DESTAQUE
+ exercício com questões subjetivas.

Questões de Linguagens da Unichristus 2020 com Gabarito

questoes-de-linguagens-da-unichristus-2020-com-gabarito
Questões de Linguagens da Unichristus 2020 com Gabarito

Prova Unichristus 2020.1 (Medicina) com Gabarito

Questões de:
Liguagens
Espanhol
Inglês
Matemática
Ciências Humanas

2020.1

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS

Para responder às questões de números 01 a 06, considere o texto I.

TEXTO I

Os olhos do Brasil e do mundo se voltam para a maior floresta tropical e maior reserva de biodiversidade da Terra. Milhares de mensagens de alerta em diferentes línguas circulam nas redes sociais com a hashtag #PrayForAmazônia. A razão não poderia ser pior: a Amazônia arde em chamas. O bioma é o mais afetado pela maior onda de incêndios florestais no Brasil em sete anos. Não há novidade no fenômeno em si. A Amazônia sempre sofreu com queimadas ligadas à exploração de terra. Mas como isso chegou tão longe? Veja a seguir o que já sabemos sobre os incêndios na floresta.

Do ponto de vista prático, as queimadas, quando são utilizadas em áreas com pastagens, visam à renovação ou à recuperação da vegetação utilizada para a alimentação do gado, eliminando ervas daninhas e adicionando nutrientes ao solo, oriundos da biomassa queimada. Entretanto, no longo prazo, essa prática provoca degradação físico-química e biológica do solo e traz prejuízos ao meio ambiente. Segundo dados do INPE, o número de focos de incêndio florestal aumentou 83% entre janeiro e agosto de 2019 na comparação com o mesmo período de 2018. Desde 1o de janeiro até a terça-feira (20/8), foram contabilizados 74.155 focos, alta de 84% em relação ao mesmo período do ano passado. É o número mais alto desde que os registros começaram, em 2013. A última grande onda é de 2016, com 66.622 focos de queimadas nesse período.

Combinado a períodos de seca severa, o desmatamento e a prática de queimadas podem gerar um saldo final incendiário. O que causa estranheza aos especialistas nos eventos de 2019, porém, é que a seca não se mostra tão severa como nos anos anteriores e tampouco houve eventos climáticos extremos, como o El Niño, que justifiquem um aumento considerável nos focos de incêndio. Além disso, os tempos de seca mais severa ocorrem geralmente no mês de setembro, ou seja, a mão do homem pesou, e muito, para a alta neste ano.
Disponível em: <https://exame.abril.com.br>.
Acesso em: 3 set. 2019.

QUESTÃO 01
(Unichristus 2020) Observe este parágrafo que foi suprimido do texto I.

Em tempos de seca, floresta é combustível. Historicamente, durante a estação de menor incidência de chuvas, tipicamente compreendida entre os meses de julho e setembro, grandes quantidades de focos de incêndios são detectados pelos satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Estudos científicos mostram que as queimadas dessa região geralmente decorrem do modelo de ocupação e do uso do solo, com o desmatamento de grandes áreas e consequente queima da vegetação, tanto de pastagem quanto de floresta primária para preparo da terra ao plantio. A prática é comum na agropecuária nacional, principalmente na região do Cerrado e da Amazônia Legal.

Observando-se a coesão e a coerência textuais, esse parágrafo deve ser corretamente recolocado

A) como introdução do texto.
B) imediatamente após o primeiro parágrafo.
C) logo após o segundo parágrafo.
D) como conclusão do texto.
E) em qualquer parte do texto.

GABARITO.

QUESTÃO 02
(Unichristus 2020) Com relação aos incêndios na Amazônia em 2019, a leitura do texto permite inferir que

A) os incêndios na Amazônia são explicados pela interação proporcional de fatores climáticos sazonais e pela ação humana.

B) outros fatores foram mais determinantes embora a ação do homem tenha tido participação nos incêndios da Amazônia.

C) a ação do homem foi a causa preponderante dos incêndios ocorridos na Amazônia, em 2019.

D) ainda não se pode afirmar qual fator foi preponderante em função da existência de vários fatores envolvidos nos incêndios da Amazônia.

E) a ação humana criminosa associada a motivações políticas foram os fatores determinantes dos incêndios na Amazônia.

GABARITO.

QUESTÃO 03
(Unichristus 2020) Observe os trechos destacados nesse excerto.

Entretanto, no longo prazo⁽¹⁾, essa prática provoca degradação físico-química e biológica do solo⁽²⁾ e traz prejuízos⁽³⁾ ao meio ambiente⁽⁴⁾.

