Prova PUC-RJ 2019.1 com Gabarito

pucrj-logotipo-indagacao
Prova PUC-RJ 2019.1 com Gabarito

PROVA MANHÃ

INGLÊS

Does a cashless society benefit everyone?

As paper money disappears, in countries from
Sweden to India, some might get left behind.
BBC World Service
27 April 2018

“I think if cash disappears all over, it will be a very big problem… I’m afraid it is going too fast… so it’s a big concern if you have that feeling that society is not for you”, says Maijlis Jonsson, a 73-year-old living in the centre of Sweden’s capital Stockholm.

Sweden has been steadily moving towards a completely cashless society for a number of years. Cash is now used in less than one in five of all cash transactions in stores – half the number as five years ago. The country has banned notes and coins on buses, and many tourist attractions take plasticonly transactions. The law says shops can refuse toaccept cash. So many stores now have signs reading, “no cash, please.” Life can be hard for those unwilling or unable to embrace the changes.

Maijlis Jonsson is one such person. She tries to pay for a cup of coffee at a café but the cashier refuses. “He didn’t want to have my money so I have to pay by card,” she says, adding that, in any case, ATMs* are becoming harder and harder to come by in Stockholm. Niklas Arvidsson, professor at the KTH Royal Institute of Technology and Sweden’s leading expert on the payment system, acknowledges that certain demographics are in danger of being left behind, like the elderly.

Is Sweden benefitting from all this? According to Arvidsson, it is. “Electronic transactions are quicker and cost less in general and make the payment system more efficient.” He also points out that “it is a little bit more difficult in general for the people to get away with tax fraud.” However, as with all moves towards uncharted territory, who holds the power? Will we be handing it over to a small number of private companies who hold the keys to how these payment systems work?

“It is a risk”, admits Arvidsson. “We might end up in a situation where a few commercial banks have a lot of power. The counterforce against that is the growth of tech companies, developing services that can compete with banks, and hopefully will get still a very competitive market where we don’t see oligopolistic profit – and then too much power resting in the hands of a few actors.” Sweden is not the only country eyeing up a cashless future.

India is looking to step away from traditional cash transactions. However, some say it took an extreme, perhaps brutal step at forcing people to embrace digital transactions. India’s Prime Minister Narendra Modi created dozens of cashless townships where notes and coins are discouraged. But India is a vast country and with an estimated 270 million Indians below the poverty line. Is a cashless future actually desirable even if it is possible?

Monika Halan, editor of the Delhi-based financial newspaper Mint, says the Indian government is motivated by a variety of factors. She says it is partly to do with cracking down on money earned on the black market, as well as the financing of terror. But it is also to do with financial inclusion and financialisation of the economy. “There are reasons why people would not enter a bank branch,” she explains. “They were afraid of being mocked, their notes were dirty. They did not have the confidence that they would get treated well by the bank managers.”

She also points to another issue: banks in rural areas do not have adequate staff or resources. “If you look at the way people save in the poorer parts of the country or even in the urban informal sector, it’s really a lot of informal funds where they collect money themselves. And a lot of people lose that money.” People want their money to be safe, she argues, so of course people want to put their money into banks rather than have cash at home. “You need to get banking to the poor people, in the manner that they want it – not in the manner that is supplied.”

Halan also describes how digital banking via cheap mobile devices has levelled the playing field for less well-off service providers. As soon as the price of mobile phones fell, street vendors, carpenters, sweepers – India’s thriving entrepreneurial spirit embodied – bought them in order to increase their business. Thanks to these tools, they are now able to do what the rich and elite do.

Of course, with an increase in digital transactions, the question of data security comes into play. As we freefall through an increasingly virtual world – and payments over the cloud instead of payments with paper – who has access to our information? For Monika Halan, it is a global problem with no easy solution. “I think those are the issues the entire world right now is grappling with post-Facebook,” she says. “Government and regulators have to act really fast to plug the data breaches which are happening all across the world, and even in India.”

But she remains largely positive about these policies towards demonetisation. “I really do believe that once the technology genie is out of the bottle, how do you put it back?”
Available at: <http://www.bbc.com/capital/story/20180427-does-a-
-cashless-society-benefi t-everyone>. Retrieved on: 3 May 2018.
Adapted.
* Automated teller machines

QUESTÃO 01
PUC-RJ: The communicative intention of the article is to

(A) justify the effects of black market growth in countries like Sweden and India.

(B) warn the reader about the possible drawbacks of doing digital transactions via mobile phones.

(C) show the potential consequences of the widespread of cashless transactions in the Swedish and Indian societies.

(D) suggest that international travelers going to Sweden and India tend to benefit from cashless transactions.

(E) imply that vulnerable groups, like the elderly or the poor in Sweden and India, are suspicious of electronic payment systems.

GABARITO.

QUESTÃO 02
PUC-RJ: By mentioning Maijlis Jonsson in paragraphs 1 (lines 1-5) and 3 (lines 16-25), the author implies that the elderly

(A) are unable to handle credit cards.

(B) are worried about living in Sweden.

(C) see as a burden the wireless payment policy.

(D) would like to benefit from electronic transactions.

(E) criticize the social welfare programs regulated by the government.

GABARITO.

QUESTÃO 03
PUC-RJ: According to Professor Niklas Arvidsson, in a cashless society there is a risk that

(A) a few financial institutions may concentrate too much power.

(B) electronic transactions will negatively impact the payment system.

(C) financial frauds will become more frequent and difficult to prevent.

(D) technology companies will be heavily controlled by commercial banks.

(E) electronic transactions are likely to cost a lot more than traditional ones.

GABARITO.

QUESTÃO 04
PUC-RJ: In the fragment “…it is a little bit more difficult in general for the people to get away with tax fraud.” (lines 29-31), “get away with” can be replaced, without change in meaning, by

(A) cope with.
(B) be punished for.
(C) take the blame for.
(D) come to grips with.
(E) escape the consequences of.

GABARITO.

QUESTÃO 05
PUC-RJ: In the fragment “Is a cashless future actually desirable even if it is possible?” (lines 52-53), “actually” can be replaced, with no change in meaning, by

(A) surely
(B) in reality
(C) incredibly
(D) currently
(E) definitely

GABARITO.

QUESTÃO 06
PUC-RJ: According to Monika Halan, editor of the Delhi-based financial newspaper Mint, in India,

(A) bank managers have been concerned with poverty alleviation.

(B) informal funds have played a key role in improving the lives of the poor.

(C) poor rural people have access to a wide variety of financial services offered by banks.

(D) accessible mobile phones have made it possible for service providers to conduct electronic transactions to boost their activities.

(E) the government has solved the problem of cyber theft and hacking by implementing regulations on payments over the cloud.

GABARITO.

QUESTÃO 07
PUC-RJ: The boldfaced expression introduces an idea of IMPLICATION in

(A) “I’m afraid it is going too fast… so it’s a big concern if you have that feeling that society is not for you” (lines 2-4)

(B) “However, as with all moves towards uncharted territory, who holds the power?” (lines 31-32)

(C) “She says it is partly to do with cracking down on money earned on the black market, as well as the financing of terror.” (lines 56-58)

(D) “But it is also to do with financial inclusion and financialisation of the economy.” (lines 58-60)

(E) “As soon as the price of mobile phones fell, street vendors, carpenters, sweepers (…) bought them in order to increase their business.” (lines 78-82)

GABARITO.

QUESTÃO 08
PUC-RJ: The sentence in which the boldfaced item expresses OBLIGATION is

(A) “The law says shops can refuse to accept cash.” (lines 12-13)

(B) “We might end up in a situation where a few commercial banks have a lot of power.” (lines 36-38)

(C) “They did not have the confidence that they would get treated well by the bank managers.” (lines 63-64)

(D) “You need to get banking to the poor people, in the manner that they want it – not in the manner that is supplied.” (lines 73-75)

(E) “Government and regulators have to act really fast to plug the data breaches which are happening all across the world, and even in India.” (lines 92-94)

GABARITO.

QUESTÃO 09
PUC-RJ: In terms of reference, it is correct to affirm that

(A) “those” (line 14) refers to “transactions” (line 12)
(B) “who” (line 34) refers to “people” (line 30)
(C) “where” (line 49) refers to “India” (line 45)
(D) “it” (line 75) refers to “banking” (line 74)
(E) “which” (line 93) refers to “Government and regulators” (line 92)

GABARITO.

QUESTÃO 10
PUC-RJ: In the last paragraph (lines 95-98), Monika Halan implies that the new policies towards demonetisation are

(A) inefficient
(B) frightening
(C) irreversible
(D) questionable
(E) problematic

GABARITO.


ESPANHOL

Padrinos: vitales para el niño si se escogen bien

Si se eligen bien, pueden llegar a ser una importante ayuda para la crianza y desarrollo del menor.

¿Recuerda a sus padrinos de bautizo? Para muchos colombianos católicos y cristianos, la imagen de esa pareja que estaba al lado de sus padres el día de su bautizo sobrevive tan sólo en las fotos del evento. De resto, nunca más los volvieron a ver.

Para otros, en cambio, ellos han estado presentes en sus vidas en varios momentos, o por lo menos en los más importantes. También hay casos en los que el padrino o la madrina se han convertido en una figura de ejemplo, respaldo, compromiso y protección.

Así las cosas, la suerte que corra su hijo, si desea bautizarlo y nombrarle padrinos, dependerá de la buena elección que haga.

La posibilidad de que los pequeños creen relaciones afectivas con personas diferentes al núcleo íntimo familiar es un asunto que pocos padres se plantean a la hora de escoger al padrino o madrina de sus hijos. De hecho, suele ocurrir que los eligen como un formalismo, basados en tradición, la amistad o los compromisos sociales.

Por ello, en algunos casos parecería que el rol de los padrinos se desvirtúa después de la ceremonia y se reduce a dar un regalo de vez en cuando.

Según la psicóloga y psicoterapeuta María Carolina Sánchez Thorin, “en términos psicológicos, los padrinos representan las llamadas ‘figuras de apego secundarias’”.

