Questões de História UNICENTRO 2019 com Gabarito

questoes-de-historia-unicentro-2019-com-gabarito
Questões de História UNICENTRO 2019 com Gabarito

Questões de:
Português
Literatura
Inglês
Espanhol
Biologia
Filosofia
Física
Geografia
História
Matemática
Química
Sociologia

HISTÓRIA

QUESTÃO 01
(UNICENTRO 2019) O Renascimento, sob influência da cultura greco-romana, supunha que o ser humano era capaz de um entendimento racional do mundo. Assinale a alternativa correta para as características que marcaram essa influência.

a) Teocentrismo e medievalismo
b) Idealismo e romantismo
c) Humanismo e racionalismo
d) Idealismo e teocentrismo
e) Romantismo e racionalismo

GABARITO.

QUESTÃO 02
(UNICENTRO 2019) Entre os princípios básicos da Reforma Luterana, encontram-se os seguintes:

a) A conduta de comprar indulgências e praticar o celibato clerical.

b) O clero é o único intermediário entre Deus e os fiéis e são reafirmados os sete sacramentos.

c) A língua oficial da Reforma Luterana é o latim, tanto para o culto quanto para a Bíblia.

d) A salvação é alcançada pela fé e o fiel é capaz de interpretar ele mesmo os textos bíblicos através dessa mesma fé.

e) O pão e o vinho transformam-se em corpo e sangue de Cristo na Eucaristia.

GABARITO.

QUESTÃO 03
(UNICENTRO 2019) São fatores da expansão marítima portuguesa no século XV:

a) Fragmentação do poder político, fortalecimento da nobreza feudal e crescimento das atividades agrícolas.

b) Centralização monárquica, apoio da burguesia mercantil e ação do Estado.

c) Instabilidade política interna, absolutismo e burguesia industrial crescente.

d) Perseguição religiosa, necessidade de povoamento e mercantilismo.

e) Destino manifesto, estado mínimo e empreendedorismo.

GABARITO.

QUESTÃO 04
(UNICENTRO 2019) Assinale a alternativa correta sobre as principais características do mercantilismo como política econômica do Estado Absolutista.

a) Balança comercial favorável, bulionismo e sistema colonial.
b) Liberalismo econômico, especulação financeira e balança comercial deficitária.
c) Hegemonia da Igreja, contrarreforma e reforma protestante.
d) Livre comércio, estado mínimo e incentivo ao empreendedorismo.
e) Desemprego estrutural, degradação da natureza e flexibilização das leis trabalhistas.

GABARITO.

QUESTÃO 05
(UNICENTRO 2019) Para além dos aspectos estritamente econômicos, a Revolução Industrial representou uma mudança social fundamental em outros aspectos da vida dos trabalhadores. Assinale a alternativa que contém as novas características do trabalho industrial.

a) Trabalho na agricultura de subsistência com técnicas tradicionais.

b) Trabalho familiar e no espaço doméstico, o que permitiu grandes ganhos econômicos para a classe trabalhadora.

c) Trabalho comunitário através de mutirões e uma mentalidade religiosa.

d) Expansão de uma moral hedonista e aristocrática.

e) Proletarização das classes trabalhadoras e submissão do trabalho à disciplina fabril de produção.

GABARITO.

QUESTÃO 06
“Para o historiador, todos os acontecimentos, mesmo os remotos, têm atualidade e vida. Mas isso é ainda mais verdadeiro no caso da Revolução Francesa de 1789, que transformou o modo de vida até daqueles que pouco souberam ou sabem sobre ela, até hoje em dia. Não será exagero dizer que ela ajudou a dar forma ao mundo ocidental contemporâneo, moldando as instituições e os ideais que nos animam e que consideramos universais.”
GRESPAN, Jorge. Revolução Francesa e Iluminismo. São Paulo: Contexto, 2003, p. 9.

(UNICENTRO 2019) Sobre a Revolução Francesa é correto afirmar.

a) A Revolução Francesa ocorreu em meio a uma crise econômica e foi produto de revoltas de burgueses, camponeses e trabalhadores urbanos.

b) A Revolução Francesa é considerada a primeira Revolução Comunista, pois, até hoje, esse sistema molda as instituições no mundo ocidental.

c) Foi uma revolução comandada por Napoleão Bonaparte que, influenciado pelo Iluminismo, organizou um golpe de estado contra Luiz XVI.

d) A Revolução Francesa foi um movimento caracterizado pelo terror, organizado pelo revolucionário Robespierre, em apoio ao absolutismo de Luiz XVI.

e) Trata-se de uma revolução burguesa, inspirada no Iluminismo e comandada por Robespierre, na qual o Czar Nicolau II foi executado na guilhotina.

