joven.

III. El texto 1 apunta que la nueva estructura garantiza el ingreso de bienes y servicios, sobre todo entre el grupo de escolares.

IV. Los textos 1 y 2 nos brindan informaciones que sobrepasan treinta y seis décadas.

QUESTÃO 50
(PUC-RS) El análisis de las afirmativas permite concluir que están correctas

A) I y II, solamente.
B) III y IV, solamente.
C) I, II y III, solamente.
D) I, II, III y IV.

Resposta.

Prova PUC-RS 2018 (Verão) com Gabarito Prova PUC-RS 2018 (Verão) com Gabarito Reviewed by Redação on agosto 21, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.