Segundo dados do INPE, o número de focos de incêndio florestal⁽⁵⁾ aumentou 83% entre janeiro e agosto de 2019 na comparação com o mesmo período de 2018. Desde 1º de janeiro até a terça-feira (20/8)⁽⁶⁾, foram contabilizados 74.155 focos⁽⁷⁾, alta de 84% em relação ao mesmo período do ano passado.

Exercem a mesma função sintática os termos indicados em:

A) 1 e 2.
B) 1 e 4.
C) 2 e 5.
D) 3 e 6.
E) 5 e 7.

GABARITO.

QUESTÃO 04
(Unichristus 2020) Em “...as queimadas, quando são utilizadas em áreas com pastagens, visam à renovação...” (parágrafo 2), o uso do acento indicativo da crase se justifica, nesse trecho em destaque,

A) pela regência do verbo, independentemente do número do substantivo posposto ao “à”.

B) pela regência do nome posposto ao “à”.

C) pela regência e pelo número do substantivo posposto ao “à”.

D) pela regência do verbo e pelo gênero e número do substantivo posposto ao “à”.

E) pelo fato de ser uma locução adverbial.

GABARITO.

QUESTÃO 05
(Unichristus 2020) A seguir, encontram-se fragmentos do texto com uma explicação para o uso da vírgula. A explicação para o uso da vírgula está de acordo com a norma-padrão em:

A) “...as queimadas, quando são utilizadas em áreas com pastagens, visam...” (parágrafo 2) – vírgulas usadas para separar oração subordinada intercalada.

B) “Entretanto, no longo prazo, essa prática provoca degradação...” (parágrafo 2) – vírgulas utilizadas para separar o aposto.

C) “Segundo dados do INPE, o número de focos de incêndio florestal aumentou 83%...” (parágrafo 2) – vírgula utilizada para separar o predicativo.

D) “Desde 1º de janeiro até a terça-feira (20/8), foram contabilizados 74.155 focos...” (parágrafo 2) – vírgula utilizada para separar a oração coordenada sindética explicativa da coordenada assindética.

E) “...os tempos de seca mais severa ocorrem geralmente no mês de setembro, ou seja, a mão do homem pesou...” (parágrafo 3) – vírgulas utilizadas para separar conjunção conclusiva.

GABARITO.

QUESTÃO 06
Observe este trecho.

“O que causa estranheza aos especialistas nos eventos de 2019...” (parágrafo 3)

(Unichristus 2020) A substituição da expressão em destaque por um pronome oblíquo, com os necessários ajustes e o respeito à norma-padrão, foi feita corretamente em:

A) “O que os causa estranheza nos eventos de 2019...”

B) “O que causa-os estranheza nos eventos de 2019...”

C) “O que causa-lhes estranheza nos eventos de 2019...”

D) “O que lhes causa estranheza nos eventos de 2019...”

E) “O que causa-no estranheza nos eventos de 2019...”

GABARITO.

Para responder à questão de número 07, considere o texto I do início desta prova e o texto II a seguir.

TEXTO II

Onde está a amazônia no mapa
Disponível em: <https://www.google.com/
search?q=tirinha+sobre+queimadas>.
Acesso em: 3 set. 2019.

QUESTÃO 07
(Unichristus 2020) Os itens a seguir correspondem a trechos do texto I.

Qual desses trechos do texto I melhor dialoga com o texto II (a charge)?

A) “Os olhos do Brasil e do mundo se voltam para a maior floresta tropical e maior reserva de biodiversidade da Terra.” (parágrafo 1)

B) “O que causa estranheza aos especialistas nos eventos de 2019, porém, é que a seca não se mostra tão severa como nos anos anteriores.” (parágrafo 3)

C) “O bioma é o mais afetado pela maior onda de incêndios florestais no Brasil em sete anos.” (parágrafo 1)

D) “Do ponto de vista prático, as queimadas, quando utilizadas em áreas com pastagens, visam à renovação ou recuperação da vegetação utilizada para a alimentação do gado, eliminando ervas daninhas...” (parágrafo 2)

E) “...os tempos de seca mais severa ocorrem geralmente no mês de setembro...” (parágrafo 3)

GABARITO.

Para responder à questão de número 08, considere o texto III a seguir.

TEXTO III

Não deixem que o verde se torne cinza
Disponível em: <https://www.google.com/
search?q=queimadas+na+amazonia+2019>.
Acesso em: 3 set. 2019. (Adaptado)

QUESTÃO 08
(Unichristus 2020) Esse texto objetiva, principalmente,

A) incentivar o engajamento político-partidário no combate ao desmatamento e aos incêndios na Amazônia.

B) evidenciar o amor que o emissor tem pela natureza e, em especial, pelas riquezas minerais da Floresta Amazônica.

C) esclarecer que a destruição da Floresta Amazônica se dá por motivos econômicos.