GABARITO.

QUESTÃO 07
(UNICENTRO 2019) Segundo Leon Pomer, “A luta pela independência na América espanhola implicou uma passagem de todo o poder político àqueles que já possuíam a maior parte do poder econômico.”
POMER, Leon. As independências na América Latina. 10 ed. São Paulo: Brasiliense, 1990, p.12.

A partir da frase acima, é correto afirmar, sobre a Independência dos países latino-americanos, que

a) o proletariado urbano teve a sua participação política reconhecida e uma melhora em suas condições de vida.

b) os indígenas, produtores do excedente econômico, ascenderam na hierarquia social latino americana.

c) funcionários e clérigos, nomeados pela Coroa, puderam exercer livremente o seu domínio político.

d) a aristocracia criolla veio a ocupar o vértice da pirâmide política latino-americana e a riqueza expropriada dos trabalhadores nativos não pagou mais tributos à Espanha.

e) com o fim do domínio espanhol, os jovens países organizaram-se em torno dos ideais democráticos, reconhecendo os direitos civis, políticos e sociais de todos os seus cidadãos.

GABARITO.

QUESTÃO 08
(UNICENTRO 2019) Em 1822, Simon Bolivar e José de San Martim reuniram-se em Guaiaquil, atual Equador. Os dois “libertadores da américa” tinham planos diferentes para o futuro do continente, daí que, após esse encontro,

a) San Martim retornou para a Argentina e Bolívar continuou as lutas de independência contra as forças espanholas.

b) San Martim continuou as lutas de independência e Bolívar retornou para a Venezuela.

c) eles uniram os exércitos e, juntos, venceram definitivamente as forças espanholas na América.

d) Bolívar planejava a fragmentação da América espanhola em diversos pequenos países independentes, o que enfraqueceu a luta de ambos, sendo, finalmente, derrotados pelos exércitos espanhóis.

e) San Martim traiu Bolívar e revelou a conspiração de independência para a Coroa espanhola.

GABARITO.

QUESTÃO 09
“A Lei Áurea era mesmo popular e conferia nova visibilidade à princesa Isabel e à Monarquia. No entanto, politicamente, o Império tinha seus dias contados ao perder o apoio dos fazendeiros do Vale do Paraíba. Apesar do clima de euforia reinante, parecia ser o último ato do teatro imperial. [...]. Nos jornais e nas imagens da época, Isabel passa a ser retratada como uma santa a redimir os escravos, que aparecem sempre descalços e ajoelhados, como a rezar e a abençoar a padroeira. Já a princesa surge de pé e ereta, contrastada com a posição curvada e humilde dos ex-escravos, que parecem manter a sua situação – se não mais real, ao menos simbólica. Aos escravos recém-libertos só restaria a resposta servil e subserviente, reconhecedora do tamanho do “presente” recebido. Estava inaugurada uma maneira complicada de lidar com a questão dos direitos civis.

Sem a compreensão de que a abolição era resultado de um movimento coletivo, permaneceríamos atados ao complicado jogo das relações pessoais, suas contraprestações e deveres: chave do personalismo e do próprio clientelismo. Nova versão para uma estrutura antiga em que as relações privadas se impõem sobre as esferas públicas de atuação. Como se fôssemos avessos a qualquer associação com a violência, apenas reproduzimos hierarquias que, de tão assentadas, pareciam legitimadas pela própria natureza. Péssima lição de cidadania: a liberdade combinada com humildade e servidão, distante das noções de livre-arbítrio e de responsabilidade individual. ” SCHWARCZ, Lilia. Abolição como Dádiva. In:
FIGUEIREDO, Luciano (org.) A Era da Escravidão. Rio de Janeiro: Sabin, 2009, p. 88-90.

(UNICENTRO 2019) A respeito da Lei Áurea é correto afirmar.

a) Além da liberdade, foi concedida para cada ex-escravizado uma gleba de terras para que pudesse trabalhar e manter sua família.

b) Foi estipulada uma indenização individual de um conto de réis para cada ex-escravizado a título de indenização pelo seu trabalho compulsório anterior.

c) A lei estipulou um sistema jurídico que punia como crime contra a humanidade qualquer forma de exploração e preconceito.

d) A Abolição da escravidão proporcionou, ao Imperador Pedro II, maior apoio dos cafeicultores e, dessa forma, protelou a Proclamação da República.

e) A assinatura da Lei Áurea não significou o fim do preconceito racial e não propiciou acesso à terra ou a qualquer outra forma de indenização às populações libertas.

GABARITO.