La especialista señala que “al igual que ocurre con los abuelos, tíos o cuidadores, un padrino o madrina puede llegar a representar un espacio de seguridad, de afecto y de comprensión, indispensables para el desarrollo emocional del niño”.

Por ello, la recomendación es elegirlos de forma consciente. Wendy Haynes, en su libro ‘How to Be an Inspiring Godparent, Mentor or Guardian’ (‘Cómo ser un padrino que inspira, en español’) recomienda que los padrinos sean personas que “estén al lado del pequeño tanto en las celebraciones como en los momentos de crisis. Alguien en quien el menor pueda confiar y pedir consejos”.

Por el lado de los padres, es importante que compartan lazos fuertes con los elegidos, que tengan unos valores similares (para que puedan formar parte de la educación de los niños) y que la relación entre ellos esté equilibrada, tanto en edad como por lazo afectivo. Un consejo en este sentido es que elija padrinos que sean dos amigos cercanos entre sí, dos esposos o dos hermanos, en lugar de personas particulares, pues la comunicación entre ellos será más fluida.

Finalmente, es imprescindible que las personas a las que les proponga ser padrinos estén tan emocionados como usted con el título, que no lo consideren una carga y sepan cuál va a ser el rol que usted espera de ellos, de esta forma pueden decidir si están dispuestos a comprometerse o no.

Hasta dónde llega su responsabilidad

Según el abogado Jonathan Vargas, los padrinos “no tienen ninguna responsabilidad legal con el ahijado porque el apadrinamiento no está regulado, lo que implica que firmar un acta de bautizo y volverse padrino no implica ninguna obligación legal. Lo que sí se entiende es que hay una obligación moral, aunque esta no sea exigida por la ley”.

No obstante, muchos padres eligen a los padrinos de sus hijos porque consideran que pueden ser las personas que velen por los niños en el momento en que lleguen a faltar y los pequeños queden en estado de indefensión.

“Pero, para que esto tenga verdadero efecto, es importante que los padres del menor dejen por escrito, vía documento legal, que en caso de fallecer, los padrinos quedarán asignados como tutores legales”, finaliza el experto.

Como explica Joan Suárez Gómez, abogado especialista en derecho civil, “esto funciona en los casos en que un niño está completamente desprotegido de su familia extensa, para que el niño no termine, en el peor de los casos, en un hogar de paso del Instituto Colombiano de Bienestar Familiar (ICBF)”.

Orígenes espirituales del bautismo

La costumbre de nombrar padrinos tiene raíces en la fe católica cristiana. El Código de Derecho Canónico – las normas jurídicas de la Iglesia – señala: “En la medida de lo posible, a quien va a recibir el bautismo se le ha de dar un padrino, cuya función es asistir en su iniciación cristiana al adulto que se bautiza y, juntamente con los padres, presentar al niño y procurar que después lleve una vida cristiana congruente, cumpliendo las obligaciones inherentes al sacramento”.
Texto adaptado de ABC del bebé, publicado en El Tiempo, el 15/04/2018

QUESTÃO 01
PUC-RJ: El objetivo del artículo es

(A) informar sobre los orígenes de la práctica de escoger padrinos para los hijos.

(B) evaluar las desventajas que tiene escoger padrinos para los hijos.

(C) criticar a los padres que se niegan a escoger padrinos para los hijos.

(D) aconsejar a los padres sobre cómo escoger bien a los padrinos para los hijos.

(E) asesorar legalmente a los padres que van a escoger padrinos para sus hijos.

GABARITO.

QUESTÃO 02
PUC-RJ: Identifique cuál es la información que NO se adecua a lo que dice el texto

(A) La elección de padrinos es una especie de trámite para muchos padres.

(B) Los padrinos deben estar presentes en los buenos y en los malos momentos.

(C) Los padrinos tienen una obligación legal para con los ahijados.

(D) La práctica de elegir padrinos es parte de una tradición religiosa.

(E) Las fotos del ahijado/a con los padrinos son el único recuerdo común del bautismo.

GABARITO.

QUESTÃO 03
PUC-RJ: En el párrafo “¿Recuerda a sus padrinos de bautizo? Para muchos colombianos católicos y cristianos, la imagen de esa pareja que estaba al lado de sus padres el día de su bautizo sobrevive tan sólo en las fotos del evento. De resto, nunca más los volvieron a ver” (líneas 4-8), el pronombre “los” (en negrita) hace referencia a

(A) padrinos
(B) colombianos
(C) cristianos
(D) fotos
(E) padres

GABARITO.

QUESTÃO 04
PUC-RJ: Señale la única alternativa en que la palabra en paréntesis se corresponde semánticamente con la palabra subrayada

(A) “…importante ayuda para la crianza...” (línea 2, inversión)”

(B) “...desarrollo del menor…” (líneas 2-3, desapego)

(C) “…la imagen de esa pareja...” (líneas 5-6, fotografía)

(D) “…se reduce a dar un regalo...” (línea 26, rincón)

(E) “…el rol que usted espera...” (líneas 57-58, papel)

GABARITO.

QUESTÃO 05
PUC-RJ: Marque el enunciado cuyo verbo se refiere a una acción pasada

(A) “...ellos han estado presentes…” (línea 9)

(B) “...La posibilidad de que los pequeños creen relaciones afectivas...” (líneas 17-18)

(C) “...en algunos casos parecería que el rol...”. (línea 24)

(D) “...que los padrinos sean personas ” (línea 40)

(E) “...la comunicación entre ellos será más fluida.” (línea 52-53)

GABARITO.

QUESTÃO 06
PUC-RJ: En la oración “Lo que sí se entiende es que hay una obligación moral, aunque esta no sea exigida por la ley” (líneas 65-67). La conjunción “aunque” (en negrita) establece respecto a lo dicho anteriormente una relación de

(A) adición
(B) concesión
(C) causa
(D) consecuencia
(E) finalidad

GABARITO.

QUESTÃO 07
PUC-RJ: Según el texto unos buenos padrinos son

(A) los que siempre hacen regalos en fechas importantes.

(B) los que instruyen al niño/a sobre la religión católica.

(C) los que se llevan bien e interactúan con la familia extendida.

(D) los que dan afecto, comprensión y seguridad al niño/a.

(E) los que piensan diferente a los padres del niño/a.

GABARITO.

QUESTÃO 08
PUC-RJ: Marque la única alternativa donde la correspondencia semântica está correcta:


GABARITO.

QUESTÃO 09
PUC-RJ: En el siguiente párrafo “Pero, para que esto tenga verdadero efecto, es importante que los padres del menor dejen por escrito, vía documento legal, que en caso de fallecer, los padrinos quedarán asignados como tutores legales” (líneas 73-77) la conjunción pero puede ser reemplazada por

(A) pues
(B) sin embargo
(C) si
(D) y
(E) como

GABARITO.

QUESTÃO 10
PUC-RJ: Una de las ideas centrales del artículo es

(A) el aspecto formal es importante

(B) las personas fuera del círculo familiar no son confiables

(C) las buenas decisiones son las conscientes

(D) los compromisos sociales son ineludibles

(E) la tradición debe respetarse y mantenerse

GABARITO.

PROVA DISCURSIVA
PORTUGUÊS E LITERATURA BRASILEIRA

Texto I

Águas de março

É pau, é pedra
É o fim do caminho
É um resto de toco
É um pouco sozinho
É um caco de vidro
É a vida, é o sol
É a noite, é a morte
É um laço, é o anzol
É peroba no campo
É o nó da madeira
Caingá, candeia
É o Matita Pereira
É madeira de vento
Tombo da ribanceira
É o mistério profundo
É o queira ou não queira
É o vento ventando
É o fim da ladeira
É a viga, é o vão
Festa da cumeeira
É a chuva chovendo
É conversa ribeira
Nas águas de março
É o fim da canseira
É o pé, é o chão
É a marcha estradeira
Passarinho na mão

Pedra de atiradeira
É uma ave no céu
É uma ave no chão
É um regato, é uma fonte
É um pedaço de pão
É o fundo do poço
É o fim do caminho
No rosto um desgosto
É um pouco sozinho
É um estrepe, é um prego
É uma ponta, é um ponto
É um pingo pingando
É uma conta, é um conto
É um peixe, é um gesto
É uma prata brilhando
É a luz da manhã
É o tijolo chegando
É a lenha, é o dia
É o fim da picada
É a garrafa de cana
É o estilhaço na estrada
É o projeto da casa
É o corpo na cama
É o carro enguiçado
É a lama, é a lama
É um passo, é uma ponte
É um sapo, é uma rã

É um resto de mato
Na luz da manhã
São as águas de março
Fechando o verão
É a promessa de vida
No teu coração
É uma cobra, é um pau
É João, é José
É um espinho na mão
É um corte no pé
São as águas de março
Fechando o verão
É a promessa de vida
No teu coração
É pau, é pedra
É o fim do caminho
É um resto de toco
É um pouco sozinho
É um passo, é uma ponte
É um sapo, é uma rã
É um belo horizonte
É uma febre terçã
São as águas de março
Fechando o verão
É a promessa de vida
No teu coração
JOBIM, Tom. Águas de março. In: História da música
popular brasileira – Grandes compositores.
São Paulo: Abril Cultural, 1982.

QUESTÃO 01
PUC-RJ:

a) Comente o emprego metafórico da palavra água na letra da canção “Águas de março”.

b) Tom Jobim, como vários poetas e músicos, utiliza um recurso linguístico que consiste na repetição de uma palavra ou expressão no início de cada frase, período ou verso com o objetivo de reforçar o aspecto rítmico do texto. Indique o nome dessa figura de linguagem.

GABARITO.


Texto II

Está estressado? Preste atenção à natureza ao seu redor

Muitos estudos já comprovaram que pessoas que vivem em ambientes com mais natureza podem ser mais felizes e viver mais do que aqueles que vivem em outros lugares. Mas se a vida na cidade anda te deixando infeliz, um truque simples pode ajudá-lo a se sentir melhor: de acordo com um novo estudo da University of British Columbia, reservar um tempinho para perceber a natureza ao redor pode ter um efeito positivo no seu humor e bem-estar.