D) condenar a ineficiência dos agentes públicos no combate aos incêndios na Amazônia.

E) buscar o engajamento do público-alvo na luta em defesa da Floresta Amazônica.

GABARITO.

Para responder à questão de número 09, considere os textos IV e V.

TEXTO IV

MACUNAÍMA

Samba Enredo da Portela, 1975

Portela apresenta
Do folclore tradições
Milagres do sertão à mata virgem
Assombrada com mil tentações
Cy, a rainha mãe do mato, oi
Macunaíma fascinou
Ao luar se fez poema
Mas ao filho encarnado
Toda maldição legou
Macunaíma índio branco catimbeiro
Negro sonso feiticeiro
Mata a cobra e dá um nó
Cy, em forma de estrela
A Macunaíma dá
Um talismã que ele perde e sai a vagar
Canta o uirapuru e encanta
Liberta a mágoa do seu triste coração
Negrinho do pastoreio foi a sua salvação
E derrotando o gigante
Era uma vez Piaimã
Macunaíma volta com a muiraquitã
Marupiara na luta e no amor
Quando sua pedra para sempre o monstro levou
O nosso herói assim cantou
Vou-me embora, vou-me embora
Eu aqui volto mais não
Vou morar no infinito
E virar constelação
Disponível em: <ttps://www.letras.mus.br/portela-rj/480502/
Acesso em: 3 set. 2019.

TEXTO V

“Um poema herói-cômico, caçoando do ser psicológico brasileiro, fixando em uma figura de lenda, à maneira mística dos poemas tradicionais. O real e o fantástico fundidos em um plano. O símbolo, a sátira e a fantasia livremente fundidas. Ausência de regionalismo pela fusão das características regionais. Um Brasil só e um herói só.
LOPEZ, Telê Porto Ancona. In Macunaíma e o texto.
São Paulo, Hucitec-SCET-CET,1974. (Adaptado).

QUESTÃO 09
(Unichristus 2020) Os textos IV e V, com propósitos comunicativos diferentes, fazem referência à obra Macunaíma, de Mário de Andrade.

Essa obra tem em comum com o movimento antropofágico de Oswald de Andrade

A) o forte viés panfletário e a valorização da cultura estrangeira associada à nacional.

B) a evocação das raízes primitivas brasileiras e a presença do nacionalismo crítico.

C) uma forte crítica social aliada a uma visão lúdica e sonhadora dos aspectos regionais.

D) a valorização das raízes nacionais e uma forte crítica ao primitivismo afrancesado.

E) o desejo de criar uma arte para exportação e um forte sentimento xenófobo.

GABARITO.

QUESTÃO 10

Georges Seurat. Uma Tarde de Dominga na Grande-Jatte
(Georges Seurat. Uma Tarde de Dominga na Grande-Jatte.
1884-86. Óleo sobre tela, 2 X 3 m. Instituto de Arte de Chigaco)
Disponível em: <https://arteeartistas.com.br/>.
Acesso em: 3 set. 2019.

(Unichristus 2020) Georges Seurat buscou transformar o Impressionismo em algo sólido e durável. Seurat tinha uma paixão pela ordem e pela permanência.

A tela anterior está coberta por pontos sistemáticos, que deveriam fundir-se no olho do espectador e produzir, então, matizes

A) intermediários mais luminosos do que os que se poderiam obter de pigmentos misturados na paleta. Esse processo se chamou Pontilhismo.

B) secundários menos luminosos, pois os pigmentos eram misturados previamente na paleta. Esse processo ficou conhecido como Pontilhismo.

C) primários e sem luminosidade, pois o pintor associa pigmentos misturados previamente na paleta com pigmentos misturados na própria tela. Esse processo ficou conhecido como Pontilhismo.

D) negros menos luminosos do que os que se poderiam obter de pigmentos negros misturados na paleta. Esse processo se chamou Divisionismo.

E) de cores fortes e agressivas misturadas diretamente na paleta. Esse processo se chamou Divisionismo.

GABARITO.

QUESTÃO 11

Rest Energy, 1980, famosa “performance” de Marina Abramović e Ulay
(Rest Energy, 1980, famosa “performance” de Marina Abramović e Ulay)
Disponível em: <http://www.aescotilha.com.br>.
Acesso em: 3 set. 2019.

(Unichristus 2020) A “performance” é uma modalidade artística híbrida, isto é, que pode mesclar diversas linguagens como teatro, música e artes visuais. A “performance” ocorre quando o artista apresenta uma cena em que normalmente

A) busca exaltar os aspectos clássicos da arte acadêmica.

B) usa o próprio corpo como instrumento da ação artística.

C) utiliza o público como suporte da ação artística.

D) se mostra um caráter permanente e conservador.

E) retoma os valores da arte rupestre aliados à dramaturgia.