QUESTÃO 10
(UNICENTRO 2019) A partir da emancipação política do Paraná, em 1853, vários governantes adotaram políticas que visaram atrair imigrantes europeus para o seu território. Sobre esse processo de colonização, é correto afirmar.

a) No Paraná não houve escravidão, pois, desde a sua emancipação, a agricultura foi praticada apenas por imigrantes europeus.

b) Toda a população indígena do Paraná foi deslocada para o Mato Grosso do Sul, por isso, na época da chegada dos imigrantes europeus, havia um vazio demográfico.

c) O presidente da província do Paraná entre 1875 e 1877, Adolfo Lamenha Lins, criou colônias de imigrantes europeus na região de Curitiba e estabeleceu as diretrizes para a colonização.

d) No Paraná, nunca houve conflitos envolvendo a posse e a propriedade da terra.

e) A fixação de europeus no território paranaense só foi possível graças à inexistência de grandes latifúndios advindos de antigas concessões de sesmarias.

GABARITO.

QUESTÃO 11
(UNICENTRO 2019) Sobre a Guerra do Contestado (1912-1916) é correto afirmar que

a) o Contestado é a denominação do conflito armado que ocorreu no final do século XIX entre Paraná e Santa Catarina pela posse dos Campos de Palmas.

b) trata-se de uma contestação - por isso o nome Contestado – feita pelo governo da Argentina acerca da posse do território de Palmas no início do século XX.

c) a Brazil Railway Company obteve do governo brasileiro a concessão de terras como remuneração pela construção da ferrovia que liga São Paulo ao Rio Grande do Sul, ocasionando a expulsão dos moradores da região, os quais resistiram.

d) o conflito ocorreu quando da construção de uma rodovia entre os estados de Santa Catarina e Paraná, seguindo as fronteiras estabelecidas pelo Caminho dos Tropeiros.

e) o Contestado foi um levante apenas de caráter religioso liderado por Antônio Conselheiro.

GABARITO.

QUESTÃO 12
(UNICENTRO 2019) A industrialização brasileira, durante as décadas de 30 e 40, do século XX, teve como base a empresa pública. Setores como o ferro, o aço, a energia elétrica e a química pesada desenvolveram-se com o investimento estatal. São exemplos dessas empresas no período:

a) Brazil Railway Company, Companhia Siderúrgica Nacional e Votorantin.
b) Companhia Siderúrgica Nacional, Vale do Rio Doce e Fábrica Nacional de Motores.
c) Vale do Rio Doce, Samarco e Monsanto.
d) Fábrica Nacional de Motores, Volkswagen e Hidrelétrica do São Francisco.
e) Light S. A., Swift e Texaco.

GABARITO.

QUESTÃO 13
(UNICENTRO 2019) Sobre a II Guerra Mundial (1939-1945), é correto afirmar:

a) Ao final da II Guerra, todas as populações por ela deslocadas retornaram a seus países de origem.

b) Ao final da II Guerra Mundial, a Alemanha estava derrotada e as quatro potências vencedoras - União Soviética, Estados Unidos, Reino Unido e França - assumiram o poder e dividiram o território alemão em quatro zonas de ocupação.

c) No desenrolar da II Guerra Mundial, dois grupos definiram as posições dos países na guerra. De um lado, os países do Eixo: Alemanha, Japão e URSS; do outro lado, os Aliados: Estados Unidos, Inglaterra, Itália e França.

d) A II Guerra Mundial iniciou quando a Alemanha teve suas fronteiras invadidas pela Polônia e pela Rússia.

e) A II Guerra Mundial ocorreu devido ao interesse dos comunistas soviéticos em dominar a Europa.

GABARITO.

QUESTÃO 14
(UNICENTRO 2019) O ideal desenvolvimentista do governo Juscelino Kubitschek foi definido em um programa de trinta objetivos a serem alcançados em diversos setores da economia. Tal plano era denominado:

a) Desenvolvimentismo.
b) Política de valorização do café.
c) 50 anos em 5.
d) Plano de Metas.
e) Comissão Mista Brasil - Estados Unidos.

GABARITO.

QUESTÃO 15
(UNICENTRO 2019) Decretado em 13 de dezembro de 1968 e considerado como a expressão mais acabada do estado de exceção instaurado pelo Golpe de 1964, este instrumento inconstitucional autorizava ao presidente da República suspender os direitos políticos e a garantia de habeas-corpus dos cidadãos, bem como decretar recesso do Congresso Nacional, confiscar bens e intervir em estados e municípios, tudo sem a apreciação judicial.

Tal instrumento ficou conhecido como

a) Ato Institucional nº 5.
b) Ato Institucional nº 1.
c) Plano Quinquenal.
d) Reforma de Bases.
e) Reforma bolivariana.

Comentários