“Como observar a natureza se eu vivo numa selva de pedra?”, você pode se perguntar. “Não se trata de gastar horas ao ar livre ou de longas caminhadas em regiões selvagens”, diz a autora do estudo, Holli-Anne Passmore. Segundo ela, vale qualquer pedaço de natureza que não seja humana – de uma árvore no ponto de ônibus a um vasinho de planta na janela de alguém.

Pode parecer insignificante, mas isso realmente afetou o humor das pessoas. Durante o estudo, Passmore acompanhou 395 voluntários por duas semanas e pediu que parte deles documentasse como se sentia observando pedacinhos de natureza em sua rotina diária. Eles deveriam tirar uma foto das coisas que lhes chamavam a atenção e fazer uma breve anotação sobre seus sentimentos e emoções em resposta a elas.

Para comparar o efeito da natureza com o de outros objetos, um grupo deveria registrar fotos e reações a objetos produzidos por humanos. Um terceiro grupo, de controle, não fez nem uma coisa, nem outra.

Ao final, foram obtidas mais de 2.500 fotos e descrições de emoções, no estudo. E o resultado não deixou dúvidas: o bem-estar dos participantes que haviam prestado atenção à natureza era muito maior que o registrado pelos outros dois grupos. E por bem-estar a pesquisadora inclui a felicidade, sensação de elevação e o nível de conexão com outras pessoas (e não apenas com a natureza, o que já seria de se esperar).

Vale a pena dar uma paradinha para apreciar as flores que você encontra pela rua, né?
O estudo teve apoio do Conselho de Pesquisa em Ciências Sociais e Humanidades do Canadá.
Texto adaptado de PRADO, Ana. Está estressado? Preste atenção à
natureza ao seu redor. Revista Superinteressante – Super Online
- 14 de nov.de 2017. Acesso em: 11 ago. 2018.

Texto III

Dizer que alguma coisa é natural ou por natureza significa dizer que essa coisa existe necessária e universalmente como efeito de uma causa necessária e universal. Essa causa é a Natureza. Significa dizer, portanto, que tal coisa não depende da ação e intenção dos seres humanos. Assim como é da natureza dos corpos serem governados pela lei natural da gravitação universal, como é da natureza da água ser composta por H2O, ou como é da natureza da abelha produzir

mel e da roseira produzir rosas, também seria por natureza que os homens sentem, pensam e agem. A Natureza teria feito a natureza humana como gênero universal e a teria diversificado por espécies naturais (brancos, negros, índios, pobres, ricos, judeus, árabes, homens, mulheres, alemães, japoneses, chineses, etc.). [...]

Poderíamos examinar cada uma das frases que dizemos ou ouvimos em nosso cotidiano e que naturalizam os seres humanos, naturalizam comportamentos, ideias, valores, formas de viver e de agir. Veríamos como, em cada caso, os fatos desmentem tal naturalização. Veríamos como os seres humanos variam em consequência das condições sociais, econômicas, políticas, históricas em que vivem. Veríamos que somos seres cuja ação determina o modo de ser, agir e pensar e que a ideia de um gênero humano natural e de espécies humanas naturais não possui fundamento na realidade.

Veríamos – graças às ciências humanas e à Filosofia – que a ideia de natureza humana como algo universal, intemporal e existente em si e por si mesma não se sustenta cientificamente, filosoficamente e empiricamente. Por quê? Porque os seres humanos são culturais ou históricos.
CHAUI, Marilena. Convite à Filosofi a.
São Paulo: Editora Ática, 1999. p. 289-290.

QUESTÃO 02
PUC-RJ: a) O Texto II, em função de suas condições de produção e de seu propósito enunciativo, apresenta uma linguagem mais coloquial, menos monitorada, distanciando-se, por vezes, da gramática normativa da língua. Nos dois trechos abaixo, retirados do 1º parágrafo, há desvios gramaticais – um com relação à concordância nominal e outro no que diz respeito ao emprego de pronomes. Identifique esses desvios e faça as correções.

i - Muitos estudos já comprovaram que pessoas que vivem em ambientes com mais natureza podem ser mais felizes e viver mais do que aqueles que vivem em outros lugares. (1º parágrafo – Texto II)

ii - Mas se a vida na cidade anda te deixando infeliz, um truque simples pode ajudá-lo a se sentir melhor. (1º parágrafo – Texto II)

b) Pontue o texto abaixo, usando apenas vírgulas, e depois o reproduza no Caderno de Respostas. O termo “natureza” que teve sua origem na Antiguidade apresenta uma característica muito interessante do ponto de vista histórico pois tem passado por um processo contínuo embora não linear de reconstrução de seu significado.

GABARITO.

Texto IV

Verdes mares bravios de minha terra natal, onde canta a jandaia nas frondes da carnaúba;

Verdes mares que brilhais como líquida esmeralda aos raios do sol nascente, perlongando as alvas praias ensombradas de coqueiros;

Serenai, verdes mares, e alisai docemente a vaga impetuosa para que o barco aventureiro manso resvale à flor das águas.

Onde vai a afoita jangada, que deixa rápida a costa cearense, aberta ao fresco terral a grande vela?

Onde vai como branca alcíone buscando o rochedo pátrio nas solidões do oceano?

Três entes respiram sobre o frágil lenho que vai singrando veloce, mar em fora.

Um jovem guerreiro cuja tez branca não cora o sangue americano; uma criança e um rafeiro que viram a luz no berço das florestas, e brincam irmãos, filhos ambos da mesma terra selvagem.

A lufada intermitente traz da praia um eco vibrante, que ressoa entre o marulho das vagas:

– Iracema!

O moço guerreiro, encostado ao mastro, leva os olhos presos na sombra fugitiva da terra; a espaços o olhar empanado por tênue lágrima cai sobre o jirau, onde folgam as duas inocentes criaturas, companheiras de seu infortúnio.

Nesse momento o lábio arranca d’alma um agro sorriso.

Que deixara ele na terra do exílio?

Uma história que me contaram nas lindas várzeas onde nasci, à calada da noite, quando a lua passeava no céu argenteando os campos, e a brisa rugitava nos palmares.

Refresca o vento.

O rulo das vagas precipita. O barco salta sobre as ondas e desaparece no horizonte. Abre-se a imensidade dos mares, e a borrasca enverga, como o condor, as foscas asas sobre o abismo.

Deus te leve a salvo, brioso e altivo barco, por entre as vagas revoltas, e te poje nalguma enseada amiga! Soprem para ti as brandas auras, e para ti jaspeie a bonança mares de leite!

Enquanto vogas assim à discrição do vento, airoso barco, volva às brancas areias a saudade que te acompanha, mas não se parte da terra onde revoa.
ALENCAR, José de. Iracema. Rio de Janeiro:
Edições de Ouro, 1970, p.51-2.

QUESTÃO 03
PUC-RJ:

a) Reescreva a frase abaixo, empregando o verbo haver no lugar da locução “foram obtidas”. Faça as modificações necessárias.

“Ao final, foram obtidas mais de 2.500 fotos e descrições de emoções, no estudo.” (5º parágrafo – Texto II)

b) Indique o sentido que o tempo verbal (futuro do pretérito composto do indicativo) estabelece no trecho abaixo, transcrito do Texto III.

“A Natureza teria feito a natureza humana como gênero universal e a teria diversificado por espécies naturais
(brancos, negros, índios, pobres, ricos, judeus, árabes, homens, mulheres, alemães, japoneses, chineses, etc.).” (1º parágrafo)

c) Com relação ao penúltimo parágrafo do Texto IV, faça o que é solicitado a seguir:

i - Identifique o referente do pronome te.

ii - Justifique por que a forma verbal soprem foi empregada no plural.

GABARITO.

Texto V

E o mugido lúgubre daquela pobre criatura abandonada antepunha à rude agitação do cortiço uma nota lamentosa e tristonha de uma vaca chamando ao longe, perdida ao cair da noite num lugar desconhecido e agreste. Mas o trabalho aquecia já de uma ponta à outra da estalagem; ria-se, cantava-se, soltava-se a língua; o formigueiro assanhava-se com as compras para o almoço; os mercadores entravam e saíam: a máquina de massas principiava a bufar. E Piedade, assentada à soleira de sua porta, paciente e ululante como um cão que espera pelo dono, maldizia a hora em que saíra da sua terra, e parecia disposta a morrer ali mesmo, naquele limiar de granito, onde ela, tantas vezes, com a cabeça encostada ao ombro do seu homem, suspirava feliz, ouvindo gemer na guitarra dele os queridos fados de além-mar. E Jerônimo não aparecia.

Ela ergueu-se finalmente, foi lá fora ao capinzal, pôs-se a andar agitada, falando sozinha, a gesticular forte. E nos seus movimentos de desespero, quando levantava para o céu os punhos fechados, dir-se-ia que não era contra o marido que se revoltava, mas sim contra aquela amaldiçoada luz alucinadora, contra aquele sol crapuloso, que fazia ferver o sangue aos homens e metia-lhes no corpo luxúrias de bode. Parecia rebelar-se contra aquela natureza alcoviteira, que lhe roubara o seu homem para dá-lo a outra, porque a outra era gente do seu peito e ela não.

E maldizia soluçando a hora em que saíra da sua terra; essa boa terra cansada, velha como que enferma; essa boa terra tranquila, sem sobressaltos nem desvarios de juventude. Sim, lá os campos eram frios e melancólicos, de um verde aloirado e quieto, e não ardentes e esmeraldinos e afogados em tanto sol e em tanto perfume como os deste inferno, onde em cada folha que se pisa há debaixo um réptil venenoso, como em cada flor que desabotoa e em cada moscardo que adeja há um vírus de lascívia. Lá, nos saudosos campos da sua terra, não se ouvia em noites de lua clara roncar a onça e o maracajá, nem pela manhã, ao romper do dia, rilhava o bando truculento dos queixadas; lá não varava pelas florestas a anta feia e terrível, quebrando árvores; lá a sucuruju não chocalhava a sua campainha fúnebre, anunciando a morte, nem a coral esperava traidora o viajante descuidado para lhe dar o bote certeiro e decisivo; lá o seu homem não seria anavalhado pelo ciúme de um capoeira; lá Jerônimo seria ainda o mesmo esposo casto, silencioso e meigo, seria o mesmo lavrador triste e contemplativo, como o gado que à tarde levanta para o céu de opala o seu olhar humilde, compungido e bíblico.
AZEVEDO, Aluísio de. O cortiço.
São Paulo: Ática, 1999, p.158.