GABARITO.

QUESTÃO 12

Victor Vasareliy, coleção do artista
(Victor Vasareliy, coleção do artista)
Disponível em: <http://www.democrart.com.br>.
Acesso em: 3 set. 2019.

(Unichristus 2020) Essa obra exemplifica a Op Art. O que é novo nessa tendência artística é que ela estende a ilusão óptica até a arte não figurativa e faz funcionar de todas as formas concebíveis.

Essa expressão artística não tem o ímpeto e o apelo emocional da Pop Art, em comparação parece

A) revitalizar todos os postulados do cubismo sintético, supervalorizando as formas geométricas.

B) evidenciar os aspectos ópticos do expressionismo alemão e da arte neoclássica francesa.

C) criar uma visão niilista da arte por meio da retomada de aspectos técnicos da fotografia.

D) associar recursos da fotografia à proposta artística do movimento antropofágico.

E) ser excessivamente cerebral e sistemática, mais próxima das ciências do que das humanidades.

GABARITO.

QUESTÃO 13
(Unichristus 2020) O movimento romântico, muito embora subdividido em nuances estilísticas, denota unidade em seus caracteres fundamentais.

No Brasil, todavia, assumiu uma tonalidade própria, comunicada pelas peculiaridades do meio a que se acomodou, ainda em conformidade com senso do relativo e a historicidade que são alguns de seus traços definidores. O Romantismo possui vários aspectos, o literário e o artístico, o político e o social, envolvendo gêneros variados como a poesia lírica, o romance, o drama, o jornalismo escrito.

Foi antes e acima de tudo um estilo de vida nacional, todo o povo tendo vivido de acordo com suas formas e sentido, cantando, pensando de maneira idêntica, procurando afirmar, através dele, a sua individualidade.
Introdução à literatura no Brasil, Afrânio Coutinho.
19ª ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007.

Pela ênfase dada à inspiração, como guia supremo da criação literária, o Romantismo estabeleceu um padrão que, indo ao encontro de qualidade inata no povo brasileiro, entronizou-se em norma estético-literária que dominaria grande parte de nossa atividade literária.

É bem romântico

A) o culto brasileiro da inspiração, da improvisação e da espontaneidade como fontes de criatividade.

B) o fraco colorido político e social, pois foi uma arte ainda presa aos aspectos lusitanos e coloniais.

C) o sentimentalismo e a sensibilidade, porém esses valores comprometeram a popularidade da literatura romântica.

D) a exaltação dos postulados da literatura clássica e o respeito às tradições na linguagem.

E) a postura sonhadora do homem, pois sempre buscou evitar usar a literatura como uma arma de ação política e social.

GABARITO.

QUESTÃO 14

Espesso, porque é mais espessa a vida que se luta cada dia, o dia que se adquire cada dia (como uma ave que vai cada segundo conquistando seu voo).

(Unichristus 2020) João Cabral de Melo Neto é considerado o mais importante poeta da Geração de 45 e um dos maiores poetas brasileiros de todos os tempos. Essa fase do Modernismo assiste a um apuramento formal cada vez mais preciso, a um esforço de recuperação disciplinar, bem como

A) a um forte engajamento político e social, revelando uma postura panfletária.

B) a uma contenção emocional e a uma severidade da linguagem.

C) a um cuidado com a linguagem associado a um forte sentimentalismo.

D) a uma postura espiritualista de forte viés simbolista.

E) a uma contenção emocional aliada a uma herança simbolista.

GABARITO.

QUESTÃO 15
CRIME 3

Fuma fuma tabaque
bate: que pança?
Dança curtido corpo
de charque charco
em corruto beiço tensão
charuto e seu sangue
soca seu peito soca e
eis que ao lado o
outro
caboclo bate: disputa
um ataque à bronca (ou
em bloco) de ronco e
lata. E
na mão do primeiro o
punhal se empunha se
ergue chispando e em X
pando desce: se crava
cavo, na caixa
de som
(colchão murcho coração).
Mauro Gama. In AZEVEDO FILHO, L.A.
Poetas do Modernismo. Brasília, INI, 1972.

(Unichristus 2020) O poema “Crime 3” pertence à poesia-práxis. Esse tipo de poesia surgiu como uma dissidência do grupo concretista.

Para o poeta-práxis,

A) as palavras são corpos inertes, imobilizados a partir de quem as profere e usa.

B) a palavra não pode ser considerada sob o seu aspecto semântico nem sob o seu valor rítmico.

C) cada palavra deve ser considerada como um ser atuante, uma forma, um organismo que gera outras palavras.

D) a palavra, às vezes, é um ser atuante, mas ela não deve ser usada para gerar outras palavras.

