Prova FGV-SP 2020 (Economia - 1ª fase) com Gabarito e Resolução

Prova FGV-SP 2020 (Economia - 1ª fase) com Gabarito e Resolução
Prova FGV-SP 2020 (Economia - 1ª fase) com Gabarito e Resolução

Questões da FGV 2020 de:

Matemática
Biologia
História
Geografia
Inglês
Física
Química
Português

Matemática

QUESTÃO 01
(FGV-SP 2020) A figura indica uma configuração retangular feita com palitos idênticos.

(FGV-SP 2020) A figura indica uma configuração retangular feita com palitos idênticos.

O total de palitos usados na configuração retangular completa é

a) 720.
b) 700.
c) 660.
d) 640.
e) 600.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 02
(FGV-SP 2020) Uma formiga desloca-se sobre uma malha quadriculada com eixos cartesianos ortogonais.

Ela parte do ponto de coordenadas (0, 0) e segue um caminho conforme o padrão indicado na figura.

Ela parte do ponto de coordenadas (0, 0) e segue um caminho conforme o padrão indicado na figura

Sabendo que essa formiga se desloca por uma unidade da malha a cada 1 segundo, para chegar ao ponto de coordenadas (99, 99) ela levará

a) 1 hora e 45 minutos.
b) 2 horas e 15 minutos.
c) 2 horas e 45 minutos.
d) 3 horas e 15 minutos.
e) 4 horas e 25 minutos.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 03
(FGV-SP 2020) Atualmente, o preço de uma mercadoria é 20% superior ao que era há um ano. Sabe-se também que o preço atual é 10% superior ao preço da mercadoria na época em que ela custava R$ 100,00 a menos do que hoje.

Nas condições descritas, o preço dessa mercadoria há um ano, em reais, era um valor que pertence ao intervalo numérico

a) [850, 910[
b) [910, 970[
c) [970, 1030[
d) [1030, 1090[
e) [1090, 1150[

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 04
(FGV-SP 2020) Uma amostra de cinco número inteiros não negativos, que pode apresentar números repetidos, possui média igual a 10 e mediana igual a 12.

Sendo x o maior dos cinco números e y o menor deles, o menor valor possível de x – y é

a) 8.
b) 7.
c) 6.
d) 5.
e) 4.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 05
(FGV-SP 2020) Uma urna contémde bolas brancas ede bolas pretas, sendo que somente metade das bolas brancas edas bolas pretas contêm um prêmio em seu interior. Uma bola dessa urna é sorteada aleatoriamente e, quando aberta, verifica-se que tem um prêmio no seu interior. Na situação descrita, a probabilidade de que essa bola seja branca é igual a



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 06
(FGV-SP 2020) Na figura, FECO é um trapézio isósceles, com FE = OC = 5 cm, EC = 4 cm e FO = 10 cm, e FGV é um triângulo retângulo com ângulo reto em V, com C eme O em.


Sabendo-se que C é ponto médio de, a medida de, em centímetros, é



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 07
(FGV-SP 2020) Uma moeda não honesta tem probabilidade igual ade sair cara, contrade sair coroa. Lançando-se essa moeda 20 vezes, a probabilidade de que o total de caras obtidas seja um número par é igual a



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 08
(FGV-SP 2020) Considere a equação 10z² – 2iz – k = 0, em que z é um número complexo e i² = –1. Nessa situação, para todos os valores

a) reais de k, exceto dois deles, uma das raízes da equação é um número real.

b) complexos de k, nenhuma das raízes da equação é real.

c) reais positivos de k, as duas raízes da equação são números imaginários puros.

d) reais negativos de k, as duas raízes da equação são números imaginários puros.

e) imaginários puros de k, as duas raízes da equação são números irracionais.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 09
(FGV-SP 2020) Um polígono regular de x lados está perfeitamente cercado por polígonos regulares idênticos de y lados, sem sobreposições ou espaços livres.

Por exemplo, a figura mostra a situação descrita para o caso em que x = 4 e y = 8.


A soma dos valores de y para os casos em que x = 3 e x = 10 é

a) 11.
b) 15.
c) 17.
d) 18.
e) 19.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 10
(FGV-SP 2020) Para que o preço atual de um produto ficasse igual ao preço dele 5 anos atrás, seria necessário dar um desconto de 60%.

Sabendo-se que a média entre o preço atual desse produto e o preço praticado há 5 anos é igual a R$ 168,00, a diferença entre o preço atual e o preço de 5 anos atrás é igual a

a) R$ 144,00.
b) R$ 126,00.
c) R$ 96,00.
d) R$ 72,00.
e) R$ 68,00.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 11
(FGV-SP 2020) Com a finalidade de fazer uma reserva financeira para usar daqui a 10 anos, Luís planejou o seguinte investimento: depositar no mês 1 a quantia de R$ 500,00 e, em cada mês subsequente, depositar uma quantia 0,4% superior ao depósito do mês anterior, em uma aplicação financeira que rende 0,5% ao mês, capitalizado mensalmente.

Nessas condições, ao final de 10 anos, após o último depósito, ele poderá resgatar dessa aplicação o montante, em reais, igual a



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 12
(FGV-SP 2020) Em certo dia, a cotação da libra esterlina em Nova Iorque era de 1,25 dólar americano por 1,00 libra, e a cotação de 1,00 dólar americano era de 4,10 reais.

Nesse mesmo dia, em Londres, 1,00 libra era cotada a 5,09 reais e 1 dólar americano era cotado a 4,15 reais. Bianca e Carolina compraram, nesse mesmo dia, 415 libras cada uma.

Bianca fez sua compra trocando reais por dólares no mercado de Nova Iorque e, em seguida, trocando esses dólares por libras no mercado de Londres. Carolina fez sua compra trocando reais por libras no mercado de Londres.

A partir dessas informações, pode-se concluir que

a) Bianca gastou R$ 6,75 a mais do que Carolina.

b) Bianca gastou R$ 12,25 a mais do que Carolina.

c) Carolina gastou R$ 18,25 a mais do que Bianca.

d) Carolina gastou R$ 25,45 a mais do que Bianca.

e) Carolina gastou R$ 26,75 a mais do que Bianca.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 13 - ANULADA!

QUESTÃO 14
(FGV-SP 2020) A figura indica um cone reto de revolução de vértice V, alturae diâmetro da base.

O ponto M pertence à geratrizdo cone, AMB é um triângulo de área igual a 3√3 cm², VC = BM, CM = CA = CB = MV = MP e o ânguloé reto.


O volume desse cone, em cm³, é igual a

a) 3√3π
b) 3√5π
c) 5√2π
d) 6√2π
e) 6√3π

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 15
(FGV-SP 2020) Sendo k um número real, o conjunto de todos os valores reais de k para os quais o sistema de equaçõestem soluções reais é dado por



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 16
(FGV-SP 2020) A figura indica os gráficos das funções reais definidas por y = –1 + 2cos (2x) e y + 1 + √3 = 0 no plano cartesiano de eixos ortogonais, sendo P um dos pontos de intersecção dos gráficos.


O valor da abscissa do ponto P é igual a



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 17
(FGV-SP 2020) O valor máximo da função real dada poré igual a



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 18
(FGV-SP 2020) Uma urna contém 11 fichas idênticas, marcadas com os números 2, 2, 3, 4, 5, 5, 5, 6, 7, 8 e 9. Retiram-se ao acaso duas fichas e denota-se o produto dos números obtidos por P.

Em seguida, sem reposição, retira-se ao acaso mais uma ficha e denota-se o número obtido por N. A probabilidade de que P + N seja um número par é igual a



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 19
(FGV-SP 2020) Seja FGV um triângulo isósceles, desenhado no plano cartesiano de eixos ortogonais, com FG = GV = 5 e FV = 6, vértice F coincidindo com a origem dos eixos, FV contido no eixo x e ângulos internos, em radianos, como mostra a figura 1.


Com centro em V, esse triângulo é rotacionado pelo menor ângulo até que VG fique contido no eixo x, como mostra a figura 2.


O mesmo procedimento é repetido, agora com centro em G, até que GF fique contido no eixo x, e assim sucessivamente.

Partindo da situação descrita na figura 1 e fazendo 30 giros com a regra estabelecida, o deslocamento do ponto F, em unidades do plano cartesiano, será igual a

a) 20(3π + 2α)
b) 60(π + α)
c) 60(π + 2α)
d) 30(2π + α)
e) 10(2π + 3α)

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 20
(FGV-SP 2020) Sendo m e n números reais não nulos, um dos fatores do polinômio P(x) = mx² – nx + m é (3x – 2).

Assim, n ÷ m é igual a



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 21
(FGV-SP 2020) Admita que uma notícia, consultada na internet, tenha vindo com um X no lugar de um gráfico, como indica a imagem a seguir.


O gráfico compatível com o contexto apresentado, que poderia ser inserido no lugar de X, é



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 22
(FGV-SP 2020) A soma das duas raízes não reais da equação algébrica x³ + 2x² + 3x + 2 = 0, resolvida em C, é igual a



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 23
(FGV-SP 2020) Considere a matriz quadrada A = (aij)2×2, com

Sendo x um número real, o determinante da matriz A é

a) igual a 1.
b) igual a –1.
c) igual a cos 2x.
d) positivo se x pertence ao intervalo
e) positivo se x pertence ao intervalo [0, π].

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 24
(FGV-SP 2020) A figura indica o triângulo FGV, no plano cartesiano de eixos ortogonais, e as coordenadas dos seus vértices.


Seja H a projeção ortogonal de F sobree M o ponto detal que o segmentodivida a área do triângulo FGV ao meio. A distância entre H e M é igual a


GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 25
(FGV-SP 2020) Sendo x um número real, o operadoré igual a

Esse operador também admite composições como, por exemplo,

De acordo com a definição do operador, o valor deé igual a

a) 661.
b) 590.
c) 61.
d) 58.
e) 23.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 26
(FGV-SP 2020) Ana, Bia, Cléo, Dani, Érica e Fabi se sentam ao redor de uma mesa circular, como se estivessem nos vértices de um hexágono regular inscrito na circunferência da mesa.

A respeito de suas posições, sabe-se que:

• Bia está imediatamente ao lado de Cléo e diametralmente oposta a Ana;

• Dani não está sentada imediatamente ao lado de Ana.

Na configuração descrita, é certo que

a) Dani está sentada diametralmente oposta a Érica ou a Fabi.

b) Érica está sentada diametralmente oposta a Dani.

c) Dani está sentada imediatamente à direita de Bia.

d) Ana e Cléo estão sentadas lado a lado.

e) Dani está sentada lado a lado com Cléo e Ana.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 27
(FGV-SP 2020) As bandeiras dos cinco países do Mercosul serão hasteadas em dois postes, um verde e um amarelo.

As cinco bandeiras devem ser hasteadas e cada poste deve ter pelo menos uma bandeira.

Constituem situações diferentes de hasteamento a troca de ordem das bandeiras em um mesmo poste e a troca das cores dos mastros associadas a cada configuração.


O total de configurações possíveis de hasteamentos na condição descrita é igual a

a) 520.
b) 480.
c) 420.
d) 360.
e) 240.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 28
(FGV-SP 2020) Um quadrado de dimensões microscópicas tem área igual a 1,6 × 10⁻¹⁰ m².

Sendo log 2 = m e log 5 = n, a medida do lado desse quadrado, em metro, é uma potência de base 10 e expoente igual a



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 29
(FGV-SP 2020) A figura indica uma circunferência de equação x² + y² –10x – 10y + 45 = 0, com centro em C e diâmetrono plano cartesiano de eixos ortogonais. As retas r e s se intersectam no ponto B e tangenciam a circunferência nos pontos P e T. A medida do ânguloé igual a α radianos.


Na situação descrita, a área do triângulo CQT, em função de α e na unidade de área do plano cartesiano, é igual a



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 30
(FGV-SP 2020) O gráfico da função realno plano cartesiano de eixos ortogonais para diversos valores reais de m é











GABARITO E RESOLUÇÃO.

Biologia

QUESTÃO 31
(FGV-SP 2020) Cientistas monitoraram uma população de roedores, constituída por poucos indivíduos, que se instalou em uma área com abundância de recursos.

O gráfico representa possíveis curvas de crescimento dessa população de roedores ao longo do tempo.

(FGV-SP 2020) Cientistas monitoraram uma população de roedores, constituída por poucos indivíduos, que se instalou em uma área com abundância de recursos.
(http://educacao.globo.com. Adaptado.)

