Atividade – A Revolução Inglesa – História 8º ano com Gabarito

Atividade – A Revolução Inglesa – História 8º ano com Gabarito

1. (UFPA) Relativamente a história do absolutismo monárquico na Inglaterra, é possível sustentar que:

a) A revolução que derrubou o governo de Jaime II, da dinastia Stuart, não assinalou apenas o fim do regime absolutista inglês, mas, igualmente, o triunfo da burguesia e do Parlamento sobre a Coroa britânica.
b) O regime absolutista instala-se na Inglaterra em consequência das guerras de religiões, já que somente dispondo de um governo centralizado e autoritário e que Henrique VIII poderia implantar o protestantismo no país.
c) O estabelecimento do regime absolutista na Inglaterra foi prejudicial aos interesses do país, posto que a burguesia britânica, privada da liberdade política, emigrou em massa para a França e para a Holanda.
d) O fim do regime absolutista inglês ocorre com a revolução comandada por Olivier Cromwell, oportunidade em que as forças parlamentares sob a sua chefia depõem Carlos I e encerram o ciclo dos governos autoritários dos Tudor.
e) Comparados a outros governos absolutistas europeus, os ingleses foram mais tolerantes e maleáveis. Veja-se, por exemplo, que, durante o reinado dos Stuart, a liberdade de religião sempre foi respeitada na Inglaterra.

Resposta.

2. (FGV) A Declaração de Direitos de 1689 (Inglaterra) é o(a):

a) Documento que legitima o poder absoluto da monarquia após a Revolução Gloriosa.
b) Base jurídica da República Puritana do governo Cromwell.
c) Estopim do conflito que leva a Inglaterra à guerra civil.
d) Documento que instaura a subordinação do rei ao Parlamento.
e) Documento fundador da curtíssima experiência republicana inglesa após a Revolução Gloriosa.

Resposta.

3. (Mackenzie) A burguesia tinha como projeto político a defesa da propriedade privada, e os camponeses defendiam a propriedade coletiva. Ambas as classes combatiam a ordem monárquica absolutista, que lutou pelos interesses da aristocracia, que a sustentava. O primeiro ideólogo do pensamento burguês da época foi John Locke, que afirmava: “A preservação da propriedade é o grande e principal objetivo da união dos homens em comunidade, colocados sob governo”.

Assinale a alternativa que corresponde a essa etapa do processo de consolidação da burguesia.

a) Revolução Francesa.
b) Revolução Inglesa.
c) Revolução Russa.
d) Revolução Americana.
e) Revolução Alemã.

Resposta.

4. (Unirio) Durante a Revolução Inglesa, no contexto da República de Cromwell, surgiram dois movimentos radicais ligados ao chamado Exército de Novo Tipo, os quais foram denominados de levellers (niveladores) e diggers (cavadores). Embora ligados a uma “nova ideologia popular” da revolução, esses grupos se diferenciavam no tocante às suas reivindicações, sendo correto afirmar que os:

a) Diggers eram considerados moderados por serem contrários à liberdade religiosa e limitavam-se a defender a igualdade jurídica.
b) Diggers opunham-se à propriedade particular do solo e defendiam a posse comunitária das terras da Coroa e dos terrenos ociosos.
c) Levellers eram conhecidos como grupo radical por defenderem o sufrágio universal e a ocupação à força das terras ociosas.
d) Levellers eram contra a liberdade religiosa por acreditarem que a religião era um obstáculo à realização de uma verdadeira transformação revolucionária.
e) Levellers e os diggers eram favoráveis à continuidade da política dos enclousures, por acreditarem no seu caráter de democratização de acesso à terra.

Resposta.


MAIS ATIVIDADES DE HISTÓRIA 6º ANOS
A Revolução Inglesa
O Iluminismo
A Era das Revoluções
O Século da mineração no Brasil
As Independências na América Latina
O Brasil Independente
O Período Regencial
A Revolução Industrial e as Doutrinas do Século XIX
O Império
A Europa no Fim do Século XIX
A República
O Fim da Escravidão e Os Imigrantes

5. (Ufscar) As revoluções contra o poder absolutista dos reis atravessaram grande parte da história moderna da Europa. Houve, no entanto, diferenças entre as revoluções francesa e inglesa. Assinale a alternativa correta.

a) Na França, a oposição ao absolutismo implica, ao contrário do que ocorreu na Inglaterra, o estabelecimento de um regime republicano, mesmo que passageiro.
b) A Revolução Inglesa, diferente da francesa, reivindicou o direito do Parlamento contra o arbítrio real, expressos por documentos escritos que remontavam à Idade Média.
c) A Revolução Inglesa, ao contrário da francesa, contou com o apoio popular na luta contra os reis absolutistas, desvinculando-se de disputas entre facções religiosas.
d) A luta contra o absolutismo na França distinguiu-se do processo que se desenvolveu na Inglaterra pela violência e execução do monarca absolutista.
e) A Revolução Francesa removeu os obstáculos impostos à economia pelo antigo regime, industrializando o país no século XVIII; na Inglaterra, ao contrário, a revolução conteve o crescimento econômico.