E) as palavras não são corpos vivos, pois são meras vítimas passivas do contexto.

GABARITO.

QUESTÃO 16
“Fui até a janela, e comecei a rufar com os dedos no peitoril. Virgília chamou-me; deixei-me estar, a remoer os meus zelos, a desejar estrangular o marido, se o tivesse ali à mão...Justamente, nesse instante, apareceu na chácara o Lobo Neves.

Não tremas assim, leitora pálida; descansa, que não hei de rubricar esta lauda com um pingo de sangue. Logo que apareceu na chácara, fiz-lhe um gesto amigo, acompanhado de uma palavra graciosa; Virgília retirou-se apressadamente da sala, onde ele entrou daí a três minutos.”

(Unichristus 2020) Machado de Assis parece ter um perverso prazer em romper a expectativa do leitor, especialmente do leitor acostumado aos folhetins românticos com seus arremates tantas vezes presumíveis. Isso evidencia uma das características fundamentais de Machado de Assis. Trata-se

A) da análise psicológica da personagem.
B) da forte crítica social.
C) do anticlericalismo.
D) do anticlímax.
E) da reificação.

GABARITO.

2020.2

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS

Texto para as questões de 01 a 05.

A Campanha “Setembro Verde” é alusiva ao Dia Nacional da Doação de Órgãos (27 de setembro). Considerando que o verde é adotado, em todo mundo, como a cor símbolo da Doação de Órgãos, durante o mês de setembro, o ESPAÇO RAFAH receberá, em sua fachada, a iluminação nesta cor, como demonstração de adesão à campanha e de solidariedade às pessoas que necessitam de um transplante.

O Setembro Verde, que é realizado em todo país, é o mês que incentiva o debate sobre a doação e o transplante de órgãos. Ao longo de todo o mês de setembro, acontecerão ações para conscientizar a população sobre a importância da doação de órgãos.

Para se tornar um doador de órgãos, basta comunicar à sua família. A doação só ocorre com autorização dos parentes que são mais próximos. Por isso, ressaltamos a importância de as pessoas conversarem com seus familiares e expressarem o desejo de se tornarem doadores após a morte.

Atualmente, a negativa familiar é o principal motivo para a não doação. O objetivo da campanha é incentivar o cidadão a declarar para seus familiares e amigos a intenção de ser um doador.

Podem ser doados rins, coração, pulmões, fígado, pâncreas e tecidos, como ossos, tendões, pele, córneas e valvas cardíacas, ou seja, um único doador pode salvar até dez vidas.
Disponível em: <http://radios.ebc.com.br/tarde-nacional>.
Acesso em: 10 set. 2019.

QUESTÃO 01
(Unichristus 2020) De acordo com o texto,

A) a única ação necessária é a pessoa declarar que é um doador para que haja a doação de órgãos.

B) nada nem ninguém pode impedir que haja a doação de órgãos após a morte do paciente.

C) é possível salvar mais de uma vida com um único doador.

D) é impossível um mesmo doador doar vários órgãos para uma mesma pessoa.

E) a doação não ocorre somente se a pessoa declarar que não deseja doar e, no mesmo instante, a família se negar a autorizar a doação.

GABARITO.

QUESTÃO 02
(Unichristus 2020) No fragmento “Por isso, ressaltamos a importância de as pessoas conversarem com seus familiares...” (Ls. 15 a 17), a expressão sublinhada faz referência

A) à necessidade da aprovação dos parentes mais próximos para que haja a doação de órgãos.

B) à obrigatoriedade de a pessoa declarar que é um doador oficial para que a doação de órgãos aconteça.

C) à obrigatoriedade tanto da declaração do paciente que é um doador quanto da declaração de sua filiação à campanha “Setembro Verde”.

D) ao fato de um mesmo doador poder doar até para dez pessoas diferentes.

E) ao fato de a negação, por parte da família, não interferir na doação de órgãos.

GABARITO.

QUESTÃO 03
Observe esse trecho:

“...como demonstração de adesão à campanha e de solidariedade às pessoas que necessitam de um transplante.” (Ls. 6 a 8)

(Unichristus 2020) Assim como nesse trecho, respeita também plenamente a norma gramatical relativa ao emprego do acento indicativo de crase o seguinte comentário relativo ao tema abordado no texto:

A) Em 2018, a recusa familiar à qualquer doação de órgãos foi de aproximadamente 40%, considerando potenciais doadores.

B) Familiares e amigos precisam saber do desejo do possível doador para passá-lo à frente, e, assim, as doações acontecerem.

C) Dispôs-se à doar órgãos em face de ser a única esperança de vida ou a oportunidade de um recomeço para pessoas que precisam de doação.

D) A doação de órgãos é um ato de expandir o amor e, relacionado à essa possibilidade, está a condição de ajudar o próximo.