No gráfico, a atuação de predadores que se alimentam dos roedores e o potencial biótico dessa população são representados, respectivamente, pelos números

a) 1 e 4.
b) 2 e 3.
c) 3 e 1.
d) 4 e 2.
e) 4 e 3.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 32
(FGV-SP 2020) A figura mostra onze espécies de lagartos do gênero Anolis encontradas na ilha de Porto Rico.

Cada espécie vive em uma região preferencial da vegetação, que é definida pelo tipo e altura das plantas, intensidade de luz solar e umidade, entre outros fatores.

(FGV-SP 2020) A figura mostra onze espécies de lagartos do gênero Anolis encontradas na ilha de Porto Rico.
(https://es.khanacademy.org. Adaptado.)

Sobre as relações ecológicas entre essas espécies de répteis e plantas, pode-se afirmar que

a) as onze espécies de lagartos ocupam o mesmo hábitat e o mesmo nicho ecológico.

b) os fatores abióticos determinam o tipo de alimentação dos lagartos em cada árvore.

c) a cadeia alimentar nessa vegetação é composta por, no mínimo, onze níveis tróficos.

d) a distribuição de diferentes nichos ecológicos na vegetação reduz a competição por alimento entre os lagartos.

e) a competição em uma mesma planta tende a deslocar as espécies dominadas para plantas mais baixas.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 33
(FGV-SP 2020) A doença é percebida quando a perda de sangue começa a causar palidez, desânimo, dificuldade de raciocínio, cansaço e fraqueza — por isso o apelido “amarelão”. Esses sintomas prejudicam a capacidade de trabalho e aprendizagem.
(www.invivo.fiocruz.br)

O amarelão é adquirido no momento em que as larvas do verme

a) penetram na pele por meio da picada de mosquitos e migram do sangue para os vasos do sistema linfático.

b) penetram na pele, circulam pelo sangue e se instalam na musculatura do coração ou do esôfago.

c) penetram na pele e, pela corrente sanguínea, chegam até os pulmões, seguem até a boca, onde são engolidos, e se instalam no intestino delgado.

d) são ingeridas com carnes mal passadas, migram do intestino para a circulação sanguínea e chegam ao cérebro, onde se instalam

e) são ingeridas com os alimentos crus ou mal lavados e se instalam nos vasos sanguíneos do intestino delgado.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 34
(FGV-SP 2020) Os seres procariotos são bastante diversificados quanto aos processos bioquímicos de obtenção de energia para a manutenção do metabolismo celular.

A equação da reação química a seguir ocorre em alguns procariotos que participam de uma das etapas do ciclo do nitrogênio.


A etapa do ciclo do nitrogênio a que essa reação química está diretamente relacionada é a

a) desnitrificação.
b) fixação biológica.
c) nitrosação.
d) nitratação.
e) amonificação.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 35
(FGV-SP 2020) A figura mostra a distribuição dos íons Na+ e K⁺ na membrana plasmática de um neurônio, mediante estímulo externo, em três diferentes momentos que se sucedem.

(FGV-SP 2020) A figura mostra a distribuição dos íons Na+ e K⁺ na membrana plasmática de um neurônio, mediante estímulo externo, em três diferentes momentos que se sucedem.
(José M. Amabis e Gilberto R. Martho.
Biologia das células, 3a edição. Adaptado.)

Os momentos 1, 2 e 3 correspondem, respectivamente, a

a) repolarização, polarização e despolarização.

b) despolarização, polarização e repolarização.

c) repolarização, despolarização e polarização.

d) polarização, despolarização e repolarização.

e) despolarização, repolarização e polarização.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 36
(FGV-SP 2020) A figura mostra uma técnica biotecnológica de manipulação de células para a produção de um embrião resultante da fusão entre um óvulo anucleado e o núcleo de uma célula somática.

(www.madrimasd.org. Adaptado.)

Essa técnica pode ser empregada para

a) aumentar a variabilidade genética da espécie.

b) evitar o surgimento de genes mutantes.

c) realizar a clonagem terapêutica.

d) identificar pessoas.

e) produzir células gaméticas.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 37
(FGV-SP 2020) No ciclo de vida das plantas há alternância das gerações de organismos haploides e diploides. Para a obtenção de células haploides de uma planta basta extraí-las

a) da parede do ovário de uma rosa.

b) do tegumento de um pinhão.

c) da haste do esporângio de um musgo.

d) do protalo de uma samambaia.

e) o endosperma da semente de uma laranja.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 38
(FGV-SP 2020) Em um experimento, coletaram-se paramécios de um rio, que foram distribuídos em dois frascos, 1 e 2.

No frasco 1 foi adicionada água do mar e no frasco 2 foi adicionada água destilada. Monitorou-se a frequência de contrações dos vacúolos pulsáteis dos paramécios de ambos os frascos.

O gráfico que representa a variação dessas frequências nos frascos 1 e 2 é:











GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 39
(FGV-SP 2020) Uma criança nasceu com um defeito em uma de suas valvas cardíacas. Essa valva não se fecha por completo durante a sístole cardíaca, o que ocasiona retorno de sangue arterial. O defeito nessa valva cardíaca faz com que o sangue retorne

a) do átrio direito para o ventrículo direito.

b) do ventrículo esquerdo para o átrio esquerdo.

c) do ventrículo esquerdo para a artéria aorta.

d) do ventrículo direito para o átrio direito.

e) do átrio direito para as veias cavas.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 40
(FGV-SP 2020) A figura mostra uma planta cultivada em vaso de vidro transparente que contém água e todos os nutrientes necessários à sobrevivência do vegetal.

O caule e a raiz foram iluminados unilateralmente. Ao longo dos dias, verificou-se o crescimento do caule em direção à luz e da raiz contra a luz.


(www.educabras.com. Adaptado.)

A mudança na conformação da planta ao longo dos dias é explicada

a) pela migração de um fitormônio do lado iluminado para o lado não iluminado da planta.

b) pelo aumento da produção de clorofila no interior dos cloroplastos nas células do lado iluminado da planta.

c) pela degradação da clorofila do lado iluminado da planta devido ao aquecimento pela luz.

d) pela intensidade luminosa em um dos lados da planta ser maior que o ponto de compensação fótico.

e) pela elevação da taxa de fotossíntese nas células presentes no lado iluminado da planta.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 41
(FGV-SP 2020) A figura representa uma estrutura em formato helicoidal que confere uma importante adaptação a um animal.

(http://transgenicosintocaveis.blogspot.com)

Essa estrutura é encontrada

a) na galinha e tritura os alimentos para facilitar e acelerar a digestão.

b) no gafanhoto e promove a absorção de excretas da hemolinfa para o intestino.

c) na perereca e facilita as trocas gasosas pela superfície da pele.

d) no polvo e impede o retorno do sangue venoso para as veias dos tentáculos.

e) no tubarão e aumenta a superfície de absorção de nutrientes no intestino.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 42
(FGV-SP 2020) O gás carbônico proveniente das células dos tecidos do corpo humano difunde-se para o líquido intersticial e atinge os capilares sanguíneos. Uma vez na corrente sanguínea, a maior parte do gás carbônico é transportado

a) ligado aos átomos de ferro da hemoglobina.

b) na forma de íons bicarbonato no plasma.

c) adsorvido externamente à membrana das hemácias.

d) combinado às estruturas proteicas da oxiemoglobina.

e) dissolvido no citoplasma das hemácias.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 43
(FGV-SP 2020) Pedro é afetado por uma doença recessiva ligada ao sexo. Ele casou-se com Olívia, cujo irmão era a única pessoa de sua família que tinha a mesma doença de Pedro. A probabilidade de Pedro e Olívia gerarem uma menina doente é

a) 1/2.
b) 1/3.
c) 1/4.
d) 1/8.
e) 1/16.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 44
(FGV-SP 2020) Em moscas Drosophila melanogaster, a cor dos olhos e o comprimento das asas são determinados, respectivamente, pelos genes R e E, conforme a tabela 1.


Do cruzamento repetitivo entre uma fêmea duplo-heterozigótica e um macho duplo-homozigótico recessivo nasceram 295 moscas, cujos fenótipos são apresentados na tabela 2.


Os resultados obtidos desse cruzamento confirmam que os genes R e E encontram-se

a) no mesmo par de cromossomos não homólogos, ocupam mais de um locus gênico e a maioria dos descendentes são parentais gerados por mutação.

b) em cromossomos não homólogos, sofrem recombinação gênica por crossing-over e a maioria dos descendentes apresenta genótipo parental.

c) em cromossomos não homólogos, segregam de forma independente e a minoria dos descendentes é recombinante por encontros gaméticos ao acaso.

d) no mesmo par de cromossomos homólogos, ocupam o mesmo locus gênico e a maioria dos descendentes portam alelos parentais mutantes.

e) no mesmo par de cromossomos homólogos, sofrem recombinação por crossing-over e a minoria dos descendentes são indivíduos recombinantes.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 45
(FGV-SP 2020) O fixismo, o lamarckismo e o darwinismo são formas de pensamento científico que propõem alternativas para a compreensão da existência das inúmeras espécies em nosso planeta, de que forma elas surgiram e como se relacionam com o ambiente.

Essas teorias divergem em pontos importantes, como em relação ao papel do ambiente, que,

a) para o fixismo, promove pressões negativas sobre os indivíduos iguais da população e impedem a manifestação de novas características desvantajosas para a espécie.

b) para o darwinismo e o lamarckismo, interage com os indivíduos e possibilita a ocorrência de modificações das características predominantes na população ao longo do tempo.

c) para o darwinismo, impõe dificuldades que devem ser superadas pelos indivíduos da população através de modificações que promovam características vantajosas para a espécie.

d) para o lamarckismo, gera competição entre os indivíduos diferentes de uma população e favorece o predomínio de características compatíveis para a sobrevivência da espécie.

e) para o lamarckismo e o fixismo, impõe alterações direcionadas aos indivíduos, que respondem positivamente ao adquirirem novas características favoráveis à sobrevivência.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

História

QUESTÃO 46
(FGV-SP 2020) Aqueles que compõem a cidade, tão diferentes entre si por suas origens, condições e funções, de certa forma parecem “semelhantes” uns aos outros.

Essa similitude funda a unidade da pólis, porque para os gregos somente os semelhantes podem permanecer mutuamente unidos pela Philia, associados a uma mesma comunidade.

Todos aqueles que participam do Estado definem-se como Homoioi, semelhantes, depois de maneira mais abstrata, como Isoi, iguais. Essa imagem das relações humanas encontrará no século VI a.C. a sua expressão rigorosa no conceito de isonomia: igual participação de todos os cidadãos no exercício do poder.
(Jean-Pierre Vernant. Les origines de la pensée grecque, 1995. Adaptado.)

O autor argumenta que a organização da pólis grega

a) desconhecia as desigualdades reais entre os cidadãos na esfera das decisões políticas coletivas.

b) fundava-se no sentimento recíproco de amizade entre os cidadãos dos mesmos grupos econômicos.

c) abria-se à participação nas decisões públicas dos aliados incondicionais da cidade nos períodos de guerra.

d) enaltecia o exercício da racionalidade política em prejuízo dos cultos das divindades do mundo grego.

e) distribuía o conjunto das tarefas públicas de acordo com as aptidões políticas de cada um dos cidadãos.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 47
(FGV-SP 2020) Por volta do final do século XVI, teve início uma transformação profunda no gênero de vida das classes privilegiadas. Os castelos deixaram de ser fortalezas e se tornaram residências de lazer no campo.

Seus fossos foram cobertos e suas torres transformaram-se em ornamentos. As famílias ricas tinham, além disso, solares na cidade, onde passavam uma parte do ano.

Os divertimentos tornaram-se menos guerreiros, o torneio foi substituído pelo carrossel, exercício de habilidades a cavalo, vindo da Itália. O jogo de combate transformou-se na esgrima com espada, de origem italiana, modificada na França.
(Charles Seignobos. Histoire sincère de la nation française, 1982. Adaptado.)