QUESTÃO 04
PUC-RJ:

a) O Texto III problematiza a naturalização dos seres humanos. Explique a finalidade desse procedimento no texto.

b) O Texto V não confirma a tese desenvolvida no Texto III. Explique por quê.

GABARITO.

QUESTÃO 05
PUC-RJ:

a) Tendo como referência a leitura comparativa dos Textos IV e V, determine a concepção da natureza brasileira presente em ambos.

b) A partir da leitura dos Textos IV e V, determine o estilo de época a que cada um deles pertence.

GABARITO.

PROVA TARDE

QUESTÃO 01
PUC-RJ: Considere a sequência de bases nitrogenadas do RNA mensageiro de um gene que codifica uma determinada proteína.

A alteração de um único nucleotídeo, conhecida por SNP (Single Nucleotide Polymorphism), gera uma proteína mutante, relacionada a uma doença metabólica.

Em destaque, estão o sítio de início da tradução (sublinhado) e a base alterada (sublinhada e indicada com uma seta).

sequencia

Com base no quadro do código genético, os aminoácidos correspondentes aos códons que contêm as bases indicadas nas sequências sem mutação e com mutação, respectivamente, são os seguintes:

(A) Glicina e Alanina
(B) Glicina e Valina
(C) Alanina e Glicina
(D) Valina e Glicina
(E) Alanina e Valina

GABARITO.

QUESTÃO 02
PUC-RJ: Atualmente várias empresas oferecem serviços de determinação de ancestralidade genética. Nesse serviço, o cliente compra um kit, coleta uma amostra biológica (geralmente, saliva) e o envia para a empresa, que fará a extração e o sequenciamento do DNA. Em seguida, faz-se a comparação do material com um banco de dados mundial, que permitirá determinar as origens genéticas do doador.

Ao analisar o DNA mitocondrial do doador, deve-se esperar que ele seja

(A) idêntico ao do seu pai.
(B) diferente do de seus irmãos, filhos dos mesmos pai e mãe.
(C) idêntico ao do seu avô materno.
(D) idêntico ao da sua avó paterna.
(E) idêntico ao da mãe da sua avó materna.

GABARITO.

QUESTÃO 03
PUC-RJ: A morfologia das flores apresenta uma estreita relação com o seu sistema de polinização. Um colecionador de plantas está cultivando uma espécie que apresenta flores pequenas, pétalas não vistosas, sem perfume, grandes anteras versáteis e alta produção de pólen.

O colecionador, para garantir a reprodução, gostaria de conhecer o agente de polinização dessa espécie, que nesse caso será o(a)

(A) beija-flor
(B) vento
(C) morcego
(D) abelha
(E) mosca

GABARITO.

QUESTÃO 04
PUC-RJ: A nutrição da célula eucariótica animal depende da absorção de substâncias presentes no ambiente extracelular.

A estrutura responsável pelo controle da entrada de nutrientes nessas células é o(a)

(A) núcleo
(B) retículo endoplasmático
(C) complexo de golgi
(D) membrana plasmática
(E) mitocôndria

GABARITO.

QUESTÃO 05
PUC-RJ: O Brasil destaca-se como o quinto no mundo em número de obesos. Muito disso se deve ao alto consumo de produtos industrializados altamente processados e com baixo valor nutritivo. A população encontra-se cada vez mais mal nutrida, desenvolvendo diversos sintomas relacionados à carência nutricional.

São, respectivamente, o nutriente e o sintoma correlacionado à sua deficiência:

(A) vitamina A e cegueira noturna
(B) ferro e bócio
(C) vitamina C e anemia
(D) ácido fólico e raquitismo
(E) iodo e hemorragia

GABARITO.

QUESTÃO 06
PUC-RJ: Uma certa quantidade de um gás ideal passa por um ciclo composto pelos quatro processos termodinâmicos quase estáticos da figura. Começando, no estado inicial A, com T = 300 K, p = p0 e V= V0, o sistema sofre um

1 – processo isobárico de A a B;
2 – processo isocórico de B a C;
3 – processo isobárico de C a D;
4 – processo isocórico de D a A, voltando ao estado inicial.


Calcule, em Kelvin, o máximo valor que a temperatura do gás atinge ao longo desses processos.

(A) 900
(B) 600
(C) 300
(D) 200
(E) 150

GABARITO.

QUESTÃO 07
PUC-RJ: Três corpos idênticos, 1, 2 e 3, se movem horizontalmente sobre o eixo x, sem nenhuma resistência ou atrito, com as velocidades iniciais respectivas 3v0, 2v0 e v0, como mostrado na figura.

Assuma que todas as colisões futuras entre os corpos serão elásticas e que o movimento não para. Depois de um longo tempo, as velocidades finais dos corpos 1, 2 e 3 serão respectivamente:


(A) 3v0, 2v0 e v0
(B) v0, 2v0 e 3v0
(C) 2v0, 2v0 e 2v0
(D) 0, 0 e 6v0
(E) 0, 2v0 e 4v0

GABARITO.

QUESTÃO 08
PUC-RJ: Dois corpos de massas M = 10,0 kg e m = 5,00 kg estão ligados por uma corda ideal, passando por uma polia ideal, onde M está em uma superfície horizontal, como mostrado na figura.

Dado que a aceleração escalar dos corpos é de 3,00 m/s², calcule o módulo, em Newtons, da força de atrito que age sobre o corpo de massa M.


Dado
g = 10,0 m/s²

(A) 5
(B) 15
(C) 30
(D) 45
(E) 50

GABARITO.

QUESTÃO 09
PUC-RJ: Uma partícula pontual de carga positiva Q está viajando, em linha reta, na direção x, em uma região do espaço onde existe campo magnético B e campo elétrico E. Encontre a única possibilidade abaixo para as direções dos campos, de modo que a partícula continue sempre se movendo na direção x, independentemente do módulo de sua velocidade.

(A) B // z e E // z
(B) B // z e E // y
(C) B // y e E // z
(D) B // y e E // y
(E) B // x e E // x

GABARITO.

QUESTÃO 10
PUC-RJ: Uma esfera, de massa 0,200 kg está dentro de um recipiente cheio de água. A esfera está em equilíbrio, ligada por um fio ao fundo do recipiente. A tensão nesse fio é de 0,500 N. Calcule, em cm³, o volume da esfera.


Dados
g = 10,0 m/s²;
dágua = 1,00 g/cm³

(A) 500
(B) 300
(C) 250
(D) 200
(E) 100

GABARITO.

QUESTÃO 11
PUC-RJ: Assinale a única configuração com dois ímãs, abaixo, que produz campo magnético nulo em pelo menos um ponto dentro da região limitada pelo quadrado.



GABARITO.

QUESTÃO 12
PUC-RJ: Um conjunto de seis resistores idênticos, de resistências iguais a 1,0 Ω, formam um tetraedro em cujas arestas estão os resistores, como na figura.

Aplicando uma diferença de voltagem igual a 1,0 V entre os pontos A e B, observamos que passa uma corrente I pelo circuito. Calcule a corrente I, em ampere.


(A) 0,0
(B) 0,33
(C) 0,17
(D) 1,0
(E) 2,0

GABARITO.

QUESTÃO 13
PUC-RJ: Um jogador chuta uma bola a partir do solo, e ela sai com um ângulo de 45° em relação à horizontal. Desprezando a resistência do ar, a bola atinge uma altura máxima de 2,5m. Qual é o módulo da velocidade inicial da bola, em m/s?




GABARITO.

QUESTÃO 14
PUC-RJ: Uma bola de chumbo é sustentada por dois fios ideais de comprimentos 3,0 m e 4,0 m presos a um teto horizontal, como mostrado na figura. O módulo da força de tensão no fio mais longo é de 15,0 N. Qual é, em newtons, o peso da bola de chumbo?


(A) 12
(B) 15
(C) 20
(D) 25
(E) 30

GABARITO.

QUESTÃO 15
PUC-RJ: Uma onda senoidal se propaga em uma longa corda com velocidade de 0,12 m/s, como mostrado na figura. Considere as seguintes afirmações com relação a essa onda.

I. A amplitude da onda é 0,40 m.
II. A frequência da onda é 80 mHz.
III. O comprimento de onda da onda é 1,0 m.


Marque a única alternativa correta.

(A) Apenas a afirmação I é verdadeira.
(B) Apenas a afirmação II é verdadeira.
(C) Apenas a afirmação III é verdadeira.
(D) As afirmações I e II são verdadeiras.
(E) As afirmações II e III são verdadeiras.

GABARITO.

QUESTÃO 16
PUC-RJ: O rádio (Ra) é um elemento usado em medicina nuclear, na forma de cloreto de rádio, para formar, por decaimento radioativo, o radônio (Rn), gás usado no tratamento do câncer.

Osão os nuclídeos mais abundantes dos dois elementos citados, e a diferença entre eles, em termos de estrutura atômica, é de

(A) quatro nêutrons apenas
(B) dois nêutrons e dois prótons
(C) quatro prótons apenas
(D) quatro nêutrons e dois prótons
(E) quatro nêutrons e quatro prótons

GABARITO.

QUESTÃO 17
PUC-RJ: Em relação aos grupos funcionais (I), (II) e (III), presentes no composto orgânico abaixo, é correto afirmar que


(A) (III) é um grupo funcional mais ácido que (I).

(B) (III) é um grupo funcional tão básico quanto (II).

(C) (III) é um grupo funcional tão ácido quanto (I).

(D) (III) é o grupo funcional mais básico.

(E) (I) é o grupo funcional mais ácido.

GABARITO.