E) O cotidiano dos enfermeiros no cuidado à famílias de doadores de órgãos é permeado por obstáculos.

GABARITO.

QUESTÃO 04
(Unichristus 2020) No que se refere aos aspectos linguísticos do texto, pode-se afirmar que,

A) na linha 8, o termo “O Setembro Verde” está isolado por vírgula por ser um vocativo.

B) na linha 9, o verbo “incentiva” tem sujeito indeterminado.

C) na linha 11, o termo “ações” desempenha função de sujeito do verbo “acontecerão” (L. 11)

D) na linha 18, o vocábulo “Atualmente” desempenha função de adjunto adnominal.

E) nas linhas 10 e 11, o termo “Ao longo de todo o mês de setembro” está isolado por vírgula por ser um aposto.

GABARITO.

QUESTÃO 05
(Unichristus 2020) Analise a classificação morfológica de cada vocábulo destacado nos fragmentos a seguir. Qual alternativa apresenta uma classificação que difere da apresentada nas demais alternativas?

A) “...que o verde é adotado...” (L. 3)

B) “...que necessitam...” (L. 7)

C) “...que é realizado em todo país...” (Ls. 8 e 9)

D) “...que incentiva o debate... (L. 9)

E) “...que são mais próximos... (L. 15)

GABARITO.

QUESTÃO 06
(Unichristus 2020) O interdito⁽¹⁾, como incapaz de consentir, estar⁽²⁾ impedido de dispor os órgãos e/ou partes do corpo, ainda que o intuito⁽³⁾ do ato tenha caráter⁽⁴⁾ humanitário e terapêutico.

A decisão de doar é de natureza personalíssima⁽⁵⁾, razão pela qual o consentimento não pode ser suprido por ato do curador ou do Judiciário.
Disponível em: <https://www.migalhas.com.br>.
Acesso em: 10 set. 2019.

Nesse texto, a opção cuja palavra ou expressão destacada apresenta equívoco sintático, morfológico ou gráfico em relação à norma-padrão da Língua Portuguesa é:

A) (1).
B) (2).
C) (3).
D) (4).
E) (5).

GABARITO.

QUESTÃO 07

Unichristus 2020.2 Doe Vida Seja doador de órgãos

(Unichristus 2020) A leitura desse texto permite afirmar que nele predomina a função conativa ou apelativa, pois

A) o texto tem como objetivo principal transmitir as emoções e os sentimentos do emissor.

B) o emissor se preocupa com elaboração da mensagem, ou seja, com a beleza da mensagem.

C) o texto tem como principal objetivo estabelecer ou interromper a comunicação com o interlocutor.

D) a mensagem é caracterizada por uma linguagem persuasiva que tem o intuito de convencer o leitor.

E) o conteúdo do texto é caracterizado pelo uso da metalinguagem, ou seja, a linguagem que se refere a ela mesma.

GABARITO.

QUESTÃO 08

Unichristus 2020.2 Doação de Órgãos sobre a continuidade da vida

(Unichristus 2020) O principal objetivo comunicativo desse texto é

A) defender a visão mística de que há vida após a morte.

B) mistificar a doação de órgãos.

C) criar um óbice para a doação de órgãos.

D) ser um estorvo para a campanha Setembro Verde.

E) divulgar um evento.

GABARITO.

QUESTÃO 09

Unichristus 2020.2 A Escola de Atenas, Rafael. Afresco.
A Escola de Atenas, Rafael. Afresco.
Stanza della Segnatura, Palácio do Vaticano, Roma.

(Unichristus 2020) Se Michelangelo exemplifica o gênio solitário, Rafael pertence ao tipo oposto: artista como homem do mundo.

A genialidade de Rafael evidencia um poder de síntese exclusivo que lhe permitiu fundir as qualidades de Leonardo e Michelangelo, criando uma arte

A) ao mesmo tempo lírica e dramática, de riqueza pictórica e solidez escultural.

B) fortemente marcada pelo viés místico e pelo desequilíbrio no uso dos fundamentos básicos da perspectiva.

C) que rompe bruscamente com os princípios que fundamentam a simetria e o claro-escuro.

D) que, pelas grandes inovações técnicas, já prenuncia o surgimento das vanguardas europeias.

E) que trabalha o claro-escuro de uma maneira bem peculiar, pois a luz vem de uma fonte divina. Isso evidencia uma postura teocêntrica.

GABARITO.

QUESTÃO 10

Unichristus 2020.2 O Enterro do Conde Orgaz
O Enterro do Conde Orgaz, El Greco. Óleo sobre tela, 4,87m X 3,60m.
Santo Tomé, Toledo, Espanha.