As transformações assinaladas pelo texto sugerem

a) a extinção das famílias nobres medievais com a ascensão social da burguesia de comerciantes e industriais.

b) a pacificação das disputas entre Estados como resultado da evolução cultural da sociedade europeia.

c) a passagem do poder político descentralizado para a centralização política do absolutismo monárquico.

d) a dissolução da hierarquização social com base no nascimento face ao advento da sociedade de classes.

e) a democratização do uso das terras produtivas com a abolição da exploração da mão de obra servil.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 48
(FGV-SP 2020) De maneira geral, a conquista progrediu com mais rapidez e mostrou-se mais eficiente contra os Estados indígenas organizados, uma vez que estes se renderam aos espanhóis como entidades unificadas. Quando caía uma capital urbana, todo o território imperial perdia muito do seu poder de resistência.
(Charles Gibson. “As sociedades indígenas sob domínio espanhol”.
In: Leslie Bethell (org.). História da América Latina, vol. II, 1999.)

O texto alude a um aspecto da conquista espanhola dos povos ameríndios, no século XVI, que

a) substituiu, em povos tradicionalmente dominados, a escravidão pelo trabalho assalariado.

b) encontrou nas populações litorâneas da América grandes acúmulos de metais preciosos.

c) contou com o apoio dos líderes religiosos nativos convertidos ao monoteísmo cristão.

d) subjugou de forma pacífica antigas instituições imperiais em plena decadência política.

e) usufruiu de uma estrutura hierárquica de dominação política nativa previamente instalada.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 49
(FGV-SP 2020) Podem-se apanhar muitos fatos da vida daqueles sertanejos dizendo que atravessaram a época do couro.

De couro era a porta das cabanas, o rude leito aplicado ao chão duro, e mais tarde a cama para os partos; de couro todas as cordas, a borracha para carregar água, o mocó ou alforge para levar comida, a maca para guardar roupa, a mochila para milhar cavalo, a peia para prendê-lo em viagem, as bainhas de faca, as broacas e surrões, a roupa de entrar no mato, os banguês para curtume ou para apurar sal.
(Capistrano de Abreu. Capítulos de história colonial: 1500-1800, 2000.)

O texto descreve a cultura material da pecuária, que a partir do século XVI estendeu-se ao interior nordestino da colônia do Brasil. A criação de gado

a) empregava predominantemente a mão de obra escrava africana e consolidou a pequena propriedade rural às margens dos grandes rios da região.

b) contribuía com o complexo econômico litorâneo e funcionou em um regime de contenção econômica de gastos devido ao aproveitamento de recursos locais.

c) transgredia os ordenamentos legais da administração metropolitana e jamais se caracterizou como atividade econômica lucrativa.

d) deslocava o centro dinâmico da exploração econômica da colônia e contribuiu para o adensamento demográfico em novos territórios.

e) favorecia o surgimento de cidades autoadministradas e revelou a existência de jazidas de metais preciosos nas áreas recém-descobertas.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 50
(FGV-SP 2020) A primeira medida importante tomada pelo Príncipe Regente após sua chegada foi o Alvará de 1º de abril de 1808. O propósito fundamental do ato legislativo era promover a industrialização do Brasil.

Alguns importantes incentivos foram concedidos por meio do Alvará de 28 de abril de 1809: isenção de imposto de exportação para manufaturados nacionais, uso obrigatório de bens nacionais pelas tropas reais e a distribuição anual de 60 mil cruzados entre os industriais na tecelagem de algodão, lã e seda.
(Carlos Manuel Peláez e Wilson Suzigan.
História monetária do Brasil, 1981. Adaptado.)

Considerando as informações do texto e conhecimentos sobre a transferência da Corte portuguesa para o Brasil, pode-se afirmar que o governo

a) promovia a industrialização do país, cobrando impostos elevados de mercadorias importadas da Inglaterra.

b) procurava ampliar o mercado consumidor interno, abolindo gradualmente a exploração do trabalho escravo.

c) desenvolvia a indústria armamentista, objetivando a expulsão das tropas bonapartistas do território português.

d) visava aparelhar a colônia como o centro do Império, viabilizando as políticas econômicas contrárias aos estatutos coloniais.

e) invertia a ordem do domínio colonial, bloqueando o desenvolvimento da economia manufatureira no reino de Portugal.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 51
(FGV-SP 2020) Leia uma passagem do livro Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, publicado em primeira edição em 1881. O trecho citado passa-se na década de 1840 e apresenta a voz de um personagem indignado com o momento histórico brasileiro.

Opinava por várias coisas, entre outras, o desenvolvimento do tráfico dos africanos e a expulsão dos ingleses. [...] Que os levasse o diabo os ingleses! Isto não ficava direito sem irem todos eles barra fora.

Que é que a Inglaterra podia fazer-nos? Se ele encontrasse algumas pessoas de boa vontade, era obra de uma noite a expulsão de tais godemes¹... Graças a Deus, tinha patriotismo.

¹Godemes: neologismo de grande circulação na cultura brasileira do período. Fusão de duas palavras inglesas, “god” (Deus) e “demon” (demônio).

Pelo conteúdo dessa passagem, pode-se concluir que

a) a forte retórica nacionalista do personagem respondia às decisões do Parlamento inglês de combate ao comércio oceânico de escravos.

b) os comerciantes ingleses disputavam com comerciantes brasileiros o monopólio do fornecimento dos escravos africanos para as colônias britânicas das Antilhas.

c) a ocupação pela marinha inglesa dos portos da África Ocidental encarecia o preço da mão de obra escrava no mercado internacional.

d) as ações das mais rentáveis companhias brasileiras de comércio de escravos foram retiradas do sistema financeiro londrino.

e) o interlocutor apoiava o decreto imperial de ruptura das relações com a Inglaterra, em face das agressões do almirantado contra os navios negreiros em alto mar.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 52
(FGV-SP 2020) [...] no final do século XIX [...] discursos “científicos” estabelecem, a partir de características físicas e culturais, uma classificação dos povos e uma desigualdade das raças.

[...] Mas são sobretudo as revistas de geografia e de etnografia que influenciam os colonos, ao refletir sobre os melhores métodos para “civilizar nossos negros”.

Considera-se, de fato, que os povos que não pertencem à “raça” branca são atrasados, infantilizados.
(Marc Ferro. A colonização explicada a todos, 2017.)

Considerando o texto e conhecimentos sobre a história europeia do final do século XIX, pode-se concluir que

a) as argumentações ideológicas procuravam legitimar socialmente projetos expansionistas.

b) as afirmações da antropologia científica refutavam os artigos dos periódicos de grande circulação.

c) as anexações de territórios estavam desvinculadas de interesses econômicos dos Estados conquistadores.

d) as trocas culturais entre as nações eram vistas como a comprovação da diversidade social da humanidade.

e) as potências pretendiam fortalecer militarmente os povos dominados por meio da medicina tropical.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 53
(FGV-SP 2020) O contrato de trabalho na fazenda de café paulista consistia no pagamento anual de uma certa quantia por cada mil pés de café cuidados [...].

O colono ainda recebia uma quantia estipulada por alqueire (medida) de café colhido. [...]

O que tinha uma importância extraordinária no sistema de trabalho nas fazendas paulistas era, entretanto, a possibilidade de plantar produtos de subsistência entre os cafeeiros e a obtenção de um pedaço de terra com essa finalidade, além de um pasto para alguns animais.
(Maria Tereza Schorer Petrone. “Imigração”. In: História geral da
civilização brasileira: O Brasil republicano, tomo III, vol. 2, 1990.)

O estímulo à contratação de trabalhadores estrangeiros pelas fazendas paulistas, no contexto de abolição da escravidão no final do século XIX, implicou

a) a estagnação relativa da economia de exportação e o predomínio gradual da industrialização sustentada pela formação do mercado consumidor interno.

b) a permanência da exploração compulsória do trabalho nos moldes coloniais e o fracasso da política de transferência de agricultores estrangeiros para o Brasil.

c) a ampliação da base monetária da economia do país e a manutenção do ritmo da atividade agroexportadora com a expressiva oferta de mão de obra.

d) a pacificação das relações de trabalho nos latifúndios paulistas e a dependência política do grande proprietário em relação aos eleitores rurais.

e) a assinatura de acordos do estado de São Paulo com os países de origem da mão de obra e a pronta aceitação da nacionalidade brasileira pelos recém-chegados.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 54
(FGV-SP 2020) Observe a capa do livro Assim falou Juca Pato, de Belmonte, publicado em primeira edição em 1933.

Assim falou Juca Pato
(https://digital.bbm.usp.br)

Belmonte é o pseudônimo do jornalista, caricaturista e escritor Benedito Barros Barreto. Belmonte criou o personagem Juca Pato nas suas crônicas diárias no jornal Folha da Noite, a partir de 1925. O livro Assim falou Juca Pato (Aspectos divertidos de uma confusão dramática) é uma coletânea de crônicas publicadas no jornal. A capa do livro é uma ilustração dos assuntos tratados por Belmonte, tais como:

a) consolidação do liberalismo econômico, tratados militares, independência de colônias africanas, primeira República brasileira, sufrágio universal feminino.

b) alianças de governos totalitários, vitórias socialistas no Oriente, industrialização colonial, Estado Novo brasileiro e pessimismo cultural.

c) formação de Estados Nacionais, política de Paz Armada, aliança dos países do Terceiro Mundo, República Federal brasileira e dissolução dos costumes.

d) constituição de regimes antidemocráticos, expansionismos militares, contestação do domínio colonial, situação política brasileira, modificações comportamentais.

e) fortalecimento da Sociedade das Nações, internacionalismo econômico, criação do panasiatismo, movimento sindicalista brasileiro e movimento feminista.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 55
(FGV-SP 2020) Com a repetição da crise econômica em 1937 e a aproximação da guerra, não admira que o Estado parecesse melhor preparado do que os empresários para resolver o problema da estagnação e incentivar a rápida industrialização.

Quando se verificou ser um erro a reaplicação da teoria do comércio liberal, depois da guerra, os controles foram reassumidos por um governo [...] que se viu também obrigado, por falta de alternativa, a chamar o capital estrangeiro nas condições por ele impostas.
(Warren Dean. A industrialização de São Paulo, s/d.)

O texto alude a um período relativamente vasto da história econômica do Brasil, em que se compuseram

a) nacionalizações crescentes de empresas estrangeiras, protecionismo alfandegário e política de desvalo - rização cambial.

b) criações de empresas estatais, política livre-cambista e estímulos às implantações de unidades econômicas privadas.

c) socializações das indústrias de bens de produção, privatizações de empresas produtoras de bens de consumo popular e internacionalização do capital financeiro.

d) impostos elevados sobre os lucros excessivos das empresas estrangeiras, proteção governamental aos empresários nacionais e privatização de indústrias estatais.

e) garantias de preços mínimos para os produtos de empresas estatais, livre negociação entre patrões e empregados e reserva de mercado para as multinacionais.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 56
(FGV-SP 2020) Com a vitória do general Francisco Franco na Guerra Civil espanhola (1936-1939), milhares de refugiados espanhóis procuraram asilo no território francês. Os jornais da extrema direita francesa comentaram a chegada dos republicanos espanhóis.

[...] na extrema direita, a publicação do Partido Social Francês, Le Petit Journal, [afirma] que “a derrocada dos marxistas espanhóis” impõe a proteção do território. “O exército do crime está na França. O que você fará a respeito?” é a manchete do semanário antissemita Gringoire.

No dia 8 de fevereiro, o jornal literário Candide tocou o alarme: “Toda a escória, toda a gentalha de Barcelona, todos os assassinos, os comunistas, os carrascos, os profanadores, todos os ladrões, todos os hereges saqueadores, todos os amotinados sem escrúpulos explodiram em nosso solo”. [...]

O Action Française, uma “publicação do nacionalismo integral”, pragueja: “A França real não quer servir de depósito para criminosos e assassinos”.
(Anne Mathieu. “Em 1939, mergulhados nos campos de refugiados
espanhóis na França”. Le monde diplomatique Brasil, agosto de 2019.)

A reação violenta da extrema direita francesa demonstra

a) a crítica das organizações conservadoras à participação de tropas francesas na Guerra Civil e a iminente ascensão dos partidos fascistas ao governo francês.

b) o isolamento da ditadura espanhola em uma Europa democrática e o fechamento da fronteira francesa com a Espanha franquista.

c) a restrição à liberdade de expressão na França e a censura governamental às publicações de natureza extremista.

d) o conteúdo internacionalizante da guerra civil e a existência de partidos políticos nacionais simpatizantes com governos autoritários europeus.

e) a propagação de guerras civis nos países da Europa Ocidental e o enfraquecimento da economia capitalista no continente.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 57
(FGV-SP 2020) Com efeito, coexistindo duas regiões dentro de uma mesma economia — integradas pelo mesmo sistema monetário — o salário de subsistência da população tende a ser relativamente mais elevado ali onde é mais baixa a produtividade do homem ocupado na produção de alimentos.