QUESTÃO 18
PUC-RJ: O hexafluoreto de urânio (UF6) é um composto volátil de urânio que pode ser manipulado de forma a separar fisicamente o ²³⁵U do ²³⁸U por difusão gasosa. A preparação do UF6 a partir do dióxido de urânio (UO2) é feita em duas etapas indicadas nas equações abaixo:

Etapa 1: UO2 + 4HF → UF4 + 2 H2O
Etapa 2: UF4 + F2 → UF6

Considere o rendimento percentual da reação da primeira etapa igual a 80% e o rendimento da reação da segunda etapa de 60%.

A massa, em kg, de UF6 formada a partir de 10 kg de UO2 seria, aproximadamente,

Dados
M(UO2) = 270 g mol⁻¹
M(UF4) = 314 g mol⁻¹
M(UF6) = 352 g mol⁻¹

(A) 2,5
(B) 4,4
(C) 5,0
(D) 6,2
(E) 7,1

GABARITO.

QUESTÃO 19
Observe as reações abaixo:

puc-rj-questao-19

PUC-RJ: Assinale a alternativa que descreve corretamente o tipo de reação que está acontecendo em I, II e III, respectivamente.

(A) Saponificação; adição; eliminação
(B) Hidrólise; substituição; redução
(C) Transesterificação; adição; oxidação
(D) Eliminação; adição; oxidação
(E) Transesterificação; substituição; hidrólise

GABARITO.

QUESTÃO 20
PUC-RJ: Uma solução de ácido sulfúrico (H2SO4) foi preparada pela mistura de 10 mL do ácido comercial (86% de H2SO4, em massa, e densidade igual a 1,40 g mL⁻¹) com água até completar volume final de 1000 mL.

Considerando a dissociação completa dos dois prótons do ácido em água, a concentração de íon H⁺ (em mol L⁻¹), na solução final, é mais próxima de

Dado
M(H2SO4) = 98 g mol⁻¹

(A) 0,12
(B) 0,18
(C) 0,24
(D) 0,36
(E) 0,48

GABARITO.

QUESTÃO 21
PUC-RJ: A carvona, cuja estrutura é representada abaixo, é um composto orgânico extraído de plantas, sendo muito utilizado como flavorizante na indústria química.


É correto afirmar que a carvona possui

(A) carbonos com hibridização sp³, sp² e sp
(B) estrutura totalmente planar
(C) isômeros ópticos
(D) a função orgânica aldeído
(E) fórmula molecular C10H10O

GABARITO.

QUESTÃO 22
PUC-RJ: A gasolina é uma fração importante do petróleo, com faixa de ebulição entre 4°C e 170°C, que tem como principais componentes os

(A) hidrocarbonetos aromáticos
(B) hidrocarbonetos alifáticos
(C) fenóis
(D) éteres
(E) álcoois aromáticos

GABARITO.

QUESTÃO 23
PUC-RJ: A síntese de Haber-Bosch (equação abaixo) foi um processo desenvolvido na Alemanha, nas duas primeiras décadas do Século XX, para a produção de amônia (NH3) a partir de nitrogênio (N2).

Essa é uma reação reversível, como representada abaixo, na qual catalisadores de ferro podem ser aplicados. O processo tem altíssima importância industrial, pois a amônia pode servir de matéria prima para a produção de fertilizantes e explosivos.

1/2 N2(g) + 3/2 H2(g) ⇋ NH3(g) ∆H298K = -47 kJ mol⁻¹

Na síntese de Haber-Bosch

(A) a produção de amônia é um processo endotérmico.

(B) a adição de um catalisador de ferro desloca o equilíbrio para a formação de amônia.

(C) a produção de amônia é favorecida pela diminuição da pressão total no reator onde ocorre a reação.

(D) a diminuição da temperatura desloca o equilíbrio para a formação de amônia.

(E) o aumento da pressão de H2 não influencia a posição do equilíbrio.

GABARITO.

QUESTÃO 24
PUC-RJ: O boro é um elemento químico representativo e um de seus principais compostos é o ácido bórico (H3BO3) que se apresenta como cristais brancos solúveis em água, tendo propriedades antissépticas. No ácido bórico, um átomo de boro é ligado por três ligações covalentes simples a grupos hidroxila (-OH).

Sobre o ácido bórico, o boro e seus derivados, é verdadeiro afirmar que

(A) a solução aquosa de ácido bórico tem caráter básico (com pH > 8).

(B) o boro, no H3BO3, tem número de oxidação +3.

(C) o elemento boro tem configuração eletrônica completa igual a 1s² 2s² 2p³.

(D) o ácido bórico tem geometria tretragonal.

(E) ao se misturarem soluções de NaOH e de ácido bórico forma-se borohidreto de sódio (NaBH4).

GABARITO.

QUESTÃO 25
PUC-RJ: As geometrias moleculares dos compostos O3, BF3, CO2 e SOCl2 são, respectivamente,

(A) angular, trigonal plana, linear e pirâmide trigonal
(B) linear, trigonal plana, linear e pirâmide trigonal
(C) angular, angular, angular, trigonal plana
(D) linear, angular, linear, tetraédrica
(E) angular, pirâmide trigonal, linear e pirâmide trigonal

GABARITO.

CIÊNCIAS HUMANAS

QUESTÃO 26


PUC-RJ: A partir das projeções apresentadas no cartograma acima, é possível afirmar que a

(A) deformidade espacial é maior quanto maior for a latitude.

(B) forma representada é a mais próxima da realidade espacial.

(C) realidade espacial é rigorosamente respeitada pela representação.

(D) relação longitude X latitude não pode ser expressa espacialmente.

(E) representação espacial é mais distante do real nas menores latitudes.

GABARITO.

QUESTÃO 27

Árcore, o melhor remédio pra falta d'água

PUC-RJ: Explicando o desenho apresentado, as florestas úmidas ‘chamam’ chuva, porque há

(A) abundância de matéria orgânica nesses ambientes que, decomposta, retroalimenta a atmosfera com umidade.

(B) bloqueio das massas de ar pelo relevo onde essa vegetação se assenta, provocando chuvas orográficas.

(C) concentração de umidade nos solos encharcados desses ambientes vegetativos, o que gera chuvas frontais.

(D) diferença entre as temperaturas das copas e raízes das árvores, gerando chuvas torrenciais e inundações.

(E) emissão de vapor d’água por elas mesmas, que se condensa em elevadas altitudes, gerando chuvas convectivas.

GABARITO.

QUESTÃO 28


PUC-RJ: A partir da dinâmica das águas fluviais em uma rede hidrográfica como a mostrada no mapa hipsométrico acima, identifica-se que o sentido do curso do rio Tietê, indicado com o nº 1 no território paulista é

(A) sudeste.
(B) sudoeste.
(C) noroeste.
(D) nordeste.
(E) leste.

GABARITO.

QUESTÃO 29
(...) (Agricultores) (...) vêm manifestando uma capacidade organizativa que responde em grande parte pela existência de políticas públicas inovadoras nas atividades agrícolas brasileiras. (...) Por exemplo, o mais importante é o quadro de mudanças institucionais a que esse setor vem dando lugar, por meio das comissões municipais de desenvolvimento rural, das novas cooperativas de crédito e da ampliação (...) da quantidade de agricultores com acesso ao sistema bancário. Independentemente do juízo que se faça destas políticas de governo, (essa agricultura) hoje é uma força política da maior importância no Brasil e responde por aquilo que durante tanto tempo foi tomado como uma espécie de contradição nos termos: a construção de uma sociedade civil no meio rural (...)’.
FONTE: Ricardo Abramovay. Para juntar economia e ética, sociedade
e natureza (entrevista em 08 de outubro de 2010. Trecho adaptado). Endereço
eletrônico: http://ricardoabramovay.com/entrevistas-agricultura. Acesso em 21 de julho de 2018.

PUC-RJ: A qual tipo de atividade rural, o autor se refere no trecho acima?

(A) Agronegócio de exportação.
(B) Associativismo ‘brasiguaio’.
(C) Monoatividade tradicional.
(D) Monocultura empresarial.
(E) Pluriatividade familiar.

GABARITO.

QUESTÃO 30
PUC-RJ: Com o pós-fordismo, a ‘desmetropolização’ gerou um esvaziamento de investimentos produtivos nas tradicionais metrópoles mundiais e afetou, inclusive, as áreas emergentes da América Latina e Ásia do Sul.

Em algumas grandes metrópoles, buscam-se ações que reduzam os impactos do desmonte dos setores geradores de emprego que afeta milhões de pessoas em megarregiões densamente povoadas.

Nesse contexto, leia os trechos selecionados a seguir:

(...) O Rio de Janeiro, ao longo de sua história, exerceu papel de protagonista na produção cultural e intelectual (...) do Brasil. Não podemos compreender o país sem a bossa nova, o samba e o funk; sem as novelas e os filmes produzidos e ambientados na cidade; sem a moda da praia e do subúrbio carioca; sem os projetos de arquitetos, designers e publicitários que se alimentaram da cultura carioca, única, em seus processos de criação. (...) É justamente este histórico que nos faz defender (...) tais ações (...) como um eixo central do desenvolvimento do Rio de Janeiro e, consequentemente, como preocupação primordial no planejamento e gestão das políticas públicas municipais. (...)
(Adaptado de trechos da entrevista do geógrafo João Luiz de
Figueiredo ao jornal o Globo On Line, Opinião, de 14/06/2017.
Endereço eletrônico: https://oglobo.globo.com/opiniao/cultura-criatividade-contra-crise-21333327#ixzz5Nv3c6brD. Acesso: 21 de julho de 2018)

No trecho citado, o geógrafo se refere a um modelo de políticas públicas municipais para a cidade do Rio de Janeiro que priorize a

(A) economia criativa
(B) flexibilização da indústria
(C) globalização da cultura
(D) modernização portuária
(E) valorização da construção civil

GABARITO.

QUESTÃO 31
PUC-RJ: As taxas de natalidade apresentadas no cartograma a seguir mostram que os países da América do Sul que estão mais distantes do terceiro estágio da transição demográfica são, exclusivamente, os seguintes:

As taxas de natalidade apresentadas no cartograma a seguir mostram que os países da América do Sul

(A) Venezuela, Suriname e Peru
(B) Paraguai, Bolívia e Argentina
(C) Brasil, Argentina e Chile
(D) Equador, Bolívia e Paraguai
(E) Colômbia, Argentina e Suriname

GABARITO.