(Unichristus 2020) El Greco é um artista enigmático, sobre quem se sabe muito pouco. A obra O Enterro do Conde Orgaz foi pintada em 1586, para celebrar o enterro do conde que havia morrido 250 anos antes. O estilo em voga na época era o clássico de Michelangelo e Rafael. El Greco transformou essas fortes influências em um estilo próprio,

A) intensamente espiritual, com suas formas alongadas e movimentos arrebatados.

B) fortemente marcado pelo viés impressionista ao mostrar a mudança na tonalidade das cores por ação da luz.

C) claramente marcado por um viés religioso que promove uma negação total do estilo maneirista.

D) pois, ao apresentar o viés religioso associado ao aspecto expressionista, marca o total desprezo que o artista tinha pelo maneirismo.

E) pois, ao alongar as figuras e destacar os movimentos vigorosos, o artista evidencia a transição do maneirismo para o futurismo.

GABARITO.

QUESTÃO 11

O Pensador
O Pensador. Auguste Rodin. Bronze, altura: 1,55 m.
Museu Metropolitano de Arte, Nova Iorque.

(Unichristus 2020) O Pensador é uma das obras de Auguste Rodin. Quando se observam as feições da estátua, sente-se que, por sob o desdém, há

A) uma postura desafiadora.
B) uma tristeza aterradora.
C) um viés de crítica social.
D) uma agonia íntima.
E) a negação da espiritualidade.

GABARITO.

QUESTÃO 12
“Aquele lugar, o ar. Primeiro, fiquei sabendo que gostava de Diadorim, de amor mesmo amor, mal encoberto em amizade. Me a mim, foi de repente, que aquilo se esclareceu: falei comigo. Não tive assombro, não achei ruim, não me reprovei, na hora. Melhor alembro. Eu estava sozinho, num repartimento dum rancho, rancho velho tropeiro, eu estava deitado numa esteira de taquara. Ao perto de mim, minhas armas. Com aquelas, reluzentes nos canos, de cuidadas tão bem, eu mandava a morte em outros, com a distância de tantas braças.”
Grande Sertão: Veredas, João Guimarães Rosa.

(Unichristus 2020) Na obra de Guimarães Rosa, o sertanejo vive um impasse existencial que pode ser vivido e/ou compreendido por qualquer um, em qualquer espaço. A personagem de Guimarães é um homem organicamente integrado no universo em que confluem forças contraditórias. Essa personagem

A) procura se alienar de seu contexto adverso e opressor que a faz sofrer, pois não aceita a sua realidade social.

B) passa por uma crise existencial profunda ou por uma sucessão delas, que a faz rever o seu estar no mundo.

C) busca lutar contra as forças cósmicas e místicas, pois tenta evidenciar que tudo tem uma explicação lógica e racional.

D) assume uma postura de combate contra os valores que lhe causam opressão e dor.

E) evidencia uma forte crítica social e política, pois assume uma postura engajada e panfletária.

GABARITO.

QUESTÃO 13
VÁRIOS EFEITOS DE AMOR
Lope de Vega

Desmaiar-se, atrever-se, estar furioso,
áspero, terno, liberal, esquivo,
alentado, mortal, defunto, vivo;
leal, traidor, covarde e animoso;

não achar fora do seu bem repouso,
mostrar-se alegre, triste, humilde, altivo,
anojado, valente, fugitivo,
satisfeito, ofendido, receoso;

virar o rosto ao claro desengano,
beber veneno por licor suave,
olvidar o proveito, amar o dano,

acreditar que o céu num inferno cabe
e dar a vida e a alma a um desengano,
é isto o amor, quem o provou bem sabe.

(Unichristus 2020) O Barroco é um movimento extremamente complexo, pois reflete a instabilidade do mundo pós-renascentista, em que o homem, arremessado do auge das conquistas expansionistas ultramarinas, de avanços tecnológicos e científicos, tem agora de ajustar sua cosmovisão aos desígnios dos novos tempos. O Barroco é uma arte dos contrastes, pois o artista tenta conciliar forças polares.

O resultado é uma arte

A) clara e límpida, pois soube conciliar o equilíbrio formal renascentista com o conflito existencial do homem do século XVII.

B) crítica e panfletária, pois o poeta barroco sempre evidencia uma postura engajada por meio de uma arte sóbria e socialmente ativa.

C) que busca o vago, o caótico, o indefinível e o misterioso, pois reflete um mundo triste e obscuro.

D) hiperbólica e desigual, que expressa, por meio do rebuscamento formal, a angústia do conflito existencial.

E) exagerada e expressionista que busca, por meio da hipérbole, criar uma caricatura da realidade social.

GABARITO.