A coexistência das duas regiões numa mesma economia tem consequências práticas de grande importância. Assim, o fluxo de mão de obra da região de mais baixa produtividade para a de mais alta tenderá a pressionar sobre o nível de salários desta última, impedindo que os mesmos acompanhem a elevação da produtividade.
(Celso Furtado. Formação econômica do Brasil, 1989.)

O texto apresenta uma teoria econômica geral, que pode ser aplicada à experiência da história social brasileira, a partir, sobretudo, dos anos cinquenta do século passado.

De fato, o desenvolvimento econômico do país

a) tendeu à concentração das atividades produtivas mais dinâmicas nas regiões de menor concentração de trabalhadores assalariados.

b) ocorreu por meio do deslocamento de operários especializados formados nas regiões de penúria social para os centros industrializados.

c) provocou uma revolução social nas regiões de menor crescimento com a melhoria dos ganhos salariais dos trabalhadores locais com a queda da oferta de trabalho.

d) impediu a constituição de um mercado nacionalmente integrado com a inexistência de mercado consumidor nas regiões de economias mais tradicionais.

e) processou-se em uma situação de deslocamento populacional interno favorável ao aprofundamento de desigualdades econômicas inter-regionais.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 58
(FGV-SP 2020) O movimento em prol dos direitos civis alcançou o seu apogeu entre 1963 e 1965. Em maio de 1963, o centro simbólico do movimento foi Birmingham, Alabama; ali, a polícia empregou uma violência brutal contra os ativistas.

Mesmo que a realidade desses fatos já fosse por si mesma escandalosa, foi uma das primeiras vezes que imagens televisivas galvanizaram a opinião em vários países a poucas horas do ocorrido: a imagem da polícia sulista empregando cães e mangueira d’água contra crianças negras era difícil de esquecer.
(Philip Jenkins. Breve historia de Estados Unidos, 2017. Adaptado.)

O movimento pela igualdade de direitos civis

a) constituiu uma exceção nos Estados Unidos da América, do ponto de vista das grandes mobilizações populares de contestação.

b) foi ao longo dos anos basicamente pacífico de acordo com as orientações religiosas das comunidades negras.

c) resultou da ascensão social da população negra nos Estados Unidos devido à adoção pelos governos sulistas de leis de proteção ao trabalho.

d) formou uma frente ampla de resistência à exploração capitalista com os sindicatos de trabalhadores das indústrias automobilísticas.

e) fortaleceu-se com a pronta divulgação das ações repressivas de forças segregacionistas, em uma dimensão internacional.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 59
(FGV-SP 2020) Observe o cartaz do documentário Jango, de 1984, dirigido por Sílvio Tendler.

(FGV-SP 2020) Observe o cartaz do documentário Jango, de 1984, dirigido por Sílvio Tendler.
(http://memorialdademocracia.com.br)

A foto do presidente João Goulart foi registrada durante o seu governo, antes de sua interrupção pelo golpe militar de 1964.

Atentando-se, ao mesmo tempo, para o momento histórico da realização do filme e para o momento do registro da imagem do cartaz, verifica-se que o cineasta, frente à

a) conjuntura de aliança entre militares e políticos golpistas, mostra a inocência política do presidente.

b) Lei de Anistia política, revela a despreocupação do presidente com a gestão da crise econômica do seu governo.

c) campanha pela volta das eleições diretas para o executivo federal, expressa uma visão serena e cordial do presidente.

d) reunião da Assembleia Constituinte, alegoriza nas feições do presidente os anos tranquilos da democracia brasileira.

e) consolidação da Nova República, sugere a passividade do presidente diante da intervenção golpista.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 60
(FGV-SP 2020) No apagar das luzes de um governo eleito em 2015 para tirar a Argentina do lamaçal econômico [...], a inflação passa dos 50%, o desemprego em 2019 chegou a 10%, a taxa de juros alcança 72% ao ano e a economia em geral, que recuou 2,5% em 2018, deve ir mais para trás ainda neste ano.
(Katia Mello e Fernando Molica. “O perigo mora ao lado”. Veja, 28.08.2019.)

Esses resultados econômicos ocorreram em uma situação de

a) pressão internacional pela adoção da moeda única no Mercado Comum do Sul.

b) esforço governamental de viabilização de uma política econômica neoliberal.

c) fuga de capitais brasileiros dos mercados financeiros argentinos.

d) encarecimento de produtos argentinos com a eventual dolarização da economia.

e) deslocamento massivo de trabalhadores argentinos para estados brasileiros.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

Geografia

QUESTÃO 61
(FGV-SP 2020) Criado em 1991 pelo Tratado de Assunção, o Mercosul é hoje o terceiro maior bloco do mundo, depois do Nafta (México, Estados Unidos e Canadá) e da União Europeia. Seu PIB total é de US$ 2,8 trilhões (R$ 10,4 trilhões). Se fosse um país, o Mercosul seria a quinta maior economia do mundo, atrás apenas de Estados Unidos, China, Japão e Alemanha.
(“Mercosul e UE fecham acordo histórico”.
www.bbc.com.br, 28.06.2019. Adaptado.)

O Mercosul é uma organização

a) intergovernamental, composta por estados soberanos que estabeleceram uma união aduaneira.

b) intergovernamental, que se baseia na concessão da soberania nacional em favor de uma estrutura coletiva.

c) intergovernamental, composta por estados soberanos que liberalizaram o comércio entre os países membros.

d) supranacional, composta por estados que cederam as competências estatais para uma estrutura política.

e) supranacional, que se baseia na cessão parcial das decisões políticas dos Estados em favor da organização comum.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 62
(FGV-SP 2020) Hong Kong é uma anomalia histórica. Não só por causa de suas ruas dedicadas à monarquia britânica, povoadas de rostos asiáticos, ou suas famosas construções verticais; mas porque Hong Kong é uma Região Administrativa Especial da China, aberta e moderna, apesar de ser controlada pelo regime chinês, um dos países mais poderosos do mundo.

As 11 semanas de protestos ilustram o choque entre dois sistemas políticos, um confronto que cresce sob a ameaça de uma intervenção militar de Pequim.
(Jaime Santirso. “Protestos em Hong Kong aumentam a tensão com
a China”. http://brasil.elpais.com, 19.08.2019. Adaptado.)

De acordo com a notícia, pode-se afirmar que

a) os honcongueses almejam tornar Hong Kong independente da China, conforme acordo estabelecido em 1984, quando o governo britânico, após 156 anos, devolveu a ilha aos chineses.

b) os protestos tiveram início após os 30 anos do Massacre da praça da Paz Celestial para pressionar o governo de Pequim a esclarecer as mortes e os desaparecidos no massacre.

c) a população de Hong Kong reivindica redução de impostos sobre os investimentos estrangeiros estabelecidos pelo governo da China.

d) os protestos iniciados em Hong Kong têm sua raiz em 2014 com a Revolução dos guarda-chuvas, e reivindicam direitos e liberdades diante do controle autoritário da China.

e) os protestos conhecidos como Occupy Central são contrários à resolução chinesa de que os nomes dos candidatos a governador de Hong Kong seriam indicados pelo governo da China.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 63

População da China, 1972
População da China, 2019

(FGV-SP 2020) A mudança observada na pirâmide etária da China revela que

a) o aumento da expectativa de vida, associado a melhores condições de vida da população, diminui a razão de dependência do país.

b) a redução da taxa de natalidade, incentivada pelo governo até 2015, prejudica o desenvolvimento da economia e o sistema de aposentadorias.

c) a redução da taxa de natalidade, consequência da emigração, estimula a redução do crescimento econômico do país.

d) a redução da população adulta, consequência da política do filho único, estimula o desenvolvimento de políticas públicas que buscam melhorar as condições de vida.

e) a redução da população adulta, resultado do estimulo à migração, aumenta a razão de dependência do país.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 64
(FGV-SP 2020) No dia 31.03.2017 foi sancionada a lei que regulamenta a terceirização. Essa lei permite que empresas terceirizem a chamada atividade-fim, áreas principais das empresas, garantindo a prática também na administração pública.

Neste caso, terceirizadas ficam autorizadas a subcontratar outras empresas para a execução dos serviços.
(https://congressoemfoco.uol.com.br, 02.04.2017. Adaptado.)

Um dos fatores que condicionaram a implantação da lei da terceirização do trabalho no Brasil foi

a) a introdução da automação industrial.

b) a centralização do setor terciário pelo Estado.

c) a intervenção estatal nas atividades-meio e nas atividades-fim.

d) o crescimento do setor primário na composição do PIB.

e) a descentralização das atividades produtivas.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 65

Aglomerados subnormais, 2010
(Hervé Théry. Atlas do Brasil: disparidades
e dinâmicas do território, 2018.)

(FGV-SP 2020) A distribuição dos aglomerados subnormais ocorre, sobretudo, em:

a) áreas de altas taxas de desemprego, devido à intensa urbanização.

b) áreas com altos índices de analfabetismo, devido ao intenso processo de industrialização.

c) áreas metropolitanas, em virtude das deficiências no planejamento e execução de políticas públicas.

d) cidades médias, devido à não obrigatoriedade de elaboração de um plano diretor.

e) cidades com pequena influência, em virtude das baixas taxas de articulação com a rede urbana.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 66
(FGV-SP 2020) Analise a representação da geração de um sismo.

(FGV-SP 2020) Analise a representação da geração de um sismo.
(Wilson Teixeira et al. Decifrando a Terra, 2000. Adaptado.)

De acordo com a representação, pode-se afirmar que

a) a crosta terrestre sofre tensões (1) que se acumulam lentamente, deformando as rochas (2) e gerando vibrações quando o limite de resistência destas é atingido (3).

b) o ponto inicial da ruptura (2) ocorre por tensões que deformam as rochas (1), as quais geram vibrações que se propagam para a superfície (3) quando seu limite de resistência é atingido.

c) as tensões acumuladas deformam as rochas, que sofrem uma ruptura (3), gerando vibrações no ponto inicial (2), que se propagam até atingir a superfície (1).

d) as tensões sofridas pela crosta (1) se acumulam lentamente, causando uma ruptura (2) na rocha, que gera vibrações que se propagam para a superfície (3).

e) as tensões se acumulam lentamente, gerando na rocha uma ruptura (2) que produz vibrações (1) que se propagam para a superfície (3).

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 67
(FGV-SP 2020) Entre os dias 23 e 28 de março deste ano, a Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN) previu e acompanhou a evolução da Tempestade Tropical “Iba”.

Primeiro ciclone tropical a ser nomeado segundo a lista estabelecida em 2011, o fenômeno deixou a comunidade marítima em alerta e gerou grande interesse no público em geral.
(www.marinha.mil.br, 02.04.2019. Adaptado.)

O ciclone mencionado no excerto é decorrente

a) de centros de baixa pressão atmosférica que se formam no oceano e possuem um núcleo quente e úmido.

b) de centros de alta pressão atmosférica que se formam no oceano e possuem um núcleo frio e úmido.

c) da formação de massas de ar que se formam no oceano e possuem ventos quentes e úmidos.

d) da dinâmica das correntes marítimas que se formam no oceano e produzem ventos quentes e úmidos.

e) do desenvolvimento de nuvens estratificadas que se formam nos litorais quentes e úmidos.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 68
Unidades do relevo brasileiro

Unidades do relevo brasileiro
(Jurandyr L. S. Ross (org.). Geografia do Brasil, 2019. Adaptado.)

(FGV-SP 2020) Assinale a alternativa que identifica a unidade de relevo e sua característica morfológica.

a) 1 – Depressão Sertaneja e do São Francisco, formada por formas convexas esculpidas em rochas intrusivas e composta por vales pouco profundos.

b) 2 – Planaltos e Serras do leste-sudeste, formados por ciclos de dobramentos e compostos por morros e vales profundos.

c) 3 – Depressão da Amazônia Ocidental, formada por ciclos de erosão e composta por planícies de baixa altitude.

d) 4 – Planaltos e Chapadas do rio Paraná, formados por ciclos de dobramentos e compostos por extensas superfícies baixas e planas.

e) 5 – Serras residuais do Alto Paraguai, formadas em áreas de deposição de sedimentos aluviais e compostas por extensas restingas.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 69

(James F. Petersen. Fundamentos de Geografia Física, 2014. Adaptado.)