QUESTÃO 32
PUC-RJ: As ZPEs (Zonas de Processamento de Exportação), segundo a legislação brasileira vigente desde 2007, são áreas de livre comércio, destinadas à instalação de empresas voltadas para a produção de bens a serem comercializados no exterior, e zonas primárias para efeito de controle aduaneiro.

Marque a opção a seguir que NÃO CORRESPONDE a uma característica dessas zonas no país.

(A) Localizam-se nas regiões menos desenvolvidas do território nacional, objetivando reduzir desequilíbrios regionais.

(B) Têm como objetivo primordial promover a difusão tecnológica e o desenvolvimento econômico e social no Brasil.

(C) A produção nessas zonas pode ser destinada ao mercado nacional, caso os produtos sejam de valor agregado elevado.

(D) É vedada a instalação em ZPE de empresas cujos projetos evidenciem a transferência de plantas de indústrias já instaladas no País.

(E) A comercialização para empresas localizadas em ZPE terá o mesmo tratamento fiscal, cambial e administrativo aplicado às exportações.

GABARITO.

QUESTÃO 33
Relação população / área de ocupação de população na
Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ), em 2017

Relação população / área de ocupação de população na

PUC-RJ: No Brasil, as regiões metropolitanas são unidades territoriais definidas por lei, que concentram parte expressiva da população nacional. Apesar da sua importância, muitos fatores reduzem a gestão sobre tais regiões no país como a

(A) incapacidade de os governos estaduais valorizarem as metrópoles, aplicando recursos somente em outras regiões do estado.

(B) incompetência municipal na aplicação de impostos federais destinados a essa escala regional de concentração demográfica milionária.

(C) inconsistência da lei de responsabilidade fiscal que não valoriza os governos metropolitanos, direcionando recursos para outras regiões.

(D) inexistência de um ente federativo próprio para essas regiões que seja capaz de pensar e gerenciar os seus específicos problemas socioespaciais cotidianos.

(E) inoperância das políticas públicas federais que desobrigam os municípios a repartirem os seus recursos com essas regiões, limitando a ação do poder dos governos estaduais.

GABARITO.

QUESTÃO 34
PUC-RJ: Discutir a criminalidade no mundo e compará-la entre países e regiões são exercícios dos mais complexos para os pesquisadores da área, na atualidade.

Todavia há certa unanimidade entre eles quando são comparados países / regiões mais violentos (notadamente em relação aos homicídios, porque são dados registrados oficialmente), a partir de um indicativo que vem sendo uma importante ferramenta para esses estudos, sobretudo nas Ciências sociais e econômicas, em todo o mundo.

O índice que afere que a criminalidade tende a ser menor quanto maior for o seu valor é o da(do)

(A) Mortalidade Infantil.
(B) Desenvolvimento Humano.
(C) Produto Interno Bruto.
(D) Nível de urbanização.
(E) Fertilidade feminina.

GABARITO.

QUESTÃO 35

A charge mostra uma tendência crescente, no mundo ocidental

PUC-RJ: A charge mostra uma tendência crescente, no mundo ocidental: a busca por alimentos ‘mais saudáveis’ por parte da população. Todavia, a crítica do chargista indica que a

(A) grande capacidade de empatia das classes mais abastadas em relação aos mais pobres reduz a disparidade entre os que comem bem e os que nada comem.

(B) sustentabilidade do consumo de produtos ‘mais saudáveis’ esbarra na manutenção de problemas estruturais como o desperdício de alimentos e a pobreza.

(C) falta de educação ambiental a partir da reduzida capacidade de separação dos tipos de resíduos é um dos maiores impeditivos para o aumento da qualidade de vida.

(D) manutenção da pobreza estrutural impede que outras pessoas possam comer melhor, porque os mais pobres só precisam se alimentar com produtos mais básicos.

(E) política agrícola nacional continua focada nos mais pobres e nas suas necessidades, quando eles deveriam se esforçar mais para comer os orgânicos.

GABARITO.

QUESTÃO 36
PUC-RJ: Com 72.000 verbetes, distribuídos em 17 volumes, a Enciclopédia, ou Dicionário razoado das ciências e dos ofícios (1751-1772), editada por Denis Diderot e Jean le Rond d’Alembert, é considerada o texto mais representativo do movimento iluminista francês. Em relação à Enciclopédia e ao Iluminismo francês, analise as afirmações abaixo:

I - Considerando como conhecimento válido apenas aquele baseado na Revelação bíblica, a Enciclopédia incluía a maior parte das doutrinas ortodoxas da Igreja.

II - Entre as diferentes formas de conhecimento, a Enciclopédia dava enorme destaque àquelas vinculadas à prática, como as artes e os ofícios, em conformidade com a crença iluminista na capacidade da técnica em dominar a natureza em prol da melhoria da condição humana.

III - A Enciclopédia apresenta uma visão otimista da história como um contínuo progresso material e moral da espécie humana e dos clérigos como os principais agentes desse progresso.

IV - Ao buscar compilar todo o conhecimento humano útil numa obra acessível, a Enciclopédia mostrava-se fi el à convicção iluminista de que a instrução seria capaz de libertar os homens da superstição, do fanatismo e da violência, tornando-os melhores e mais virtuosos.

Estão corretas APENAS as afirmações

(A) II e IV
(B) I e IV
(C) I e II
(D) II e III
(E) III e IV

GABARITO.

QUESTÃO 37

O documento acima é uma página do Atlas Catalão, produzido por volta de 1375

PUC-RJ: O documento acima é uma página do Atlas Catalão, produzido por volta de 1375, com autoria atribuída ao cartógrafo de Maiorca (Espanha) Abraão Cresques. O Atlas traz informações sobre aspectos geográficos, mercadorias e populações do continente africano. No detalhe, o cartógrafo deu destaque ao rei do Mali, conhecido como mansa Mussa (à direita), ao retratá-lo segurando uma pepita de ouro, seguido pelo desenho da importante cidade de Tombuctu.

Tendo como referência a imagem acima e os conhecimentos produzidos pelos estudos históricos, analise as afirmativas seguintes com relação à história do reino africano do Mali e assinale a afirmativa INCORRETA:

(A) O Mali, um dos reinos mais importantes da África, entre os séculos XIII e XV, se localizava em uma região de intensa circulação de saberes e pessoas.

(B) A origem do reino do Mali está nos povos de língua mandê, e o seu representante político era denominado mansa.

(C) O reino do Mali abarcava Tombuctu, uma cidade economicamente importante por ser um ponto de encontro das caravanas comerciais transaarianas, que traziam diversas mercadorias, como sal, noz de cola, ouro, especiarias e tecidos.

(D) Mansa Mussa era bastante conhecido em todo o mundo árabe e até mesmo no europeu, provavelmente por ter viajado por várias cidades importantes, quando da sua peregrinação à Meca, e por ter expandido o islamismo com a introdução de sábios muçulmanos nas escolas do Mali.

(E) Devido a sua localização geográfica muito próxima ao deserto do Saara, o Mali esteve em situação de isolamento, sem ser influenciado por culturas estrangeiras.

GABARITO.

QUESTÃO 38
PUC-RJ: Sobre a conquista e a ocupação da América pelos espanhóis, no século XVI, podemos afirmar que este processo

(A) contribuiu para o crescimento demográfico da população indígena, concentrada nas regiões de extração de ouro e prata.

(B) propiciou o domínio político e econômico dos criollos que detinham o monopólio do comércio com a metrópole.

(C) conduziu ao início do monopólio das Companhias de Comércio sobre a circulação de mercadorias e desestimulou a economia da metrópole.

(D) levou à submissão das populações indígenas através dos sistemas de encomienda e mita que os reduzia à servidão permanente ou temporária.

(E) impôs a assinatura de tratados que regulamentavam as formas de convivência entre os indígenas e os conquistadores espanhóis.

GABARITO.

QUESTÃO 39
“Varre, varre, varre, varre vassourinha!
Varre, varre a bandalheira!
Que o povo já tá cansado
De sofrer dessa maneira
Jânio Quadros é a esperança desse povo abandonado!
Jânio Quadros é a certeza de um Brasil, moralizado!
Alerta, meu irmão!
Vassoura, conterrâneo!
Vamos vencer com Jânio!”
(Varre, varre vassourinha, varre a corrupção. Jingle da campanha presidencial de Jânio Quadros. Maugeri Neto e Fernando de Almeida. 1960.)

PUC-RJ: Tendo o combate à corrupção como um dos temas centrais de sua campanha, Jânio Quadros venceu as eleições presidenciais de 1960 com expressiva votação. Sete meses após assumir, renunciou ao cargo.

Sobre seu curto governo é INCORRETO afirmar que

(A) administrou de forma suprapartidária e sem diálogo com o Congresso, instalando sindicâncias e negociando diretamente com os governos dos estados.

(B) para tentar moralizar hábitos e costumes, instituiu medidas pontuais como proibição de corridas de cavalos em dias de semana e posturas sobre brigas de galo.

(C) adotou medidas de austeridade econômica, seguindo o receituário proposto pelo FMI, mas não conseguiu conter a inflação e o aumento do custo de vida.

(D) visando a facilitar a obtenção de recursos externos, manteve um alinhamento incondicional com os EUA em sua política internacional.

(E) atuou contra o que chamou de “regalias” do funcionalismo público, cortou benefícios e tentou instituir o horário integral nas repartições federais.

GABARITO.

QUESTÃO 40
PUC-RJ: Movimentos sociais e políticos de caracteres distintos marcaram o final do século XVIII na América portuguesa. Comparando a Inconfidência Mineira de 1789 com a Conjuração Baiana de 1798, assinale a afirmação INCORRETA:

(A) Na Inconfidência Mineira prevaleceram propostas mais anticoloniais do que sociais. A Inconfidência Baiana, além de anticolonial, foi mais voltada para reformas sociais, defendendo melhores condições de vida para os menos favorecidos.