Resposta.

6. (UFRN) “Os cabeças redondas (round-heads) receberam esse nome pelo corte de cabelo que usavam: curto, de forma arredondada, desprezando a moda corrente dos cabelos longos entre os membros da corte... A partir das vitorias militares sobre os cavalheiros, conseguiram a rendição do rei em 1646. Entretanto, Carlos I reorganizou os seus soldados e recomeçou a guerra, sendo derrotado definitivamente pelos cabeças redondas de Cromwell. Preso, Carlos I foi julgado pela Alta Corte de Justiça a mando do Parlamento, sendo condenado à morte. Em janeiro de 1649, o rei foi decapitado em frente ao palácio de Whitehall, em Londres.”
(HILL, C. O eleito de Deus: Oliver Cromwell e a Revolução Inglesa. São Paulo: Companhia das Letras, 1988. p. 179.)

Com relação aos fatos citados acima, é correto afirmar que:

a) O Parlamento, ao executar o rei, atacava um princípio central do Estado Absolutista, que era ideia da origem divina do poder real e de sua incontestável autoridade.
b) Os cabeças redondas defendiam não apenas a extinção do regime monárquico como também a luta armada contra nações que tivessem esse regime.
c) A Revolução Inglesa questionava a legitimidade do Antigo Regime Monárquico e desencadeou uma série de revolução, pondo fim ao Estado Moderno na Europa.
d) A Revolução Inglesa estava afinada com os interesses da nascente burguesia, mantendo alguns privilégios da nobreza, ligada à Igreja Anglicana.

Resposta.

7. (Cesgranrio) “[...] o pretenso direito da autoridade real de suspender as leis ou a sua execução é ilegal [...]” (Declaração de Direitos, 1989) Ocorrida na Inglaterra entre 1688 e 1689, a Revolução Gloriosa, cujos pressupostos podem ser ilustrados pelo trecho anterior, assumiu um importante significado no conjunto das transformações da sociedade inglesa manifestadas historicamente ao longo do século XVII porque provocou a:

a) Vitória do projeto liberal dos segmentos burgueses e urbanos liberados por Oliver Crowmwell, que proclamaram a República Puritana na Inglaterra.
b) Substituição dos Absolutismos Monárquico por um regime de governo monárquico que submetia o soberano inglês ao parlamento.
c) Supremacia política e administrativa da aristocracia senhorial e feudal inglesa no controle econômico do país e de suas possessões territoriais fora da Europa.
d) Extinção da organização política do Estado senhoril inglês baseada nas divisões de poderes judiciários e legislativo, a qual vigorava na Inglaterra desde a instituição da Magna Carta.
e) Consolidação da nobreza fundiária na liderança da Inglaterra através de sua aliança política com os segmentos de comerciantes que controlavam o comércio internacional e colonial inglês.

Resposta.

8. (FATEC) A Revolução Inglesa de 1688 – a Revolução Gloriosa – assinala um momento significativo na adoção dos princípios do liberalismo. Entre as medidas adotadas então, e que confirmam essa afirmação, destacam-se:

a) A exclusão da nobreza do Parlamento, garantindo-se assim a maioria da burguesia, e a abolição das sociedades por ações na organização das empresas industriais.
b) O reconhecimento da Declaração de Direitos, limitando o poder do rei em face do Parlamento, e a promulgação do Ato de Tolerância, pondo fim à perseguição religiosa contra os dissidentes protestantes.
c) A revogação dos Atos de Navegação, que protegiam determinados grupos mercantis, e o reconhecimento do direito de organização para os trabalhadores urbanos.
d) A abolição dos tributos feudais da posse da terra e dos censos eleitorais para o preenchimento das cadeiras do Parlamento.
e) A eliminação dos tories, partidários de um poder real forte, e a devolução aos camponeses das terras usurpadas durante os cercamentos.

Resposta.

9. (FUVEST) No século XVII, a Inglaterra conheceu convulsões revolucionárias que culminaram com a execução de um rei (1649) e a deposição de outro (1688). Apesar das transformações significativas terem se verificado na primeira fase, sob Oliver Cromwell, foi o período final que ficou conhecido como Revolução Gloriosa. Isso se explica porque:

a) Em 1688, a Inglaterra passara a controlar totalmente o comércio mundial, tornando-se a potência mais rica da Europa.
b) Auxiliada pela Holanda, a Inglaterra conseguiu conter, em 1688, forças contrarrevolucionárias que, no continente, ameaçavam as conquistas de Cromwell.
c) Mais que a violência da década de 1640, com suas execuções, a tradição liberal inglesa desejou celebrar a nova monarquia parlamentar consolidada em 1688.
d) As forças radicais do movimento, como cavadores e niveladores, que assumiram o controle do governo, foram destituídas em 1688 por Guilherme de Orange.
e) Só então se estabeleceu um pacto entre a aristocracia e a burguesia, anulando-se as aspirações políticas de gentry.

Resposta.
Atividade – A Revolução Inglesa – História 8º ano com Gabarito Atividade – A Revolução Inglesa – História 8º ano com Gabarito Reviewed by Redação on maio 25, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.