(FGV-SP 2020) A imagem esquematiza o mecanismo

a) das ondas, movimentos circulares resultantes da atração gravitacional do Sol sobre a Terra.

b) das ondas, ondulações paralelas à praia resultantes do movimento de rotação da Terra.

c) das ondas, ondulações perpendiculares à praia resultantes da ação dos ventos na superfície oceânica.

d) das marés, oscilações horizontais do nível do mar resultantes do movimento de translação da Terra.

e) das marés, oscilações verticais do nível do mar resultantes da atração gravitacional da Lua sobre a Terra.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 70
(FGV-SP 2020) Em 1987, após a Convenção de Viena, foi assinado o Protocolo de Montreal, um tratado internacional que entrou em vigor em 1° de janeiro de 1989. Atualmente é o único acordo ambiental multilateral cuja adoção é universal: 197 estados assumiram o compromisso ambiental.
(https://mma.gov.br. Adaptado.)

O Protocolo de Montreal estabelece mecanismos que

a) limitam a produção de gases de efeito estufa.

b) protegem o ozônio estratosférico.

c) regulam o acesso aos recursos genéticos.

d) regulam a comercialização dos organismos vivos geneticamente modificados.

e) promovem a fiscalização para reduzir a biopirataria.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 71
(FGV-SP 2020) O desmatamento de florestas tropicais promove

a) a elevação da temperatura no local desmatado devido ao aumento da sedimentação de rios.

b) o aumento dos índices pluviométricos na área desmatada devido à maior irradiação de calor para a atmosfera.

c) a redução do processo erosivo na região desmatada devido ao escoamento superficial.

d) a redução da recarga de aquíferos na área desmatada devido à menor infiltração da água da chuva no subsolo.

e) o assoreamento de rios e lagos na bacia hidrográfica desmatada devido ao empobrecimento do solo.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 72
(FGV-SP 2020) Países da OPEP – Participação da reserva mundial de petróleo bruto, 2018


Com base nas informações do gráfico e em seus conhecimentos sobre os países da OPEP, pode-se afirmar que

a) o Irã possui a terceira maior jazida de petróleo da OPEP e está aumentando as exportações do produto devido às sanções norte-americanas.

b) o Iraque possui a quinta maior jazida de petróleo da OPEP e por incentivo estatal está diversificando a sua matriz energética para fontes renováveis.

c) o Kuwait possui a sexta maior jazida de petróleo da OPEP e está reduzindo sua produção e exportação desse recurso.

d) a Arábia Saudita possui a segunda maior jazida de petróleo da OPEP e o governo está incentivando o processo de privatização das empresas de petróleo.

e) a Venezuela apresenta a maior jazida de petróleo da OPEP e desde 2014 tem reduzido a produção desse recurso devido à instabilidade política e econômica.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 73
(FGV-SP 2020) A escala, em cartografia, é a proporção entre a área real e a área representada no mapa.

Há dois tipos de escala: a gráfica, representada a seguir, e a numérica.


A escala numérica correspondente à escala gráfica representada é

a) 1 : 1 500 000.
b) 1 : 3 000 000.
c) 1 : 9 000 000.
d) 1 : 15 000 000.
e) 1 : 30 000 000.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 74
(FGV-SP 2020) A imagem constitui o esboço de uma carta topográfica.

(FGV-SP 2020) A imagem constitui o esboço de uma carta topográfica.
(https://mapas.ibge.gov.br)

De acordo com a imagem e seus conhecimentos cartográficos, pode-se afirmar que

a) o rio principal segue a direção noroeste.

b) o ponto X é a melhor área para a implantação de agricultura mecanizada.

c) o ponto Y pode ser indicado para a passagem de rodovias.

d) o ponto Z é indicado para a instalação de um parque industrial.

e) a equidistância das curvas de nível é de 200 m.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 75
(FGV-SP 2020) Um avião decola da cidade de Nova Iorque (75º O) em direção à cidade de Berlim (15º L) no dia 13.08.2019, às 14h00.

O voo teve duração de 7 horas. Sabendo que os Estados Unidos e a Alemanha estavam no horário de verão, de março a outubro, qual dia e hora o avião pousou na cidade de Berlim?

a) Dia 13.08.2019 às 20h00.
b) Dia 13.08.2019 às 21h00.
c) Dia 14.08.2019 às 02h00.
d) Dia 14.08.2019 às 03h00.
e) Dia 14.08.2019 às 04h00.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

Inglês

Read the text to answer questions from 76 to 90.

There’s something faintly embarrassing about the 50th anniversary of the first moonwalk. It was just so long ago. It’s no longer “we” who put a man on the moon, it’s “they” who put a man on the moon. So why can’t “we” do it? It’s hard not to feel that for all the technological advances of the last halfcentury, America has lost something — the ability to unite and overcome long odds to achieve greatness.

At one level, this is silly. The U.S. stopped going to the moon because Americans stopped seeing the point of it, not because they stopped being capable of it. Still, the historic Mercury, Gemini, and Apollo programs do have something to teach us. Months before the moon landing, the journal Science wrote that the space program’s “most valuable spin-off of all will be human rather than technological: better knowledge of how to plan, coordinate and monitor the multitudinous and varied activities of the organizations required to accomplish great social undertakings.” So, here, lessons the Apollo has left behind.

1. _____________ President John Kennedy simplified NASA’s job with his 1961 address to Congress committing to “the goal, before this decade is out, of landing a man on the moon and returning him safely to Earth.” From then on, any decision was made by whether it would aid or impede the agency in meeting that deadline. Experiments that were too heavy were shelved, however valuable they might have been. Technologies that were superior but not ready for deployment were set aside. Having a North Star to pursue was essential, because skeptics and critics abounded. Amid protests over the Vietnam war and race riots, NASA engineers kept their heads down and their slide rules busy.

2. Harness incongruence. In any large organization there is pressure to suppress dissent. That can be deadly, as it was for NASA in the two space shuttle failures — Challenger and Columbia — each of which killed all seven crew members. Leading up to both tragedies, the fact that engineers grew concerned about a technical problem they did not fully understand, but they could not make a quantitative case; and were consequently ignored. After the bad years of the shuttle disasters, the practice of harnessing incongruence, and learning from mistakes, has staged something of a revival at NASA, which has since successfully sent unmanned craft to Mars, Jupiter and Saturn. Says Adam Stelzner, a NASA engineer, “Listen to all that the problem has to say, do not make assumptions or commit to a plan of action based on them until the deepest truth presents itself ”.

3. Delegate but decide. NASA realized early on that it needed help. About 90% of Apollo’s budget was spent on contractors from the most varied places. NASA itself was, therefore, more of a confederation than a single agency. With so many players involved, turf wars were unavoidable. NASA Administrator James Webb coined the phrase Space Age Management to describe how he tried to manage conflicts and ensure final decisions were made by headquarters. Unfortunately, Webb’s mastery of the complex network was not as thorough as he believed. The death of three astronauts during a routine test in 1967 was traced to deficiencies Webb had been unaware of. Failure, in this case, was as instructive as success.

4. Effectiveness and elegance. Aesthetically, the Apollo mission was poor. The module that touched down on the moon looked like an oversize version of a kid’s cardboard science project, all right angles and skinny legs. Apollo’s return to Earth was equally unglamorous.

The spaceship that left the launch pad was awesome; what was, by plan, to be rescued from the Pacific Ocean was a stubby cone weighing just 0.2% of the majestic original. But what looks clunky and awkward to an outsider may appear elegant to an engineer. Engineering inelegance, by contrast, would be redesigning a machine without fully anticipating the consequences.

Most of the people alive today had not yet arrived on the planet when Armstrong, Aldrin and Commander Michael Collins returned to it after their historic voyage. Never mind, though. The moon landing was a victory for all of the human race, past, present, and future.
(Peter Coy. Bloomberg Businessweek, 22.07.2019. Adapted.)

QUESTÃO 76
(FGV-SP 2020) The title which best summarizes the content of the text is:

a) “Management messages from moon missions”

b) “Moonflight stories of success revisited”

c) “50 years gone by — what about the future of spaceships?”

d) “Changes in America’s management practices”

e) “Travelling safely through space”

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 77
(FGV-SP 2020) In the fragment from the first paragraph “It’s no longer ‘we’ who put a man on the moon, it’s ‘they’ who put a man on the moon”, the underlined terms refer, respectively, to

a) the Americans and the Russians, their rivals in the space race at the time.

b) the American people in general and the scientists working for NASA.

c) the America of today and the America five decades ago.

d) the U.S. willing to go on with space programs, and the U.S. giving them up.

e) the Americans who are capable of breaking down barriers, and the Americans who are not.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 78
(FGV-SP 2020) The expression from the first paragraph “overcome long odds” means, in the context,

a) accept differences.
b) handle uncertainties.
c) ignore age-old conflicts.
d) prevail over adversities.
e) join efforts.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 79
(FGV-SP 2020) In the first and second paragraphs the author expresses his opinion that

a) the Americans made a wrong de cision when they first decided to stop flying to the moon.

b) no fact of real relevance about space travel has taken place after the first moonwalk.

c) celebrations for the 50th anniversary of the first moonwalk were, unhappily, unexpectedly disturbing.

d) it may seem unbelievable but, with comparatively poorer technology than today, U.S. could make moonwalk a reality.

e) America somewhat seems no longer able to come together as a nation in pursuit of a major goal.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 80
(FGV-SP 2020) In the excerpt from the second paragraph “The U.S. stopped going to the moon because Americans stopped seeing the point of it, not because they stopped being capable of it. Still, the historic Mercury, Gemini, and Apollo programs do have something to teach us”, the underlined word establishes, between the two sentences, a relation of

a) time.
b) contrast.
c) complementation.
d) cause and effect.
e) purpose.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 81
(FGV-SP 2020) In the fragment from the second paragraph “most valuable spin-off of all will be human rather than technological”, the underlined expression can be replaced, with no change in meaning, by

a) in spite of.
b) in addition to.
c) instead of.
d) as much as.
e) or else.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 82
(FGV-SP 2020) Choose the alternative proposing the subtitle that would most closely represent the content of item 1 (3ʳᵈ paragraph).

a) Have a clear objective.
b) Fight skepticism and criticism.
c) Work hard for your purposes.
d) Decide with authority.
e) Follow your intuitions.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 83
(FGV-SP 2020) The expression “that deadline”, in the third paragraph, refers to

a) the year of 1961.
b) a period of over ten years.
c) the completion of the Apollo program.
d) the end of the 60’s.
e) the end of John Kennedy’s presidency.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 84
(FGV-SP 2020) The fragment from the third paragraph “however valuable they might have been” can be rewritten, with no change in meaning, as

a) even though they were all of great value.

b) no matter how costly they would have been.

c) whenever they were considered impracticable.

d) regardless of possibly being of great relevance.

e) because they might have been too expensive.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 85
(FGV-SP 2020) From the reading of subitem 2 “Harness incongruence”, we understand that, if disasters such as those with the Columbia and the Challenger are to be prevented,

a) workers in highly sophisticated programs should assume responsibility for their own decisions.

b) leaders in charge of a project must commit to a plan of action and never deviate from it.

c) people should avoid making assumptions about problems they are not accountable for.

d) technical problems ought to be fully evaluated and explained in quantitative terms.

e) problems must not be disregarded or set aside until they are totally figured out.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 86
(FGV-SP 2020) In the context of the fourth paragraph, the verb “harness” means

a) tackle.
b) ignore.
c) explain.
d) repress.
e) justify.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 87
(FGV-SP 2020) In the fragment from the sixth paragraph “NASA itself was, therefore, more of a confederation than a single agency”, the underlined word means

a) comparatively.
b) as never before.
c) consequently.
d) nevertheless.
e) to a certain extent.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 88
(FGV-SP 2020) In the specific context of subitem 3 “Delegate but decide”, the statement “Failure, in this case, was as instructive as success” (4ᵗʰ paragraph) means that

a) NASA learned more from what went wrong in its projects than from what worked perfectly well.

b) an unexpected disaster reaffirmed the need for leaders to exercise more effective governance and oversight.

c) numerous difficulties arose as NASA delegated too many of their own responsibilities to others.

d) conflicts at NASA were inevitable and dealing with them was not always a successful task.

e) the highly complex network NASA turned into could  only result in a command breakdown.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 89
(FGV-SP 2020) In the fragment from the seventh paragraph “Webb’s mastery of the complex network was not as thorough as he believed”, the underlined word means

a) transparent.
b) productive.
c) efficient.
d) clever.
e) comprehensive.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 90
(FGV-SP 2020) According to the fourth subitem “Effectiveness and elegance”, as far as spaceships are concerned,

a) appearances are positively irrelevant.

b) form follows efficiency.

c) elegance and effectiveness should come together.

d) engineering inelegance ought to be inadmissible.

e) “clunky” and “awkward” are synonymous to “glamour”.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

Física

QUESTÃO 91
(FGV-SP 2020) A tabela mostra os valores das pressões que devem ser utilizadas nos pneus de um automóvel, em unidades que não pertencem ao Sistema Internacional de Unidades (SI).