(B) Tanto a Inconfidência Mineira quanto a Conjuração Baiana tinham como objetivos criar uma República e pôr fim ao tráfico de escravos e à escravidão no Brasil.

(C) A Inconfidência Mineira configurou-se como um movimento da elite mineira, enquanto a Conjuração Baiana contava também com a participação de pessoas de origem humilde, como alfaiates, soldados e escravos.

(D) A Inconfidência Mineira foi mais influenciada pelo movimento separatista da América Inglesa, enquanto os insurgentes baianos foram mais influenciados pelos ideais igualitários da Revolução Francesa.

(E) A insatisfação com o sistema tributário metropolitano desempenhou um papel importante em ambos os movimentos.

GABARITO.

QUESTÃO 41
PUC-RJ: Considere as afirmativas abaixo acerca da chamada reação republicana e da crise enfrentada pelo sistema político da Primeira República no Brasil, no contexto das eleições presidenciais de 1922.

I - Resultado do descontentamento de parte das oligarquias, a reação republicana lançou o nome de Nilo Peçanha à presidência, buscando derrubar o pacto oligárquico vigente na República.

II - Ciente das difi culdades a serem enfrentadas em sistema eleitoral marcado pela fraude e pela manipulação, a reação republicana procurou aproximar-se de setores militares descontentes com sua posição secundária no cenário político.

III - Tendo seu candidato derrotado nas eleições, a reação republicana manteve a mobilização popular e reforçou o acirramento dos ânimos entre os militares, levando o país a enfrentar uma série de levantes internos.

IV - Entre os militares revoltosos, era central a crítica à imoralidade da política vigente e ao seu controle pelas oligarquias.

Estão corretas APENAS as afirmações

(A) I e II
(B) I e III
(C) III e IV
(D) II e IV
(E) II e III

GABARITO.

QUESTÃO 42
PUC-RJ: Contando com imprensa própria e grande capacidade de mobilização para seus eventos e manifestações de rua, a Aliança Nacional Libertadora (ANL) e a Ação Integralista Brasileira (AIB) conquistaram corações e mentes de milhares de brasileiros ao longo dos anos 1930 e se constituíram em efetivos movimentos de massa.

Sobre essas associações, é CORRETO afirmar que

(A) em meio ao expressivo crescimento da ANL na capital e nos Estados e sob o impacto de inúmeras greves, o governo Vargas apoiou-se na recém promulgada Lei de Segurança Nacional para fechar a organização.

(B) como opositora ao governo de Getúlio Vargas, a AIB entendia que o fortalecimento dos partidos políticos era uma condição fundamental para a construção de uma nação mais democrática e desenvolvida.

(C) tendo Luís Carlos Prestes como presidente de honra, a ANL foi uma organização exclusivamente comunista que fomentava a ação revolucionária para a instalação de uma ditadura do proletariado.

(D) embora sustentassem distintos projetos para o Brasil, a AIB e a ANL lutaram pela manutenção da liberdade de expressão e mantiveram relações cordiais e pacíficas ao longo de todo o período.

(E) sob a liderança de Plinio Salgado, a AIB mantinha uma estrutura organizacional centralizada, hierarquizada e incorporava uma ritualística particular. Contudo, procurou evitar qualquer influência de cunho religioso.

GABARITO.

QUESTÃO 43
PUC-RJ: Entre 1918 e 1939, vivemos um cenário global com muitas crises e instabilidades. As afirmativas abaixo tratam desse período.

I - A situação internacional pode ser medida pela eclosão de confl itos em diversos continentes como, por exemplo: a Guerra Sino-Japonesa, a invasão da Etiópia pela Itália e a Guerra Civil espanhola.

II - A economia dos países capitalistas se deteriorou, a partir de 1929, com a crise econômica iniciada pela quebra da bolsa de valores de Nova Iorque.

III - O socialismo venceu, como projeto, em diversos países, reconfi gurando a ordem internacional e estabelecendo uma polarização política que levou a uma competição militar muito agressiva.

IV - As independências coloniais transformaram os continentes africano e asiático em um palco de confl itos decenais entre os governos dos grandes impérios coloniais e os movimentos de libertação nacionais.

Estão corretas APENAS as afirmações

(A) I e III
(B) II e IV
(C) I e IV
(D) III e IV
(E) I e II

GABARITO.

QUESTÃO 44
PUC-RJ: Os anos 1960 foram marcadamente agitados no mundo, especialmente, nos EUA, sob os governos de John Kennedy (1961-1964) e Lyndon Johnson (1965-1969).

Sobre a sociedade norte-americana nesse período, assinale a alternativa INCORRETA.

(A) Os distúrbios estudantis generalizaram-se entre os anos 1967 e 1969, quando se protestava, principalmente, contra a continuidade da guerra do Vietnã e o recrutamento obrigatório.

(B) A Contracultura, em oposição ao conformismo da década anterior, apontava rumos alternativos e mais radicais para a juventude, expressos, por exemplo, no movimento hippie, na arte psicodélica, no Rock e no uso de drogas.

(C) Juntamente com um enriquecimento material sem precedente e com a elevação do padrão de vida do cidadão médio, ocorreu um enorme aumento demográfico, resultante do chamado “Baby boom”.

(D) O Movimento Negro e a luta pelos direitos civis, que haviam ganhado grande impulso nos anos 1950, sofreram um declínio significativo com a recusa do governo federal em coibir o aumento do terrorismo racial.

(E) As feministas se organizaram em torno de movimentos de libertação das mulheres, que defendiam um novo papel social para estas, dando impulso a uma das maiores transformações do século XX.

GABARITO.

QUESTÃO 45
PUC-RJ: A respeito da guerra da Tríplice Aliança (Brasil, Argentina e Uruguai) contra o Paraguai, entre 1864 e 1870, são feitas as seguintes afirmações:

I - Durante o governo de Francisco Solano Lopes, a economia paraguaia atingiu o seu ápice, com a instalação de linhas de telégrafo, a construção de estradas de ferro, a criação de fábricas, e a manutenção de uma balança comercial favorável.

II - Refl etiu as disputas no processo de formação dos Estados Nacionais na região platina, onde a livre navegação na Bacia do Rio da Prata, se apresentava como uma questão estratégica para o países envolvidos no confl ito.

III - Visando a manter a escravidão intacta no Brasil, durante o período em que o país estava em guerra, foi proibido o recrutamento de negros e mestiços, tornando impossível o ingresso de escravos fugitivos no exército.

IV - Favorecido por uma economia voltada à exploração agropastoril, o Uruguai passava internamente por um momento político tranquilo, o que explica a sua quase insignifi cante participação no confl ito.

Estão corretas APENAS as afirmações

(A) I e III
(B) II e III
(C) I e II
(D) III e IV
(E) I e IV

GABARITO.

