Questões de História – Realeza, república e império – 6º ano com Gabarito

questoes-de-historia-realeza-republica-imperio-6-ano-com-gabarito
Questões de História – Realeza, república e império – 6º ano com Gabarito

(PUC-PR) A importância de Otávio Augusto na Roma Antiga concentra-se principalmente no seu esforço para:

a. Solucionar a crise agrícola decorrente da falta de pequenas propriedades.
b. Vencer as guerras púnicas, trazendo paz para a sociedade romana.
c. Estruturar um império com governo centralizado, apoiado em instituições republicanas.
d. Impedir que as reformas introduzidas pelos gracos alterassem a estrutura agrária de Roma.
e. Favorecer a expansão do cristianismo, conciliando seus princípios com a filosofia romana.

Resposta.

(UESPI) A preocupação romana com as guerras e a manutenção do império não evitou que a religião tivesse grande importância na vida cotidiana. Nas suas crenças religiosas, os romanos:

a. Evitaram o politeísmo, segundo os ensinamentos do cristianismo.
b. Fugiram de divindades e de princípios religiosos que lembravam a falta de ética.
c. Imitaram os gregos em muitos princípios e na aceitação das divindades.
d. Desprezavam os cultos familiares, considerados supersticioso e vazios.
e. Tinham, inicialmente, uma religião ética e politeísta, com rituais rígidos.

Resposta.

(UEMS) A Pax Romana, que caracterizou os dois primeiros séculos da Era Cristã, marca um período de controle das guerras civis, das revoltas coloniais e dos conflitos urbanos. A adoção dessa política ocorreu no governo de:

a. Caio Júlio César.
b. Otávio.
c. Nero.
d. Calígula.

Resposta.

(FGV) O Edito de Milão (313), no processo de desenvolvimento histórico de Roma, reveste-se de grande significado, tendo em vista que:

a. Combate a heresia ariana, acabando com a força política dos bispados de Alexandria e Antioquia.
b. Tornou o cristianismo a religião oficial de todo Império Romano, terminando com a concepção de rei-deus.
c. Acabou inteiramente com os cultos pagão, que então dominavam a vida religiosa.
d. Deu prosseguimento à política de Deocleciano de intenso combate à expansão do cristianismo.
e. Proclamou a liberdade do culto cristão, passando Constantino a ser protetor da Igreja.

Resposta.

(UFPE) "Em Roma, a civilização, a cultura, a literatura, a arte e a própria religião provieram quase inteiramente dos gregos ao longo de quase meio milênio de aculturação."
“VEYNE, Paul. História da Vida Privada, volume 1. São Paulo: Companhia de Bolso, 2009.)

Com relação a cultura greco-romana, assinale a alternativa incorreta:

a. Pode-se afirmar que, de Gibraltar ao Indo, religião dominada pelo Império Romano, reinava a civilização helenista.
b. O aparelho do Estado Romano não se espelhou na política grega devido às diferentes perspectivas que tinham os romanos sobre duas questões: a riqueza e o poder.
c. Apesar de copiarem a arte grega, os romanos foram originais no que fiz respeito ao ato de retratar, tanto através da pintura quanto da escultura.
d. Assim com em Atenas, a posição da mulher romana era de grande poder político e prestígio social.
e. No início do período republicano, a vida familiar entrou em crise: adultério e divórcio, cultural orientais e gregos tomaram o lugar da religião formalista, patriótica e do culto aos antepassados.

Resposta.

MAIS ATIVIDADES DE HISTÓRIA 6º ANOS

A Pré-História e a História
Por que estudar História?
O Povoamento da América
A Mesopotâmia
O Egito
Os Povos do Oriente
A Civilização Grega
Esparta e Atenas
Grécia: legado e declínio
Alexandre, o Grande, e o helenismo
A Civilização Romana
Realeza, república e império
O Império Bizantino
A Independência dos Estados Unidos

(Mackenzie) “Como aquela era uma sociedade urbana, naturalmente a crise se manifestava mais claramente nas cidades, com lutas sociais, a contratação do comércio e do artesanato, a retração demográfica, a pressão do bandidismo e dos bárbaros. Assim, entende-se que os mais ricos se retirassem para suas grandes propriedades rurais (villae), onde estariam mais seguros e de onde poderiam obter praticamente todo o necessário.” (Helário Franco Junior)

O fragmento de texto acima oferece-nos elementos que permitem relacioná-lo ao período da história da Roma Antiga denominado:

a. Monarquia.
b. República.
c. Alto Império.
d. Baixo Império.
e. Crise da República.

Resposta.

(UFJF) A partir do século II, assiste-se ao longo processo de crise do Império Romano do Ocidente e ao desenvolvimento das instituições feudais, que daria início ao período medieval. Assinale o item que não se enquadra nesse contexto.

a. A expansão do Império Romano do Ocidente cessou, levando ao decréscimo da obtenção de escravos e riquezas.
b. As fronteiras pouco controladas devido à fragilidade romana possibilitaram a invasão dos povos bárbaros e a fragmentação territorial do Império.
c. O poder político exercido pelas grandes cidades se manteve, levando a um crescimento da urbanização e desenvolvimento das instituições comerciais.
d. Desenvolveu-se o sistema de colonato, através do qual escravos e plebeus empobrecidos passaram a trabalhar como colonos nas terras dos grandes proprietários.
e. Iniciaram-se as relações de suserania e vassalagem baseados em fidelidade e prestação de serviço dos vassalos para com os senhores.

Resposta.

(Fatec) O Império Romano expandiu-se pelo Mar Mediterrâneo durante o período republicano; isso gerou, no decorrer do século II d.C., várias repercussões, entre as quais podemos destacar:

a. Surgimento da classe média de pequenos proprietários rurais e desaparecimento dos latifundiários.
b. Aumento da população rural na Itália e consequente declínio da população urbana.
c. Crescimento do número de escravos e grande fluxo de riquezas.
d. Criação de grande número de pequenas propriedades e fortalecimento do sistema assalariado.
e. Difusão do cristianismo e proscrição das manifestações culturais de outras regiões.

Resposta.

(Fuvest) Várias razões explicam as perseguições sofridas pelos cristãos no Império Romano, entre elas:

a. A oposição à religião do Estado Romano e a negação da origem divina do imperador pelos cristãos.
b. A publicação do Edito de Milão, que impediu a legalização do cristianismo e alimentou a repressão.
c. A formação de heresias como a do arianismo, de autoria do bispo Ário, que negava a natureza divina de Cristo.
d. A organização dos Concílios Ecumênicos, que visavam promover a definição da doutrina cristã.
e. O fortalecimento do paganismo sob o Imperador Teodósio, que mandou martirizar milhares de cristãos.

Resposta.

Questões de História – Realeza, república e império – 6º ano com Gabarito Questões de História – Realeza, república e império – 6º ano com Gabarito Reviewed by Redação on maio 16, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.