O valor que completa a lacuna da tabela e a unidade de pressão no SI são

a) 26 e pascal.
b) 26 e atmosfera.
c) 26 e mm de Hg.
d) 24 e pascal.
e) 24 e atmosfera.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 92
(FGV-SP 2020) Dois amigos, Marcos e Pedro, estão às margens de um lago, no ponto A, e decidem nadar até um barco, que se encontra no ponto C.

Marcos supõe que chegará mais rápido se nadar direto do ponto A até o ponto C, enquanto Pedro supõe que seria mais rápido correr até o ponto B, que está sobre uma reta que contém o ponto C e é perpendicular à margem, e depois nadar até o barco.


Considere que a distância entre os pontos A e C seja 50 m, que a distância entre A e B seja 30 m, que a distância entre B e C seja 40 m, que Marcos e Pedro nadem com velocidade média de 1,0 m/s e que Pedro corra com velocidade média de 3,0 m/s.

Ao realizarem a travessia, partindo no mesmo instante,

a) Marcos chega ao barco 1,0 segundo antes de Pedro.

b) Marcos chega ao barco 0,5 segundo antes de Pedro.

c) Pedro chega ao barco 1,0 segundo antes de Marcos.

d) Pedro chega ao barco 0,5 segundo antes de Marcos.

e) Pedro e Marcos chegam juntos ao barco.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 93
(FGV-SP 2020) Durante uma competição, um atleta lançou um disco numa direção que formava um ângulo com a horizontal.

Esse disco permaneceu no ar por 4,0 segundos e atingiu o solo a 60 m do ponto de lançamento.

(http://files.efd321.webnode.com.br. Adaptado.)

Considerando sen  = 0,80, cos  = 0,60 e desprezando a resistência do ar, o módulo da velocidade com que o atleta arremessou o disco foi

a) 9 m/s.
b) 12 m/s.
c) 25 m/s.
d) 36 m/s.
e) 48 m/s.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 94
(FGV-SP 2020) No dia 10 de junho de 1969 foi lançada a nave espacial Apollo, que transportou os primeiros homens a pousarem na Lua.


Considere que a massa da Terra seja igual a 81 vezes a massa da Lua e que a distância entre os centros da Terra e da Lua seja d.

Suponha ainda que a trajetória percorrida pela nave está representada na figura pela reta que une o centro dos dois corpos.

Com base na figura, as forças de atração da Lua sobre a nave e de atração da Terra sobre a nave se igualaram entre os pontos

a) P e Q.
b) Q e R.
c) R e S.
d) S e T.
e) T e U.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 95
(FGV-SP 2020) Uma criança de massa 40 kg estava em pé no centro de uma prancha plana, de massa 12 kg, que flutuava em repouso na superfície da água de uma piscina.

Em certo instante, a criança saltou, na direção do comprimento da prancha, com velocidade horizontal constante de 0,6 m/s em relação ao solo, ficou no ar por 1,0 s e caiu na piscina a 1,7 m da extremidade da prancha.

(www.efdeportes.com. Adaptado.)

De acordo coma as informações e desprezando as perdas de energia, o comprimento dessa prancha é

a) 0,9 m.
b) 1,2 m.
c) 1,6 m.
d) 1,8 m.
e) 2,2 m.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 96
(FGV-SP 2020) Um barquinho de brinquedo, contendo no seu interior uma bolinha de gude de massa m, flutua na água de um recipiente, graduado em unidades de volume.


Sendo a densidade da água igual a dA e a densidade da bolinha igual a dB, se a bolinha for retirada do barquinho, a escala do recipiente indicará uma diminuição de volume igual a



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 97
(FGV-SP 2020) A figura mostra o mesmo bloco deslizando sobre duas rampas. A primeira está inclinada de um ângulo θ1 em relação à horizontal e a segunda está inclinada de um ângulo θ2, também em relação à horizontal, sendo θ1 menor que θ2.


Em ambos os casos, o bloco parte da altura h e desliza até o final das rampas. O coeficiente de atrito entre a superfície do bloco e as superfícies das duas rampas é o mesmo.

Considerando os módulos dos trabalhos realizados pela força peso do bloco quando ele desce as rampas 1 e 2, τP1 e τP2, respectivamente, e os módulos dos trabalhos realizados pela força de atrito entre o bloco e a superfície das rampas quando o bloco desce as rampas 1 e 2, τA1 e τA2, respectivamente, pode-se afirmar que

a) τP1 = τP2 e τA1 > τA2

b) τP1 = τP2 e τA1 = τA2

c) τP1 = τP2 e τA1 < τA2

d) τP1 > τP2 e τA1 = τA2

e) τP1 < τP2 e τA1 < τA2

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 98
(FGV-SP 2020) O calor pode se propagar por meio de três processos, condução, convecção e radiação, embora existam situações em que as condições do ambiente impedem a ocorrência de alguns deles.

Um exemplo é a impossibilidade de ocorrência da

a) radiação na superfície de Mercúrio, onde não há atmosfera.

b) convecção na superfície da Lua, onde não há qualquer substância na forma líquida ou gasosa.

c) convecção na atmosfera de Vênus, pois nela o efeito estufa é muito intenso.

d) condução no interior dos oceanos terrestres, pois as correntes marítimas favorecem a convecção.

e) radiação na atmosfera da Terra, pois o calor é absorvido pelos gases que a compõem.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 99
(FGV-SP 2020) Analise o gráfico, que apresenta a variação da pressão atmosférica terrestre em função da altitude.

(www.if.ufrgs.br.)

Sabe-se que a densidade do ar, à pressão de 1,0 atm e a 0ºC, é 1,30 kg/m³. Considerando que o ar se comporte como um gás ideal, sua densidade a uma altitude de 3 500m e a 0ºC é, aproximadamente,

a) 0,46 kg/m³.
b) 0,65 kg/m³.
c) 0,85 kg/m³.
d) 0,92 kg/m³.
e) 0,98 kg/m³.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 100
(FGV-SP 2020) Um objeto realiza movimento harmônico simples, de amplitude A e frequência f, em frente a um espelho esférico convexo, deslocando-se sobre o eixo principal do espelho. O movimento da imagem desse objeto, observado no espelho, apresentará, em relação ao movi mento do objeto,

a) mesma frequência e maior amplitude.

b) frequência e amplitude menores.

c) frequência e amplitude maiores.

d) mesma frequência e menor amplitude.

e) mesma frequência e mesma amplitude.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 101
(FGV-SP 2020) A figura mostra um raio de luz monocromática que incide na face AC de um prisma de vidro que se encontra mergulhado na água.

A direção do raio incidente é perpendicular à face BC do prisma.


Os índices de refração absolutos do vidro e da água, para a frequência da luz do raio incidente, valem, respectivamente, 1,50 e 1,33. Ao incidir na superfície AC do prisma, o raio de luz sofrerá

a) reflexão total, pois está se propagando do meio de menor para o de maior índice de refração.

b) reflexão total se o ângulo θ for maior do que o ângulo limite para o par de meios água-vidro.

c) reflexão total se o ângulo θ for menor do que o ângulo limite para o par de meios água-vidro.

d) refração, pois a direção de propagação do raio é perpendicular à face oposta à de incidência.

e) refração, pois está se propagando do meio de menor para o de maior índice de refração.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 102
(FGV-SP 2020) A figura mostra dois instantes das configurações extremas de uma corda na qual se estabeleceu uma onda estacionária.

As ondas que originam a onda estacionária têm comprimento igual a 40 cm e se propagam na corda com velocidade de 200 cm/s.

(FGV-SP 2020) A figura mostra dois instantes das configurações extremas de uma corda na qual se estabeleceu uma onda estacionária.
(http://macao.communications.museum. Adaptado.)

O menor intervalo de tempo para que a corda passe da configuração mostrada em cor vermelha para a configuração mostrada em cor azul é

a) 0,1 s.
b) 0,2 s.
c) 0,5 s.
d) 2,0 s.
e) 5,0 s.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 103
(FGV-SP 2020) O esquema representa um circuito elétrico composto por uma bateria ideal de força eletromotriz ε e três pequenas lâmpadas incandescentes idênticas.

(FGV-SP 2020) O esquema representa um circuito elétrico composto por uma bateria ideal de força eletromotriz ε e três pequenas lâmpadas incandescentes idênticas.

Supondo que as resistências das lâmpadas sejam constantes, se o circuito for interrompido no ponto P, o brilho

a) de L1 aumentará e o de L2 diminuirá.

b) de L1 e L2 aumentarão.

c) de L1 e L2 não se alterarão.

d) de L1 diminuirá e o de L2 aumentará.

e) de L1 diminuirá e o de L2 não se alterará.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 104
(FGV-SP 2020) Uma espira quadrada ABCD, de lado d, move-se no plano xy, paralelamente ao eixo x, inicialmente com velocidade constante v0.

Em dado instante, a espira entra em uma região em que existe um campo magnético uniforme, com direção perpendicular ao plano xy e sentido saindo do papel.

(FGV-SP 2020) Uma espira quadrada ABCD, de lado d, move-se no plano xy, paralelamente ao eixo x, inicialmente com velocidade constante v0.

Considere que a espira atravessa toda a região em que existe o campo magnético e que durante todo o movimento apenas a força magnética atua sobre a espira.

O gráfico que melhor representa o módulo da velocidade da espira, em função da posição x de seu lado AB, é











GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 105
(FGV-SP 2020) De acordo com a teoria da relatividade de Einstein, a conversão de massa em energia é regida pela expressão E = m . c², sendo c a velocidade da luz no vácuo, que é igual a 3 × 10⁸ m/s.

No interior do Sol, ocorrem fusões nas quais quatro átomos de hidrogênio se unem para formar um átomo de hélio.

A massa dos quatro átomos de hidrogênio é ligeiramente maior que a de um átomo de hélio, e essa diferença, que é de aproximadamente 5,0 × 10⁻²⁹ kg, é convertida em energia.

Sabe-se que a energia produzida no interior do Sol, a cada segundo, é cerca de 3,6 × 10²⁸ J. portanto, a quantidade de prótons que se fundem no interior do Sol, a cada segundo, é

a) 1,6 × 10²⁰.
b) 4,8 × 10³².
c) 3,2 × 10⁴⁰.
d) 7,2 × 10⁵⁶.
e) 2,2 × 10⁶⁵.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

Química

QUESTÃO 106
(FGV-SP 2020) As curvas apresentadas no gráfico foram construídas com dados obtidos em uma pesquisa experimental que monitorou o comportamento da pressão de vapor dos líquidos 1, 2, 3 e 4 em função da temperatura.

(FGV-SP 2020) As curvas apresentadas no gráfico foram construídas com dados obtidos em uma pesquisa experimental que monitorou o comportamento da pressão de vapor dos líquidos 1, 2, 3 e 4 em função da temperatura.

Dentre os líquidos empregados no experimento, o que é mais volátil, o que apresenta a temperatura de ebulição mais alta e o que vaporiza entre 30°C e 60°C sob pressão atmosférica de 500 mmHg são os líquidos indicados, respectivamente, pelos números

a) 1, 2 e 3.
b) 2, 3 e 4.
c) 1, 4 e 2.
d) 4, 1 e 2.
e) 4, 1 e 3.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 107
(FGV-SP 2020) A argentita é um minério de prata no qual o cátion monovalente do metal nobre encontra-se ligado ao ânion sulfeto.

Considerando o ânion sulfeto com 20 nêutrons, o número total de elétrons desse ânion, o número de massa desse ânion e a fórmula do composto que constitui a argentita são, respectivamente,

a) 18, 36 e Ag2S.
b) 18, 36 e AgS2.
c) 18, 38 e Ag2S.
d) 16, 36 e AgS2.
e) 16, 38 e Ag2S.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 108
(FGV-SP 2020) Um experimento para a identificação de um metal M foi realizado de acordo com a montagem instrumental da figura.