COMENTÁRIOS

DESTAQUE

Nome

administração,4,administração financeira,1,administração orçamentária,1,administração pública,1,ads,24847,advogado,1,agricultura,1,agronomia,1,alberteinstein,19,alfabeto,1,anasem,1,anatomia,1,aocp,142,arquitetura,1,arquitetura e urbanismo,1,arte,7,atividade,255,atividade biologia,8,atividade ciências,61,atividade de português,47,atividade espanhol,17,atividade filosofia,5,atividade física,8,atividade fundamental,36,atividade geografia,6,atividade história,83,atividade inglês,2,atividade literatura,3,atividade matemática,23,atividade quimica,5,atividade sociologia,3,auditor fiscal,1,auditoria,1,autoajuda,1,auxiliar administrativo,2,auxiliar judiciário,1,bem-estar,13,biblioteconomia,2,biografia,1,biologia,59,biomedicina,2,bioquimica,1,blogger,3,bolsafamilia,1,callfrom,1,carnaval,2,cecierj,5,cederj,5,cefetba,40,cefetmg,1,celebridades,2,celpebras,1,cesgranrio,50,cfc,6,ciencias,75,ciências contábeis,17,ciências da saúde,1,ciências econômicas,1,claudiogaleno,1,colunas,10,comercio exterior,1,concurso,231,conhecimento específico,3,conscam,45,conta pra mim,41,contabilidade,8,contabilidade avançada,1,contabilidade de custos,1,contabilidade pública,10,contabilidadedecustos,1,contador,2,coronavirus,8,criminologia,1,cultura,29,curiosidade,5,datas comemorativas,11,declaracoes,6,desenhos,326,design,1,design de interiores,1,design de moda,1,design grafico,1,destaque,5,detran,1,devry,1,dietética,2,direito,30,direito administrativo,8,direito ambiental,2,direito civil,8,direito constitucional,9,direito do trabalho,5,direito eleitoral,1,direito empresarial,7,direito financeiro,1,direito penal,9,direito processual civil,1,direito processual do trabalho,1,direito processual penal,2,direito tributário,7,direitoadministrativo,2,direitocivil,3,direitos humanos,1,duvidas,5,economia,2,educação,54,educação física,7,educação infantil,299,eleicoes,1,enade,58,encceja,24,enem,35,enfermagem,3,engenharia,1,engenharia ambiental,1,engenharia civil,1,engenharia da computação,2,engenharia de alimentos,1,engenharia de produção,2,engenharia eletrica,1,engenharia florestal,1,engenharia mecanica,1,engenharia quimica,1,ensino fundamental,217,escola,1,espanhol,34,espcex,30,espm,6,esportes,1,estatística,1,exame nacional,2,explicacao,41,facid,1,faculdade,30,faculdade dinamica,2,fadip,1,fagoc,2,famema,10,famerp,11,farmacia,1,fasa,9,faseh,1,fatec,111,fcc,107,fei,19,fgv,26,filosofia,18,fiscal de obras e posturas,1,fisica,57,fisioterapia,1,fmo,2,fonoaudiologia,1,formula1,1,fps,35,frances,5,frases,1,fuvest,8,fuvest2018,79,gabaritos,23,gastronomia,1,geografia,65,gestao ambiental,1,gestao comercial,1,gestao de qualidade,1,gestao de recursos humanos,1,gestão financeira,1,gestao hospitalar,1,gestão pública,1,historia,179,ibade,4,ifce,12,iff,1,ifmg,3,ifmt,134,ifpe,66,ifpi,3,ifsul,67,ifto,12,imagens,96,ime,68,informatica,10,inglês,50,insper,52,instituto acesso,138,ita,40,jornalismo,12,legislação,10,legislação penal,1,legislação tributária municipal,13,lendas,18,libras,1,liceu piauiense,1,literatura,23,lixo,12,logística,1,loja,3,mackenzie,12,marketing,1,matematica,102,matemática financeira,1,medicina,18,medicina legal,2,medicina veterinaria,1,meliuz,1,mtc,1,musica,1,natal,2,necropsia,1,nível médio,1,noticias,87,nubank,4,nutrição,3,o que e,2,oab,44,obmep,6,odontologia,2,outros,75,pedagogia,3,piaui,1,pnaic,10,portugues,134,praticapsi,3,priuni,1,processos gerenciais,1,procurador,1,pronatec,3,prouni,5,provas,264,provas albert einstein,4,provas cefetmg,2,provas cfc,5,provas concurso,50,provas enade,57,provas encceja,19,provas enem,5,provas espcex,1,provas espm,3,provas famema,6,provas famerp,6,provas faseh,1,provas fatec,1,provas fei,2,provas fgv,1,provas ifce,2,provas ifmg,3,provas ifpi,1,provas ifsul,9,provas ifto,8,provas ime,1,provas oab,43,provas puc,2,provas pucrj,1,provas santa casa,4,provas uece,3,provas uel,1,provas uerj,2,provas unemat,1,provas unesp,2,provas unicamp,4,provas unichristus,2,provas unifenas,3,provas unifor,3,provas unirg,3,provas upe,4,provas usp,12,provas vestibular,155,psicologia,10,publicidade e propaganda,2,puc-go,67,puc-pr,2,puc-rs,106,puc-sp,63,pucrj,1,questão agronomia,26,questão albert einstein,307,questão alemao,8,questão anasem,60,questão arquitetura e urbanismo,30,questão atualidades,35,questão auxiliar judiciário,48,questão cecierj,64,questão cederj,128,questão cefetmg,120,questão cesgranrio,72,questão cespe,108,questão ciências contábeis,27,questão ciências econômicas,27,questão comercio exterior,27,questão coronavirus,25,questão crespe,96,questão da aocp,50,questão da espcex,300,questão da famema,223,questão da fasa,102,questão da fatec,162,questão da fau,96,questão da fcc,340,questão da fgv,644,questão da fuvest,275,questão da oab,815,questão da obmep,164,questão da puc-pr,103,questão da puc-sp,243,questão da santa casa,200,questão da uece,491,questão da ueg,270,questão da uel,170,questão da uemg,115,questão da uerj,140,questão da unesp,455,questão da unicamp,353,questão da unicentro,155,questão da unirg,179,questão da usp,377,questão de administração,67,questão de administração financeira,6,questão de administração orçamentária,6,questão de administração pública,30,questão de anatomia,20,questão de arte,36,questão de auditoria,5,questão de biologia,764,questão de biomedicina,55,questão de ciências,642,questão de ciências da saúde,20,questão de concurso,3187,questão de conhecimento geral,5,questão de contabilidade,236,questão de criminologia,5,questão de defesa do consumidor,10,questão de dietética,40,questão de direito,500,questão de direito administrativo,110,questão de direito ambiental,18,questão de direito civil,62,questão de direito constitucional,115,questão de direito da pessoa com deficiência,3,questão de direito do trabalho,35,questão de direito eleitoral,5,questão de direito empresarial,36,questão de direito financeiro,28,questão de direito penal,65,questão de direito penal militar,6,questão de direito previdenciario,10,questão de direito processual civil,27,questão de direito processual do trabalho,5,questão de direito processual penal,25,questão de direito tributário,78,questão de direito urbanistico,8,questão de direitos humanos,4,questão de educação física,37,questão de engenharia da computação,47,questão de engenharia de produção,47,questão de espanhol,364,questão de estatistica,24,questão de farmácia,87,questão de filosofia,111,questão de física,921,questão de física médica,30,questão de fisioterapia,57,questão de fonoaudiologia,56,questão de frances,85,questão de geografia,699,questão de história,1299,questão de informática,81,questão de inglês,796,questão de legislação,206,questão de legislação penal,15,questão de legislação tributária,23,questão de literatura,324,questão de matemática,1867,questão de medicina,202,questão de medicina legal,15,questão de medicina veterinária,57,questão de necropsia,20,questão de nutrição,112,questão de odontologia,76,questão de português,2453,questão de processo legislativo,5,questão de psicologia,137,questão de química,809,questão de raciocínio lógico,95,questão de segurança pública,5,questão de serviço social,30,questão de sociologia,86,questão de terapia ocupacional,30,questão de vestibular,12114,questão design,27,questão design de interiores,26,questão design de moda,27,questão design gráfico,25,questão detran,66,questão do cfc,244,questão do enade,1520,questão do encceja,660,questão do enem,555,questão do iff,53,questão do ime,40,questão do ita,187,questão do liceu piauiense,30,questão do mackenzie,302,questão do revalida,90,questão enfermagem,46,questão engenharia ambiental,27,questão engenharia civil,27,questão engenharia de alimentos,27,questão engenharia de controle e automacao,27,questão engenharia eletrica,27,questão engenharia florestal,27,questão engenharia mecânica,27,questão engenharia quimica,27,questão espm,239,questão faculdade dinamica,108,questão fadip,54,questão fagoc,50,questão famerp,600,questão faseh,60,questão fei,210,questão fiscal,40,questão fmo,90,questão funcern,240,questão gastronomia,26,questão gestao comercial,26,questão gestão de qualidade,27,questão gestão de recursos humanos,27,questão gestão financeira,27,questão gestão pública,26,questão iave,60,questão idib,40,questão ieses,100,questão ifce,90,questão ifmg,126,questão ifmt,110,questão ifpi,295,questão ifsul,356,questão ifto,361,questão italiano,8,questão jornalismo,107,questão lógica,5,questão logística,27,questão marketing,27,questão multidisciplinar,35,questão nucepe,46,questão obras e postura,28,questão processo do trabalho,10,questão processo tributario,15,questão processos gerenciais,27,questão publicidade e propaganda,27,questão pucrj,70,questão radiologia,27,questão relações internacionais,27,questão secretariado executivo,27,questão servico social,27,questão slmandic,70,questão técnico agrícola,15,questão tecnologia agronegocio,26,questão tecnologia estética e cosmetica,27,questão tecnologia gestao ambiental,27,questão tecnologia gestao hospitalar,27,questão tecnologia seguranca do trabalho,27,questão teologia,27,questão turismo,27,questão ucb,80,questão udesc,106,questão uema,128,questão uepg,69,questão ufpe,50,questão ufpr,30,questão ufsc,116,questão unemat,77,questão unichristus,148,questão unifaminas,54,questão unifenas,246,questão unifesp,110,questão unifor,194,questão unimontes,3,questão uninassau,90,questão upe,296,questão urologia,15,questão web design,40,questão zootecnia,27,questões,21718,quimica,55,raciocínio lógico,7,radiologia,1,redacao,86,Reflexão In Texto,8,relações internacionais,1,religiao,4,resumo,5,revalida,2,rhinsight,7,santacasa,87,secretariado executivo,1,seguranca do trabalho,1,serviço social,1,sesc,1,sexto ano,1,silabas,18,simulado,2,sisu,2,slmandic,2,sociologia,12,técnico agrícola,1,tecnologia em agronegocio,1,teologia,1,textos,45,textos paradidáticos,1,trechos,1,turismo,1,uber,1,ucb,169,udesc,14,uece,32,ueg,4,uel,180,uema,73,uemg,13,uepg,3,uerj,73,uespi,1,ufam,3,ufc,2,ufes,2,uffs,4,ufg,1,ufgd,63,ufma,1,ufmg,1,ufpa,1,ufpi,2,ufpr,1,ufrgs,1,ufrn,2,ufsc,5,ufscar,1,uftm,188,unb,1,unemat,2,unesp,12,unicamp,13,unicentro,14,unichristus,10,unifaminas,1,unifenas,3,unifesp,12,unifor,6,uninassau,3,uninove,1,unirg,5,unirv,41,upe,17,urbanismo,1,usp,14,vestibular,552,videos,5,vivo,1,zootecnia,1,
ltr
item
INDAGAÇÃO: Prova PUC-RJ 2019.1 com Gabarito
Prova PUC-RJ 2019.1 com Gabarito
https://1.bp.blogspot.com/-vw7GQpkxUKA/XZvdByPfmvI/AAAAAAACXuE/VArpPPcQBiYT1m-13Pa7UeMbBuy9Z-HZgCLcBGAsYHQ/s320/pucrj-logotipo-indagacao.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-vw7GQpkxUKA/XZvdByPfmvI/AAAAAAACXuE/VArpPPcQBiYT1m-13Pa7UeMbBuy9Z-HZgCLcBGAsYHQ/s72-c/pucrj-logotipo-indagacao.jpg
INDAGAÇÃO
https://www.indagacao.com.br/2019/10/prova-puc-rj-2019-1-com-gabarito.html
https://www.indagacao.com.br/
https://www.indagacao.com.br/
https://www.indagacao.com.br/2019/10/prova-puc-rj-2019-1-com-gabarito.html
true
3110492279122331237
UTF-8
Todas as Postagens Não foram encontradas postagens VEJA TODOS Leia Mais Resposta Cancelar resposta Deletar Por Home PAGINAS POSTS Veja todos RECOMENDADOS PARA VOCÊ Tudo Sobre ARQUIVOS BUSCAR TODOS OS POSTS Nenhuma postagem foi encontrada Voltar para Home Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Sep Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 hora atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir CONTEÚDO PREMIUM BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhar em uma rede social PASSO 2: Clique no link na sua rede social Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados Não é possível copiar os códigos / textos, pressione [CTRL] + [C] para copiar Tabela de conteúdo