QUESTÃO 14
A FLOR E A NÁUSEA
(fragmento)

(...)
Uma flor nasceu na rua!
Vomitar esse tédio sobre a cidade.
Quarenta anos e nenhum problema
resolvido, sequer colocado.
Nenhuma carta escrita nem recebida.
Todos os homens voltam para casa.
Estão menos livres, mas levam jornais
E soletram o mundo, sabendo que o perdem.

Crimes da terra, como perdoá-los?
Tomei parte em muitos, outros escondi.
Alguns achei belos, foram publicados.

Crimes suaves, que ajudam a viver.
Ração diária de erro, distribuída em casa.
Os ferozes padeiros do mal.
Os ferozes leiteiros do mal.

Pôr fogo em tudo, inclusive em mim.
Ao menino de 1918 chamavam anarquista.
Porém meu ódio é o melhor de mim.
Com ele me salvo
e dou a poucos uma esperança mínima.

Passem de longe, bondes, ônibus, rio de aço do tráfego.
Uma flor ainda desbotada
ilude a polícia, rompe o asfalto.
Façam completo silêncio, paralisem os negócios,
garanto que uma flor nasceu.
Sua cor não se percebe.
Suas pétalas não se abrem.
Seu nome não está nos livros.
É feia. Mas é realmente uma flor.

Sento-me no chão da capital do país às cinco horas da tarde
e lentamente passo a mão nessa forma insegura.
Do lado das montanhas, nuvens maciças avolumam-se.
Pequenos pontos brancos movem-se no mar, galinhas em pânico.
É feia. Mas é uma flor. Furou o asfalto, o tédio, o nojo e o ódio.
A Rosa do Povo, Carlos Drummond de Andrade.

(Unichristus 2020) O sentido revolucionário da poesia de Carlos Drummond de Andrade não é aquele que leva a arte a penetrar nas massas, a exaltá-las, a ajudá-las a ter consciência das próprias misérias e necessidades, mas

A) aquele que transfigura o sentimento de inconformismo e revolta para que possa comover as chamadas elites intelectuais.

B) uma inspiração revolucionária, contendo, por isso, uma substância elitista ao lado de uma forma fácil e sempre disposta a concessões.

C) uma postura revolucionária, contendo, por isso, uma substância popular ao lado de uma forma fácil e sempre disposta a concessões.

D) uma postura que transfigure o sentimento de conformismo e aceitação para que possa comover as chamadas elites políticas internacionais.

E) aqueleque busque na postura mística e transcendente uma reflexão existencial para resolver os problemas sociais.

GABARITO.

QUESTÃO 15

Unichristus 2020.2 CAMPOS, Augusto de. In Teoria da Poesia Concreta. Op. cit.
CAMPOS, Augusto de. In Teoria da Poesia Concreta. Op. cit.

(Unichristus 2020) Considerado o mais radical dos poetas concretistas, Augusto de Campos jamais se distanciou dos pressupostos do Concretismo. Seus poemas são

A) essencialmente metalinguísticos.

B) predominantemente antidiscursivos.

C) um clássico exemplo de lirismo social.

D) fortemente marcados pelo panfletarismo.

E) responsáveis pelas principais características da poesia-práxis.

GABARITO.

QUESTÃO 16
RECEITA PARA FAZER UM POEMA DADAÍSTA
Tristan Tzara

Pegue um jornal.
Pegue uma tesoura.
Escolha no jornal um artigo com o comprimento que pensa
dar ao seu poema.
Recorte o artigo.
Depois, recorte cuidadosamente todas as palavras que formam o artigo e meta-as num saco.
Agite suavemente.
Seguidamente, tire os recortes um por um.
Copie conscienciosamente pela ordem em que saem do saco.

O poema será parecido com você.
E pronto: será um escritor infinitamente original e duma
adorável sensibilidade, embora incompreendido pelo vulgo.
OLIVEIRA, Clenir Bellezi de. Arte literária
brasileira. São Paulo: Moderna, 2000.

(Unichristus 2020) O Dadaísmo é uma espécie de culminância das três vanguardas anteriores. Surgiu em várias cidades ao mesmo tempo, mas foi em Zurique, Suíça, cidade neutra durante o confronto mundial, que realmente tomou forma. O Dadaísmo propõe

A) a destruição dos valores burgueses e usa o nonsense como forma de crítica feroz à sociedade.

B) que a arte flua livremente a partir do inconsciente, incorporando elementos de ilogismo, do sonho e da fantasia.

C) uma deformação caricatural e cruel da realidade, por vezes patética, exagerando aquilo que é próprio na percepção de seu objeto.

D) a destruição da gramática tradicional e a exaltação da velocidade e da tecnologia.

E) a negação dos postulados da tradição clássica, trabalhando com fragmentos metonímicos produzindo montagens em que as formas geométricas se sobressaem.

GABARITO.

Comentários