(Pedro Faria e Alvaro Chrispino. Manual de Química Experimental, 2010. Adaptado.)

A solução de HCl foi adicionada até que toda amostra do metal M, de massa 2,38 g, reagisse completamente, formando gás hidrogênio (H2), cujo volume coletado, a 27°C e 1,00 atm, foi de 480 mL.

Considerando que a constante geral dos gases seja R = 0,08 atm . L . mol⁻¹ . K⁻¹, o metal empregado nesse experimento foi o

a) zinco.
b) estanho.
c) chumbo.
d) níquel.
e) ferro.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 109
(FGV-SP 2020) O Bioglass® é um vidro que apresenta a característica de se ligar fortemente ao tecido ósseo e, devido a essa propriedade, é muito empregado em implantes.

Esse material é sintetizado a partir dos seguintes óxidos: dióxido de silício, óxido de cálcio, óxido de sódio e pentóxido de difósforo.

A soma dos números de oxidação de todos os elementos químicos ligados aos átomos de oxigênio nos óxidos que compõem o Bioglass® é

a) 6.
b) 8.
c) 9.
d) 11.
e) 12.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

Leia o texto para responder às questões 110 e 111.

Granadas de fumaça são dispositivos usados pelas forças armadas em situações de combate, com o objetivo de ocultar a movimentação das tropas.

Nesses dispositivos, os reagentes hexacloroetano (C2Cl6), alumínio em pó (Al) e óxido de zinco (ZnO) ficam em compartimentos separados e, quando o detonador é acionado, ocorre a mistura desses reagentes, provocando uma sequência de duas reações instantâneas, representadas pelas seguintes equações:

2Al (s) + 3ZnO (s) ⎯→ 3Zn (s) + Al2O3 (s)
3Zn (s) + C2Cl6 (s) ⎯→ 3ZnCl2 (s) + 2C (s)

A disseminação, no ar, dos produtos reacionais emitidos nessas reações resulta numa fumaça intensa.

QUESTÃO 110
(FGV-SP 2020) Uma granada de fumaça contém 6 mol de cada um dos reagentes, hexacloroetano, alumínio em pó e óxido de zinco. Ao ser detonada, a quantidade máxima de carbono que se forma na fumaça é igual a

a) 2 mol.
b) 4 mol.
c) 6 mol.
d) 8 mol.
e) 12 mol.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 111
(FGV-SP 2020) A fumaça produzida pela detonação da granada é quimicamente classificada como uma

a) mistura homogênea gasosa.

b) mistura homogênea sólido-gás.

c) dispersão coloidal sólido-líquido.

d) dispersão coloidal líquido-gás.

e) dispersão coloidal sólido-gás.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 112
(FGV-SP 2020) O ânion hidreto (H⁻) forma o hidreto de sódio (NaH), composto empregado no estudo do mecanismo de reações químicas, por ser um forte agente redutor.

O íon hidreto reage violentamente com a água, formando o gás hidrogênio (H2), como representa a equação da reação:

H⁻ + H2O ⎯→ OH⁻ + H2

De acordo com as teorias ácido-base, nessa reação, a molécula de água é classificada como _________ e o íon hidreto, presente no hidreto de sódio, é classificado como _________ por ser uma espécie doadora de par de elétrons.

Assinale a alternativa que preenche, respectivamente, as lacunas do texto.

a) ácido de Arrhenius – base de Arrhenius

b) base de Arrhenius – ácido de Arrhenius

c) ácido de Lewis – base de Lewis

d) base de Lewis – ácido de Lewis

e) base de Bronsted – ácido de Bronsted

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 113
(FGV-SP 2020) A furaltadona (C13H16N4O6) é uma substância bactericida empregada no combate à salmonela, sendo adicionada à água de bebedouros em criadouros de aves.

A furaltadona interage com a água de acordo com a reação representada pela equação:

C13H16N2O6 (aq) + H2O (l) →
→ C13H16N2O6H⁺ (aq) + OH⁻ (aq)

Sabendo que a constante de equilíbrio dessa reação, a 25°C, é Kb = 1,0 × 10⁻⁵, uma solução 0,1 mol/L de furaltadona a 25°C apresenta pH igual a

a) 1.
b) 3.
c) 5.
d) 9.
e) 11.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 114
(FGV-SP 2020) O composto digluconato de clorexidina (DGC) possui massa molar igual a 505,5 g/mol e é o princípio ativo em soluções destinadas à assepsia e esterilização das mãos em procedimentos cirúrgicos.

Uma solução alcoólica comercial desse composto contém 0,5% em massa de DGC e sua densidade é igual a 1,0 g/mL.

A quantidade em mol de digluconato de clorexidina em 1 litro dessa solução é, aproximadamente,

a) 10⁻³
b) 10⁻²
c) 10⁻¹
d) 10⁰
e) 10¹

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 115
(FGV-SP 2020) Uma cozinheira preparou um molho de tomate para ser consumido posteriormente, armazenando-o no refrigerador, em um recipiente de aço inoxidável coberto com uma folha de alumínio, conforme mostram as imagens.


Passados alguns dias, surgiram pequenos furos na folha de alumínio, como resultado da corrosão, que ocorreu devido ao fato de o molho de tomate ser uma solução eletrolítica e de dois metais diferentes terem sido colocados em contato, formando, assim, uma pilha.

Os potenciais-padrão de redução (E⁰) referentes aos componentes da pilha formada são:


Nessa pilha, o recipiente de aço inoxidável atuou como eletrodo inerte (condutor elétrico que não reage) com polaridade __________, e o alumínio, por sua vez, atuou como __________. O potencial-padrão dessa pilha é __________.

Assinale a alternativa que preenche as lacunas do texto.

a) negativa – ânodo – +2,06 V
b) negativa – cátodo – +4,52 V
c) positiva – ânodo – +2,06 V
d) positiva – ânodo – +4,52 V
e) positiva – cátodo – +2,06 V

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 116
(FGV-SP 2020) Em outubro de 2017 diversos países europeus reportaram detecções da presença anormal do radiosótopo rutênio-106 (¹⁰⁶Ru) no ar atmosférico. Esse fato foi atribuído a um acidente nuclear que ocorreu na Rússia.

A radioatividade referente a esse radioisótopo, medida na atmosfera, foi de 100 mBq/m³. O radioisótopo rutênio-106 decai com emissão de partículas β⁻ com tempo de meia-vida igual a 1 ano.
(Olivier Masson et al. Proceedings of National
Academy of Sciences, junho de 2019. Adaptado.)

O produto do decaimento do radioisótopo rutênio-106 e o tempo que levará, desde o monitoramento em 2017, para que a sua atividade radioativa no ar da Europa seja igual a 6,25 mBq/m³ são, respectivamente,

a) ródio-106 e 4 anos.
b) ródio-106 e 6 anos.
c) tecnécio-106 e 4 anos.
d) tecnécio-106 e 6 anos.
e) rutênio-107 e 6 anos.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 117
(FGV-SP 2020) Na estrutura da molécula do Malathion®, o átomo que apresenta expansão da camada de valência, efetuando mais ligações químicas do que a quantidade prevista pela regra do octeto, o total de elétrons que esse átomo apresenta em sua camada de valência nessa molécula e a designação dessa camada são, respectivamente,

a) fósforo, 10 e N.
b) fósforo, 10 e M.
c) fósforo, 12 e M.
d) enxofre, 10 e M.
e) enxofre, 12 e N.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 118
(FGV-SP 2020) Na estrutura da molécula do florpirauxifen-benzil estão presentes os grupos funcionais oxigenados característicos das funções orgânicas éter e

a) cetona, que por redução forma um álcool primário.

b) cetona, que por oxidação forma um álcool secundário.

c) éster, que por hidrólise forma o álcool benzílico.

d) éster, que por oxidação forma o ácido benzoico.

e) éster, que por hidrólise forma o fenol.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 119
(FGV-SP 2020) Diversos polímeros, como o polietileno, o teflon e o PVC, são produzidos pelo mesmo tipo de reação de polimerização.

Esses polímeros são empregados na fabricação de embalagens e em diversas finalidades em engenharia.

A fórmula estrutural de um polímero reciclável dessa classe está representada a seguir.


A classificação da reação de polimerização que origina esse polímero e a fórmula estrutural do seu monômero são



GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 120
(FGV-SP 2020) A tabela apresenta algumas substâncias químicas muito utilizadas em nosso cotidiano.


Dentre essas substâncias, aquelas que devemos armazenar separadamente para evitar que se misturem, pois reagem instantaneamente, são aquelas cujas aplicações indicadas na tabela correspondem

a) à higiene bucal e à higienização de mãos.

b) à higiene bucal e à higienização de refrigeradores.

c) à higienização de mãos e ao desentupimento de pias.

d) à culinária e ao desentupimento de pias.

e) à culinária e à higienização de mãos.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

Português

Leia o texto para responder às questões de 121 a 127.

São Paulo – Os olhos do Brasil e do mundo se voltam para a maior floresta tropical e maior reserva de biodiversidade da Terra. Milhares de mensagens de alerta em diferentes línguas circulam nas redes sociais com a hashtag #PrayForAmazonia. A razão não poderia ser pior: a Amazônia arde em chamas.

O bioma é o mais afetado pela maior onda de incêndios florestais no Brasil em sete anos. Não há novidade no fenômeno em si. A Amazônia sempre sofreu com queimadas ligadas à exploração de terra. Mas como isso chegou tão longe? Segundo dados do Inpe, o número de focos de incêndio florestal aumentou 83% entre janeiro e agosto de 2019 na comparação com o mesmo período de 2018.

Desde 1º de janeiro até a terça-feira [20.08.2019] foram contabilizados 74 155 focos, alta de 84% em relação ao mesmo período do ano passado. É o número mais alto desde que os registros começaram, em 2013. A última grande onda é de 2016, com 66 622 focos de queimadas nesse período. Combinado a períodos de seca severa, o desmatamento e a prática de queimadas podem gerar um saldo final incendiário.

O que causa estranheza aos especialistas nos eventos de 2019, porém, é que a seca não se mostra tão severa como nos anos anteriores e tampouco houve eventos climáticos extremos, como o El Niño, que justifiquem um aumento considerável nos focos de incêndio. Além disso, os tempos de seca mais severos ocorrem geralmente no mês de setembro. Ou seja: a mão do homem pesou, e muito, para a alta neste ano.
(Vanessa Barbosa. “Inferno na floresta: o que sabemos sobre os
incêndios na Amazônia”. https://exame.abril.com.br, 23.08.2019. Adaptado.)

QUESTÃO 121
(FGV-SP 2020) As informações do texto permitem concluir que

a) a exploração da terra na região amazônica tem prejudicado a biodiversidade local, mas não se pode afirmar categoricamente que tenha relação com as queimadas de 2019.

b) a Amazônia sofre regularmente com as queimadas, mas a de 2019 não se configura como a maior, já que incêndios anteriores na região devastaram 84% de mata nativa.

c) o prejuízo causado à região amazônica em 2019 decorreu da combinação de seca severa, desmatamento e prática de queimadas pelo homem, associados ao El Niño.

d) a comoção internacional não se justifica, considerando-se que o índice de queimadas na Amazônia em 2019 é o menor desde 2013, quando começaram os registros.

e) as queimadas na Amazônia despertaram a preocupação de pessoas em todo o mundo, considerando-se a relevância dessa floresta como a maior reserva de biodiversidade da Terra.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 122
(FGV-SP 2020) Na organização das informações textuais, as expressões sublinhadas em “A razão não poderia ser pior: a Amazônia arde em chamas” (1.o parágrafo) e “Ou seja: a mão do homem pesou, e muito, para a alta neste ano” (4º parágrafo) têm, respectivamente, a função de:

a) ampliar o sentido do termo “pior”; concluir, em um enunciado comparativo, as informações precedentes.

b) sintetizar o sentido da oração precedente; contestar, em um enunciado adversativo, as informações prece - dentes.

c) explicitar o sentido do termo “razão”; explicar, em um enunciado inferencial, as informações precedentes.

d) contestar o sentido da oração precedente; comparar, em um enunciado conclusivo, as informações precedentes.

e) retomar o exposto na expressão “não poderia ser pior”; ratificar, em um enunciado explicativo, as informações precedentes.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 123
(FGV-SP 2020) De acordo com o Dicionário Houaiss, a metonímia é uma “figura de retórica que consiste no uso de uma palavra fora de seu contexto semântico normal, por ter ela significação com alguma relação objetiva, de contiguidade, material ou conceitual, com o conteúdo ou o referente ocasionalmente pensado”.

Essa definição aplica-se à seguinte passagem do texto:

a) “Os olhos do Brasil e do mundo se voltam para a maior floresta tropical e maior reserva de biodiversidade da Terra.” (1º parágrafo)

b) “Milhares de mensagens de alerta em diferentes línguas circulam nas redes sociais com a hashtag #PrayForAmazonia.” (1º parágrafo)

c) “A Amazônia sempre sofreu com queimadas ligadas à exploração de terra. Mas como isso chegou tão longe?” (2º parágrafo)

d) “foram contabilizados 74 155 focos, alta de 84% em relação ao mesmo período do ano passado.” (3º parágrafo)

e) “Além disso, os tempos de seca mais severos ocorrem geralmente no mês de setembro.” (4º parágrafo)

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 124
(FGV-SP 2020) Assinale a alternativa que atende à norma-padrão de concordância verbal.

a) O Brasil e o mundo põe-se a olhar com preocupação para a maior floresta tropical do planeta, que as queimadas afetou.

b) Grande parte dos prejuízos à biodiversidade decorrem da combinação de períodos de seca severa com o desmatamento e queimadas.

c) Não se vê novidades quando se fala em queimadas na Amazônia, já que elas ocorrem com frequência na região.

d) Dados do Inpe sugerem que, nos últimos anos, têm havido aumento expressivo no número de focos de incêndio florestal.

e) Em sete anos, a onda de incêndios florestais no Brasil foram maiores, deixando a Amazônia arder em chamas.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 125
(FGV-SP 2020) No período do quarto parágrafo “O que causa estranheza aos especialistas nos eventos de 2019, porém, é que a seca não se mostra tão severa como nos anos anteriores e tampouco houve eventos climáticos extremos, como o El Niño, que justifiquem um aumento considerável nos focos de incêndio”, as orações sublinhadas estabelecem, respectivamente, sentido de:

a) adversidade; comparação; causa.

b) concessão; consequência; restrição.

c) condição; consequência; explicação.

d) adversidade; comparação; explicação.

e) concessão; condição; consequência.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

Leia um trecho da letra da canção “Amazônia”, de Roberto Carlos, para responder às questões 126 e 127.

Amazônia
A lei do machado
Avalanches de desatinos
Numa ambição desmedida
Absurdos contra os destinos
De tantas fontes de vida
Quanta falta de juízo
Tolices fatais
Quem desmata, mata
Não sabe o que faz
Como dormir e sonhar
Quando a fumaça no ar
Arde nos olhos de quem pode ver
Terríveis sinais, de alerta, desperta
Pra selva viver
Amazônia, insônia do mundo
Amazônia, insônia do mundo
(www.vagalume.com.br)

QUESTÃO 126
(FGV-SP 2020)  Os versos “Avalanches de desatinos / Numa ambição desmedida / Absurdos contra os destinos / De tantas fontes de vida” estão tematicamente relacionados à seguinte passagem do texto. “Inferno na floresta”:

a) “Milhares de mensagens de alerta em diferentes línguas circulam nas redes sociais com a hashtag #PrayForAmazonia.” (1º parágrafo)

b) “Não há novidade no fenômeno em si. A Amazônia sempre sofreu com queimadas ligadas à exploração de terra.” (2º parágrafo)

c) “O que causa estranheza aos especialistas nos eventos de 2019, porém, é que a seca não se mostra tão severa” (4º parágrafo)

d) “Tampouco houve eventos climáticos extremos [...] que justifiquem um aumento considerável nos focos de incêndio.” (4º parágrafo)

e) “Além disso, os tempos de seca mais severos ocorrem geralmente no mês de setembro.” (4º parágrafo)

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 127
(FGV-SP 2020) Nas passagens do texto da Exame “focos de incêndio florestal” (3º parágrafo) e “eventos climáticos” (4º parágrafo) e no verso da letra da canção “Tolices fatais”, as palavras sublinhadas são formadas por:

a) derivação sufixal.

b) composição por justaposição.

c) derivação parassintética.

d) composição por aglutinação.

e) derivação regressiva.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

Leia o texto para responder às questões de 128 a 130.

Nos dois primeiros episódios da série Chernobyl, da HBO, cientistas exasperados tentam convencer os superiores na usina e no governo soviético de que um dos reatores nucleares explodiu e está jorrando radioatividade sobre a Europa.

A resposta dos superiores, exemplar da estupidez surrealista de uma burocracia totalitária, é sempre a mesma: impossível, um “reator RBMK não explode”. A posição oficial é que havia somente um pequeno incêndio no telhado.

“Eu fui lá, eu vi!”, repetem os cientistas, um após o outro, antes de vomitarem, verterem sangue pelos poros ou caírem duros. Apenas quando a radioatividade é detectada na Suécia, Mikhail Gorbatchov encara seus ministros com uma expressão de “camarada, deu ruim...” — naquela altura, a radioatividade liberada já era superior à de vinte bombas de Hiroshima.

Só mesmo no totalitarismo soviético, pensei, assistindo à série. Então fui ler na revista Piauí o trecho do livro A Terra inabitável: uma história do futuro, do jornalista David Wallace-Wells, que sairá pela Companhia das Letras no mês que vem. Impossível terminar as 11 páginas sobre o aquecimento global sem ficar apavorado feito um cientista em Chernobyl.
(Antonio Prata. “Bem-vindos a Chernobyl”.
www.folha.uol.com.br, 16.06.2019. Adaptado.)

QUESTÃO 128
(FGV-SP 2020) No texto, a variedade formal da língua, flagrada na passagem “Só mesmo no totalitarismo soviético, pensei, assistindo à série” (4º parágrafo), coexiste com a variedade informal, presente em:

a) “cientistas exasperados tentam convencer os superiores na usina e no governo soviético de que um dos reatores nucleares explodiu” (1º parágrafo)

b) “A resposta dos superiores, exemplar da estupidez surrealista de uma burocracia totalitária, é sempre a mesma: impossível, um ‘reator RBMK não explode.’” (2º parágrafo)

c) “Apenas quando a radioatividade é detectada na Suécia, Mikhail Gorbatchov encara seus ministros com uma expressão de ‘camarada, deu ruim…’” (3º parágrafo)

d) “Então fui ler na revista Piauí o trecho do livro A Terra inabitável: uma história do futuro, do jornalista David Wallace-Wells” (4º parágrafo)

e) “Impossível terminar as 11 páginas sobre o aquecimento global sem ficar apavorado feito um cientista em Chernobyl”. (4º parágrafo)

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 129
(FGV-SP 2020) Considere as passagens do texto:

• [...] impossível, um “reator RBMK não explode” (2º parágrafo)
• “Eu fui lá, eu vi!”, repetem os cientistas [...] (3º parágrafo)

a) discurso indireto, estabelecendo-se entre os enunciados uma relação de complementação de sentido, já que o segundo amplia o conteúdo expresso no primeiro.

b) ironia, estabelecendo-se entre os enunciados uma relação de causa e consequência, já que a ação expressa no segundo decorre do conteúdo expresso no primeiro.

c) ênfase, estabelecendo-se entre os enunciados uma relação de oposição de sentido, já que o segundo contesta veementemente o conteúdo expresso no primeiro.

d) ambiguidade na fala do autor, estabelecendo-se entre os enunciados uma relação de comparação, já que o segundo reitera o conteúdo expresso no primeiro.

e) discurso direto, estabelecendo-se entre os enunciados uma relação de oposição de sentido, já que o segundo contesta o conteúdo expresso no primeiro.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 130
(FGV-SP 2020) Nas expressões “cientistas exasperados”, “exemplar da estupidez surrealista” e “burocracia totalitária”, os termos sublinhados podem ser substituídos, sem alteração de sentido, respectivamente, por:

a) exaltados; modelo; que não admite oposição.

b) irritados; cópia; que abarca diferentes opiniões.

c) desesperados; lição; que segue uma única ideia.

d) excitados; base; que apregoa a subserviência.

e) arrebatados; contraponto; que se presta à servidão.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 131
(FGV-SP 2020) Leia a tira Níquel Náusea, de Fernando Gonsales.

(FGV-SP 2020) Leia a tira Níquel Náusea, de Fernando Gonsales.

Nas frases “E outra que ele come para digerir de novo” e “Nojinho agora?”, o termo “para” introduz no enunciado noção de

a) conformidade, enquanto a pergunta do coelho consiste em uma advertência à garota para que não o segure.

b) finalidade, enquanto a pergunta do coelho representa aceitação da expressão de asco da garota.

c) causa, enquanto a pergunta do coelho expressa desapontamento em relação ao nojo demonstrado pela garota.

d) finalidade, enquanto a pergunta do coelho expressa repulsa em relação ao comportamento da garota.

e) conformidade, enquanto a pergunta do coelho demonstra sua perplexidade diante da atitude da garota.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

Leia o texto para responder às questões de 132 a 135.

Modos de xingar

— Biltre!
— O quê?
— Biltre! Sacripanta!
— Traduz isso para português.
— Traduzo coisa nenhuma. Além do mais, charro!
Onagro!

Parei para escutar. As palavras estranhas jorravam do interior de um Ford de bigode. Quem as proferia era um senhor idoso, terno escuro, fisionomia respeitável, alterada pela indignação.

Quem as recebia era um garotão de camisa esporte; dentes clarinhos emergindo da floresta capilar, no interior de um fusca. Desses casos de toda hora: o fusca bateu no Ford. Discussão. Bate-boca. O velho usava o repertório de xingamentos de seu tempo e de sua condição: professor, quem sabe? leitor de Camilo Castelo Branco.

Os velhos xingamentos. Pessoas havia que se recusavam a usar o trivial das ruas e botequins, e iam pedir a Rui Barbosa, aos mestres da língua, expressões que castigassem fortemente o adversário.

Esse material seleto vinha esmaltar artigos de polêmica (polemizava-se muito nos jornais do começo do século), discursos políticos (nos intervalos do estado de sítio, é lógico) e um pouco os incidentes de calçada. A maioria, sem dúvida, não se empenhava em requintes.
(Carlos Drummond de Andrade. “Modos de xingar”.
As palavras que ninguém diz, 2011.)

QUESTÃO 132
(FGV-SP 2020) As passagens “— O quê?” (2º parágrafo) e “professor, quem sabe?” (6º parágrafo) são empregadas no texto para indicar, respectivamente:

a) um comentário ofensivo e uma dúvida infundada.

b) uma demonstração de incompreensão e uma conjectura.

c) uma dúvida fundamentada e uma constatação.

d) uma hipótese improvável e uma retificação.

e) um revide intolerante e uma ironia.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 133
(FGV-SP 2020) Analisando-se os modos de organização do texto, conclui-se que prevalecem as sequências tipológicas da

a) narração, com a crítica no penúltimo parágrafo.

b) descrição, com o relato no penúltimo parágrafo.

c) narração, com a reflexão no penúltimo parágrafo.

d) descrição, com o comentário no penúltimo parágrafo.

e) dissertação, com o detalhamento no penúltimo parágrafo.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 134
(FGV-SP 2020) A frase do último parágrafo do texto “A maioria, sem dúvida, não se empenhava em requintes” está reescrita, em conformidade com a norma-padrão e com o sentido do texto, em:

a) A maioria provavelmente não se sujeitava a requintes.

b) A maioria talvez não se obrigava à requintes.

c) A maioria realmente não se rendia em requintes.

d) A maioria certamente não se dedicava a requintes.

e) A maioria evidentemente não se comprometia em requintes.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

QUESTÃO 135
(FGV-SP 2020) Na oração “— Traduzo coisa nenhuma” (5º parágrafo), o termo sublinhado pertence à mesma classe de palavras do termo sublinhado em:

a) O lugar certo onde ocorreu a batida entre o Ford e o fusca eu não lembro agora.

b) O senhor do Ford proferia ofensas ao jovem do fusca, pensando estar fazendo o certo.

c) Para muitos, não era certo ofender com palavras simples, tinham que castigar.

d) Em um bate-boca, ninguém acaba falando certo, já que as ofensas prevalecem.

e) Na fala do senhor idoso, o jovem identificou certo termo que desconhecia.

GABARITO E RESOLUÇÃO.

Comentários